Blog do Carlos César
Blog do Carlos César

quarta, 28 março, 2007
Mudando de blog

Abri um outro blog. O nome é o mesmo, só mudou o endereço: http://blogdocarloscesar.blog.terra.com.br/

Obrigado!



postado por 27223 as 03:52:57  0 comentários
segunda, 26 março, 2007
É um brincalhão

Paulo Henrique Amorim é um brincalhão mesmo. Agora ele fala que a mídia conservadora não deu atenção para a tal reunião secreta feita pelos diretores do Banco Central. Pois é, minha gente. Eles querem pautar o que sai na imprensa. Eles querem que as revistas e os jornais publiquem o que eles querem. Eita, gente carente. Quer atenção de todo mundo.



postado por 27223 as 06:46:13  0 comentários
Os maiores bate-bocas que o Congresso já viu

Veja aqui os maiores bate-bocas já vistos no Congresso Nacional destêpaiz.



postado por 27223 as 03:42:17  0 comentários
Resolveram bater no Banco Central

O Lulalaupetismo resolveu agora bater no Banco Central. É, Heloísa Helena, Luciana Genro e Babá fizeram isso quando Lulalau foi eleito em 2002. De tanto encher o saco os radicais acabaram expulsos do PT. Será que os radicais tinham razão$



postado por 27223 as 01:32:20  0 comentários
Rumo às estatais

Você se lembra que na campanha presidencial do ano passado o Lulalaupetismo insistiu na idéia de que, se eleito, Alckimin privatizaria todas as estatais$ Pois é, minha gente. Agora as coisas começa a ficar mais claras. Na Folha de São Paulo de hoje traz uma reportagem falando que tanto o PT como o PMDB estão querendo apoderar das estatais. Eles não querem privatização. Querem que os cargos das estatais fiquem nas mãos dos cumpanheros e da tal coalizão. Corrupção a vista.

SHEILA D'AMORIM
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Com a reforma ministerial na reta final, os partidos da base de sustentação do governo já mapeiam os cargos estratégicos que querem ocupar no segundo escalão. Na área econômica, o apetite do PT e do PMDB está focado em vagas no Banco do Brasil, na Casa da Moeda e na Caixa Econômica Federal.
O movimento é visto por integrantes do próprio governo como um retrocesso que ameaça o perfil técnico imposto após os escândalos de corrupção do primeiro mandato de Lula.
O desenho final da cúpula dessas instituições, no entanto, dependerá de negociação das lideranças partidárias com os ministros Dilma Rousseff (Casa Civil), Paulo Bernardo (Planejamento) e Walfrido dos Mares Guia (Relações Institucionais), que deverá começar nos próximos dias.
Segundo o deputado Henrique Eduardo Alves (RN), encarregado pelo PMDB de acertar as indicações do partido, os três ministros já teriam pronto um levantamento completo da participação de cada partido.
"Eles foram designados pelo presidente para integrar o grupo que fará o acerto com os partidos assim que a reforma ministerial for concluída", disse Alves, que afirma ter tido essa informação em conversa com Lula na quinta-feira passada.
O peemedebista está reunindo os pedidos do seu partido e rebate as críticas de politização das instituições. "Se o indicado tiver boa formação, qualificação para o cargo, não há problema ele ser filiado a partido."
Para o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), articulador do partido, essa é uma "falsa polêmica" porque os cargos são de confiança e os partidos podem indicar pessoas com "compreensão técnica e visão confluente com a linha desenvolvimentista do governo".
Ele não fala em nomes nem em cargos, mas diz que PT e PMDB estarão perfeitamente sintonizados nas escolhas.
"Experiência ruim foi no passado, quando os bancos não davam lucro. O resto foram casos isolados", diz Vaccarezza, quando questionado sobre os executivos afastados após as denúncias de corrupção.

Banco do Brasil
Segundo a Folha apurou, está na mira do PT a presidência do Banco do Brasil. Além disso, o partido quer manter as duas vice-presidências (Crédito e Gestão de Pessoas), ocupadas por técnicos de carreira do BB que têm ligações políticas com a sigla, e obter uma nova. Esta poderia vir com a efetivação do vice-presidente de Varejo e Distribuição, que assumiu interinamente a área por indicação direta do Planalto.
Com isso, o PT ficaria com quatro das oito vagas na cúpula do banco. O PMDB, por sua vez, reivindica duas vice-presidências. Para uma delas, a de Tecnologia, já há inclusive o nome de Joanilson Laércio Barbosa Ferreira, uma indicação do PMDB de Minas Gerais e ligado ao ministro Hélio Costa (Comunicações).
O cargo é ocupado interinamente por um funcionário de carreira do BB. A outra vice-presidência que poderia ser ocupada pelo partido é a de Agronegócios e Governo, preenchida por um técnico interino, pois tem o atrativo de tratar diretamente com Estados, municípios e área agrícola.
Se as indicações forem efetivadas, será uma reversão do quadro atual. Pela primeira vez no governo Lula, 100% da cúpula do banco é composta por funcionários de carreira. Apesar de três deles terem vinculação com partido político, essa foi um mudança efetuada após o envolvimento do BB no escândalo do mensalão.
Segundo a Folha apurou, se depender do ministro Guido Mantega (Fazenda) nada muda no BB. Ele é a favor da manutenção de Antônio Francisco de Lima Neto, técnico de carreira, na presidência e dos demais vice-presidentes por considerar que eles estão fazendo um bom trabalho.
Segundo interlocutores, Mantega também tem dito estar satisfeito com o trabalho de Maria Fernanda Ramos Coelho na presidência da Caixa. Ela também contaria com a simpatia de Dilma.

Casa da Moeda
Outra disputa do PT é pela presidência da Casa da Moeda. Depois que o ex-presidente Manoel Severino foi acusado de receber R$ 2,7 milhões do esquema irregular comandado pelo publicitário Marcos Valério, o então ministro Antonio Palocci Filho optou por uma escolha técnica para o cargo: José dos Santos Barbosa, chefe do Departamento do Meio Circulante do Banco Central.
No entanto ele já recebeu o cargo com a nomeação do diretor de Administração, Paulo Bretas, que foi investigado por supostas irregularidades na renovação do contrato de prestação de serviços da Caixa com a GTech. Ele foi vice-presidente de Logística do banco estatal.
Agora, Bretas quer a presidência da Casa da Moeda e espera ter o apoio dos ministros Patrus Ananias (Desenvolvimento) e Luiz Dulci (Secretaria Geral da Presidência).

Caixa Econômica
A Caixa tem mais chances de ficar como está, porque sua composição já atende aos partidos. Dos 11 vice-presidentes, três são indicados pelo PT, dois pelo PMDB e um pelo PTB. Do restante, três são funcionários de carreira sem vinculação política, um é técnico do Banco Central e um é da Unicamp.
Ainda assim, há o interesse dos partidos na área de Distribuição, que cuida diretamente da rede de agências. Além disso, o vice-presidente de Logística indicado pelo PTB, Paulo Cotta, teria sido convidado para trabalhar com o ministro e correligionário Walfrido dos Mares Guia. Com isso, abre-se uma nova vaga para disputa.



postado por 27223 as 11:02:06  0 comentários
domingo, 25 março, 2007
Descaso com a história

A placa colocada no Maracanã homenageando Pelé pelo seu milésimo gol já não existe mais. Segundo a Folha de São Paulo a placa foi roubada e ninguém sabe quem pegou, aonde está.

É assim que queremos registrar os momentos históricos destêpaiz. Falta apenas um gol para Romário chegar ao milésimo. Claro que terá homenagens. Claro que terá placas. Resta saber se pensaram em preservar estes registros históricos para as próximas gerações.



postado por 27223 as 08:21:53  0 comentários
Pois é, minha gente

José Dirceu é brasileiro e não desiste nunca. Ele quer a anistia política. Na cabeça do guerrilheiro a cassação do seu mandato foi uma injustiça. Pois é, minha gente. Não é só Dirrrrrrrrrceu que se sente injustiçado. Fernando Collor de Melo quer reescrever a história e ficar com a fama de vítima de uma injustiça, de um golpe. O PT e Fernando Collor de Melo se merecem. Um parece com o outro. A cara dura de sempre.

Aliás, se José Dirceu conseguir a anistia Roberto Jefferson também merece não é mesmo$ O nosso herói sem nenhuma vergonha tem que vir no pacote Zezão.



postado por 27223 as 06:11:28  0 comentários
Primeira derrota no Paulistão

Desfalcado o São Paulo perdeu para o São Caetano. O que posso dizer... Uma hora ou outra ia acontecer. Mas, não existe prêmio para os invictos. O mais importante mesmo é a faixa de campeão.



postado por 27223 as 05:56:36  0 comentários
Chacrinha estava certo

No final de 2001 Silvio Santos plagiou o Big Brother, então guardado na geladeira da Rede Globo, e fez o Casa dos Artistas. A primeira edição foi um sucesso. Quem não se lembra do Sílvio fazendo com as mãos os gestos da música Green Hair (ou Japa Girl como é mais conhecida) do Supla$ Quem não se lembra da alegria de Silvio Santos em chamar os comerciais no mesmo momento em que o Fantástico da Globo também pedia intervalo$ O Casa dos Artistas deixou a Globo em segundo plano nas noites de Domingo. Quem diria que o Fantástico perderia a liderança para um programa que copiou o conteúdo de outro programa que estava li, na geladeira global.

Depois do sucesso da primeira edição da Casa dos Artistas, a Globo tirou o Big Brother da geladeira e colocou na grade de programação. Foi o troco. Depois da Casa dos Artistas, Silvio Santos não conseguiu mais incomodar a Globo.

Fui no site da CartaCapital e vi que uma reportagem fala que a Rede Record incomoda a Globo. Lembrei na hora do Casa dos Artistas. Assim como Silvio Santos conseguiu incomodar a Globo com produtos já conhecidos pela emissora global, a Record pega autores e atores de novela, jornalistas e apresentadores de outras emissoras (a maioria da Globo) e consegue sucesso. Seus números do Ibope já incomoda a Globo. CartaCapital gosta quando incomodam a Globo.

A repostagem fala que foi Edir Macedo o responsável pela tal reestruturação na Record. Pois é, minha gente. Tirando dinheiro dos ingênuos e fazendo discarregos nas madrugadas, Edir Macedo vai tentando alcançar seu principal objetivo: ultrapassar a Globo. O principal ingrediente da Record é pegar autores, atores e jornalistas guardados na geladeira global e inserir como protagonistas.

