Aulas de Fisioterapia
Movimentos Articulares do Membro Superior

Articulação do Ombro

Abdução:

      Fenômeno que ocorre na articulação gleno-umeral: quando a cabeça do úmero desliza para baixo sobre a glena ela encontra barreiras anatômicas. A 1ª fase começa em 0°. Quando o movimento chega a 90° ocorre uma tendência ao impacto entre a região supraglenoidal e supratubercular. A solução é a "saída" da escápula, ou seja, báscula externa ou lateral - o ângulo inferior da escápula se desloca para baixo ou internamente. A partir daí começa a 2ª fase do movimento. Chegando em 150°, aparece nova barreira anatômica: entre o acrômio e a região tubercular. A solução é uma rotação externa do úmero para liberar o movimento. Essa rotação é automática. Após esse evento, a articulação entra na 3ª fase do movimento, que vai até 180°.

Flexão:

      A 1ª fase começa em 0°. Quando chega a 90° encontra uma barreira entre o acrômio e o tubérculo menor. A solução é uma báscula externa da escápula. Porém essa báscula é combinada - protração e báscula lateral. A 90° inicia-se a 2ª fase. As barreiras anatômicas são o acrômio e a região tubercular. Nesse ponto, o movimento encontra-se em 150°. A solução para vencer esta barreira é a rotação interna do úmero. A 150° inicia-se a 3ª fase, que vai até 180°.

Articulação do Cotovelo

Pronação e Supinação:

      Na articulação rádio-ulnar, o eixo é longitudinal. A posição de referência é a anatômica e a funcional é flexão de 90° de cotovelo com o polegar voltado para cima. O membro não se encontra nem em pronação nem em supinação. No eixo longitudinal, o rádio se desloca para frente e para dentro sobre a ulna (pronação). A ulna encontra-se semi-fixa ou se move junto com o rádio - o rádio se move para frente e para dentro e a ulna para trás e para fora. Os movientos em torno do eixo longitudinal podem ser de dois tipos. Para passar as páginas de um livro, o eixo do movimento é longitudinal ao quinto dedo e a ulna está semi-fixa. Para parafusar um sistema ou girar uma maçaneta, o eixo do moviento é longitudinal ao terceiro dedo e a ulna está fixa.

Articulação do Punho

Flexão:

      A palma da mão se aproxima da face anterior do antebraço em torno de um eixo látero-lateral. Sua amplitude é de aproximadamente 90°. A barreira para este movimento são os ligamentos e tendões extensores.

Extensão:

      A palma da mão se afasta da face anterior do antebraço em trono de um eixo látero-lateral. Sua amplitude é de aproximadamente 90°. As barreiras para este movimento são os ligamentos e tendões flexores.

Abdução:

      Inclinação radial. O escafóide faz a barreira anatômica com o processo estilóide do rádio. A limitação é de aproximadamente 15°. A barreira motora pode ser feita pelos músculos antagonistas do movimento: flexor ulnar do carpo, extensor ulnar do carpo.

Adução:

      É mais ampla porque não tem barreiras anatômicas. É também chamada de inclinação ulnar. Pode chegar até 50° de amplitude.

Articulação Médio-Cárpica:

      Articulação entre os quatro ossos da primeira fileira e os quatro ossos da segunda fileira. Os únicos movimentos são deslizamentos.

Articulação Carpo-Metacárpica:

      Só ocorrem deslizamentos. Articulação entre os quatro ossos da segunda fileira cárpica e os ossos metacárpicos.

Articulação Metacarpo-Falangianas:

      Articulação biaxial. Faz flexão e extensão ao redor de um eixo látero-lateral no plano sagital e adução e abdução em torno de um eixo ântero-posterior no plano frontal.

Articulação Interfalângica:

      Uniaxial. Só faz flexão e extensão ao redor de um eixo látero-lateral no plano sagital.

postado por 23781 em 12:01:02 :

2 comentários:Comente este post!
em 12/08/2011 01:28:25 , karen escreveu:
bascula anterior e posterior é o mesmo que bascula lateral e medial ?
em 26/03/2009 21:10:45 , helena escreveu:
adorei eu tinha um trabalho pra fazer sobre isso so falta algumas palavras
CRIAR BLOG GRATIS   
..