Edmar UFC
Edmar UFC

terça, 17 outubro, 2006
Cota sobre a AVALIAÇÃO COLABORATIVA

Cota sobre a AVALIAÇÃO COLABORATIVA

 

 

Edmar Ribeiro

 

 

 

 

            A necessidade da cooperação vem-se impondo  em nosso mundo atual, com premência cada vez mais vital.  Leve-se em consideração que, no mundo real ou virtual, a influência das condições peculiares de cada agente, torna-se mais necessária, e é cada vez mais influente no resultado final do agir humano.

            A cooperação ou colaboração exige exatamente a interpenetração de ações em um determinado ambiente. A troca, a variação de opiniões é que são decisivas para um resultado tendentes à harmonia (dos contrários, parafraseando Bertrand Russel) e confiável mais retrato próximo da realidade.

            A diversidade de visões na direção de um único resultado. Concorde-se com o ilustre pensador educacional, para quem “é precisamente a permuta constante de pensamento com o eu nos permite descentrar e assegurar a possibilidade de coordenar interiormente as relações que emanam de pontos de vista distintos” (Piaget, 1973). A opinião colaborativa resta-se acentuada no coletivo, com a absoluta interação de atos.

            Colaborar, ainda entendendo como co(operação), comum-operação operando em comum e sintonizadamente. São  pontos de vista diferentes, em pura coordenação, onde inserem-se a reciprocidade ou complementação. Envolve a colaboração, evidentemente, o permear da autonomia de condutas e respeito à individualidade de seus formadores. 

            O trabalho cooperativo toma a cada dia maior importância e significado nas organizações. A explosão de informações e o grau de especialização necessário no cenário de alto desenvolvimento tecnológico atual, tornam praticamente impossível que alguém detenha todo o conhecimento necessário para resolver problemas e dar continuidade ao processo decisório em qualquer área.

            Tratando-se de avaliação colaborativa se dá, mormente mediante a observação e monitoramento das ações dos agentes do grupo, e ainda pela avaliação de documentos gerados por eles, que é o produto desta atividade. A inter-ação dos atores do processo, resulta ainda de pontos de auto- e inter-avaliação, numa inteligente interatividade, que atua para além dos objetos e equipamentos de difusão do conhecimento, agindo sobretudo e principalmente, com os outros sujeitos atuantes.

            Na avaliação colaborativa também acontece uma descentralização do pensamento, para uma sintonia de diferentes pontos de vista (e avaliações), com a consideração de argumentos expendidos. O sentido colaborativo além de aproximar e aprofundar a interatividade e o arejamento de idéias,  ativam (incrementam) o desenvolvimento do aprendizado pelo sentimento de que o agente tem de ser, ele próprio e sobretudo, partícipe do agir avaliativo, ao vez de quedar-se como mero objeto avaliado. É levada em conta a sua atuação no processo interativo, sobretudo levando-se em conta de que um dos pontos basilares é o respeito à autonomia de ações e de pensamento dos agentes envolvidos.

            A avaliação colaborativa pode desenvolver-se e estender em um período determinado, onde os conteúdos são submetidos a análise, discussão por todos os alunos, através de vários ambientes. Nestes, os participantes que desenvolvem o conteúdo podem argumentar, contra-argumentar, questionar, esclarecer dúvidas e destacar outras relativas a sua própria participação ou à de outros envolvidos. O objetivo da ação também se foca na melhoria de cada atividade proposta de ensino.  Exemplos de ambientes são destacados os fóruns de discussões, onde estão disponibilizadas produções para serem discutidas. Nele são registrados a todo tempo os comentários, contribuições e reflexões, disponíveis também em tempo real. No portfólio, jaz a produção individual de cada aluno, e serve de subsídio ao professor para acompanhar o desenvolvimento individual de cada aprendiz.

            Inúmeros outros espaços interativos podem ser utilizados, que se referem ao desenvolvimento e implementação de ambientes virtuais de apoio às atividades disciplinares. Exemplo interessante é o Moodle, que vem-se somar como aliado interessante às outras ações postas ao desenvolver das disciplinas.

            Mesmo levando em conta situações supervenientes que levem a algumas dificuldades que possam vir a surgir, por possíveis falhas, dificuldades, indisponibilidade de acesso aos ambientes, e outras ocorrências não descartáveis em sede virtual, com certeza esse tipo de avaliação contribui poderosamente para consolidar e  aquilatar o momentum final do resultado do aprendizado.

            Na avaliação colaborativa, forçoso é considerar que poderá estar ela permeada de  tons característicos de seus planos políticos, pedagógicos, culturais e psicológicos originais – com os pontos positivos e negativos do sistema, da escola, do método ou do ambiente educacional -, que a levam a também ser vista como talvez o mais complexo (e polêmico) das faces do processo de aprendizagem.

            O processo de avaliação colaborativa tem ainda muito que ser estudado, praticado alterado, e aperfeiçoado, pois, como toda a atividade ligada ao processo educacional, tem que estar em contínua aperfeiçoamento, melhoria, acréscimos, como o próprio saber humano: ”o fenômeno educativo pode ser caracterizado como objeto a ser investigado enquanto inacabado e aberto, criativo, em mudança e autoformação, ou seja, em construção permanente”*.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________________

* GÓMEZ, Gimeno Sacristan y Pérez.. Comprender y Transformar la Enseñanza. Madrid: Morata, 1993.

 



postado por 39136 as 11:12:08
4 comentários:

Valessa:
Oi Edmar .... assim como a Jaqueline também estarei fazendo a avaliação de seu Blog. O conteúdo até então aqui abordado está muito bom, mas sei que ainda há muito o que ser falado. Senti falta também de indicação de leituras e links que pudessem explanar mais o tema ... mais ainda é tempo.

Abraços
24/10/2006 15:58:20
Gilberto Lacerda:
Oi Edmar,
Seu blog está precisando de mais atenção... há muito o que se dizer sobre avaliação colaborativa em educação a distância...
Estamos lhe aguardando.
24/10/2006 00:53:18
Antonio Rangel costa:
Oi Edmar td bem? Conseguiu botar o blog no ar hein!!!! Visite os Blogs dos demais colegas para que vc tenha uma idéia de como organizar o seu, e melhora-lo para a avaliação. Abraços, Rangel.
20/10/2006 15:58:22
José Edmar:
Meus cumprimentos, Jaqueline!
Pelo que entendi, o primeiro é a coerência com o tema, qualidade como material didático, e dinâmica interna.
Como somente agora estou realmente "virtualizado", por dificuldades de acesso, ainda não pude imprimir algum dinamismo...
Forte abraço.
18/10/2006 19:04:24
Comente este post
Início
Perfil
39136
Meu Perfil

Meus Links
>> Blog Grátis
Criar Blog
Manta Absorvente de Óleo
Hoteis

Palavras-Chave
>> avaliação
>> colaborativa
>> em
>> EAD

Favoritos
Não há favoritos.

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
>> Nota sobre Avaliação Formativa em EaD
>> Nota sobre avaliação em EaD, refletida na realidade do aluno
>> Comentarios sobre um modelo para acompanhamento do aprendizado em EaD

Arquivos
2006, 01 novembro
2006, 01 outubro

522 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..