Certo estava Chacrinha quando disse que na televisão nada se cria tudo se copia. SBT e Record copiaram a Globo e até que conseguiram alguns êxitos. Mas, o povo é bobo e sempre aplaude a Rede Globo.



postado por 27223 as 12:41:18  0 comentários
Violência explode como o principal problema do país

FERNANDO CANZIAN
DA REPORTAGEM LOCAL

A violência explodiu na percepção dos brasileiros como o principal problema do país no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
A avaliação do governo federal piorou e as menores taxas de aprovação a Lula estão hoje concentradas nas capitais, em grandes regiões metropolitanas e em Estados como São Paulo e Rio, onde a violência é maior e repercute mais.
Pesquisa Datafolha realizada na semana passada em todo o país revela um salto de 14 pontos, de 11% para 25%, no total de brasileiros que consideram a segurança/violência a área de pior desempenho do governo.
O mesmo tema foi apontado de forma espontânea por 31% dos brasileiros como o principal problema do país. É quase o dobro dos 16% captados em pesquisa feita em dezembro.
Nenhum outro tema atinge esse patamar. O desemprego, que figurou no topo das aflições dos brasileiros durante todo o primeiro mandato de Lula, caiu agora para o segundo lugar -22% o apontam como o maior problema. O tema atingiu 49% em março de 2004, mas vem caindo desde então.
O aumento da percepção da violência entre a população coincidiu com uma queda de quatro pontos entre os que avaliam o governo Lula como ótimo/bom. A taxa caiu de 52%, em dezembro, para 48%.
Com isso, Lula volta ao patamar pré-eleitoral, de agosto a outubro de 2006. O melhor índice obtido por ele até aqui foi 53%, às vésperas da reeleição.
A queda na aprovação de Lula deu-se principalmente nas faixas da população onde ele tem mais apoio (leia abaixo).

Seqüência de casos
O salto da violência ao posto de maior problema do país e pior área de desempenho do governo ocorre após uma longa seqüência de casos: da morte do menino João Hélio, aos 6 anos, arrastado do lado de fora de um carro no Rio, a casos de balas perdidas, atuação de milícias em favelas cariocas e, mais recentemente, de uma onda de assaltos a bancos em São Paulo com vítimas entre a população.
Enquanto a avaliação ótimo/bom média do presidente atinge 48%, ela é bem menor, de 39% e 42%, respectivamente, nos Estados de São Paulo e Rio. O mesmo se dá nas principais capitais e regiões metropolitanas do país (42%). No interior, tido como menos violento, a avaliação positiva de Lula fica acima da média, em 52%.
Embora o índice de ótimo/ bom tenha caído quatro pontos, a taxa de ruim/péssimo permaneceu estável em 14%. Já o índice de regular subiu de 34% para 37%.
Depois da violência (25%), as áreas de pior desempenho do governo, na opinião dos brasileiros, são a saúde (14%) e a criação de empregos (13%). A educação figura em um distante quarto lugar (7%), seguida do combate à corrupção (3%).
Já as áreas consideradas de melhor desempenho do governo Lula são combate à miséria (14%, ante 17% na pesquisa de dezembro), educação (praticamente estável em 12%) e programas sociais (10%).
Apesar dos auto-elogios que Lula e sua equipe econômica vêm fazendo em relação à condução da economia, a pesquisa revela que apenas 8% dos entrevistados consideram o tema como a área de melhor desempenho do presidente.
A pesquisa Datafolha foi realizada entre os dias 19 e 20 de março em todo o país e ouviu 5.700 pessoas. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Folha de São Paulo - 25.03.2007



postado por 27223 as 10:07:17  0 comentários
sábado, 24 março, 2007
Não duvidem do PT

Na net muitas notícias falam da posse dos novos ministros do Lulalau. É engraçado que já se comenta que os petistas estariam meio que satisfeitos aonde estão e não se incomodariam com a chegada da tal coalizão. Sei... Parece que os escândalos do passado já foram para debaixo do tapete. Será que já foi esquecido a audácia da turma do Lulalaupetismo$ Eles são capazes de tudo. Desde a compra de um dossiê fajuto para incriminar adversários até apertar a mão de inimigos históricos. Não vou cair nessa. No começo do primeiro mandato também teve uma grande espectativa e esperança no Lulalaupetismo. Duvido de tudo do que vem dessa galera. Vai vir muita coisa podre ainda nestes quatro anos de Lulalau II. Veja que o Renan Calheiros está quieto. Ele foi traído por Lulalau e está na dele. Algo já já vai estourar...



postado por 27223 as 08:36:51  0 comentários
Ai, ai, ai, Paulo Henrique Amorim

Paulo Henrique Amorim deu uma entrevista para a Revista do Brasil. Como é de se esperar, o ex-global desceu a lenha na imprensa brasileira. Para ele, os jornais e revistas do país querem abreviar o mandato de Lulalau. Ele continua defendendo a tese de que houve um golpe da mída contra Lulalau que "forçou" o segundo turno. Pena que ele não fale da ausência do Apedeuta nos debates do primeiro turno.

O ex-global desce a lenha no seu antigo patrão. Chuta o cadáver de Roberto Marinho que, durante muitos anos pagou-lhe o salário. Enquanto eu lia a entrevista de Paulo Henrique Amorim, fiquei pensando se na época em que trabalhava na Rede Globo ele nunca pensou em chamar o dono da emissora para uma conversa. Na entrevista ele disse que gosta de confusão. Imagineofuzuêque seria Paulo Henrique Amorim falando para Roberto Marinho, frente a frente, que ele prejudicou a campanha de Leonel Brizola para o governo do Rio de Janeiro em 1982.

Falou mal também do Fernando Henrique Cardoso. Já mostrei aqui no blog como o Lulalaupetismo tratava os presidentes da República. E naquela época, a oposição não queria abreviar o mandanto do tucano$ Lembro de uma reportagem depois da morte de Mário Covas que mostrava o ex-governador paulista apresentando para os jornalistas durante uma coletiva cenas de um comício do PT na qual aparecia um certo José Dirceu dizendo que eles (leia-se governo Mário Covas) apanhariam nas urnas e nas ruas. Isso seria uma maneira de querer abreviar o mandato de Covas$

Paulo Henrique Amorim fala bem de Getúlio Vargas. Segundo o ex-global: Ele ficou com a fama de que criou a frase “deixa estar para ver como é que fica”. E foi o homem que mais mudou as estruturas sociais do Brasil. E ele mudou o país, mudou o Código de Minas, a lei de gestão do trabalho, criou a Petrobras, a Eletrobrás, mulher passou a votar. É, só faltou dizer uma coisinha: Getúlio Vargas foi ditador, censurou a imprensa e colocou muita gente na cadeia por simplesmente discordar do Estado Novo.

Na entrevista só senti falta de duas perguntas: por que você saiu da Globo$ Foi só depois que você saiu de lá que percebestes as maldades feitas pela Família Marinho, principalmente contra Leonel Brizola$ São perguntas de uma pessoa confusa para quem gosta de confusão.



postado por 27223 as 03:26:39  3 comentários
"O cadáver de Ipanema " por Diogo Mainardi

Pode haver algo melhor do que andar de bicicleta com dois filhos, no domingo, na orla de Ipanema, olhando para o mar e sentindo o odor de um cadáver putrefato? Foi o que aconteceu comigo na semana passada. O cadáver putrefato encontrava-se no banco traseiro de um carro prateado, estacionado no canteiro central da Avenida Vieira Souto, à altura do Posto 9, a menos de 100 metros de onde eu moro. O porteiro de um prédio vizinho, um dos primeiros a chegar ao local e analisar o cadáver, com o rigor de um perito forense, com a argúcia de um inspetor Grissom, informou-me que o corpo pertencia a um jovem negro de jaleco, amordaçado e com as mãos atadas.

Fiquei o resto do dia matutando sobre o crime. Elaborei uma série de teorias a respeito do jovem negro de jaleco. É o grande passatempo carioca, que desperta a fantasia e ocupa alegremente nossas tardes de domingo: quem é o morto? Só consegui obter a resposta exata algum tempo depois, numa matéria de O Globo. Nome: Rômulo Luiz dos Santos. Idade: 18 anos. Antecedentes penais: roubo de carro e assalto a mão armada. Causa mortis: ferida com objeto contundente. Exame do corpo: sinais de tortura, com queimaduras e pancadas na cabeça.

O jaleco? O jaleco era da proprietária do carro prateado, uma médica assaltada na semana anterior, em Botafogo.

Na segunda-feira, o cadáver do Posto 9 cedeu o lugar ao cadáver da Via Dutra. O crime da Via Dutra já foi descrito em todos os seus detalhes. Sébastien Gressez era músico. Percorria o Brasil com um grupo de teatro, apresentando-se gratuitamente em comunidades carentes. Um pneu furado o obrigou a parar no acostamento da estrada. Dois assaltantes chegaram de motocicleta. Queriam seu telefone celular. Sébastien Gressez reagiu fechando a janela do carro. Um dos assaltantes o baleou na frente de sua mulher e de sua filha de 3 anos. Ele morreu a caminho do hospital.

O assassinato de Sébastien Gressez foi assombroso. Ainda mais assombroso é o perfil de quem o assassinou. De acordo com a polícia, Sébastien Gressez foi morto por seu xará Sebastião Gama de Paula, conhecido como Tindoco ou Bandido das Cavernas. No passado, ele já foi preso por homicídio. Condenaram-no a oito anos de cadeia. Depois de ter cumprido um sexto da pena, ganhou a liberdade condicional. Está foragido desde 2004. Cometeu mais sete assassinatos no período. Sete.

Vamos lá:

• Um assassino pode ser condenado a uma pena de somente oito anos.

• Um assassino pode ser solto depois de passar somente um ano e meio na cadeia.

• A liberdade condicional é, na prática, incondicional. Só no Rio de Janeiro há 6.254 foragidos. Quase todos se aproveitaram do relaxamento da pena.

• Um psicopata que cometeu sete assassinatos está livre para cometer o oitavo.

Sabe o que isso significa? Isso significa que o próximo cadáver a animar as tardes de domingo tem tudo para ser o seu ou o meu.

