BLOG DA ARACELI
BLOG DA ARACELI
domingo, 10 fevereiro, 2008
Janela Indiscreta - Depois do estupro, a premiação

Chega a causar indignação a proposta de premiar com uma anistia os devastadores da floresta, tal qual verbalizou nesta semana uma importante autoridade do governo federal. Pela proposta de João Paulo Capobianco, secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, proprietários rurais que se comprometam a reflorestar 50% de suas áreas poderão manter os outros 50% desmatados. O raciocínio é simples: o prejuízo ambiental já está consolidado, com vastas extensões irremediavelmente degradadas. Logo, com a medida, o governo pretende recuperar cerca de 220 mil quilômetros quadrados e diminuir a pressão por novos desmatamentos.

A reserva legal de 80% seria mantida apenas para os que não desmataram ilegalmente e para os novos empreendimentos. Estranha inversão pela qual se premia o transgressor e se penaliza quem anda dentro da lei.

Fica a pergunta: quem vai fiscalizar o cumprimento por parte dos fazendeiros e empresas agrícolas do compromisso de reflorestar 50% de suas propriedades? O mirrado quadro de fiscais do IBAMA, flagrantemente minúsculo para sequer proteger as reservas e parques nacionais, não terá a menor possibilidade de cumprir esta nova missão. Por trás de uma aparente nova idéia, o mesmo engodo de sempre.

Há, entretanto, outra questão preocupante: o tipo de reflorestamento que será aceito como compensação ambiental. Se for permitido o uso de culturas homogêneas - como o eucalipto, por exemplo - será um prêmio adicional aos que, desde sempre, sabiam que atuavam à margem da legislação, talvez por imaginar que um dia viria a tão esperada flexibilização. É esta a proposta indecente que já foi aprovada pelo Senado e pela Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados e leva, como não poderia ser diferente, a assinatura de um parlamentar como o senador Flexa Ribeiro, ventríloquo do que há de mais retrógrado no parlamento brasileiro.

No momento em que o mundo volta os olhos para a Amazônia e o próprio governo admite que houve, nos últimos meses, uma expressiva aceleração do desmatamento, surge essa idéia tão perigosa quanto indecorosa. Uma anistia com todas as letras, para comprovar que, no mundo sem-lei da exploração florestal no Brasil, o crime pode compensar. 


postado por 25586 as 02:01:13 #
0 Comentários

Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
25586
Meu Perfil

Links
Palavras-Chave
Devastação
na
Amazônia

Favoritos
BLOG DA ARACELI
Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Memória Viva - Castanhal na rota da Estrada de Ferro
Viramundo - Movimento convoca marcha contra atuação de grupos paramilitares
Retratos do Pará - Pecuária e grilagem ameaçam sobrevivência da Terra do Meio
Retratos do Brasil -Mapa da violência revela áreas onde impera o trabalho escravo
Janela Indiscreta - TV expõe drama da violência agrária no Pará
Nas pegadas da história 1 - Belém, 1880. Samba, batuques, carimbó: casos de polícia
Nas pegadas da história 2 - A folia nos tempos da Belle-Époque
Cantinho da poesia - O homem, lobo de si mesmo, diante do mundo (por Oswaldo Coimbra)
Retratos do Brasil - O que trava a Reforma Agrária?
Outros olhares - Aliança com o agronegócio induz ao desmatamento

Arquivos
2008, 01 março
2008, 01 fevereiro
2008, 01 janeiro
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro
2007, 01 setembro
2007, 01 agosto
2007, 01 julho
2007, 01 junho
2007, 01 maio
2007, 01 abril
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 agosto
2006, 01 junho
2006, 01 maio
2000, 01 abril

93368 acessos
mais...
Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Memória Viva - Castanhal na rota da Estrada de Ferro
Viramundo - Movimento convoca marcha contra atuação de grupos paramilitares
Retratos do Pará - Pecuária e grilagem ameaçam sobrevivência da Terra do Meio
Retratos do Brasil -Mapa da violência revela áreas onde impera o trabalho escravo
Janela Indiscreta - TV expõe drama da violência agrária no Pará
Nas pegadas da história 1 - Belém, 1880. Samba, batuques, carimbó: casos de polícia
Nas pegadas da história 2 - A folia nos tempos da Belle-Époque
Cantinho da poesia - O homem, lobo de si mesmo, diante do mundo (por Oswaldo Coimbra)
Retratos do Brasil - O que trava a Reforma Agrária?
Outros olhares - Aliança com o agronegócio induz ao desmatamento

Arquivos
CRIAR BLOG GRATIS   
..