Livro dos Dias
Livro dos Dias

terça, 01 maio, 2007
Os pescadores no mar

Bom... deveria eu me remeter a mim mesma e minhas velhas e veladas angústias pós-juvenis e é exatamente o que pretendo. Porque tenho saudades e descobri o que saudades quer dizer; alias descubri o que não quer dizer: não quer dizer insatisfação com o presente já que o presente é bem florido agora. Tampouco do passado espero retorno. A única coisa que ele faz de fato e reinventar a alma em outro lugar e materializar o discurso que não sai mais da boca mas da mente.

Turner (Willian Turner o pintor do quadro que deu o título do post) é memorávelmente parte da minha memória juvenil afetada e é tão lindo... quem sabe um dia pendurarei uma replica na minha sala... quando eu crescer e casar; quando tiver uma familia e tudo mais.

É crescer é uma multidão de coisas... Sou adulta né?! Em algum lugar aqui fiz o caminho inverso mas sou feliz pelas minhas escolhas e muito mais ainda pelos consertos do destino nas que nao foram tão satisfatória e como da memória quase ninguém escapa... um viva ao passado e as lembranças.

Fico com vontade de ser muito melosa porque realizo quase todo dia agora as idéas romanticas que antes eram inconfessáveis. Mas faço planos piegas e acredito piamente neles. Cresci de novo e afinal sou adulta no sentido inverso como sempre.

O que importa é isso... somos "vagalumes" ou somos os pescadores do mar ou só somos a escrita; letra após letra do livro das nossas dores; o livro dos nossos amores; o livro dos nossos erros; o livro dos nossos consertos e concertos. Escritores e personagens do livro dos nossos dias...

p.s: e a minha vida continua lá fora no mundo real e aqui dentro por enquanto só nos meus arquivos pessoais que um dia quem sabe volto a publicar. E como diria um seriado famoso: "a verdade está lá fora!"



postado por 29631 as 12:17:31 4 comentários
domingo, 15 abril, 2007
A realidade

Eu morava num lugar sem nome. Eu nunca dancei com minhas sombras e nunca submergi na banheira. Eu nunca tive uma banheira.

Eu estive na lua e deixei rastros por lá e procuro toda noite ver minhas pegadas no solo lunar daqui debaixo.

Quando eu volto tento acreditar que realmente fui mas quando não vou é quase como se estivesse estado lá. Meu estado é febril e sem guerras.

Uma soma altera e agrega valores e dos valores o que conta é quanto valem meus segundos com você!



postado por 29631 as 11:34:22 4 comentários
domingo, 25 março, 2007
Inevitável

Não sobra... também não estou dada a grandes pensamentos... Sem tempo mesmo

Estou em paz e volto quando for possível....



postado por 29631 as 11:59:21 4 comentários
Perfil
29631
Meu Perfil

Meus Links
Hotéis no Brasil
DNS Grátis
Blog Grátis
Criar Blog
DNS Grátis
Blog Grátis
Hoteis

Palavras-Chave
>> é

Favoritos
Livro dos Dias
Lingua viva
peladao
ON/OFF
A Tempestade
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
>> Os pescadores no mar
>> A realidade
>> Inevitável
>> O costume da infelicidade alheia...
>> Uma história sobre a luz do Sol
>> Sem mais
>> Espero- uma reação...
>> Desejo necessidade e vontade
>> Histórias e lembranças novas
>> Amor ou epilepsia??

Arquivos
2007, 23 abril
2007, 09 abril
2007, 19 março
2007, 05 março
2007, 26 fevereiro
2007, 19 fevereiro
2007, 12 fevereiro
2007, 22 janeiro
2007, 15 janeiro
2007, 08 janeiro
2007, 01 janeiro
2006, 25 dezembro
2006, 18 dezembro
2006, 11 dezembro
2006, 27 novembro
2006, 13 novembro
2006, 06 novembro
2006, 23 outubro
2006, 09 outubro
2006, 25 setembro
2006, 18 setembro
2006, 11 setembro
2006, 14 agosto
2006, 07 agosto
2006, 10 julho

8132 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..