AXIOMA
AXIOMA
sexta, 23 novembro, 2007
Dentro de você.



“Quando nascer quero ser índio

Pensando bem, acho que não

Não quero morrer como animal

Não quero viver brigando com homem branco

Não quero ver minha gente sofrer

Quando nascer quero ser negro

Muito forte e rico

Mas não quero ser jogador de futebol

Pagodeiro ou traficante

Não quero ser confundido com bandido

Ser chamado de preto, macaco e... desisto

Quando nascer quero ser branco

Vou ter todas as chances na vida

Agora posso sonhar com um futuro

Um futuro de rei

Que mata índios

E escraviza os negros”.

(Guilherme Augusto – Quando nascer quero ser...).

Dia da Consciência Negra: 20 de novembro

Qual sua finalidade: dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.

Curiosidade: a data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

Agora que você já tem as informações necessárias sobre este dia, vamos a finalidade: refletir. Pronto? Já refletiu? Que bom, num país onde a consciência fica em último lugar e o negro fica um pouco na frente, pois fizeram algumas cotas para ele. Num Brasil onde temos quase a metade de pardos, menos que 10% de negros e o resto de brancos, ainda há preconceito. Depois que Ronaldo, jogador de futebol e fenômeno segundo Galvão Bueno, declarou que não é pardo e sim branco (sempre achei que ele era alemão) fico até sem palavras de poder continuar meu texto, então acho vou terminar por aqui. Tchau.

Brincadeira! Esta semana é dedicada para que todos tenham mais respeito e acabe com este preconceito idiota. Como se eles fossem diferentes. Um branco tem dois olhos, uma boca, um nariz e outras coisas iguais ao negro, o que difere é a consciência. O preconceito existe em todo lugar do mundo e no Brasil não é diferente. Um negro que consegue chegar num status de vida boa é, muitas vezes, tratado como se fosse bandido quando é visto num carro importado. Recebe o mesmo tratamento de um faxineiro, o que importa para o racista é a cor e não o que você é. Não culpo a policia, pois a maioria dos bandidos é negra, mas os mais poderosos e perigosos usam terno e tem uma pele bem clarinha. Roubam o povo e os matam todo dia, de vergonha ou de fome. E como já mostrei, quase a metade do povo é pardo e negro.    

Como podemos ver, não tem dessa se você é negro ou branco. O que importa é quem você é e o que você vai ser. Todos nós um dia iremos parar no mesmo lugar, embaixo da terra com vermes saciando sua fome, exceto aqueles que serão cremados. Tudo bem que alguns enterros terão uma cerimônia, pessoas chorando, música e um discurso perfeito de um amigo próximo à família e outra serão num terreno baldio perto de uma favela. Quem tem preconceito racial é um idiota completo e não vê a verdade a sua frente. Quem é ele para se julgar superior ao outro, será que conhece sua descendência? Num país onde a mistura é predominante ninguém é capaz de julgar ninguém. O mundo dá voltas e enquanto ele estiver girando uma mão prestativa pode te aparecer num momento mais difícil de sua vida e ela pode ser negra.

Tomara que a conscientização não fique só nesta semana, neste mês, como a páscoa, natal, carnaval e outras festas brasileiras e americanas. Que não seja só lembrado no dia como o do amigo. Não lhe digo que o preconceito um dia irá acabar, pois ainda estamos num presente onde o futuro é incerto. Mas lhe digo meu amigo ou amiga, durante sua vida faça o que este dia lhe recomenda fazer: reflita. Reflita sobre tudo, principalmente, se ainda há preconceito dentro de você.

“O racismo é burrice, mas o mais burro não é o racista

É o que pensa que o racismo não existe

O pior cego é o que não quer ver

E o racismo está dentro de você

Porque o racista na verdade é um tremendo babaca

Que assimila os preconceitos porque tem cabeça fraca

E desde sempre não pára pra pensar

Nos conceitos que a sociedade insiste em lhe ensinar

E de pai pra filho o racismo passa

Em forma de piadas que teriam bem mais graça

Se não fossem o retrato da nossa ignorância

Transmitindo a discriminação desde a infância

E o que as crianças aprendem brincando

É nada mais, nada menos do que a estupidez se propagando”

(Gabriel o Pensador – Racismo é burrice)

Por Hoje é só. Amanhã também.



postado por 44648 as 04:49:39



0 comentários:
Comente este post
Início
Perfil
44648
Meu Perfil

Meus Links
Hotéis no Brasil
DNS Grátis
Blog Grátis
Criar Blog
DNS Grátis
Blog Grátis
Hoteis

Palavras-Chave
Sociedade

Favoritos
JORNAL ON-LINE DE BALSAS
»┬he B↓g ╝↓e«
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Falai baixo, se falais de amor.
Brasil! Você é um fanfarrão!!!
Dia de todos os mortos.
O tempo não pára.
O artigo que virou crônica.
Lei Nacional.
Brasileiro deveria ser corinthiano.
Por Hoje é só, amanhã sempre tem mais.
O amor é apenas uma forma de viver.
Comunidade do Uniblog.

Arquivos
2008, 01 março
2008, 01 fevereiro
2008, 01 janeiro
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 setembro
2007, 01 agosto
2007, 01 julho
2007, 01 junho
2007, 01 abril
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 dezembro

5644 acessos


CRIAR BLOG GRATIS   
..