Cultura Caipira
Cultura Caipira
sábado, 17 novembro, 2007
CHUPA-CABRA: O NASCER DE UM MITO


Na segunda metade da década de 1990 os noticiários da imprensa em todo o Brasil começam a se ocupar de casos inusitados. De várias partes do território surgiam informações de que animais de pequeno porte estariam sendo atacados e mortos por uma estranha criatura, sem que ninguém conseguisse descrevê-la. Seria um ET, um vampiro, um lobisomem, ou um ente surgido das profundezas da terra? Inúteis as tentativas para explicar aquelas ocorrências. Enquanto isso, cabras, carneiros, porcos, patos, galinhas e bezerros eram descobertos mortos e com sinais peculiares pelo corpo, como resultante dos ataques: pequenos orifícios por onde as vítimas tinham seu sangue escoado, ou cortes muitos precisos, por onde as vísceras das presas eram extraídas, o que levava os investigadores do assunto a afirmarem não se tratar de ações de predadores conhecidos.
NO MUNDO
Dizem que o Chupa-Cabra – nome que foi dado ao bicho desconhecido - apareceu pela primeira vez em Porto Rico, país da América Central que tem uma grande criação de cabras. O país ficou alarmado com a ação de um ser misterioso na década de 1980, que atacava os animais, sem que se pudesse sequer dar ao bicho uma caracterização adequada.
Mas, há muitos relatos de ataques dessa criatura em outros países das Américas, como Estados Unidos, México e a região do Caribe. Em Portugal, na Espanha, na Índia e até mesmo na Turquia se têm notícias de ataques com características semelhantes.
CRIPTOLOGIA
Afirmação de um criptólogo, profissional do ramo da ciência que estuda espécies de animais ainda desconhecidas, ou redescobertas após serem consideradas extintas – a criptologia – existem três possibilidades para justificar a existência do Chupa-Cabra:
1. Trata-se de predadores conhecidos que, estando passando por mutação genética natural, agem de forma diferente da costumeira, razão pela qual as vítimas são vistas com mutilações difíceis de serem caracterizadas como sendo de um predador comum.
2. São predadores produzidos por mutação genética artificial em laboratórios, os chamados organismos geneticamente modificados (OGMs), e que teriam escapados dos locais onde essas experiências ocorrem, fugindo assim, a criatura, do controle de seu criador.
3. Predadores extra-terrestre.
RELIGIÃO
Há quem diga que, à luz da Bíblia, as manifestações do Chupa-Cabra são plenamente compreensíveis. É o começo do fim, dizem, referindo-se ao fim dos tempos, ou fim do mundo, preconizado por visões de caráter apocalípticas. Satanás e seus demônios estariam se utilizando de uma gama de bestas para espalhar o terror entre os humanos, desviando nossa atenção de assuntos mais elevados, especialmente os relacionados à salvação. Afinal, afirma-se, não é coincidência demais que os ataques se dirijam preferencialmente a ovelhas, cordeiros e cabras, animais utilizados nos sacrifícios na Idade Antiga? Satanás pode muito bem estar se utilizando desse expediente para provocar dúvidas quanto à bondade do Criador, e aprendeu os segredos da natureza para melhor exercer seu poder, assim como o faz nos grandes acidentes e calamidades no mar e em terra.
UFOLOGIA
Certos ufólogos afirmam que o Chupa-Cabra só pode ser um extra-terrestre. Objetos voadores não identificados (OVNIs), estariam trasladando seres de outro planeta para povoarem a terra. Esses novos habitantes estariam então realizando intensos estudos em animais que se encontram na superfície da terra, o que explica a retirada de órgãos vitais e o escoamento do sangue de suas presas.
FOLCLORE
CHUPA-CABRA: ser misterioso que ataca animais de pequeno porte no campo e na cidade.
Tem preferência por fêmeas prenhes.
Ataca cabras e ovelhas, mas também bezerros, porcos, patos e galinhas.
Extrai o sangue e as vísceras de suas vítimas.
Existem relatos de ataques a seres humanos.
Muitos têm visto o Chupa-Cabra, mas não conseguem fazer uma descrição precisa.
Os cães de guarda não conseguem detectar a presença do Chupa-Cabras na propriedade que está sendo atacada.
Nunca ninguém fotografou um chupa-cabra.

No calor das especulações sobre a orígem e descrição dessa entidade, eis que surge no mercado um concorrido bonequinho de aspecto bizarro, meio gente, meio animal, conhecido como Chupinha, nome “carinhoso” dado ao filho do Chupa-Cabra. A procura era tanta que em certos locais de venda elaboravam-se extensas listas de espera para atender os interessados.
No Brasil, certo dispositivo eletrônico usado para clonar senhas de computadores tem o sugestivo nome de “chupa-cabra”.
Pessoa de aspectos fora do normal são potenciais candidatas a receberem um apelido cada vez mais comum, o de Chupa-Cabra.
Certas mortes em circunstâncias misteriosas, têm grandes chances de terem o Chupa-Cabra no centro das especulações sobre a questão da autoria.
Sabe-se de pelo menos um caso envolvendo uma mulher, que atribuiu ao Chupa-Cabra a responsabilidade por uma “agressão constrangedora”. O fato foi noticiado por um grande jornal de São Paulo.

Assim nascem os mitos e as lendas, resultantes, muitas vezes, de elementos factuais, nem sempre bem compreendidos, quase sempre mal interpretados, normalmente envolto em mistérios, e assim são inconscientemente transportados pelo imaginário popular de maneira expontânea à categoria de Folclore. Quando os entes míticos adquirem atributos específicos e características peculiares, são acolhidos pelo imaginário popular, e dessa forma “eternizados” na cultura do povo.


postado por 74574 as 09:35:38 #
0 Comentários

Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
74574
Meu Perfil

Links
Blog Grátis

Palavras-Chave
CHUPA-CABRA

Favoritos
Não há favoritos.

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
RALO... RALO – IM? E O NOSSO SACI?
MUSGA
PRA LÁ DE CAIPIRA
CULTURA RÚSTICA E CULTURA CAIPIRA
O CAIPIRA COMO ELE É
UM DEDO DE PROSA

Arquivos
2008, 01 setembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro
2007, 01 setembro

8601 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..