entrar          esqueci minha senha
  Usuário/email:
  Senha:
        

Poesia mexicana - A arte da palavra, por Octavio Paz
2 comentário(s):
Ana Bela:
Belíssimo o poema desse grande poeta e crítico mexicano que nos emociona, seja através das suas poesias, seja através de seus ensaios teóricos sobre literatura e arte. Octavio Paz diz que o poema é o lugar de encontro entre a poesia e o homem e que a palavra poética é ritmo, cor, significado e imagem. Parabéns Edmilson pela constante escolha sensível de temas e poesias que vem aquecendo e iluminando aqueles que acessam o seu blog e que vivem nas mais diversas florestas.
Ana Bela

16/07/2006
Luiz Mário:
Bela poesia, embora não case com o ato do MLST. Aliás, soa estranho a ausência de algo a respeito do fato, pois quando foi necessário o povo para apear políticos do poder, como foram os casos de Fernando Collor e Antônio Palocci, onde Eriberto Batista e Francenildo, motorista e caseiro, respectivamente, legítimos integrantes dos segmentos populares, produziram um clamor popular que culminou com a queda de tais políticos, tiveram reconhecidos suas importâncias, o que não ocorreu com o movimento que pretendia colocar o conjunto completo para correr, por que?
13/06/2006

Neste blog só podem comentar usuários cadastrados.

Clique aqui para fazer login.

Copyright 2005-2017 UniBlog.com.br