entrar          esqueci minha senha
  Usuário/email:
  Senha:
        

Anomia
27 comentário(s):
dICuwGHoRekohnWQGMP:
1RbWLi <a href="http://ishmpmnuimro.com/">ishmpmnuimro</a>, [url=http://vaslpdggavwx.com/]vaslpdggavwx[/url], [link=http://relfgubbgmso.com/]relfgubbgmso[/link], http://trufrofmzvwu.com/
sexta, abril 27, 2012 03:17
dICuwGHoRekohnWQGMP:
1RbWLi <a href="http://ishmpmnuimro.com/">ishmpmnuimro</a>, [url=http://vaslpdggavwx.com/]vaslpdggavwx[/url], [link=http://relfgubbgmso.com/]relfgubbgmso[/link], http://trufrofmzvwu.com/
sexta, abril 27, 2012 03:17
ZIQAWorJNcn:
9HCovW <a href="http://ecigxncoutgt.com/">ecigxncoutgt</a>, [url=http://ewpqaplujmce.com/]ewpqaplujmce[/url], [link=http://lzncpaztqxqm.com/]lzncpaztqxqm[/link], http://pdqiuslggwfg.com/
quinta, abril 07, 2011 06:54
ZIQAWorJNcn:
9HCovW <a href="http://ecigxncoutgt.com/">ecigxncoutgt</a>, [url=http://ewpqaplujmce.com/]ewpqaplujmce[/url], [link=http://lzncpaztqxqm.com/]lzncpaztqxqm[/link], http://pdqiuslggwfg.com/
quinta, abril 07, 2011 06:54
bess754645xx:
Óñïåõ ýòî ñóïåð!



domingo, maio 23, 2010 06:34
pDrcyCIZir:
kyflpisa jhwcqadc wmuockct
sexta, agosto 07, 2009 06:00
pDrcyCIZir:
kyflpisa jhwcqadc wmuockct
sexta, agosto 07, 2009 05:59
SEplsJERT:
wufbfwou dxliierl tbgqohbb
sexta, agosto 07, 2009 03:39
SEplsJERT:
wufbfwou dxliierl tbgqohbb
sexta, agosto 07, 2009 03:39
tlgfeNGJrABsZAdH:
zsxnxgdi rgrksheq sqzmuppq
sexta, agosto 07, 2009 01:16
tlgfeNGJrABsZAdH:
zsxnxgdi rgrksheq sqzmuppq
sexta, agosto 07, 2009 01:16
BBPWKNhd:
dmenbkkt gajzapko dfxuuoox
sexta, agosto 07, 2009 10:54
BBPWKNhd:
dmenbkkt gajzapko dfxuuoox
sexta, agosto 07, 2009 10:54
LJknMsoLnqIciMbadSi:
xddgdssy xyajlkgj tveiktgm
sexta, agosto 07, 2009 08:31
LJknMsoLnqIciMbadSi:
xddgdssy xyajlkgj tveiktgm
sexta, agosto 07, 2009 08:31
gvhElmzJOlfuZ:
zuwuxhok cpwnouau ntvqplix
sexta, agosto 07, 2009 06:08
gvhElmzJOlfuZ:
zuwuxhok cpwnouau ntvqplix
sexta, agosto 07, 2009 06:08
AqvUAlNPspxdFNCfxfx:
vimcegff zmdtkasa pmjbiszm
sexta, agosto 07, 2009 03:45
AqvUAlNPspxdFNCfxfx:
vimcegff zmdtkasa pmjbiszm
sexta, agosto 07, 2009 03:45
avtkhgjonpb:
iiomogqs jmxoaahy hfbrbokk
sexta, agosto 07, 2009 01:25
avtkhgjonpb:
iiomogqs jmxoaahy hfbrbokk
sexta, agosto 07, 2009 01:25
NVbRurBh:
zolehhqj fluxltrj zehhpjez
quinta, agosto 06, 2009 11:04
NVbRurBh:
zolehhqj fluxltrj zehhpjez
quinta, agosto 06, 2009 11:04
kpcZTtAO:
gtrozscd ninbycsj bklejwcj
quinta, agosto 06, 2009 08:47
kpcZTtAO:
gtrozscd ninbycsj bklejwcj
quinta, agosto 06, 2009 08:47
Eduardo Antunes:
Estou com um sobrinho drogado e necessito de uma clinica grátis, por favor necessito de sajuda.

