Continuação do Livro de Renesmee
Continuação do Livro de Renesmee

quinta, 07 janeiro, 2010
Capítulo 10

Renesmee...

10. APARIÇÃO

-Sarah era o quê?-perguntei, meio ao comportamento eufórico de Jacob.

-Ela estava se fazendo de boazinha esse tempo todo, mas na verdade ela estava com o sanguessuga!-ele me explicou de novo.

Eu tinha acabado de chegar na reserva, a escola foi tranqüilo, tinha dever de casa, mas aquela noticia tinha acabado comigo literalmente.

  -Qual a finalidade dele ter um lobo como aliado?-perguntei, em meio a cara confusa de Jacob. Estavam todos lá, do bando quileute ao conselho. Sam abraçava a filha preocupado, Emily conversa baixo com Rachel.

Lá na oficina de Sam tudo estava quieto, apenas eu fazia as perguntas.

-Ninguém sabe! Essa é a pergunta de um milhão de dólares.-Quil brincou.

-Eu pagaria até mais para tê-la.-secamente, falei, sem esperanças de desvendar aquele aflitivo quebra cabeça.

-Talvez... não, deixa pra lá!-Emily começou, e todos nós a encaramos curiosos.

-Continue!-incentivei.

 -Bem, não sei se isso é a verdade, mas talvez ele queria ter acesso aos movimentos dos lobos para tirá-los do caminho. Como Jacob disse, ele pediu a Sarah que corresse e avisasse aos garotos que ficassem na reserva, assim teria caminho livre até sua casa.

-Isso faz sentido, mas ele não deveria ter medo da gente, já que ainda não sabia do nosso grande truque...-com um enorme sorriso, Embry falou.

-Não sabia, mas temia que os lobos atrapalhassem... eu entendi o que Emily quis dizer, e faz sentido. Se esse vampiro for tão previsível assim...

-Mas espere. Eu senti o cheiro dele, e agora que descobrimos que Sarah é sua aliada, bem, relacionei os cheiros, é o mesmo daquele vampiro que apareceu com o meio vampiro super poderoso.

-Joham?-eu asfixiei.

Não podia ser, ele tinha morrido certo? Eu tinha que ir para casa, avisar  ao meu pai, a minha família. Esse tempo todo, Joham fingiu junto com aquela loba do Alaska falsificada.

-Esse aí. Devemos ficar em grupos separados agora. Uma aqui na reserva e outro nas terras dos Cullens. Agora que sabemos quem ele é e o que ele quer, vai ser mais fácil ainda prever seus movimentos.-Jacob falou muito confiante.

 -Mas muito cuidado, Jacob, ele com certeza vai usar a Nessie como fraqueza para te pegar.-Sam aconselhou.

-Pode deixar. Eu não vou me deixar vencer facilmente, não assim. Vou defender Renesmee, mesmo que meu bando dependa disso.

Havia fogo em seus olhos negros quando as palavras saíram de sua boca. Seu olhar não estava em mim, estava além, muito além de mim. Sorri um pouco envergonhada, quando seus braços quentes me puxaram para perto do seu tórax.

-Devemos ir avisar aos meus pais, tia Rosalie deve estar já na América do Sul falando com Nahuel sobre o vampiro. Avisando, podemos reunir toda a família para afastar Joham daqui...-falei, assim que saí dos braços de Jake. Um deles ainda envolvia minha cintura.

-Afastar não seria uma palavra definitiva. Como ele já matou por aqui, bem, os lobisomens vão ter um trabalho a fazer.-Sue disse, como se fizesse parte do bando.

Todos olharam impressionados para ela, Quil deu uma leve cutucada no estômago de Seth, que devolveu.

-Eu vou indo, mesmo que meus pais não estejam lá, ligo pra eles e aviso tudo. Peço pra virem, dou um toque pra vó Esme, explico a situação, ela virá assim que puder de Denali pra cá. Tio Emmett e tia Rosalie também. Jake, você vem comigo?-perguntei, quando todos nem mais olhavam pra mim nem prestavam atenção ao que eu dizia.