Veja - 28.03.2007



postado por 27223 as 11:21:41  0 comentários
"Dois encontros, um só sentimento" por Roberto Pompeu de Toledo

Delúbio Soares compareceu, na semana passada, à festa de aniversário de José Dirceu. Não vá dizer o leitor ou a leitora que não sabe quem é. É o "nosso Delúbio", como disse uma vez o presidente Lula; aquele tesoureiro do PT dos dias de glória do dinheiro farto e fluido para os amigos inscritos no bolsa-mensalão. Mas, se o (a) leitor(a) se esqueceu, não é de estranhar. Nosso Delúbio, desde aqueles dias que abalaram a república lulista, optou pelo sumiço. Gostaria de ser invisível. Daí a surpresa de sua aparição na festa. Ele mesmo afirmava mas, ao mesmo tempo, negava que estivesse ali, de carne e osso. "Prazer, meu nome é Marcelo", dizia aos repórteres que se aproximavam, segundo noticiou a coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

Dirceu convidou 2.000 pessoas para a comemoração de seus 61 anos, realizada num badalado bar de São Paulo. Se Delúbio compareceu, é porque foi convidado. Impossível imaginar que ali estivesse na qualidade de penetra, ainda mais em se tratando de pessoa que não sai assim à toa de sua toca. E, no entanto, deu-se uma coisa assombrosa: os dois mal se cumprimentaram. Delúbio, de cabelos longos e desalinhados, a barba grisalha de sempre, camisa azul com dois botões abertos, paletó de couro e lata de cerveja na mão, já era visto desde as 21h30, muito à vontade, no local. Só às 23h40, porém, segundo noticiário da Folha, ele e Dirceu trocaram um "cumprimento rápido". O relato da repórter Clarissa Oliveira, de O Estado de S. Paulo, é ainda mais intrigante. Contou ela que alguns convidados se aproximavam de Delúbio e, efusivos, bradavam: "Você por aqui, nem acredito!". A certa altura, calhou de ele ficar bem perto de Dirceu, mas... "os dois não se olharam nem se cumprimentaram". A Folha notou que assessores de Dirceu, discretamente, afastavam Delúbio, para que os dois não fossem fotografados juntos.

A situação é mais do que esquisita. Um amigo convida o outro para seu aniversário. O outro vai. E os dois mal se olham! A esquisitice aumenta quando se tem em mente a resposta de Delúbio, quando lhe perguntaram que presente trouxera para o aniversariante. "Trouxe um abraço", disse. Ora, que abraço???!!! Vai ver que... Sim, é a única conclusão razoável, levando-se em conta que Delúbio é na verdade um herói petista, ele que aceitou calado os companheiros lhe imputarem todas as culpas. A única conclusão razoável é que houve, sim, um grande, sentido abraço – talvez na cozinha, talvez à entrada da toalete, ao abrigo dos olhares dos repórteres e de outras testemunhas. Mal se viram a sós, e estreitaram-se um ao outro, emocionados, talvez uma lágrima a rolar na face de um, o soluço a estremecer o peito do outro. A relação entre eles é de amantes clandestinos.

• • •

O novel senador Fernando Collor de Mello visitou o presidente Lula, na semana passada. Acompanhava a bancada do PTB no Senado. Lula com Collor! Eis um encontro que seria mais compreensível se, como o de Delúbio e Dirceu, se desenrolasse na clandestinidade. Não. Os fotógrafos foram convidados a registrá-lo. Os dois posaram sorridentes, sentados à mesa redonda do gabinete de Lula no Planalto, um mero 1 metro ou 2 entre um e outro, no meio deles o vice-presidente José Alencar. Fernando Collor – se o leitor ou a leitora se esqueceu também delle – é aquelle que, na memorável campanha eleitoral de 1989, pagou uma antiga namorada de Lula para aparecer na TV e não só revelar o que até então permanecia desconhecido do grande público – que Lula teve com ela uma filha – como denunciar que Lula lhe oferecera dinheiro para abortar a criança, e de quebra aproveitar a ocasião para dizer que Lula, nos tempos de namoro, se revelara um racista impenitente, a dizer continuamente que não suportava negros. Lula, até por razões pessoais, foi um dos chefes da campanha que tirou Collor da Presidência da República. A lógica fazia supor que, no dia em que viessem a se encontrar, um avançaria na goela do outro.

Não. Só amabilidades. "Encontrei uma pessoa por quem tenho respeito e admiro pelo trabalho que vem realizando", disse Collor, ao deixar o encontro. Sim: elle respeita e admira o outro! Contou que Lula o recebeu com um abraço – o abraço que, em público, Dirceu negou a Delúbio. Collor, o ilusionista de sempre, agora posa de injustiçado, como se as denúncias do irmão, os feitos de PC Farias, as extorsões, o caixa dois, a Operação Uruguai, as mentiras, tudo não passasse de uma alucinação coletiva do povo brasileiro. Lula, o neo-ilusionista, age como se o "nosso Delúbio", Marcos Valério, os "recursos não contabilizados", os dólares na cueca, as mentiras, tudo não tivesse passado de uma segunda alucinação. É triste, para Lula, mas, na verdade, não... A esta altura não é surpresa que não tenham saído sopapos no encontro com Collor. Antes, soa normal o clima de amor e concórdia. Foi como o enlace de dois corações que, enfim, assumem o sentimento que os une.

Veja - 28.03.2007



postado por 27223 as 11:18:06  0 comentários
Ô loco, meu!!!

HUDSON CORRÊA
da Agência Folha, em Campo Grande

O governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), suspendeu o pagamento de uma pensão mensal e vitalícia de R$ 22 mil ao ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT.

Devido à suspensão, Zeca do PT entrou ontem no Tribunal de Justiça com um mandado de segurança para receber a pensão. A expectativa de Zeca do PT é que a decisão judicial saia até segunda-feira.

O valor da pensão corresponde ao salário de governador. O direito ao benefício para ex-governadores foi aprovado pela Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul no dia 20 de dezembro --ou seja, 11 dias antes de Zeca do PT deixar o cargo, o qual ocupou por oito anos.

Foi Zeca do PT quem pediu a deputados aliados a aprovação da pensão vitalícia na Assembléia. Em caso de falecimento do ex-governador, sua mulher passará a receber metade do valor do benefício.

Adversários políticos, Puccinelli e Zeca do PT estão com relações ainda mais estremecidas após uma ala do PMDB acusar o ex-governador de vetar, em conversa com o presidente Lula, o nome do deputado peemedebista Waldemir Moka (MS) para o Ministério da Agricultura.

Apesar de primos, Moka e Zeca são inimigos políticos. O ex-governador foi procurado ontem pela reportagem, mas não telefonou de volta para falar sobre o suposto veto.

A briga

Como em fevereiro não recebeu o primeiro pagamento, relativo a janeiro, Zeca do PT, segundo informações do atual governo, mandou um ofício à Secretaria de Estado Administração questionando o atraso.

Segundo a secretária estadual de Administração, Thie Iguchi Viegas dos Santos, o governo não tinha --até receber o ofício do petista-- conhecimento formal de que deveria efetuar o pagamento.

Depois do recebimento do ofício, o governo pediu que a Procuradoria Geral do Estado elaborasse um parecer sobre a necessidade de pagar a pensão --e o parecer foi contrário ao pagamento, afirmando que a pensão vitalícia é inconstitucional. A secretária decidiu, então, vetar o pagamento.

Em sua decisão, a secretária argumenta ainda que a pensão é alvo de uma ação direta de inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal) movida pelo Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

"Ele [Zeca do PT] disse que não consegue entender como a Procuradoria [Geral do Estado] diz que não vale a emenda constitucional [da Assembléia que criou a pensão]", afirmou o advogado Newley Alexandre da Silva Amarilla, que defende o ex-governador.

"Se o Supremo ainda não suspendeu a lei, como o pessoal aqui pode suspender? Se o Supremo suspender os efeitos da emenda, tudo bem. O ex-governador busca [no Tribunal de Justiça] a percepção de um direito, enquanto a lei [aprovada na Assembléia] ainda vigorar", disse Amarilla.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u90604.shtml



postado por 27223 as 11:01:41  0 comentários
Pedro Wilson ajudou a engavetar a CPI do Apagão Aéreo

O jornal O Popular de ontem trouxe uma reportagem mostrando os nomes dos deputados federais goianos que ajudaram a enterrar  CPI do Apagão Aéreo. Eis que um ilustre deu sua contribuição. Pedro Wilson votou com o governo. Talvez para o ex-prefeito que não pagou o salário de dezembro de 2004 imagine que a morte de 154 pessoas no maior acidente aéreo do Brasil não seja fato determinado.



postado por 27223 as 09:59:35  0 comentários
Franklin Martins já lulou

Acabo de ler a entrevista de Franklin Martins na Folha de São Paulo de hoje. Ele lulou. Já faz parte dos quadros do Lulalaupetismo. Na entrevista, o futuro ministro da Comunicação Social disse o que os puxa-saco-do-lula sempre dizem: defendem a liberdade de imprensa mas desde que ela "não ultrapasse limites". Que limites seriam esses$ Por exemplo, deixar de denunciar as falcatruas que aloprados fazem no cenário político dessêpaiz$ Ou mostrar que político que recebeu dinheiro sujo oriundo de empréstimos feitos por um carequinha não foram punidos$

Isso me faz lembrar um artigo de Alberto Dines escrito no site do Observatório da Imprensa, do início do ano passado, na qual ele dizia que o governo Juscelino Kubitscheck não procurava ditar o que a imprensa deveria fazer ou não. Lembre-se que nos anos JK havia Carlos Lacerda que sempre alfinetava o governo. Mesmo com as críticas severas Juscelino construiu, inaugurou e passou a faixa presidencial para seu sucessor em Brasília.

Aliás, sempre é bom lembrar que os petistas sempre davam ampla repercusão para as denúncias apresentadas em jornais e revistas. Ou você acha que o PT questionava as denúncias de corrupção envolvendo Fernando Collor de Melo, Jader Barbalho, Luiz Estevão e tantos outros$ Sempre cito uma frase que um certo José Dirceu de Oliveira e Silva escreveu para o livro "Todos os sócios do presidente" de Gustavo Krieger, Luiz Antônio Novaes e Tales Faria. O livro fala da corrupção que derrubou Fernando Collor e as relações sujas de Paulo César Farias com o poder público. Dizia assim Zezão: "A CPI só saiu do papel graças à pressão da sociedade organizada e as denúncias da imprensa, que deram sustentação a luta quase quixotesca que parlamentares travavam contra a corrupção no governo federal." Quando eles eram oposição a imprensa deveria ser livre para mostrar os podres do poder. Agora que são governo eles desejam colocar limites para que a imprensa não mostra a ineficiência do Lulalaupetimo.