Obrigado
Eduardo
quarta, julho 23, 2008 07:31
Leví Inimá de Miranda:
Caríssimo Senhor CEL PM EMIR LARANJEIRA!
A cannabis sativa (erva, maconha, marijuana, cânhamo, canabis) é a droga ilegal mais consumida no mundo, hoje com uma estimativa de consumo de 2,5% da população mundial (aproximadamente 165 milhões). O BRASIL é signatário da Convenção Internacional sobre Drogas Narcóticas, de 1961, complementada pelo protocolo de 1972. Isso significa dizer que são proibidos o cultivo, a posse e a venda, não lhe sendo recomendado qualquer uso médico. E hoje temos, além da maconha (2,5% THC), o haxixe (8% THC), o Skunk (33% de THC) – qual dessas pretendem liberar... (?!).
Tanto a tolerância (necessidade de doses crescentes para se obter o mesmo efeito) quanto à dependência estão mais do que comprovadas. Seu uso pode causar desde euforia e relaxamento até ansiedade e pânico, somados à diminuição dos reflexos, da cognição (conhecimento, percepção), dentre outros tantos.
Até as décadas de 60 e de 70 o pobre consumia apenas maconha, uma vez que a cocaína era acessível somente a segmentos privilegiados e abastados da sociedade. A partir da década de 80, com o crescimento do cartel de Medellin, houve o que o escritor PAULO LINS denominou da “democratização da cocaína”, permitindo que os pobres tivessem também acesso a essa droga, uma vez que, com as misturas da pasta base com pó de mármore, talco, pó de gesso etc., o preço barateou, democratizando assim o uso da cocaína.
Segundo o jornalista e escritor PERCIVAL DE SOUZA, “DE TODOS OS ADOLESCENTES INTERNADOS NO BRASIL INTEIRO POR CAUSA DOS ATOS INFRACIONAIS PRATICADOS, 85,6% ERAM USUÁRIOS DE ALGUM TIPO DE DROGA ANTES DA INTERNAÇÃO. AS MAIS CITADAS: MACONHA (67,1%), ÁLCOOL (32,4%), COCAÍNA-CRACK (31,3%) E OS INALANTES (22,6%)”; e que “NAS MAIORES CIDADES DO PAÍS, 60% DOS PRISIONEIROS, A MAIORIA NA FAIXA DE DEZOITO A 23 ANOS DE IDADE, VIERAM DE ALGUM ESTABELECIMENTO PARA MENORES”.
A liberação das drogas na HOLANDA foi oficializada no ano de 1976; portanto, há 31 anos. Liberou-se, então, a venda de maconha em estabelecimentos denominados coffee-shops. Apesar da proibição da venda a menores, o uso da cannabis, dentre os colegiais de 14 e 15 anos, cresceu vertiginosamente entre 1984 e 1996. Nas adjacências coffee-shops trafica-se qualquer tipo de droga, inclusive crack, cocaína e heroína. Hoje, a HOLANDA passou a ser um gigante na produção e distribuição de drogas ilícitas, como, por exemplo, o ecstasy e a heroína. Portanto, na HOLANDA, uso da maconha subiu 400% após a liberação. Em 2001, a Drugs Enforcement Administration (DEA) divulgou, no relatório “ECSTASY, ROLLING ACROSS EUROPE”, baseado em apreensões e relatórios de inteligência, que 80% da produção mundial de ecstasy provinha dos laboratórios clandestinos da HOLANDA e, em segundo lugar, do norte da BÉLGICA.
Quando se fala da HOLANDA, portanto, omite-se que ela já está retificando esta política, assim como a SUÍÇA, entre outras razões, pelo aumento da criminalidade. Atualmente, a HOLANDA encontra-se em primeiríssimo lugar, dentre as nações mais desenvolvidas, quando se considera o número de homicídios. “O ALTÍSSIMO NÍVEL DA BRUTALIDADE MAIS EXTREMA A QUE CHEGOU A HOLANDA, APÓS A LIBERALIZAÇÃO DAS DROGAS, PODE SER AVALIADO PELO FATO DE O PAÍS ESTAR SUPERANDO HOJE ATÉ MESMO A TAXA DE HOMICÍDIOS DAS NAÇÕES CONSIDERADAS MAIS VIOLENTAS” – apud IB Teixeira, 2002.
O grau de irresponsabilidade de autoridades públicas constituídas e de entidades de classes, a favor da liberação da maconha e em claro e irretorquível desfavor à sociedade é surpreendente. Dentre os favoráveis temos: governador SÉRGIO CABRAL, juíza FLÁVIA VIVEIROS DE CASTRO, GILBERTO GIL, FERNANDO GABEIRA, CHICO ALENCAR, OAB-RJ, ABI, INSTITUTO DOS ADVOGADOS DO BRASIL, ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS JORNAIS, PSOL, UNE e até o Procurador da República DANIEL SARMENTO, além de tantos outros como, por exemplo, “usuários eventuais”, viciados e, é claro, os traficantes de drogas também. Dizer-se que a proibição da marcha da maconha feriu a Carta Magna é de uma impropriedade inominada. Chega a ser altamente suspeito tal posicionamento e deveria ensejar profunda investigação desses partidários, incluindo suas vidas pregressas.
Espero que tais autoridades e entidades, no futuro, não venham a lutar, aqui no Rio de Janeiro, pelo direito das facções criminosas se tornarem partidos políticos, com a provável filiação de muitos e tantos sacripantas.

Dr. Leví Inimá de Miranda – CEL MED REF (EB)
Perito Legista aposentado da Polícia Civil do RJ

terça, maio 13, 2008 12:10
Copyright 2005-2017 UniBlog.com.br