-Vou mais tarde, resolver como iremos fazer daqui pra frente.-ele começou a caminhar ao meu lado em direção a saída da garagem da oficina- Tenho que determinar os grupos de ronda, o que vai ficar na reserva e os que vão para sua casa. Não deve demorar muito. Você vai ficar bem sozinha?-nós dois paramos e ele segurou nos meus ombros e me olhou nos olhos.

-Sim, com certeza. Ele não virá atrás de mim, não agora, depois de saber que meu namorado e seu bando é neutro aos seus poderes.-falei, sem encarar seus olhos negros.

-Você falando assim, parece que está me usando...-ele sorriu, puxando meu rosto para perto do seu.

-E eu te uso... Com carinho, mas uso... Esqueceu que a impressão te faz meu objeto?-falei, vendo ele morder os lábios.

-Pensei que era o contrário.-ele sorriu, balançando de leve a cabeça.

-Não, o fraco pela impressão é você, não eu. Eu que te uso, levando em conta essa fraqueza sua.-sorri e coloquei minhas mãos em seu ardente pescoço.

-Posso não ser tão fraco como pareço...

Sua boca encontrou a minha. Por um minuto considerei a vergonha de ter alguém nos observando, mas seus lábios macios e quentes estavam tão doces, tão suculentos... ops! A vontade de novo não. Me afastei dele vendo seus olhos se apertarem e um ruga aparecer entre suas sobrancelhas.

-Gente, tchau! Até mais! Obrigada por tudo!-olhei para o fundo da garagem, onde todos ainda estavam discutindo possibilidades de ataque, entre outras coisas relacionadas a Joham.

-Até mais, Nessie!-os garotos disseram, quase em coro.

-Cuidado!-Sue me aconselhou, acenando.

Sorri, e fui saindo, até a frente da casa de Sam, onde minha moto estava. Jacob me seguiu até lá. Antes que eu pudesse sentar na moto, braços quentes me puxaram, me apertaram e um sussurro me fez perder a respiração, tremer da cabeça aos pés.

-Eu te amo...-Jacob sussurrou, baixo, mas bem audível, e eu não quis mais soltá-lo. Um medo bobo me fez parar uns segundos e olhar seus olhos, fiquei assim, minhas mãos em seu rosto febril, encarando seus olhos pretos penetrantes.

-Eu também te amo!-falei, e puxei-o para um beijo, mas cuidadoso dessa vez, pois meus instintos estavam a flor da pele.

-É... hoje a noite, peça para todos lá em sua casa se reunirem, quero falar com todos.-misterioso e com um sorriso enigmático, Jake disse, segurando minha mão.

-Falar o que?-curiosa, perguntei, desconfiando daquele sorriso misterioso.

-Você vai saber. Paciência. Por hora, só peço uma coisa, tome cuidado e... eu vou te levar!-ele pulou na moto, e eu apenas observei a cena, enquanto ele ligava a moto.

-Você não tinha que ficar com o bando?-montei na garupa e agarrei sua cintura quente.

-Tinha!-ele acelerou, e eu apenas segurei firme. Sabia que era a impressão, não sei como ele agüentava a dor. Como ele mesmo já me confessara, é como se facas rasgassem seu peito.

Rápido, esparramando águas das poças no caminho, Jacob seguiu em direção a  minha casa. Quando ele estacionou e ia entrar na garagem, o detive.

-Não! Volte com ela para La Push. Não é justo!-reclamei.

-Mas eu ia voltar como lobo...-ele justificou.

-Não, seria mais seguro de moto! Vá, e também eu me certifico de que você volta a noite, nem que seja para trazer a moto.-sorri, ainda cheia de curiosidade. Não fazia a mínima ideia do que seria. Talvez alguma forma de me livrar de Joham...