Mas, Franklin Martins lulou de vez. Vai cuidar da publicidade do governo (por onde anda Duda Mendonça$) e da relação governo-imprensa. Só espero que Franklin não venha querer ditar o que jornais e revistas devem ou não devem colocar na pauta. Só espero que a liberdade de imprensa não seja prejudicada por conta da incompetência do governo.



postado por 27223 as 09:20:19  0 comentários
sexta, 23 março, 2007
Com Franklin Martins mais um global no Lulalaupetismo

Franklin Martins ficou bastante conhecido pelas suas opiniões sobre política nos anos que trabalhou na Rede Globo. Agora que vai assumir a secretaria de Comunicação de Lulalau, ele é mais um global a integrar os quadros do Lulalaupetismo.

O ministro da Comunicação Hélio Costa era jornalista da Rede Globo. Eu coloquei aqui no blog um vídeo do You Tube mostrando o hoje ministro apresentando no Jornal Nacional a repercussão da morte de Elvis Presley em 1977.

Hélio Costa e Franklin Martins são exemplos do que a Rede Globo pode oferecer ao Lulalaupetismo. Depois falam que a Rede Globo quer derrubar Lulalau...



postado por 27223 as 06:03:45  0 comentários
Diogo Mainardi tinha razão

Reli o artigo publicado por Diogo Mainardi na revista Veja do dia 19 de abril de 2006. Com o título "Jornalistas brasileiros", Diogo mostrava as relações entre jornalistas e o poder público. Franklin Martins foi um dos acusados. Ele ficou uma fera. Claro, abriu um processo contra o colunista de Veja. No Brasil é assim. Se você não concorda comigo jogo um processo na sua cara. Ninguém quer se defender no papel, só na justiça.

O artigo de Diogo Mainardi foi escrito no ano passado. Agora, quase um ano depois, vemos Franklin Martins aceitando o convite de Lulalau para comandar a secretaria de Comunicação do Lulalaupetismo. A secretaria cuidará da área da imprensa e da publicidade do governo.

Pois é, Diogo Mainardi estava certo. E olha que eu não o levava a sério...



postado por 27223 as 05:42:17  0 comentários
Que massacre$

Lulalau disse hoje depois da posse dos novos ministros que ele foi reeleito depois de um "massacre". Bem, talvez o tal "massacre" que ele fala seja o escândalo do dossiê. Mais uma vez Lulalau quer se fazer de vítima. Ele quer que os brasileiros sintam dó daquele ex-operário que chegou à presidência da República. Lulalau não quer mais saber de onde veio o dinheiro para pagar o dossiê anti-tucano. Ele quer mostrar que foi vítima de um "massacre". Lembre-se você que o dossiê foi planejado pelos aloprados petistas que até hoje não foram para a cadeia.

Temos que parar com este negócio de aplaudir tudo quanto é macaquice do Lulalau. Temos que encher o saco dele. A culpa de tudo de ruim que está acontecendo nestêpaiz é do presidente da República. Não me venha com esta história de que a violência começou há muito tempo, que a culpa é do governo anterior. É preciso parar com este medo de atacar Lulalau. Ele não é vítima, é culpado.

Só mais uma lembrança. A mesma mídia que, segundo Lulalau, o massacrou, forneceu num passado não muito distante munições para que a então oposição petista atacasse qualquer pessoa que ocupasse a cadeira principal do Palácio do Planalto. Agora que a mída mostra a incompetência do Lulalaupetismo nada melhor que torrar a paciência do presidente. Se massacrar foi denunciar o que este governo prometeu fazer e não fez, se massacrar é mostrar para todo mundo que Lulalau senta na mesma mesa de um ex-presidente corrupto que o massacre continue.



postado por 27223 as 12:51:24  1 comentários
Lulla & Collor (Parte 2)

A safadeza política continua...veja



postado por 27223 as 12:16:52  0 comentários
Câmara propõe gastos mais fáceis e salário de R$ 16 mil

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O projeto de reajustar salários no Congresso e no Executivo saiu ontem da gaveta. A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara aprovou, em poucos minutos, reajuste de 26,5% nos subsídios do presidente da República, de seu vice, dos 34 ministros de Estado e dos 594 congressistas, além de permitir aos deputados federais e senadores gastar até mais R$ 5.417 mensais em verbas sem prestar contas.
O impacto nos cofres públicos será de pelo menos R$ 566 milhões ao ano, já que o reajuste causa um efeito cascata nas 27 Assembléias e nas mais de 5.000 Câmaras Municipais.
Os projetos aprovados -que levam em conta a inflação acumulada entre fevereiro de 2003 e fevereiro deste ano- precisam ser ratificados pelos plenários da Câmara e do Senado.
Pelas propostas, os salários de deputados federais e senadores sobem de R$ 12.847 para R$ 16.250, o do presidente da República de R$ 8.885,48 para R$ 11.239,24, e o do seu vice e dos ministros de R$ 8.362,80 para R$ 10.578,11.
Os salários do presidente e dos ministros não tiveram reajustes que superaram 4% desde 1995. Em posse ministerial há uma semana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou os ministros de "heróis" por aceitarem a atual remuneração.
Nos anos posteriores, foram aplicados os mesmo índices concedidos aos servidores públicos da União. Já os congressistas tiveram, em 2003, um aumento de 53,8%. Depois disso, o único reajuste foi de 1%.
A recente articulação em torno dos reajustes começou em 2006, com a frustrada tentativa de elevar em 91% o salário de parlamentares. Desde então, surgiram propostas de elevação não só em salários como em verbas. A cota de passagens aéreas dos deputados subiu 2,6% na semana passada.
Na reunião de ontem, as propostas de aumento chegaram a ser retiradas da pauta de votação, mas, quase no final, com a sala esvaziada, o assunto voltou à pauta e foi aprovado rapidamente e por unanimidade.

Líderes
A Folha apurou que antes da realização da sessão, líderes governistas teriam conversado sobre as propostas. Com do líder do PTB, Jovair Arantes (GO), os demais negaram e disseram que os projetos foram gerados na cabeça do presidente da Comissão de Finanças, Virgílio Guimarães (PT-MG).
"Fomos surpreendidos e vamos analisar com os líderes. Não acompanhei a discussão e não sei como foram analisados os aspectos daquela proposta", afirmou o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), apesar de deputados dizerem que ele foi avisado um dia antes. Chinaglia se posicionou contra o reembolso de verbas sem prestação de contas.
Por outro projeto aprovado ontem, até R$ 5.416,81 de um total de R$ 15.000 da atual verba mensal para manutenção de escritórios dos congressistas nos Estados poderão ser reembolsados sem apresentação de notas fiscais. Hoje, só há reembolso mediante comprovante.
Na prática, se aprovado, o reajuste parlamentar poderá superar teoricamente os 60%, já que o dinheiro poderá ser simplesmente embolsado.
Virgílio Guimarães justificou assim a medida: "Os parlamentares têm reclamado muito disso. É o sujeito que pega um táxi e esquece de pedir a nota. Imagina essa situação desagradável de um deputado ter que aumentar uma nota para compensar a outra. É natural que haja uma flexibilidade".

Folha de São Paulo - 23.03.2007



postado por 27223 as 09:36:46  0 comentários
quinta, 22 março, 2007
Direto do túnel do tempo

Hoje faz um ano que Ângela Guadagnim protagonizou uma das cenas mais bizarras do Congresso Nacional. Dançando, a ex-deputada comemorou a absolvição do seu colega e ex-deputado João Magno que recebeu dinheiro do valerioduto.



postado por 27223 as 06:49:24  1 comentários
Comissão da Câmara aprova salário de R$ 16 mil para deputados

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou na manhã desta quinta-feira um reajuste de 26,49% para os salários dos deputados. Esse aumento eleva o subsídio mensal dos atuais R$ 12.847,20 para R$ 16.250,42.

O projeto, de autoria do deputado Virgílio Guimarães (PT-MG), corrige os salários com base no IPCA acumulado entre janeiro de 2003 e fevereiro de 2007. A proposta segue agora para votação no plenário da Câmara.

Inicialmente, Guimarães propôs a retirada do projeto da pauta, uma vez que as votações na Casa estão obstruídas --o que impediria a votação de matérias nas comissões.

Os integrantes da comissão entenderam, no entanto, que, por se tratar de matéria administrativa, o texto poderia ser colocado em votação. O projeto ainda depende de votação no plenário da Câmara para entrar em vigor.

Paralelamente à decisão da comissão, a Mesa Diretora da Câmara também analisa propostas de reajustes nas verbas de gabinete e indenizatória.

"A Mesa está decidindo, mas está derrapando. O regimento prevê que a comissão defina sobre reajustes nos subsídios, portanto não podemos ficar a mercê de um ato da Mesa", disse o deputado Carlos William (PTC-MG).

Autor da proposta de reajuste, Guimarães disse não temer críticas pela decisão de colocar a matéria em votação. "Quem votou em mim sabe a minha maneira de colocar esses assuntos sem o menor subterfúgio."

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u90540.shtml

Gabriel Pensador fala por mim:

Filha da puta, escuta o que eu vou te dizer
Você está no poder agora mas um dia vai se fuder
Você está numa boa rindo a toa cheio de graça
Mas todos nós ainda vamos ver a sua desgraça
Você se esconde em Brasília essa ilha cercada de filha da puta
De político fajuto me escuta seu puto
Aprovando leis só para vocês e sua cambada
Arranjando obras superfaturadas
Eles te exploram te chupam o sangue
Só pensam no lucro da sua gangue
Então escuta, pensa e responda a pergunta:
- Todo político é um filha da puta?



postado por 27223 as 12:12:14  1 comentários
Só bata falta, por favor

Eu não assisti o jogo do São Paulo ontem. Só fiquei sabendo do resultado da partida pela net. Eu também estava assistindo a partida do Vasco contra o Gama em Brasília. Torci muito para que Romário marcasse o milésimo gol. Mas, do jeito que o Vasco jogou não teve jeito do Baixinho alcançar a marca histórica. Fica para a próxima, ou melhor, para o próximo clássico que será contra o Flamengo.

