JURÍDICO.SINTEPP
JURÍDICO.SINTEPP
sábado, 03 novembro, 2007
Servidores temporários

Sindicatos vão tentar suspender demissões

TEMPORÁRIOS Eles entrarão com ação no STF

Na próxima segunda-feira, quatro sindicatos de servidores públicos, Sintepp (Educação), Sindsaúde (Saúde); Sindfepa (fundações públicas); Sepub (geral), vão ingressar no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma “Reclamação para a Preservação da Competência e Garantia da Autoridade” da decisão do tribunal, com pedido de liminar, contra o juiz titular da 13ª Vara do Trabalho de Belém. A ação visa suspender o processo na Justiça do Trabalho, da ação civil pública ingressada pelo Ministério Público do Trabalho, pleiteando a demissão de todos os servidores públicos temporários do Pará até dezembro próximo.

O advogado Walmir Brelaz afirma que a ação envolvendo servidores públicos temporários deve ser processada e julgada pela Justiça comum e não Justiça do Tra balho, conforme reiteradas vezes decidida pelo STF. “A própria Justiça do Trabalho poderia declinar dessa competência, da mesma forma como o Ministério Público do Trabalho e o governo do Pará poderiam argüi-la”, diz Brelaz. Segundo ele, a reclamação tem o apoio de todos os seis deputados da bancada do PT na Assembléia Legislativa.

Brelaz diz que o STF decidiu através de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), que quem julga ações de interesse do servidor público é a Justiça comum e não a trabalhista, como ocorre neste caso dos temporários do Pará. “Dessa forma, há um desrespeito a uma decisão do STF. Este é o último suspiro dos temporários, já que o Ministério Público não pode mais fazer nada e a governadora afirma que será obrigada a cumprir a determinação judicial, caso contrário pagará multa altíssima. Caso o Supremo aceite a reclamação, a ação será extinta”, diz o advogado.
De acordo com informações fornecidas pelo governo, o Estado possuía 22.081 servidores temporários em janeiro passado. Já distratou 2.010 servidores. Em setembro esse número era de 20.071. A multa pelo descumprimento da decisão judicial é de R$ 100 mil por dia, totalizando cerca de R$ 3 milhões ao mês. O acordo entre o Ministério Público do Trabalho e o Estado do Pará prevê a demissão de todos os servidores temporários até 31 de dezembro de 2007.

HISTÓRICO - No dia 4 de fevereiro de 2005, o Ministério Público do Trabalho ajuizou Ação Civil Pública com pedido de liminar contra os ex-governadores do Estado do Pará, Simão Robison Oliveira Jatene, Almir José de Oliveira Gabriel, Carlos José de Oliveira Santos, Jader Fontenelle Barbalho e Hélio da Mota Gueiros, requerendo, em síntese, a demissão de todos os servidores públicos temporários, celetistas e sob outras denominações, que tenham sido admitidos após 5 de outubro de 1988, sem prévia aprovação em concurso público, vinculados à Administração Pública Direta, dentre outras determinações.

A ação pedia ainda que o Estado se abstivesse de contratar trabalhadores sem prévia aprovação em concurso público; de remover servidores temporários admitidos sob qualquer denominação (não concursados), deslocando-os para seus órgãos de origem; que inicie e conclua os concursos públicos a serem realizados; que inicie e conclua os concursos públicos para cujos cargos e empregos sejam necessários à regularidade do serviço público não previstos no demonstrativo apresentado pelo Estado.

Luiz Flávio

JORNAL "DIÁRIO DO PARÁ", 03.11.07


postado por 42677 as 02:47:21 #
0 Comentários

Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
42677
Meu Perfil

Links
Massacre Eldorado Carajás
STF
TJE-PA
Executivo-PA
Legislativo-PA

Palavras-Chave
sintepp

Favoritos
Não há favoritos.

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Direito de Greve
LIMINAR DEFERIDA
Reforma do RJU
Provas e títulos
ADIN - PROVAS E TÍTULOS
AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE
MUNICÍPIO DE VISEU
SEMINÁRIO JURÍDICO DA REGIONAL MARAJÓ
AUDIÊNCIA EM BAIÃO
Criação de cargos na SEDUC

Arquivos
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro
2007, 01 setembro
2007, 01 agosto
2007, 01 julho
2007, 01 junho
2007, 01 maio
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 dezembro
2006, 01 novembro

17436 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..