-Então tá, isso é meio sem graça, mas tá certo. Até mais...-ele se inclinou e eu segurei seu rosto e dei-lhe um curto beijo.

-Até a noite!-lembrei novamente, sem me conter.

Jake balançou a cabeça e saiu, sem olhar pra trás. O tempo estava fechado, talvez a noite não fosse tão boa, iria chover, e muito. Entrei na casa de vô Carlisle e chamei por tia Jasper, mas ele não estava lá. Sozinha, algo como medo me ocorreu, mas não deixei que ele me dominasse.

-Alô, pai. Preciso que o senhor venha pra casa, é meio que, urgente...-falei, fazendo minha melhor voz de “nada de mais”. Mas não convenci.

-É sobre o vampiro?-preocupado, ele alterou a voz.

-Não precisa tentar ler minha mente pelo telefone, você não consegue.-brinquei, e ouvi Edward suspirar do outro lado da linha.

-Estou chegando aí o mais rápido possível. Você está com quem?

-No momento? Estou sozinha. Mas minha mãe e tia Alice devem chegar assim que eu ligar pra elas.

-Faça isso. Até já.

Edward desligou, acho que ele estava muito assustado ou receoso, não consegui, nem por um momento, nem mesmo não dizendo o assunto, deixá-lo tranqüilo. Meu pai devia estar cansado de tudo isso. Tantos vampiros vingativos vindo atrás da sua indefesa família.

Me senti um lixo assim que liguei para minha mãe e ouvi a mesma voz preocupada que meu pai fez. Eu não era uma boneca de porcelana, mas todos agiam assim. Ela e tia Alice estariam chegando em poucos minutos.

-Renesmee?-tio Jasper entrou na sala com cautela. Me olhou e começou a mudar meu humor. Acho que ele além de poder mudar, podia sentir o que as pessoas estavam sentindo.

-Oi!-sorri e me senti muito tranquila, não sei se foi o seu poder ou apenas sua presença.

 -Então, voltou tão cedo da reserva porque?-ele sentou-se ao meu lado no sofá e me encarou com aqueles olhos dourados.

-Novidades sobre o caso do vampiro misterioso.

-Hum... e então?

-Ele na verdade é Joham...

-Joham? Impossível! Ele morreu!-tio Jasper me cortou no inicio da frase, com um salto de espanto.

-Não, tio Jasper, não morreu. Aquela loba, a tal da Sarah, mentiu e Demetri não matou Joham. Sarah na verdade mentiu, Deus sabe o quanto, sobre aquela história toda. Na verdade ela e Joham estavam unidos, para fazer, ainda não sabemos o que, contra nós.

-Ou até sabemos, pegar você. Nossa, passam-se muitos anos e mesma história se repete. Mais um vampiro vem atrás da família Cullen para se vingar. Maldita hora que ajudei Edward a matar aquela criança!-ele disse, colocando seu rosto entre as mãos.

-Mas tio Jasper, imagina esse bebê, que cresceria super rápido, com tais poderes, deixaria os Volturi ainda mais fortes. Não condeno você e meu pai por essa atitude. Era o certo a fazer. Meu pai matou o parceiro de Victória, James, porque ele era uma ameaça, assim como aquele bebê. Isso só segue a frase: “Os fins justificam os meios.”

-Eu não quero nem pensar no que Joham é capaz, com esse poder de teletransporte. Sabe, Nessie, amar as pessoas, como vampiros amam, as vezes torna-se possessiva de mais. Veja seu pai e sua mãe. Edward desenvolveu uma verdadeira fixação por Bella. Assim ama os vampiros, assim eu amo Alice e morreria se algo acontecesse a minha baixinha, entende?

Minha reação mediante aquele desabafo foi apenas afirmar com a cabeça. Minhas palavras haviam sumido. Aquilo era realmente impressionante, sentir todo aquele desabafo vindo logo de tio Jasper.

