Casa do Poeta de Aracaju
Casa do Poeta de Aracaju
quinta, 09 outubro, 2008
III Feira do Livro de Sergipe


      De 28 de outubro a 02 de novembro, acontecerá mais uma edição da Feirado Livro de Sergipe. Escritores e editoras de renome estadual e nacional, terão encontro marcado com o público nos espaços da Biblioteca Pública Municipal Epifânio Dórea - Aracaju. Além dos livros, editores e dos próprios autores, contaremos também com oficinas, palestras,mostra de curtas, saraus poéticos e muito mais. Entre os nomes convidados de outras regiões do Brasil que irão abrilhantar ainda mais este evento, estão: Jesiê Quirino com seus causos irreverentes e seus poemas líricos recheados de criatividade;Thiago Martins Prado que irá nos apresentar a obra “Utopia PolíticaVanguarda e Ritual” – um ótimo estudo sobre a obra, vida, e época do poeta Mário Jorge; Waldeck Almeida de Jesus com a obra autobiográfica “Memorial do Inferno” – capa de Jorge Cravo e nota na contra-capa do ator Lázaro Ramos; Cleberton Santos, um dos vencedores do premio Jabuti – Academia Brasileira de Letras, traz o seu livro “Lucidez Silenciosa”; Marina Colosanti - MG; Laurentino Gomes-SP; Affonso Romano de Santa´ana-MG; Paulo Schettino- SP; Ieda de Oliveira e Evando Santos - RJ.  Dentre os sergipanos destacamos: Santo Souza – o último dos poetas órficos do Brasil, lançando a obra “Deus Ensanguentado”; Wagner Ribeiro com “Cantar de Ariadne”; Arcádia Literária Estudantil com a antologia “Impressões”, organizada pelo professor Rodrigo Reis Leite; Academia Sergipana de Letras com as publicações dos acadêmicos; MárciaGuimarães com o livro “Volúpia”, lindamente ilustrado pela a autora; Filipe Freitas com a obra “A mão que Abre os Olhos”; Giselle Nathaly com “Olhar do Infinito” e, Lucas Livingstone com a irreverente obra “Bin Laden Ataca Aracaju”.
Quer saber mais? 

Visite a III Feira do Livro de Sergipe.


Carlos Conrado - Vice Presidente da Casa do Poeta de Aracaju.

postado por 75857 as 08:40:20 # 0 comentários
quinta, 05 junho, 2008
A Arcádia Literária Estudantil está de cara nova


A Arcádia Literária Estudantil está de cara nova

Por: Carlos Conrado

 

Fundada há 52 anos, a Arcádia Literária Estudantil do Atheneu Sergipense foi e ainda é, uma grande plataforma de lançamento para os grandes nomes que conhecemos hoje no campo da política, da literatura, da medicina e da arte. Nomes como Pedro Iroíto Dórea  Léo, Leonardo Alencar,Osmário Santos, Giselda Moraes, Rodrigo Reis, Diemerson, Giselle Nataly, Felipe Freitas, Hunald Alencar e outros tantos. Aos moldes de uma academia de letras, ela perpassa o tempo mantendo sempre seus tradicionais rituais. Este ano de 2008, uma nova frente governará a Arcádia no intuito de manter o que tiver que manter e mudar o que tiver de mudar. Talita Emily e Luan Victor são promessas não somente para a Arcádia, mas também para o estado que vos representa. Para esses iniciantes do fomento à cultura, desejo sorte, paz , energia e sucesso a frente desta Entidade que ainda tem muito a nos oferecer.

 

Tschüb


postado por 75857 as 10:45:03 # 0 comentários
terça, 06 maio, 2008
Mário Jorge Navegando Sobre Influências


-Mário Jorge Navegando sobre Influências.

Nietzsche pensou e Mário Jorge transformou em arte-Poesia a idéia de Deus estar morto. Não foi somente este ilustre filosofo o alimento, ou melhor, a influência para a criação de suas obras. Álvares de Azevedo foi um dos seus patronos mais consultados. Também pressentindo a proximidade do fim do seu corpo físico, colocou a essência dos seus prazeres para uma reflexão sobre a vida – seus ganhos e suas perdas. Além do poema “Se eu morresse amanhã”, intitulado na versão de Álvares, o nosso poeta aracajuano, para completar o sentido de morte, desenhou o choque entre dois carros. Desta forma partiu a nossa estrela na pista da Atalaia, saudando o mar!... Mário Jorge foi um homem visionário, crente no poder da arte como cura para as grandes mazelas da sociedade. “A Arte é o conhecimento estético do real.” Assim como Vitor Hugo e Tobias Barreto, sua grande preocupação era com a evolução da massa e não simplesmente a sua evolução individual. Para Mário, evoluir era libertar-se de todos os valores morais, para que, somente assim, ascendesse no poder de criar seu próprio destino, seu próprio espetáculo, onde ele, o individuo, fosse a atração de um só tempo e de um só corpo. Vale destacar que alguns dos ensaios construídos por ele, sofre influências do sistema Hegeliano – o sistema de Hegel, que interpreta o mundo como um progresso incessante de tese, antítese e síntese.

  Influenciado e influenciador, conheceu Paulo Coelho aqui mesmo em Aracaju – na época ambos não se passavam de loucos pelos os olhos da sociedade. É de Mário a idéia da música “Metamorfose Ambulante”, cantada pelo Baiano Raul Seixas – grande parceiro do “Coelho”. Com seu livro-manifesto Revolição, Mário Jorge plantou sementes na juventude do seu tempo. Mostrou-se Marginalta de si mesmo. Fundiu palavras, idiomas, criou um novo vocabulário,... modificou a Literatura Brasileira.

                                                        -Carlos Conrado-

                               Vice-presidente da Casa do Poeta de Aracaju


postado por 75857 as 09:30:25 # 0 comentários
 
Perfil
75857
Meu Perfil

Links
Blog Grátis

Palavras-Chave
Crepúsculo
Nubiano

Favoritos
Não há favoritos.

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
III Feira do Livro de Sergipe
A Arcádia Literária Estudantil está de cara nova
Mário Jorge Navegando Sobre Influências
Sarau Poético Crepúsculo Nubiano
Nostalgia
Mais um do Fúria
Sarau Poético- Nossos Devaneios
Celebração da Primavera
YIN YANG
Projeto Poesia Para a Juventude

Arquivos
2008, 01 outubro
2008, 01 agosto
2008, 01 junho
2008, 01 maio
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro

3934 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..