Deficiência Visual
Como é utilizado o Sistema Braille
O Sistema Braille e Regras de aplicação

 

                 Em 1825, na França, um jovemcego, LOUIS BRAILLE, inventou um sistema de leitura e escrita para uso depessoas cegas.

Desde então, esse sistema representa, para aeducação e a reabilitação dos cegos, um dos principais recursos de comunicação,oferecendo-lhes igualmente o oportunidade de acesso a cultura, a educação eintegração dos deficientes visuais na sociedade.

               O Sistema Braille é um sistema de leitura e escrita táctil que consta deseis pontos em relevo, dispostos em duas colunas de três pontos. Os seis pontosformam o que convencionou-se chamar de "cela Braille". Para facilitara sua identificação, os pontos são numerados da seguinte forma:

Em duas colunas:
do alto para baixo, coluna da esquerda: pontos 1-2-3;

do alto para baixo, coluna da direita: pontos4-5-6.

           A diferente disposição desses seis pontos permite a formação de 63combinações ou símbolos Braille. As dez primeiras letras do alfabeto sãoformadas pelas diversas combinações possíveis dos quatro pontos superiores(1-2-4-5); as dez letras seguintes são as combinações das dez primeiras letras,acrescidas do ponto 3, e formam a 2ª linha de sinais. A terceira linha éformada pelo acréscimo dos pontos 3 e 6 às combinações da 1ª linha.
Os símbolos da 1ª linha são as dez primeiras letras do alfabeto romano (a-j).Esses mesmos sinais, na mesma ordem, assumem características de valoresnuméricos 1-0, quando precididas do sinal do número, formado pelos pontos3-4-5-6.
Vinte e seis sinais são utilizados para o alfabeto, dez para os sinais depontuação de uso internacional, correspondendo aos 10 sinais de 1ª linha,localizados na parte inferior da cela Braille: pontos 2-3-5-6. Os vinte e seissinais restantes são destinados às necessidades especiais de cada língua(letras acentuadas, por exemplo) e para abreviaturas.

           O sistema Braille é usado por extenso, isto é, escreve-se a palavra,letra a letra, ou de forma abreviada, adaptando códigos especiais deabreviaturas para cada língua ou grupo lingüístico. O Braille por extenso édenominado grau 1. O grau 2 é a forma abreviada, utilizada para representar asconjunções, preposições, pronomes, prefixos, sufixos, grupos de letras que sãovulgarmente encontradas nas palavras de uso corrente. A principalfuncionalidade é reduzir o volume dos livros em Braille e permitir o maiorrendimento na leitura e na escrita. Uma série de abreviaturas mais complexasforma o grau 3, que necessita de um conhecimento profundo da língua, uma boamemória e uma sensibilidade táctil muito desenvolvida por parte do leitor cego.O tacto é também um fator decisivo na capacidade de utilização do Braille.

           A escrita está acessível a qualquer cego, mesmo que ele desconheça osistema Braille. Para isso, basta que o cego conheça os princípios básicos dadatilografa. Mas o problema da leitura permanece: como uma pessoa cega pode lero que escreveu à máquina ou em papel? O sistema de escrita e, principalmente,de leitura Braille foi o primeiro a resolver essa questão. Através de um métodológico de pontos em relevo, distribuídos em duas colunas de três pontos. Paracada símbolo ou letra, uma pessoa cega pode, mediante o tacto, ler o que, comum aparelho especial denominado reglete e com uma pulsão, "desenhou"anteriormente ou o que datilografou com a máquina de escrever Braille. Ou seja,pode ler e escrever com as mãos. No entanto, este método é demasiadoespecífico, restringindo-se aos deficientes visuais.




postado por 44516 em 10:18:15 :

0 comentários:Comente este post!
CRIAR BLOG GRATIS   
..