-Desculpe, acho que acabei falando demais. Mas acho essa situação um pouco repetitiva. Por mim, os Volturi que deveriam vir e cuidar de tudo. Não fizemos nada de mais além do nosso trabalho, ou antecipamos o que eles iam fazer. Bella e Alice chegaram.

De repente, tio Jasper se levantou. Ficou olhando para a porta com incrível fixação.

-Nessie, meu Deus, o que aconteceu?-tia Alice rapidamente veio até mim e me abraçou forte. Depois foi a vez da minha mãe, que sentou comigo no sofá. Tia Alice ficou com tio Jasper no outro.

-Bem, é meio surpreendente o que vou contar, as coisas aconteceram rápido demais lá na reserva.-comecei a falar e olhei para tia Alice que apenas me incentivou a continuar suspendendo uma das sobrancelhas.

-Certo. Joham está vivo e...-tia Alice se levantou e eu fiz um sinal com a mão e a detive.-Espere, deixe-me continuar.-ela se sentou e me encarou, minha mãe estava muda, apenas me olhava com a boca entreaberta e seus dentes aparecendo.

-Então, Joham está vivo, Jacob encontrou com ele esta manhã, e descobriu também que Sarah, na verdade era aliada dele. Não sei por que, talvez para ter um espião no grupo dos lobos, não sei.

-Isso está indo longe demais!-minha mãe balançou a cabeça.

-Também acho.-tio Jasper concordou.

-La Push esteve em perigo, Jacob e seu bando vulneráveis a uma briga que nem mesmo é deles...

-Mãe, me escuta... Eu também me sentiria culpada por isso, mas o melhor eu deixei pro final...-coloquei um tom de suspense e vi todos na sala revirarem os olhos e me mirarem com curiosidade – Os lobisomens não podem ser teletransportados por Joham. Não é incrível?-animada, falei.

 -Fantástico,  pelo menos isso pra ajudar. Não posso ver através deles, e nem de você, meu bem. Isso me deixa um pouco frustrada.-tia Alice sorriu docemente.

-Me desculpe...-sorri de volta.

-Mas isso é uma vantagem pro lobos, filha. Nosso clã é vampiro, e Joham quer a nós, esqueceu?-minha mãe me lembrou.

-É uma vantagem que podemos usar a nosso favor. Jake vai lutar ao nosso lado mãe. Isso pode nos ajudar muito!-segurei suas mãos geladas e vi seus olhos se apertarem vendo esperança transbordando dos meus.

  -Uma coisa deve ser analisada também. Jacob e Renesmee tem algo em comum...-tio Jasper começou a falar, me olhando e depois mirando tia Alice.

-Ambos são híbridos! Genial! Será que essa vantagem também protegeria a Nessie?

Por um minuto aquela dúvida de tia Alice me fez sentir forte, eu teria um ponto forte, algo que o vampiro não conseguiria transpor. Algo que faria minha família não duvidar do meu poder, que faria eles se desapegarem tanto de mim.

-Não, isso não é muito provável. Lembrem que ele se teletransportou com a criança que Edward matou. Isso já faz perceber que a raça de Renesmee é vulnerável a esse poder.-minha mãe observou com tristeza e eu voltei a ficar melancólica.

-A situação é pior do que eu imaginava...-meu pai entrou na sala.

-Olá, querido.-minha mãe se levantou para pegar a pasta de meu pai e colocar sobre a mesa de jantar. Antes, porém, os dois se beijaram rapidamente.

-Filha, não sei como agir diante dessa situação, Carlisle está vindo, Rosalie estava indo até a America do Sul. Mas pedi que voltassem, Esme também está vindo. Logo todos estarão aqui, talvez antes ou depois da meia noite.-meu pai relatou.

-Só vamos poder tomar providências quando o infeliz do Joham resolver aparecer.-tio Jasper comentou.

