JANCOM Agência da Informação
JANCOM Agência da Informação
quarta, 22 julho, 2009
O SOCIAL, A CIDADANIA: Em Movimento.

MAIPO

por José Amaral Neto, www.cql.com.br/jancom

Uma experiência: a de formar uma unidade entorno de um tema que fosse caro às agremiações que formam inúmeras entidades e instituições, daí nasceu a idéia do MAIPO.

O MAIPO é o Movimento de Articulação e Integração Popular que visa dar suporte ao coletivo de negras e negros. Proporcionando o instante não somente da representatividade, mas do discurso orientador e catalisador de muitos.

Essa força convida desde 2005 a experimentar não o novo, mas uma nova oportunidade de praticar a cidadania, e que faz do desconhecido um desafio que exige uma expansão de consciência, autoconhecimento e, sobretudo o abandono das velhas e conhecidas emoções que norteiam o universo das frustrações que são a raiva, o ódio, o rancor, a culpa e outras mais...

Hoje muitos se perdem em novas siglas, congressos, conferências e nomenclaturas governamentais. Um plano de ação para a saúde da população negra foi lançado pelo Ministério da Saúde e ninguém se posiciona. Qual o trabalho a ser feito? O Ministério da Educação tem entalado em suas colunas a lei 10.639/03. O que se faz nos estados e municípios? O Ministério da Agricultura, da Reforma Agrária e o INCRA travam uma batalha desigual com os quilombolas. Como efetivar as garantias de cidadania do povo negro? Fazer turismo é muito bom. Saber falar melhor ainda se conhecedor for da liturgia que ignora a estratégia e o planejamento.

Nesse redemoinho nasceu o MAIPO na região do Triângulo Mineiro – como um guarda-chuva. Vive tão somente para abrigar muitos em favor de milhares. Desde a sua criação em nenhum momento houve o indicativo de que este era o ápice; muito pelo contrário, sua existência se deve ao fato de ser o meio para um caminho pavimentado no afã de acabar com os acidentes de percurso e o fogo-amigo.

Ao movimento que se interessa pelas questões da Comunidade Negra sempre é cobrado organização e unidade. Mas, nenhuma entidade classista tem unidade e, mesmo a organização que é imputada aos negras e negros.

Veja o exemplo das federações da indústria; as do comércio; dos lojistas; dos trabalhadores; os ruralistas; os incontáveis partidos políticos; as instituições que se intitulam intrafederativas; e muito mais, todas são tratadas individualmente e com respeito. Suas necessidades legitimadas com projetos obsequiosos e de interesse das mesmas, uma vez que atendem a uma classe.

Entendeu?

Pois então, porque as entidades e instituições da comunidade negra precisam se juntar? Para não funcionar, é claro. E é sobre isso que se deve falar e construir um novo momento. É preciso aproveitar a luz para fazer com que outros vejam.

Tem muito serviço batendo a porta e esperando que os mais qualificados e experientes retornem dos seus congressos e conferências para agirem. Desses congressos, conferências, e novas siglas, surgem muitos documentos e pouca ação. Visibilidade pública e notícia, nenhuma. E não é a mídia a responsável, não; são os próprios interlocutores que insistem em requentar seus discursos, e se não avançam é porque não querem mudar. Entretanto, existem muitos que querem avançar, sem que para isso seja necessário desmerecer ou desqualificar o trabalho de quem quer que seja. A reciprocidade e o ato de compartilhar fomentam idéias e sua conseqüente realização.

O MAIPO é só um exemplo para se discutir o Brasil. E principalmente falar de Minas Gerais. São Paulo já teve seu estresse com o Conselhão e, Minas se prepara para engolir 22.

Quando não se quer avançar apela-se para a cultura e arte. E tome palestras em escolas, sem um roteiro, sem falar das lideranças e das lutas atuais. E mais fácil e alienador falar do passado. Aos que aceitam tome Pão e Circo.

As conquistas passam ao largo de congado, carnaval, capoeira ou dança de rua. Isso é fumaça diante da estrutura gigantesca que se esconde atrás da festa. Fazer arte e cultura é inerente a qualquer povo. É sua existência. Mas a sua dignidade reside nas políticas públicas executadas.

artigo impresso publicado Jornal CORREIO de Uberlândia/MG, em 26 de Julho 2009.



postado por 29007 as 09:47:40




1 comentários:
TERESINHA:

olá amigo estava com saudades de receber sua matéria.

Estive ausente do trabalho e da rede pelo fato do meu filhinho Edson
de um ano e dois meses ter ficado doente, mas graças a Deus ele está
bem melhor.Breve farei o comentário sobre este artigo.Axé Teresinha




segunda, julho 27, 2009 05:11
Comente este post
Início
Perfil
29007
Meu Perfil



Meus Links
Blog Grátis
Criar Blog
Manta Absorvente de Óleo
Hoteis

Palavras-Chave
negro
movimento
emprego
empreendedorismo
lei
saúde
educação

Favoritos
Unegro-União de Negros Pela Igualdade
JANCOM Agência da Informação
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
TRÊS ( 3 ) CONVITES - AGENDE-SE - ATENÇÃO!
PT do B
IGUALDADE SOCIAL
TRAGÉDIA ANUNCIADA
O NOVO MERCADO MUNICIPAL
II CONFERÊNCIA DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL
Juliano Pereira no Blog do AMARAL NETO
ATENÇÃO: Fui Assaltado e Perdi Meu Celular
Bracileiras e Brasileiros
CONVITE

Arquivos
01 setembro, 2011
01 junho, 2010
01 maio, 2010
01 abril, 2010
01 março, 2010
01 setembro, 2009
01 agosto, 2009
01 julho, 2009
01 junho, 2009
01 maio, 2009
01 abril, 2009
01 março, 2009
01 fevereiro, 2009
01 janeiro, 2009
01 dezembro, 2008
01 novembro, 2008
01 setembro, 2008
01 agosto, 2008
01 junho, 2008
01 maio, 2008
01 abril, 2008
01 março, 2008
01 fevereiro, 2008
01 janeiro, 2008
01 dezembro, 2007
01 novembro, 2007
01 outubro, 2007
01 setembro, 2007
01 agosto, 2007
01 julho, 2007
01 junho, 2007
01 maio, 2007
01 abril, 2007
01 março, 2007
01 fevereiro, 2007
01 janeiro, 2007
01 julho, 2006
01 junho, 2006

29023 acessos


CRIAR BLOG GRATIS   
..