CRONICAMENTE INVIÁVEL & OUTROS ESCRITOS
CRONICAMENTE INVIÁVEL & OUTROS ESCRITOS
sexta, 18 julho, 2008
FALSA ERUDIÇÃO?

Nossos tímpanos tão castigados

A imprensa independente do Brasil precisa ser fortalecida

Para quem acha que o Brasil não tem jeito e que a nossa vocação inata é amassar o barro da civilização para todo e sempre, trago um alento. Não é que o gerundismo, aquela mania tola de imitar americano no uso do tempo verbal, deu uma arrefecida e os nossos pobres ouvidos já podem transitar por aí mais ou menos livres do supra-sumo da imbecilidade que, parecia, ia dominar o país de ponta-a-ponta.

Algumas campanhas na internet e muitos artigos nos jornais depois, muitos dos que aderiram ao modismo começaram a perceber que aquilo que julgavam ser a última palavra em sofisticação e elegância verbal não passava de puro mau gosto -- pra se dizer o menos.

Gerundismo, sabemos todos, é o uso exagerado do gerúndio, a forma invariável que em português resulta da troca do "erre" final dos verbos pelo "ndo" e que dá a idéia de ações em andamento. Quem não tem um relato de situação parecida com a que segue: a atendente de uma dessas centrais 0800 de uma operadora de cartão de crédito saiu com a pérola que aqui transcrevo:

- Senhor, eu vou estar precisando que o senhor esteja me enviando uma cópia da sua fatura por fax, para que o nosso departamento de cobrança possa estar resolvendo a sua reclamação.

Putz. Quem ainda não passou pelo vexame de ter um interlocutor de tal nível intelectual, que não atire o primeiro livro do professor Pasquale. Posso garantir que os meus tímpanos tão castigados já ouviram essa ignomínia lingüística na boca de reitor de universidade federal e de secretário de Educação, gente da elite pensante aqui de Pindorama que parecem enxergar em Miami a nova terra prometida.

Mas qual seria mesmo a origem do tal gerundismo e do deslumbramento que provocou, antes que a reação iniciasse a sua cruzada? Ele não é, obviamente, uma invenção dos operadores de telemarketing e centrais de atendimento, embora sejam eles os maiores divulgadores dessa doença da língua.

O gerundismo é a adaptação equivocada do ing da língua inglesa, que algumas mentes iluminadas querem trazer a fórceps para o português, talvez como o caminho mais curto que vai nos levar ao primeiro mundo. A frase "I´ll be talking with you tomorrow" não significa exatamente "eu vou estar falando com você amanhã", pode ser também "eu vou falar com você amanhã", já que o ing também equivale ao nosso particípio e ao infinitivo.

Além da já excessiva invasão de palavras da língua inglesa no nosso cotidiano, fomos obrigados a ouvir essas adaptações imbecis que só evidenciam nossa condição de colonizados.

Além de não dizer muita coisa, o gerundismo desvirtua o formato clássico da oração ensinado pela nossa professora lá no primário. Uma oração deve possuir sujeito + verbo + complementos. Os verbos, o leitor sabe, denotam a ação do sujeito. De modo que, quanto mais direta for a frase, mais eficaz será a comunicação que se pretende. Em resumo: distribuir verbos em fila indiana em construções do tipo "vou estar transferindo sua ligação" não passa de pura enrolação travestida de falsa erudição.

Falsa erudição. Não há diagnóstico melhor para a epidemia do gerundismo. O sujeito maltratar sua língua nativa com um "nóis vai fazer" porque não teve acesso à escola incomoda, mas dá para entender. Agora, passar 10, 12 ou até mais anos numa escola e sair por aí propagando tolices no gerúndio fica difícil aceitar.

Ainda que não tenha acabado com o gerundismo, a reação veio em boa hora. Ela  conseguiu evitar que mais um Febeapá, o Festival de Besteiras que Assola o País, criação do impagável humorista Sérgio Porto, se transformasse em praga como a saúva e certos gêneros musicais. Oxalá, não precisemos repetir Lima Barreto num grave ultimato do tipo "ou o Brasil acaba com o gerundismo, ou o gerundismo acaba com o Brasil". Abaixo esse vício que nada acrescenta às gerações em formação. A tarefa não é fácil, mas vou estar torcendo... Ops, vou torcer para que dê certo.


postado por 78623 as 08:41:53 #
5 Comentários

GYbiKreakvH:
Xkvflj , [url=http://omracjrwnugh.com/]omracjrwnugh[/url], [link=http://uarfeumhmfal.com/]uarfeumhmfal[/link], http://ogcwihrxfqjr.com/
quarta, outubro 19, 2011 06:46 

GYbiKreakvH:
Xkvflj , [url=http://omracjrwnugh.com/]omracjrwnugh[/url], [link=http://uarfeumhmfal.com/]uarfeumhmfal[/link], http://ogcwihrxfqjr.com/
quarta, outubro 19, 2011 06:46 

GYbiKreakvH:
Xkvflj , [url=http://omracjrwnugh.com/]omracjrwnugh[/url], [link=http://uarfeumhmfal.com/]uarfeumhmfal[/link], http://ogcwihrxfqjr.com/
quarta, outubro 19, 2011 06:45 

fLlhXovfdYidTHYZraY:
jDEk8p <a href="http://hxpukssaukiq.com/">hxpukssaukiq</a>
terça, outubro 18, 2011 03:02 

fLlhXovfdYidTHYZraY:
jDEk8p <a href="http://hxpukssaukiq.com/">hxpukssaukiq</a>
terça, outubro 18, 2011 03:02 

Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
78623
Meu Perfil

Links
Blog Grátis

Palavras-Chave
GERUNDISMO

Favoritos
Não há favoritos.

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
NOSSOS SERTÕES
PAIS & FILHOS
O QUARTO DE BORDEL
CÓDIGO DE BARRA
CERTA VEZ UM DIA...
MEMÓRIA EM CONTO
CERTAS PALAVRAS
A TERCEIRA MARGEM DO RIO... OU
O SIMPLES QUE DE TUDO EMANA...
CÚMULOS

Arquivos
2009, 01 fevereiro
2009, 01 janeiro
2008, 01 setembro
2008, 01 julho
2008, 01 junho
2008, 01 maio
2008, 01 abril
2008, 01 março
2008, 01 fevereiro
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro

10644 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..