Mas, voltando ao assunto, vejo pelos comentários na imprensa que o São Paulo não jogou bem lá no México. A série invicta foi quebrada. Jadilson marcou o primeiro, mas o São Paulo deixou o Necaxa virar a partida. Rogério Ceni fez grandes defesas, mas perdeu um pênalti. Acho que seria interessante Muricy Ramalho começar a preparar um ou dois jogadores para bater pênalti. Rogério é melhor na cobrança de falta. Na cobrança de pênalti está deixando muito a desejar. No jogo contra o Juventus pelo Campeonato Paulista o goleiro sãopaulino também desperdiçou uma penalidade.

Por isso faço um apelo, como são paulino que sou, à Rogério Ceni: Por favor, só bata falta.



postado por 27223 as 11:01:20  1 comentários
Dirceu ontem e hoje

Zezão quando era oposição:

“Não vamos deixar de lado a CPI. Não vamos aceitar acordo político entre Fernando Henrique, ACM, e Jáder Barbalho para a retirada das assinaturas para a CPI”, afirmou, por sua vez, o deputado federal José Dirceu (PT-SP), presidente nacional do partido. (...) Para Dirceu, o suposto acordo para evitar a CPI e a cassação dos senadores envolvidos na violação do painel de votação “mostra que o Governo assumiu que é corruto. “O Governo Fernando Henrique Cardoso sempre foi conivente e tolerante com a corrução. Sempre abafou todas as CPIs”, afirmou Dirceu. (Jornal do Comercio - 12.05.2001)

Zézão hoje:

A CPI do Apagão teve o fim que merecia. Sem fato determinado, o pedido de sua criação violava a Constituição. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados cumpriu seu papel.

Já tivemos a experiência de uma CPI sem fato determinado que, pasmem, funcionou no Senado por mais de um ano - a CPI dos Bingos, apelidada de CPI do Fim do Mundo - que não deu em nada. Terminou melancolicamente propondo a legalização dos Bingos. Depois, como a reação contra foi grande, voltaram atrás.

A CPI do Fim do Mundo foi utilizada pela oposição para desestabilizar o governo e parar o Senado. Todos os requerimentos que a oposição havia apresentado na CPI do Banestado, sobre os mais diferentes fatos e assuntos, e que não haviam sido aprovados, foram aceitos na CPI dos Bingos. Que devia ter sido interrompida pelo Supremo Tribunal Federal. Esta CPI foi um exemplo típico de violação constitucional dos direitos da maioria pela minoria, instalada pelo STF para proteger os direitos das minorias.
(Blog do Zé Dirceu - 21.03.2007)



postado por 27223 as 12:44:50  1 comentários
Eu já vi esse filme

Do Jornal do Comercio do dia 12.05.2001

PT pode ir ao STF para manter CPI

A oposição vai partir para uma batalha regimental no Congresso para evitar que o requerimento da CPI da Corrução seja arquivado

SÃO PAULO – Os partidos de oposição já traçaram a estratégia contra a manobra do Governo que impediu a instalação da CPI Mista da Corrução: fazer mobilizações populares e insistir na divulgação dos nomes dos 20 parlamentares que retiraram a assinatura do requerimento para a criação da CPI. Além disso, o líder do PT na Câmara, Walter Pinheiro (BA) estuda ingressar com uma ação no Supremo Tribunal Federal para evitar o arquivamento da comissão.

A idéia da oposição é partir para uma batalha regimental dentro do Congresso, para impedir que o requerimento que conta com 162 assinaturas (nove a menos do que o necessário para a CPI) seja arquivado. Os oposicionistas querem o documento de volta para reiniciar a corrida em busca de apoio para a investigação das denúncias de desvio de verbas públicas.

Para atingir esse objetivo, Pinheiro afirma que a oposição poderá entrar com ação no STF contra a Mesa Diretora do Congresso. “Nós vamos abrir uma briga. Vamos conversar com os demais partidos de oposição na terça-feira e, se possível, vamos procurar instância fora da Casa. Ou seja, o Supremo Tribunal Federal, para requerer que o regimento seja cumprido e que aquela proposição seja devolvida ao autor”, afirmou.

O líder do PT criticou a atitude do Governo no que chamou de ‘operação abafa’ para inviabilizar a instalação da CPI da Corrução e acrescentou que o partido está fazendo um levantamento de quanto o Governo teria gasto com a liberação de verbas do Orçamento para obras nos Estados, com o intuito de barrar a CPI.

“Não vamos deixar de lado a CPI. Não vamos aceitar acordo político entre Fernando Henrique, ACM, e Jáder Barbalho para a retirada das assinaturas para a CPI”, afirmou, por sua vez, o deputado federal José Dirceu (PT-SP), presidente nacional do partido.

O presidente de honra da legenda, Luiz Inácio Lula da Silva, também afirmou que a oposição não desistirá de instalar a CPI. Para Lula, “a oposição acertou” ao entregar o pedido de instalação da CPI a Jáder Barbalho. “Teve gente que disse a oposição errou na entrada do pedido. Não dependeu de entrada. O que impediu a CPI foi a retirada das assinaturas de deputados do requerimento. Eles, (os deputados) tirariam o nome com entrada ou sem entrada, tirariam ontem ou uma semana depois”, defendeu Lula.

Para Dirceu, o suposto acordo para evitar a CPI e a cassação dos senadores envolvidos na violação do painel de votação “mostra que o Governo assumiu que é corruto. “O Governo Fernando Henrique Cardoso sempre foi conivente e tolerante com a corrução. Sempre abafou todas as CPIs”, afirmou Dirceu

SÃO PAULO – Os partidos de oposição já traçaram a estratégia contra a manobra do Governo que impediu a instalação da CPI Mista da Corrução: fazer mobilizações populares e insistir na divulgação dos nomes dos 20 parlamentares que retiraram a assinatura do requerimento para a criação da CPI. Além disso, o líder do PT na Câmara, Walter Pinheiro (BA) estuda ingressar com uma ação no Supremo Tribunal Federal para evitar o arquivamento da comissão.

A idéia da oposição é partir para uma batalha regimental dentro do Congresso, para impedir que o requerimento que conta com 162 assinaturas (nove a menos do que o necessário para a CPI) seja arquivado. Os oposicionistas querem o documento de volta para reiniciar a corrida em busca de apoio para a investigação das denúncias de desvio de verbas públicas.

Para atingir esse objetivo, Pinheiro afirma que a oposição poderá entrar com ação no STF contra a Mesa Diretora do Congresso. “Nós vamos abrir uma briga. Vamos conversar com os demais partidos de oposição na terça-feira e, se possível, vamos procurar instância fora da Casa. Ou seja, o Supremo Tribunal Federal, para requerer que o regimento seja cumprido e que aquela proposição seja devolvida ao autor”, afirmou.

O líder do PT criticou a atitude do Governo no que chamou de ‘operação abafa’ para inviabilizar a instalação da CPI da Corrução e acrescentou que o partido está fazendo um levantamento de quanto o Governo teria gasto com a liberação de verbas do Orçamento para obras nos Estados, com o intuito de barrar a CPI.

“Não vamos deixar de lado a CPI. Não vamos aceitar acordo político entre Fernando Henrique, ACM, e Jáder Barbalho para a retirada das assinaturas para a CPI”, afirmou, por sua vez, o deputado federal José Dirceu (PT-SP), presidente nacional do partido.

O presidente de honra da legenda, Luiz Inácio Lula da Silva, também afirmou que a oposição não desistirá de instalar a CPI. Para Lula, “a oposição acertou” ao entregar o pedido de instalação da CPI a Jáder Barbalho. “Teve gente que disse a oposição errou na entrada do pedido. Não dependeu de entrada. O que impediu a CPI foi a retirada das assinaturas de deputados do requerimento. Eles, (os deputados) tirariam o nome com entrada ou sem entrada, tirariam ontem ou uma semana depois”, defendeu Lula.

Para Dirceu, o suposto acordo para evitar a CPI e a cassação dos senadores envolvidos na violação do painel de votação “mostra que o Governo assumiu que é corruto. “O Governo Fernando Henrique Cardoso sempre foi conivente e tolerante com a corrução. Sempre abafou todas as CPIs”, afirmou Dirceu



postado por 27223 as 12:40:09  0 comentários
Eu tenho memória

O PT antes:

Hoje, às 15h30, haverá reunião da bancada do PT e do PSB na Câmara para avaliar há possibilidade de pedir a instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar o financiamento da campanha de FHC.  (Folha on-line 13.11.2000)

O PT hoje:

Com 308 votos favoráveis, 141 contrários e duas abstenções, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o recurso do PT que suspende a instalação da CPI do Apagão Aéreo, na noite desta quarta-feira. (Folha on-line 21.03.2007)

Hoje o Lulalaupetismo nega um terceiro mandato para Lulalau. Mas, sabemos que nou outro dia a galera muda de opinião. Acima prova como eles mudam de opinião facilmente.



postado por 27223 as 12:25:41  0 comentários
Lulla & Collor

A safadeza política em ação.



postado por 27223 as 12:19:16  0 comentários
Fim da invencibilidade

Uma hora ou outra ia acontecer. O São Paulo perdeu para o Necaxa no México. Acabou-se a invencibilidade. Muricy Ramalho deve animar o time e procurar fazer com que a derrota não atrapalhe na campanha rumo ao título do campeonato paulista. Isto é muito importante. Como o São Paulo não perdia a 29 jogos é preciso trabalhar a motivação dos jogadores. Ano passado isso funcionou. Quando o São Paulo perdeu para o Internacional ano passado na final da Libertadores, o time soube tirar o foco da derrota e voltar para o Campeonato Brasileiro que acabou conquistanto.