Olhei para minha mochila em cima do sofá, de La Push até aqui, tive que trazer, não sabia que voltaria cedo para casa. Tinha deveres pra fazer, mas Nem sabia se voltaria para a escola.

-É claro que vai voltar, como já sabemos com quem estamos lidando, isso deixa a vantagem de pelo menos saber que os humanos de Forks estão seguros. Joham não brincaria de novo com os Volturi. Nessie, porque não vai fazer sua lição de casa?-meu pai pediu e eu sabia o que aquilo queria dizer. Reunião fechada.

Resolvi ir para casa, fazer minhas lições. Passei pelo curto caminho de pedra que levava até minha casa, ouvindo os trovões. O cheiro de terra  molhava inundava o ar. Entrei em casa e a chuva começou.

Abri meu caderno, havia exercícios de Física e História da América. Não conseguia me concentrar, mas acabei desenvolvendo as atividades e antes que a noite caísse, já havia terminado tudo.

Sete páginas de um e nove de outro foram fáceis de resolver, inteligência vampírica era a melhor coisa que eu podia ter herdado dos meus pais.

Olhei pela janela, a chuva que não parava, os trovões altos e os clarões dos relâmpagos tornavam o tempo nefasto, logo hoje, que Jake ia vir aqui falar com minha família.

Lembrando disso, fui tomar um banho, trocar de roupa. Parei em frente ao espelho, depois do banho, penteei meus longos cabelos ruivos, colocando uma tiara para elevá-los e tirar as mechas do meu rosto.

Vesti uma saia jeans, com uma lusa de manga comprida rosa claro, com uma camiseta por cima, branca. Sentei na cama e olhei no relógio do criado mudo.

Sete e vinte e oito. Um aperto no peito me fez perder o ar por um instante. Olhei pela janela, um relâmpago clareou e vi algo no vidro, uma silhueta talvez. Levantei da cama assustada. Mas logo relampejou novamente, e não havia nada lá. Eu estava começando a ficar paranóica.

Resolvi ficar com meus pais na casa do meu avô. E para minha surpresa, Carlisle já estava lá. Abracei ele com força, depois recebi um doce beijo na bochecha.

-Estava com saudades suas, vovô!-falei, segurando sua mão, enquanto íamos nos sentar no sofá.

-Esses dias que estive fora, resolvi adiantar alguns trabalhos no hospital. Cirurgias marcadas, exames, eu sentia que precisava deixar um tempo para ficar com a família.-ele disse, passando a mão no meu rosto. Abaixei a cabeça, e ele sorriu.

-Esme deve estar chegando, apenas Rosalie e Emmett devem chegar tarde. Mas ainda hoje teremos todos juntos.-meu pai suspirou.

Todos estavam melancólicos, e quando Edward sentou-se no piano, hábito que esses dias andava raro, senti meu coração se apertar ainda mais. Ele tocava uma valsa lenta de Chopin. Minha mãe estava encostada no piano preto, olhando os dedos do meu pai tocar as tecla com suavidade.

Aquela cena me comoveu. Assim que a valsa terminou, meu avô subiu, tia Alice e tio Jasper permaneceram aqui na sala.  Agora o som que reinava, além dos trovões lá fora, era uma singela composição, chamada de A pastorinha, não me lembrava quem era o compositor, mas me lembrava bem, começava lenta, e depois o ritmo ia acelerando.


postado por Güeirnan as 02:06:12

25 comentários:

