JANCOM Agência da Informação
JANCOM Agência da Informação
terça, 01 junho, 2010
Terceira Parte - PROMOÇÃO DA IGUALDADE HUMANA

PROMOÇÃO DA IGUALDADE HUMANA III

Artigo Publicado Jornal Correio de Uberlândia(MG), em 29 de maio de 2010

 

por José Amaral Neto

Diretor Comunicação SEPROMIRACIAL-NCST/MG

Coordenador Executivo MAIPO

www.cql.com.br/jancom

www.sepromiracial.com.br

A corrupção passiva e a indústria que financia favelas, com empregos “sub-salariais”. A Alemanha que se esconde atrás do seu superávit e deixa a zona do euro em frangalhos. O Brasil mostrando seu poder e vê seus críticos escondidos em sua inferioridade pseudo-acadêmica. Anemicamente o povo, ora, o povo... vai juntando os cacos nessa democracia côncava.

Na Universidade Federal da Paraíba, um caucasiano acreditou que uma africana seria alvo fácil em sua tensão sexual - negada sua investida, passou a ofendê-la com os xingamentos de praxe, e a agredi-la com chutes dentro da instituição. E assim mesmo muitos querem ignorar a importância das cotas e do cumprimento da Lei. Mais uma vez a polícia chegou e se negou a fazer o B.O. com o fator Discriminação Racial – crime que é inafiançável.

Em ano de eleição políticos natimortos e profissionais da política que estão no cargo a 04, 05 mandatos, sem sequer chegar até seus eleitores, pois os compram na boca de urna, começam a vampirizar o eleitorado com a cantilena de sempre. Um prato de salgadinho e um refrigerante qualquer. Uma dupla sertaneja ou um grupo de pagode procurando um lugar ao sol. Quatro ou nove pessoas envolvidas na mobilização, e 100 pessoas começam a acreditar no coelhinho da páscoa, em papai Noel, e mula sem cabeça. O discurso requentado garantirá mais 04 anos a quem já colocou o incauto votador na geladeira, e mesmo assim entorpecido pelas informações da mídia amordaçada que adora agrados e apupos, esse mesmo votador pensa novamente em votar no mesmo sombra. A hora é de ir além do comodismo, da mesmice.

O Brasil avançou quando as eleições deixaram de ser coincidentes, pois permitiu uma oxigenação da leitura sobre política – isso diminuiu a deficiência avaliativa da população: “nem sempre quem está em primeiro merece ganhar. Cavalo em primeiro lugar pode ser aquele que foi dopado”. Muitos políticos em campanha, mesmo não sendo autorizados pela legislação, já começaram a financiar suas incursões e vão inflacionar o mercado de votos que já gira entre os mobilizadores sociais entorno de R$ 40,00 por voto computado. Isso é o que a turma vem negociando na formação dos grupos e nas planilhas de custos.

É preciso alterar essa lógica, pois existem pessoas que querem fazer dessa cidade não só um espaço de grupos, mas uma sociedade num todo onde as pessoas possam realmente prosperar com qualidade de vida, da sua maneira, no seu momento. Para isso é preciso fazer política. E fazer política todo mundo faz mesmo não gostando, quando negocia a saída pra balada; quando negocia com a mulher o orçamento doméstico, quando participa de um grêmio estudantil ou de diretoria de um clube social.

Quando se fala em novos empregos, não se fala ao mesmo tempo em como manter os que estão desaparecendo ou na recolocação dessas pessoas. Mais importante que mil novas vagas é ter a coragem de assumir a responsabilidade de manter outras mil que na realidade são uma família de 3mil já estabilizada.

O marketing do sabonete continua  a ditar as regras. Para melhorar a imagem é só lavar com água e um bom sabonete e, dá-lhe maquilagem. Tem sido assim com a criação das Comissões de Promoção da Igualdade Racial da 13ª Sub-Seção da OAB, e da Câmara Municipal de Vereadores na cidade de Uberlândia – Muito barulho por nada. Tudo muito bem amarrado com a modorrenta e inverossímil DIAFRO.

Reveja seus conceitos. Ouça, mas não escute o canto de sereia dos profissionais da política que nada fazem para o povo, ou seja, VOCÊ.

--
José Amaral Neto, jornalista
(34)  9197.2150
"Sempre nos julgamos pelos projetos. E julgamos os outros pelos resultados.
A vida não pode, e não deve ser só isso."



postado por 29007 as 10:56:38




1 comentários:
Diego Oliveira:

Olá,
Muito bom o post. Acredito que a situação brasileira hoje so existe por que nós queremos. Racismo, políticos ruins, sistema educacional precário. Tudo isso é fruto de nosso desinteresse me política. Temos muito a aprender com os hermanos argentinos.
Política e assuntos da gestão da cidade é sempre pauta de boas conversas entre jovens portenhos. Qual a diferença deles para a gente?
Preferimos fazer piadas a invés de buscar solução. Enquanto poucos têm a coragem de lutar por um amanhã melhor.

Abraço


segunda, março 28, 2011 03:40
Comente este post
Início
Perfil
29007
Meu Perfil



Meus Links
Blog Grátis
Criar Blog
Manta Absorvente de Óleo
Hoteis

Palavras-Chave
igualdade
racismo
negro
social
desenvolvimento
educação
corrupção
politica
Brasil
popular

Favoritos
Unegro-União de Negros Pela Igualdade
JANCOM Agência da Informação
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
PROMOÇÃO DA IGUALDADE HUMANA (II)
PROMOÇÃO DA IGUALDADE HUMANA I
RECREIO: Movimento Conscientização Social
ACORDA PRETADA.
ITMS ICT
UM NOVO PASSO UMA NOVA ETAPA
O SOCIAL, A CIDADANIA: Em Movimento.
TRÊS ( 3 ) CONVITES - AGENDE-SE - ATENÇÃO!
PT do B
IGUALDADE SOCIAL

Arquivos
01 setembro, 2011
01 junho, 2010
01 maio, 2010
01 abril, 2010
01 março, 2010
01 setembro, 2009
01 agosto, 2009
01 julho, 2009
01 junho, 2009
01 maio, 2009
01 abril, 2009
01 março, 2009
01 fevereiro, 2009
01 janeiro, 2009
01 dezembro, 2008
01 novembro, 2008
01 setembro, 2008
01 agosto, 2008
01 junho, 2008
01 maio, 2008
01 abril, 2008
01 março, 2008
01 fevereiro, 2008
01 janeiro, 2008
01 dezembro, 2007
01 novembro, 2007
01 outubro, 2007
01 setembro, 2007
01 agosto, 2007
01 julho, 2007
01 junho, 2007
01 maio, 2007
01 abril, 2007
01 março, 2007
01 fevereiro, 2007
01 janeiro, 2007
01 julho, 2006
01 junho, 2006

29023 acessos


CRIAR BLOG GRATIS   
..