Perdemos, mas a luta continua e nem tudo está perdido.



postado por 27223 as 12:10:05  0 comentários
quarta, 21 março, 2007
Eu não apóio

Agora o Lulalaupetismo quer apoio de toda a sociedade para o Plano de Educação anunciado na semana passada. Eu não apóio. Ano passado um candidato à presidência da República tinha como meta principal a educação e só recebeu 2 milhões de votos. Aliás, chamavam Cristovam Buarque de "candidato de uma nota só". Agora o Lulalaupetismo quer empenho no programa educacional do Lulalau... Tá fácil...



postado por 27223 as 05:53:26  0 comentários
Collor e Lulalau

Collor vai hoje ao Palácio do Planalto. Vai encontrar com Lulalau. Por falar neste encontro coloco aqui uma fala de Lulalau sobre o ex-presidente e ex-cassador de marajás.



postado por 27223 as 02:50:59  0 comentários
O uso político do Apagão Aéreo

O Lulalaupetismo diz que a oposição quer fazer uso político da CPI do Apagão Aéreo. Ora, ele se esquecem de uma coisa. Depois das eleições do primeiro turno, a CartaCapital, do puxa-saco-do-lula Mino Carta, lançou uma tese sem pé nem cabeça falando que a Rede Globo teria subestimado o acidente do boing da Gol e mostrado o dinheiro apreendido com os aloprados no dia que eles queriam comprar um dossiê anti-tucano. Isso é uso político de um fato que chocou a população brasileira. Aliás, além de não sabermos as causas da queda do boing da Gol, não sabemos de onde veio o dinheiro para comprar o dossiê anti-tucano. Eles querem encobrir a falência do Lulalaupetismo. Sou a favor da CPI do Apagão Aéreo e o Lulalau que se vire com os problemas que surgirem após a sua instalação.



postado por 27223 as 02:42:19  0 comentários
Com a agricultura pode brincar

Lulalau disse dias atrás que, com Educação e Saúde, não se pode brincar. Pois é, com a Agricultura sim pode-se fazer um verdadeiro circo. A escolha do ministro da Agricultura virou uma brincadeira. O PMDB mostra um nome para Lulalau. Lulalau escolhe. Denúncia mostram que o escolhido não é tão honesto como o PMDB dizia. Lulalau pede tempo. Lá vem outra vez o PMDB com uma listinha. Lulalau quer saber se os listados estão com os nomes limpos na praça. Enquanto isso, se adia a escolha do novo ministro. É, com a Agricultura pode brincar.



postado por 27223 as 11:40:37  0 comentários
terça, 20 março, 2007
Lulalai não quer protestos

Lulalau esteve em Goiás no dia de hoje. Inaugurou uma obra inacabada. Bem perto do seu palanque, tratores trabalhavam para continuar o que estavam fazendo. Além disso, Lulalau deu um pito nos estudantes da UEG que protestavam contra o governador de Goiás Alcides Rodrigues, o popular Cidinho.

Ora, será que agora teremos que pedir permissão para Lulalau$ Será que os protestos tão exaltados pelo Lulalaupetismo terá que ser organizado e aprovado pelo Palácio do Planalto$ Aliás, é sabido em Goiás que Cidinho caminha a passos de tartaruga. Nada melhor do que falar isso na frente dele. Mas, Lulalau, o deusinho, o presidente que se acha, pediu para os manifestantes maneirarem porque assim ninguém compareceria às inaugurações.

Começa uma nova fase no Lulalaupetismo: depois da inauguração da pedra fundamental, inaugura-se obra sem estar pronta. Quem paga tudo$ Como sempre os de sempre.



postado por 27223 as 07:52:16  0 comentários
Contra a CPI

Hoje visitei os blogs do Paulo Henrique Amorim e do José Dirceu. Eles criticam o fato da oposição querer uma CPI do Caos Aéreo. Pois é. Essa galera é assim mesmo. Esquecem seu passado de lutas por CPI. Assim como barram a CPI do Caos Aéreo, os lulalaupetistas querem uma CPI sobre o Metrô de São Paulo. Assim como a oposição quer barrar a CPI do Metrô de São Paulo, o governo quer barrar a CPI do Caos Aéreo. E assim nós vamos vivendo acreditando que a morte de  pessoas seja por acidente aéreo, seja por incompetência do governo de estado não são "fatos determinados"



postado por 27223 as 07:39:32  0 comentários
Lulalau em Goiás

Lulalau vem a Goiás hoje. Ele vai inaugurar um viaduto em Anápolis, uma unidade da CEFET em Inhumas e uma indústria da Perdigão em Mineiros. Bem, vamos nos ater apenas nas obras públicas.

As obras que Lulalau irá inaugurar nem ficaram prontas. As máquinas ainda trabalham e mesmo assim o presidente virá inaugurar não mais a pedra fundamental, mas o barulho das máquinas remoendo terra.

Mas, o Lulalaupetismo já correu contra o tempo e divulgou que as obras não serão inauguradas e sim visitadas. Sei, engana que eu gosto.



postado por 27223 as 06:37:59  0 comentários
Crise não tem data para acabar, diz Infraero

DA REPORTAGEM LOCAL
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Os atrasos em vôos de todo o país provocados pela chuva e por uma pane no controle aéreo em Brasília só devem acabar no final da tarde de hoje. Mas a crise aérea que se arrasta desde o ano passado e que constantemente tem parado os aeroportos brasileiros não tem data para acabar, segundo o próprio brigadeiro José Carlos Pereira, presidente da Infraero.
Ontem, quando 30,5% dos vôos do país registraram atraso de mais de uma hora, o presidente da Infraero, a empresa responsável pela infra-estrutura dos aeroportos, disse que nem se "atreve a dar um prazo" para o fim do problema.
"Não posso dizer para você nem garantir aos passageiros que daqui a 15 dias isso não vai acontecer. Eu estaria mentindo... a qualquer momento pode surgir [uma falha no] sistema como o de ontem [domingo]."
Ele visitou o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, um dos mais prejudicados com a nova crise: foram 99 vôos com atraso (33,8%) dos 293 programados (até as 21h). Ele mesmo enfrentou atraso de duas horas em seu vôo, que saiu de Brasília. "Um atrasinho de duas horas", afirmou Pereira.
Sobre a pane de anteontem, disse que a única responsável por ela é a Aeronáutica, que controla o Cindacta-1 (Centro Integrado de Defesa e Controle do Tráfego Aéreo). "Para nós da Infraero o que termina acontecendo é absorver a questão."
"O problema durou, pelas minhas contas, exatos 40 minutos. Isso foi suficiente para infernizar durante 20 horas seguidas todo o país."
No domingo, a Infraero previa que a situação estaria normalizada ontem à tarde. O "efeito cascata" da crise, porém perdurou durante todo o dia e, segundo a Infraero, só se resolverá na noite de hoje.

Apuração rigorosa
Por conta do novo apagão aéreo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a cobrar uma "apuração rigorosa" sobre o mais recente episódio de caos nos aeroportos.
O governo voltou a suspeitar de sabotagem dos controladores de vôo, que realizam uma operação-padrão desde outubro. Da última vez que essa acusação foi lançada, no caos de 5 de dezembro, a Aeronáutica reconheceu que o equipamento estava defasado.
Controladores ouvidos pela Folha consideram a suspeita "absurda". Além disso, técnicos da FAB avaliam que dificilmente pode ter ocorrido interferência proposital nesse tipo de falha. Mesmo assim, os controladores se queixam da falta de definição sobre a reivindicação de desmilitarização do setor -o governo elaborou uma proposta em dezembro, mas ainda não há aval do Planalto.
A pane do domingo começou com uma queda no sistema de gerenciamento de planos de vôo no Cindacta-1 (responsável pelo controle no Centro-Oeste e Sudeste) às 10h06. Os controladores ficaram sem informações de identificação e altitude planejada dos vôos nos monitores. Quando os dados voltavam à tela, não eram confiáveis. A situação durou pelo menos quatro horas, o que causou um acumulo de atrasos em todo o país.
Lula ficou irritado e convocou ontem pela manhã uma reunião de emergência com o ministro da Defesa, Waldir Pires, e o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito.
Oficialmente, a Casa Civil nega que a possibilidade de sabotagem tenha sido discutida. Em nota oficial, a Defesa afirma que o presidente "determinou a apuração imediata e rigorosa das causas do ocorrido".
Além disso, Lula voltou a pedir que os passageiros recebam informações rápidas e corretas nos aeroportos -ordem já dada duas vezes em dezembro. Sem citar diretamente a Aeronáutica, mandou "que sejam implementados equipamentos reserva eficientes e eficazes".
No domingo, as informações foram desencontradas. A Aeronáutica informou que havia ocorrido uma falha de sete minutos. Na realidade, o problema demorou para ser resolvido. O servidor principal, onde surgiu a falha, tinha um arquivo corrompido que impedia o acionamento do servidor de reserva.
Quando o equipamento falha, o controle aéreo implementa planos de contingência. Este caso não foi tão grave quanto o de 5 de dezembro, quando o espaço aéreo foi "congelado" porque não havia comunicações com o Cindacta-1.
Desta vez, as decolagens de toda a região foram restringidas com espaçamento de 30 minutos e chegaram a ser suspensas em alguns aeroportos. Isso foi feito para reduzir o número de aviões monitorados, já os dados eram acompanhados com fichas de papel.

Folha de São Paulo - 20.03.2007



postado por 27223 as 05:35:48  0 comentários
Festa de Arromba

Ontem foi a Festa de Arromba que José Dirceu fez para comemorar os seus 61 anos de vida. E quem deu as caras por lá$ Delúbio Soares. Isso mesmo, o cara que fez caixa 2 para o Lulalaupetismo e desencadeou toda a crise chamada mensalão. Ele foi lá dar um abraço no cumpanhero Zé. Mas, segundo reportagem da Folha de São Paulo, a assessoria de Zezão fez o máximo para evitar que o aniversariante e o do "dinheiro não contabilizado" aparecessem juntos na mesma foto.

Outro trecho da reportagem que chama atenção foi a resposta de Zezão ao ser perguntado se Lulalau havia sido convidado. Ele disse que o presidente "tinha mais o que fazer". E a galera que foi lá abraçar o líder da quadrilha não tinha nada pra fazer$

Aqui no blog já falei da reportagem do Diário da Manhã que falava do pop star Delúbio Soares. No dia de abertura dos trabalhos na Câmara Municipal de Goiânia, Delúbio foi até o parlamento dar um abraço no seu irmão que assumia a vaga de vereador. Segundo a reportagem, o ex-tesoureiro era cumprimentado, tirava fotos com todos e mantinha aquele sorrisinho famoso nas CPI's. Um sorriso que debochava da nossa cara. Um sorrisinho sábio de que saria de toda aquela crise impune como sempre acontece no Brasil.