Maria Valentinna :
olha so a minha mae ta com uma horrivel dor de dente a minha avo ta cuidando dela meu vo ta viajando minha irma , aprontando e bagunçando a casa e eu to aki lendo inpressonada com as historias 24 horas eu nao durmo a 2 dias no meu quarto vivo no computador lendo as suas historias quaze chorando !!!! mt obrigado por salvar minha auto estima me sinto bem tranquila lendo aki , nao sou mais akela menina agitadaaaaaaa sinceramente vc me ganhou ... ai nao sei o q dizer aiiiiiiii eu te amo mt mt mt mt mt mt tu mudo minha vida .ai eu te adoro mt mt mt mt mt mt mt um beijo bem bem bem grande pra vc e por favorrrrrrrrrr faça os livros da continuaçao de crepusculo pra sempre .... te amoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo querida tu me salvo minha vida aaaaaa bjs
terça, fevereiro 22, 2011 03:44
Lolo:
claro que pode me add e eu faço curso tbm...
sábado, março 20, 2010 11:26
Emylle:
gabi!!
essa historia de gueirnan é a melhor
ja vi muitas historis da continuaçao de crepusculo
mas essa é a unica que da continuidade aos livros !!!

segunda, março 15, 2010 09:42
gabi:
ai emylle, renho que confessar eu tambem adoro de montão ler os comentarios, mas olha por mim não da nada não, eu tambem leio!!!!
segunda, março 15, 2010 06:44
isabella:
cade o capitulo 10 ? D:
to tendo pitis aqui
domingo, março 14, 2010 08:55
Emylle:
Oi pessoal eu soue emylle e venho aconpanhando
essa hitoria maravilhosa de GUEIRNAN a muitos dias e estou amando.Nao sou de postar comentarios mais
adoro ficar lendo o que vcs escrevem sobre a historia. Isso é fascinante.
Se vcs nao gotarem que fico lendo os comentarios, podem falar ,nao tem problema !!!!!!!
bjosssss♥
sábado, março 13, 2010 01:49
Mary:
Já estou esperando os novos capítulos heim!! *-*
sexta, março 12, 2010 08:21
gabi:
afff escrevi meu nome errado
sexta, março 12, 2010 10:22
GABI:
o lolo descobrium negocio aqui em que ta seu msn, posso te adiciona?
sexta, março 12, 2010 10:21
gabi:
o gente vou voltar a escrever gabi de novo mas tudo em letra minuscula ta? e lolo foi ´pra vc sim, mas como eu não tenho vc no msn nem nada, não como eu manda ela pra vc, mas se eu consegui ta adiciona, ja vou avisando vc sabe falar um pouco de ingles? pq ta tudo em ingles....
sexta, março 12, 2010 10:19
Clara:
Oooopa!!!! Tem outra clara aqui... heheheh
Mas eu também concordo contigo xará, a Gueirnan escreve MUITO BEM! E aí, Lolo, ainda me quer como professora??? Eu sou máááá..... hehehehe... E os próximos capítulos vem quando?
sexta, março 12, 2010 08:50
lolo:
vc me mandou uma mensagem gabriela,vai ta no mu e-mail?QUERO OS OUTROS CAPITULOS
quinta, março 11, 2010 05:50
Gabi:
Gueirnan a Historia esta perfeita , não sei de onde vc tira tanta criatividade estou ansiosisima pra ler quendo vc vai postar flor ? bjs
quinta, março 11, 2010 11:08
gabriela:
Ai Gueirnan, sabia que eu adoro quando vc responde as nossas perguntas? ai eu me sinto muito feliz de saber que vc nos da atenção!!!!! e aproposito, eu não acho que vc seja uma velha não, pq se vc é uma velha eu sou bebe recem-nascido(so tenho 11 anos)acho que vc é como uma florzinha jovem
quinta, março 11, 2010 08:28
Gueirnan:
Olá meninas! Obrigada pelos elogios!