José Dirceu comemora e Delúbio Soares abraça. Hey, hey, que onda, que Festa de Arromba...



postado por 27223 as 05:19:48  0 comentários
segunda, 19 março, 2007
Mesmo sem mandato, 20 ex-deputados ainda usam apartamentos funcionais

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Sem mandato desde 1º de fevereiro, um grupo de 20 ex-deputados continuava, até o fim de semana passado, de posse dos apartamentos funcionais da Câmara que foram usados durante o mandato.
As justificativas para a irregularidade vão desde dificuldades com a mudança até o caso de um ex-parlamentar que espera reassumir o mandato com a ida de um colega para o ministério.
No total, 65 ex-deputados desrespeitaram o prazo de devolução, 2 de março, um mês após o fim dos mandatos.
Entre os que continuam com os apartamentos, sete foram acusados de envolvimento na máfia dos sanguessugas, como Nilton Capixaba (PTB-RO), apontado pela Polícia Federal como um dos líderes do esquema. "Já estou saindo. Estou conseguindo local para mudar", afirmou Capixaba.
Alguns ex-deputados disseram que a quarta secretaria, responsável pela administração dos apartamentos, autorizou um prazo extra.
Para o quarto secretário, José Carlos Machado (PFL-BA), é melhor tentar a devolução por meio de acordo, desde que em tempo não muito extenso, sob pena de passar anos brigando na Justiça. Na semana passada, a Mesa da Câmara decidiu dar início às desapropriações.
Derrotados na eleição em outubro, os ex-deputados tiveram cinco meses para preparar a mudança. A Câmara possui 432 apartamentos, que têm entre 196 a 220 metros quadros, e ficam na área central de Brasília.
"Na primeira semana de abril, estou fora", prometeu Feu Rosa (PP-ES), que diz ter obtido prazo extra, assim como Pastor Pedro Ribeiro (PSC-TO). "Sou suplente de coligação em que está Eunício Oliveira e Ciro Gomes. Pedi paciência à Casa. Estou com esperança de assumir, caso um deles saia ministro", explicou Ribeiro. O ex-deputado Antonio Joaquim (PSDB-MA) disse que "tem apartamento vago, não está prejudicando ninguém."
Já Carlos Batata (PFL-PE) afirmou ter solicitado à secretaria uma forma de pagar pelos dias a mais que ficou.
Eleito para o Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz (PFL-BA) enviou requerimento à Casa pedindo para ficar no apartamento até junho. O pedido foi negado.
(LETÍCIA SANDER E RANIER BRAGON)

Folha de São Paulo - 19.03.2007



postado por 27223 as 08:54:15  0 comentários
Caixa-preta da Infraero faz governo temer CPI do Apagão

IURI DANTAS
MARTA SALOMON
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

A quebra dos sigilos bancário e fiscal do ex-presidente e de duas altas funcionárias da Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária), determinada pela Justiça, ajuda a explicar o temor do governo em transformar a estatal em alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito.
A investigação feita pelo Ministério Público a partir de relatórios de auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) poderá dar fôlego aos trabalhos da eventual CPI do Apagão Aéreo, que a oposição tenta instalar e o governo quer evitar.
Com base em suspeita de irregularidades nas obras do aeroporto de Congonhas, a Justiça Federal de São Paulo determinou em 25 de outubro passado a quebra dos sigilos bancário e fiscal do deputado Carlos Wilson (PT-PE), ex-presidente da estatal e amigo de Lula.
A atual diretora de Engenharia, Eleuza Therezinha Manzoni dos Santos, e a procuradora jurídica da estatal, Josefina Valle de Oliveira Pinha, também tiveram os sigilos quebrados. Dois engenheiros completam a lista de pessoas investigadas.
À exceção de Wilson, que disputou a eleição no ano passado, os demais permanecem nos cargos, sob a chancela do ministro Waldir Pires (Defesa).
O juiz-substituto da 21ª Vara Federal, Danilo Almasi, acatou parcialmente pedido do Ministério Público Federal com base em relatórios do TCU. Ele negou temporariamente o bloqueio de bens dos envolvidos.
Em seu pedido, os procuradores listaram 12 irregularidades na reforma de Congonhas. Investigam-se os supostos superfaturamento de mais de R$ 16 milhões e o direcionamento da licitação, numa violação da Lei de Licitações. Os envolvidos negam irregularidades.
O Planalto teme a CPI por dois outros motivos. Primeiro, CPIs sempre podem sair de controle. Segundo, quer evitar eventual exposição do advogado Roberto Teixeira, compadre de Lula que trabalha para empresas do setor aéreo.
O orçamento de investimentos da Infraero chama a atenção desde o início do governo. Os gastos, que não chegavam a R$ 400 milhões por ano, beiraram os R$ 900 milhões no ano da reeleição de Lula.
As obras são tantas e tão caras que o TCU resolveu concentrar as auditorias, no ano passado, a contratos superiores a R$ 250 milhões. No mais caro dos contratos investigados, o tribunal reduziu em mais de R$ 100 milhões o custo de edital para a construção do terceiro terminal de passageiros do aeroporto de Guarulhos.
A Infraero diz que não teve de parar nenhuma obra em decorrência das auditorias do TCU. A decisão mais grave do tribunal entre as obras em andamento levou ao bloqueio dos pagamentos ao consórcio Camargo Corrêa, Mendes Júnior e Estacon pelas obras de expansão do aeroporto de Vitória.
Nos relatórios de auditoria do tribunal, há um padrão de irregularidades que se repete. O TCU enxerga restrições impostas ao processo de licitação das obras. "São tantas que inviabilizam qualquer tentativa de disputa de preços entre as licitantes", diz o relatório sobre o aeroporto de Macapá, no Amapá.
Problemas em contratos da Infraero não são exclusividade da gestão Lula. No governo Fernando Henrique Cardoso, a construtora OAS teve bloqueados bens no valor de R$ 30 milhões por supostas irregularidades na construção do aeroporto de Salvador. As obras foram suspensas por um ano.
A criação de uma CPI para investigar o apagão aéreo está nas mãos do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal. A oposição recorreu à Justiça após uma manobra da base governista ter impedido a instalação da comissão.
Para mostrar, em eventual CPI, que não teria cruzado os braços, a Infraero reuniu dados da auditoria interna. O documento aponta 92 problemas, segundo a Folha apurou, com o envolvimento de 40 pessoas.

Folha de São Paulo - 19.03.2007



postado por 27223 as 08:50:30  0 comentários
É brincadeira

FÁBIO ZANINI
LEONARDO SOUZA

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Cotado para o Ministério da Agricultura, o deputado federal Waldemir Moka (PMDB-MS) revelou-se ontem um admirador do presidente Lula e se colocou à disposição para ajudar seu governo e o país.
Moka era, meses atrás, um dos principais líderes da facção pró-Geraldo Alckmin em seu partido e crítico do governo.
"É um segundo mandato, novo começo. Estou disposto a colaborar, se houver convite. Não teria direito de dizer não a um chamado do presidente e a uma indicação do partido", disse. Levantamento dos discursos do deputado na Câmara mostra um parlamentar mordaz contra várias políticas do governo.
"Não adianta essa história de Bolsa Família (...). Daqui a pouco, metade da população terá de receber algum tipo de auxílio por meio de bolsas porque acabará o emprego", afirmou, em fevereiro do ano passado.
Ontem, ele tentava explicar a crítica. "Não desqualifico o Bolsa Família, que considero importante. O problema é a perda de eficácia do programa em um cenário de juros altos e câmbio sobrevalorizado", afirmou.
No início da campanha eleitoral, Moka batalhou pelo apoio de seu partido a Alckmin.
"Segundo a imprensa, o PMDB já está com o presidente Lula. Não é verdade!", disse na época.
No ano passado, envolveu-se em disputa tensa pela liderança da bancada na Câmara com Wilson Santiago (PB), da ala lulista e foi derrotado.
O deputado disse que sua disputa política com o PT é decorrência da situação regional que ele vive. "Meu adversário é o PT de Mato Grosso do Sul. Apoiamos a candidatura do Alckmin porque temos rivalidade histórica com os petistas no Estado", declarou ele, que é presidente estadual do PMDB e cujo principal obstáculo ao ministério deve ser a oposição do ex-governador de MS, Zeca do PT. Primos, Moka e Zeca são inimigos políticos. Zeca passou o fim de semana com Lula, segundo um assessor do petista.
Em julho de 2006, Moka foi citado no primeiro depoimento à Justiça do empresário Luiz Antônio Vedoin, acusado de ser chefe da máfia dos sanguessugas. Um mês depois, Vedoin o inocentou. Moka não foi citado no relatório final da CPI.
"Com relação ao deputado Waldemir, apesar de ter sido tratado pagamento de 10%, a título de comissão [por emenda destinada à compra de ambulância], nenhum valor chegou a ser repassado", disse Vedoin inicialmente à Justiça. Em agosto de 2006, em depoimento à CPI, o empresário disse que "não houve tratativa".


Colaborou HUDSON CORRÊA , da Agência Folha, em Rondonópolis

Folha de São Paulo - 19.03.2007



postado por 27223 as 08:44:54  0 comentários
domingo, 18 março, 2007
Não tem jeito

Ontem o São Paulo ganhou da Ponte Preta de 1 x 0. Desde então passei a noite de ontem e o dia de hoje mandando pensamentos negativos para o Santos. Torci para que o Ituano vencesse a partida. Mas, de novo a coisa se repetiu. O Santos ganhou e continua líder do Paulistão. Por mais que eu tente secar o time santista sempre dá errado. Apenas um ponto separa o São Paulo do Santos. Acho melhor parar de secar. No dia que eu nem dei importância para o jogo do Santos o São Bento foi lá na Vila Belmiro e fez 2 gols.



postado por 27223 as 07:06:46  0 comentários
E agora$

Do G1, em Brasília

Uma falha no sistema do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo (Cindacta-1) em Brasília na manhã deste domingo (18) causou atrasos em vôos em todo o país.

Segundo a assessoria da Aeronáutica, ocorreu uma pane num software do sistema de controle de plano de vôo do Cindacta-1 por sete minutos nesta manhã. O sistema, responsável pelas autorizações de pouso e decolagem, teve que ser reinicializado, de acordo com a Aeronáutica.

Após o problema, os controladores de vôo aumentaram, por questões de segurança, o espaço de tempo entre as saídas e as chegadas dos aviões, o que atrasou os vôos.

O aeroporto mais prejudicado, segundo a Aeronáutica, foi o de Congonhas, em São Paulo, por conta também da chuva que atinge a cidade. A pista do aeroporto chegou a fechar por duas horas no início desta manhã.

Um vôo da TAM que deveria sair de Brasília para Congonhas às 11h15, por exemplo, não tinha decolado até às 14h30. Segundo o site da Infraero, há pelo menos sete vôos com atraso que deveriam decolar de Brasília, sendo que, desses, três estavam com mais de duas horas além do horário previsto.

Já seis vôos estão atrasados para pousar, tendo dois como origem o aeroporto de Congonhas. Segundo a Aeronáutica, não há previsão de quando a situação vai se normalizar, até porque há uma expectativa de mais chuva em São Paulo neste domingo.

http://g1.globo.com/Noticias/0,,MUL12107-5598,00.html

E agora$ Será que o Lulalaupetismo vai deixar acontecer a CPI do Apagão Aéreo$



postado por 27223 as 05:13:36  0 comentários
A vida privada do Zé

A revista Veja traz uma reportagem falando da vida de consultor do ex-deputado José Dirceu. No blog dele, a fúria contra a revista está estampada em cada palavra. Tudo é calúnia. Assim como Fernando Collor de Melo foi injustiçado, Zezão também se acha injustiçado.

Bem, não vou postar o que ele disse no seu blog mas, posso dar um resumo. Em outras palavras Zezão quis dizer: "não jogue merda na minha vida privada".

Como o You Tube é público vou postar um vídeo que mostra a vida privada de Zé Dirceu. Tá aqui. Veja como o ex-guerrilheiro é delicado e cordial com a equipe de João Moreira Sales que gravava o documentário "Entreatos". É bom a gente jogar merda na vida privada do Zé e perguntar para ele o que está nas suas mãos a respeito das outras campanhas.



postado por 27223 as 12:05:30  0 comentários
Ainda nos arrependeremos

Ainda nos arrependeremos do Lulalaupetismo. Ainda nos arrependeremos da incompetência do nosso presidente da República em escolher seus ministros. Aliás, parece que não é Lulalau quem escolhe sua equipe. Se você pegar os jornais dos dias anteriores veremos que os novos ministros já estavam nas páginas e nas telas dos noticiários por conta de alguns elementos da base aliada que ia ao Palácio do Planalto mostrar à Lulalau uma lista com nomes para a Esplanada dos Ministérios. Lulalau apenas confirmou nomes que muita gente já sabia que abundaria alguma cadeira no Eixão brasiliense.

Ainda nos arrependeremos dessa demora. Nunca antes na história destêpaiz um presidente demorou tanto para nomear seus ministros como Lulalau. Ele está muito tranquilo e isso me preocupa. Será que os novos ministros já tem na cabeça algum plano para ser colocado em prática logo após a posse$ Dias atrás os governadores de Goiás e do Distrito Federal estiveram com o então ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. Discutiram formas de acabar com a violência no entorno de Brasília. Bastos deixou o cargo na sexta feira passada. Quem assumiu a vaga foi Tarso Genro. Será que alguém sabe me dizer o que Tarso fará para diminuir a violência no entorno de Brasília$

Veja a pendenga que virou a escolha para o Ministério da Agricultura. O indicado do PMDB desistiu assim que foi revelado que o Supremo Tribunal Federal o investiga sobre suspeita de falsidade ideológica. Ele sai sem tomar posse. E quem for tomar posse definitivamente sabe o que o país precisa para decolar na área do biocombustível$

Depois da fritura em rede nacional, Dona Supla parece que vai ficar com a pasta do Turismo. Parece porque segundo jornais deste domingo Lulalau irá fazer o convite formalmente amanhã. E será que ela tem alguma proposta boa para colocar em prática tão logo assuma o Ministério do Turismo$ Dizem que ela está a fim de trazer a Copa do Mundo para o Brasil em 2014. O que ela fará de concreto e duradouro para convencer a FIFA de que o mundial poderá ser aqui$

Geddel Vieira Lima assumiu o Ministério da Integração Nacional. Um dos principais problemas da pasta é a transposição do Rio São Francisco. No primeito mandato do Lulalaupetismo vimos a dificuldade em tratar este assunto. O que Geddel fará para consolidar a transposição$ Ele tem papo para dialogar com os revoltados contra a obra$ Além disso o que ele fará de concreto e duradouro para fazer valer o nome da sua pasta$

Ainda nos arrependeremos do Lulalaupetismo. A demora na escolha dos ministros, a ineficácia dos escolhidos e a fome da base aliada por cargos públicos colocarão o Brasil no seu caminho rumo ao fracasso.



postado por 27223 as 09:14:24  0 comentários
Agora sim

Dormi bem. Acordei bem. Vamos ao trabalho.



postado por 27223 as 08:59:38  0 comentários
Eles reelegeram Bush

Ontem teve manifestações em várias partes do mundo pedindo o fim da Guerra do Iraque. Inclusive nos Estados Unidos. Mas aí eu pergunto para os norte americanos que ontem protestaram contra a presença dos seus soldados no Oriente Médio: Por que reelegeram Bush$



postado por 27223 as 02:20:08  0 comentários
São Paulo vence Ponte Preta e assume liderança provisória do Estadual

da Folha Online

O São Paulo venceu a Ponte Preta por 1 a 0, neste sábado, no estádio do Morumbi, em partida válida pelo Campeonato Paulista-2007, e assumiu a liderança provisória da competição.

Apesar do triunfo, o time da capital, agora com 34 pontos, pode ser ultrapassado neste domingo pelo Santos, que tem dois pontos a menos e encara o Ituano, em Itu. Caso o time da Baixada tropece no interior, será a primeira vez que que os são-paulinos conseguirão a liderança definitiva do Estadual. A Ponte Preta permanece com 20 pontos.

Com a vitória na bagagem, o São Paulo viaja neste domingo para a distante cidade de Aguascalientes, no México, onde na quarta-feira encara o Necaxa, pela Taça Libertadores da América.

Preocupados com a longa viagem e a maratona de jogos que o time terá pela frente --dificilmente voltará a ter uma semana sem jogar duas vezes nos próximos meses--, os jogadores admitiram a necessidade de fazer rapidamente o placar na tarde de hoje para depois "tirarem o pé", exercendo uma verdadeira pressão no adversário nos primeiros minutos de jogo --também chamada de "blitz".

"Procuramos nos poupar dentro de campo quando percebemos que o adversário não irá esboçar mais reação. Por isso, tentamos fazer os gols rapidamente. Assim o adversário se abrem e a gente consegue ter mais facilidade. E ainda teremos uma viagem longa e mais um jogo difícil pela frente", disse o meio-campista Hugo durante a semana.

Preocupado com a futura maratona, Muricy poupou nesta tarde o volante Josué, com dores musculares, e escalou o jovem Hernanes na função. O zagueiro André Dias, o volante Fredson e o meio-campista Jorge Wagner, contundidos, também não atuaram.

O jogo

Como anunciado, os são-paulinos foram para cima dos rivais e exerceram uma blitz no início do jogo, abusando das jogadas de velocidade. Aos 6min, Rogério Ceni chutou falta com categoria e assustou o goleiro Denis. Aos 17min, Hugo cabeceou bola com perigo após cruzamento da direita.

A situação, no entanto, quase ficou complicada para os donos da casa aos 11min, quando Souza fez falta feia em Ricardo Conceição, mas recebeu apenas o cartão amarelo. O time continuou a exercer pressão e aos 19min Hernanes chutou de fora para boa defesa de Denis. Aos 24min, o arqueiro ponte-pretano teve que sair bem do gol para interceptar lançamento para Aloísio.

De tanto insistir, o time da casa conseguiu executar seu plano e marcar cedo o primeiro gol. Aos 26min, Jadílson ganhou disputa de bola com a zaga na esquerda e ajeitou para Hugo driblar um marcador e chutar no canto: 1 a 0.

Aos poucos o time da capital diminuiu a intensidade, e a Ponte teve a sua primeira boa chance de gol. Aos 32min, após bola alçada na área, Finazzi cabeceou, mas Rogério Ceni defendeu.

Na segunda etapa, a equipe do Morumbi nitidamente se poupou e procurou evitar dividias fortes e jogadas em velocidade. Mesmo assim a Ponte Preta não tirou proveito e pouco incomodou.

Em um dos poucos momentos de perigo do time campineiro, aos 30min, Anderson Luís recebeu bola livre na área e chutou forte, mas Rogério Ceni fez grande defesa.

O São Paulo, que procurava explorar os contra-ataques, só foi assustar aos 31min, quando Leandro fez boa tabela com Aloísio, que chutou para defesa do goleiro Denis.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/esporte/ult92u113769.shtml



postado por 27223 as 02:17:09  0 comentários
O que Tarso Genro pensa sobre isso...

Ontem, uma galera fez um protesto que chamou atenção. Nas areias de Copacabana, no Rio de Janeiro, 700 cruzes estavam fincadas. Cada cruz representava uma vítima da violência desde o começo do ano. Estamos em meados de março e 700 pessoas já perderam a vida por causa da incompetência do Lulalaupetismo.

Na sexta feira Lulalau deu posse a Tarso Genro no Ministério da Justiça. E aí, será que alguém sabe a opinião do novo ministro a respeito do protesto realizado em frente ao Copacabana Palace$ Ou será que Tarso já suspeita que a imprensa está armando alguma contra Lulalau.

É preciso incomodar o governo. Depois deste protesto o próximo passo poderia ser na Praça dos Três Poderes. Afinal, estamos colhendo os quatro anos de fracasso do Lulalaupetismo.



postado por 27223 as 02:08:17  0 comentários
Sem sono

Tentei assistir a corrida não consegui. Mas olhei agora na net que o Felipe Massa chegou em 6o lugar. Boto fé que ele vai ser campeão. Tentei dormir também não consegui. Vou postando meus pensamentos e as minhas palavras...



postado por 27223 as 02:05:02  0 comentários
Perfil
27223
Meu Perfil

Meus Links
>> Blog Grátis
Criar Blog
Manta Absorvente de Óleo
Hoteis

Palavras-Chave
>> Política

Favoritos
Não há favoritos.

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
>> Mudando de blog
>> É um brincalhão
>> Os maiores bate-bocas que o Congresso já viu
>> Resolveram bater no Banco Central
>> Rumo às estatais
>> Descaso com a história
>> Pois é, minha gente
>> Primeira derrota no Paulistão
>> Chacrinha estava certo
>> Violência explode como o principal problema do país

Arquivos
março 01/2007
fevereiro 01/2007
janeiro 01/2007
dezembro 01/2006
novembro 01/2006
outubro 01/2006
setembro 01/2006
agosto 01/2006
julho 01/2006
junho 01/2006
maio 01/2006

34841 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..