Jess, houve um erro no meu documnto word onde está o livro. É que, com a formatação do pc eu coloquei-o no pendriver, e comecei a digitar do capitulo oito em diante, assim, fiquei sem acesso ao livro (do cap.1 ao 7) que estav no pendriver e tive que escrever por meu rascunhos, que estavam com o nome do personagem ainda não atualizado, que era Andie MacCartney.
Mas ela é Silvestone tá?
E Gabriela, eu apaguei, devido a reclamações com o formato da página do blog, o capítulo oito, salvando, claro, os comentários!
Estão todos comigo!
E minha idade, tenho 16 anos, um pouco velha, pra mim, mas nova para escrever!
Qualquer dúvida meu formspring está a disposição de qualquer um! Não precisa ter um para perguntar, qualquer pessoa pergunta. E o capitulo oito tem título Gabriela, pode ler tudo lá com atenção tá linda?
Beijão!
E obrigada pelo carinho de vcs!
quarta, março 10, 2010 03:13
gabriela:
Falou a pura verdade Clara, é uma escritora muito boa, a o gente alguem aqui sabe me dizer quantos anos Gueirnan tem?
quarta, março 10, 2010 02:28
clara:
ta muito bom nao consigo esperar pra saber o que vai acontecer
nossa ela escreve muito
quarta, março 10, 2010 01:00
gabriela:
ai que bom isabela, achei que tava pirando ou sei la, a lolo tenho que te conta uma coisa no meu cursso de ingles, teve uma lição que era pra escreve tipo de uma cartinha pra um amigo de outro pais,
eu perguntei se podia ser(provavelmente) de outra cidade e eu mandei pra vc, é obivio que vc não vai receber mas ta la no meu caderno de atividaes....
terça, março 09, 2010 12:03
isabella:
nao gabriela, eu acho que a gueirnan apagou o antigo posto do capitulo nove e colocou denovo com a contiinuação junto, eu tbm percebi isso e tinha uma parte desse capitulo nove que nao tava escrito ainda. .
segunda, março 08, 2010 02:39
gabriela:
ANNN ai acho que to ficando loca... cade os outros comentarios? a lolo falava que queri te sido a primeira a comenta, mas nãp foi pq a amiga dela tava na casa dela!!!!!!!!!!
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA EU SONHEI? EU SOU LOUCA? GUEIRNAN, TEM COMO APAGA COMENTARIO???? o gente agora não to brincando.... tinha mais comentarios sim!!!! sera que isso aconteceu pq a amiga da minha irmã fez umas atualiozçãoe no pc?
segunda, março 08, 2010 10:21
kamila:
nossa ja acabô ?!
domingo, março 07, 2010 03:14
Jess...:
Gueinan me esclarece essa duvida cruel?
pq no capitulo 7 a Andie tem o sobrenome Silverstone e no capitulo 8 ela se chama Andie Cristine MacCartney???
e pq o capitulo 8 num tem titulo?
responde ta?
adoro esse blog
se vc parar de escrever eu tenho um treco (mas se for parar de escrever avisa antes ta?)
bjs
quinta, março 04, 2010 03:31
isabella:
acabo o 9 ?
quarta, março 03, 2010 09:49
Lolo:
Eu a segunda,eu e jasmine aqui toda hora god!
quarta, março 03, 2010 09:28
Jasmine:
Olha só, primeiro post daqui, que MARA...
Gueinan você é demais...
domingo, fevereiro 21, 2010 08:29
Comente este post
Início
Perfil
livrorenesmee
Meu Perfil

Meus Links
Hotéis no Brasil
DNS Grátis
Blog Grátis
Criar Blog
Usuários on-line
EncontraSP
Hoteis

Palavras-Chave
>> Cap
>> 10

Favoritos
Continuação do Livro de Renesmee
O LIVRO DE RENESMEE ou LUA CHEIA
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
>> Continuação do Capítulo 10
>> Capítulo 11
>> Continuação do Capítulo 11
>> Capítulo 12
>> Capítulo 13
>> Continuação do Capítulo 13
>> Capítulo 14
>> Continuação do Capítulo 14
>> Capítulo 15
>> Capítulo 16

Arquivos
2011, 01 fevereiro
2010, 01 julho
2010, 01 janeiro

53433 acessos
CRIAR BLOG GRATIS
..