Loucos por Matematica
Loucos por Matematica
quarta, 02 maio, 2012
EXPERIÊNCIA DIDÁTICA COM O USO DAS TICs


EXPERIÊNCIA DIDÁTICA COM

O USO DAS TICs

       Utilizei a sequência didática abaixo com o uso do monitor educacional Pen Drive durante minhas aulas de 7ª série e pude perceber que os alunos sentiram-se mais motivados. O aprendizado foi aplicado em situações diferentes da que serviram de base para a aula, os alunos começaram a fazer medidas a partir de alunos de outras salas que ainda não tinham conhecimento do tema e o assunto se transformou em uma grande diversão. Segundo depoimento dos alunos eles aprenderam o conteúdo de uma forma muito rápida e prática. Foi uma experiência motivadora para mim.

 

SEQUÊNCIA DIDÁTICA

Escola: COLÉGIO ESTADUAL IDELZITO ELOY DE ABREU

Disciplina: MATEMÁTICA

Professor: LINDAURA XAVIER DA SILVA

Nível de Ensino   FUNDAMENTAL II           Série/Ano   – 2012

Tema: ENCONTRANDO O NÚMERO DE OURO

Conteúdo: PROPORCIONALIDADE EM GEOMETRIA

Objetivo: Constatar a presença do “número de ouro” no corpo humano.

Habilidade trabalhada: Utilizar a interdisciplinaridade para mostrar que geometria, arte, história e natureza são unidas pela beleza e harmonia da proporcionalidade.

Material: Fita métrica, calculadora, papel, lápis e tabela, TV Pendrive

Nº de aula: 02 h/aula

Metodologia: O professor inicia a aula falando sobre secção áurea (ou secção de ouro) e sobre o número representado pela letra grega f (fi) também chamado de número de ouro. Logo a seguir exibe, na TV Pendrive, um filme sobre o Número de Ouro. A seguir ocorre a discussão do filme e a leitura de texto.

UM POUCO DE HISTÓRIA:

Para os gregos, o número de ouro f (1,6180342 – valor aproximado) representava harmonia, equilíbrio e beleza. Por esse motivo, muitas construções gregas tinham com base esse número. No Renascimento, a revalorização dos conceitos estéticos gregos levou grandes pintores, como Leonardo da Vinci, a utilizá-lo em suas pinturas. Mas foi no século XII que o matemático Fibonacci constatou que o número de ouro está presente também na natureza, como por exemplo: na estrela-do-mar e no miolo do girassol.

A seguir o professor propõe aos alunos que se reúnam em equipes de cinco alunos que meçam a altura (a) dos colegas e a distância (d) do chão até o umbigo e que preencham a tabela que foi distribuída a cada equipe. A seguir eles devem comparar sua tabela com as tabelas das demais equipes.

Espera-se que os alunos percebam que na coluna da razão aparecerá um número próximo a 1,6 (número de ouro aproximado).

Avaliação: A avaliação se dá observando as discussões após o filme e a leitura do texto, bem como pela interação entre alunos durante a execução da atividade proposta.

Referencias: www.dominiopublico.gov.br

Matemática Completa – Giovanni & Bonjorno – Editora FTD


postado por Lindaura Xavier as 04:16:43 # 0 comentários
terça, 01 maio, 2012
BLOG NA EDUCAÇÃO




BLOG NA EDUCAÇÃO

   Blog é uma abreviação de Weblog e integra a categoria do que é chamado software social. Por ser uma espécie de diário online ele pode ser acessado por qualquer pessoa do mundo todo.

Na escola os blogs podem servir a vários fins: podem ser o portal da escola, sua forma de se abrir e se mostrar para o mundo. Podem ser o espaço de divulgação de ações ou projetos específicos, o e-portfólio de professores e alunos, recursos no acompanhamento e gestão da escola. Opções não faltam.

   É uma ferramenta onde você pode divulgar opiniões, comentários, notícias, produções artísticas, didáticas ou culturais, poemas, enfim... o que você quiser. Através do sistema de comentários do blog os leitores poderão discutir, elogiar ou criticar o que foi postado em tempo real.

Como exercício de escrita os blogs possibilitam o efetivo exercício de todas as etapas que a caracterizam, como o rascunho, a edição, a organização, a pré-escrita, a leitura da prova, a publicação e a revisão. Vocês podem inicialmente produzir rascunho dos seus “posts”. É possível, pelos sistemas de gerenciamento de blogs, salvar [gravar] rascunhos antes de publicar os “posts” ou ainda digitar sua produção no editor de texto Word, copiar e colar no blog. No rascunho vocês podem transferir seus pensamentos para a forma escrita, textual, sejam sentenças, parágrafos ou até mesmo um ensaio completo. Os erros poderão ser detectados e as correções asseguradas antes que o “post” se torne público. Os “posts” podem então ser editados, para revisão dos conteúdos. Assim, vocês podem acrescentar idéias, bem como remover ou modificar as que ali colocaram.

            A sugestão é que seja criado um blog do CEIEA no endereço http://www.uniblog.com.br/. A indicação desse site deve-se ao fato dele ser uma ferramenta de fácil utilização e altamente auto-explicativo. Para criar o blog basta você seguir os passos:

Crie Seu Blog em Apenas 3 Passos! É Fácil e Rápido!!!

    Crie uma conta     (A conta será o seu login e você deverá criar também uma senha para acessar sua conta)

    Escolha o nome do seu blog   (O nome deve ser bem sugestivo para chamar a atenção do leitor e provocar a curiosidade deste)

    Escolha o modelo (Ao criar seu blog o próprio site lhe dará opções de escolha para personalizar o blog. Use sua criatividade)

            Após a criação do blog vocês deverão socializar o endereço eletrônico do mesmo com a comunidade escolar e pedir contribuições e sugestões a todos. Bom trabalho e mão a obra!


postado por Lindaura Xavier as 05:30:38 # 0 comentários
INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO


Informática e Educação

Por Lindaura Xavier

 

 

            As novas mídias oferecem infinitas alternativas e possibilidades. São incontáveis os recursos, o repertório e os caminhos que a tecnologia permite percorrer no universo colocado à nossa disposição.

A tecnologia torna as comunidades virtuais possíveis e tem a capacidade de oferecer um enorme poder aos cidadãos, no entanto é necessário o desenvolvimento de novas habilidades que correspondam às disponibilidades de acesso à informação, sob pena de excluir os que não as possuem. No âmbito escolar, faz-se necessário possibilitar aos educadores que se apropriem das novas tecnologias, vendo nestes veículos de expressão de linguagens, um espaço aberto de aprendizagens, crescimento pessoal e profissional, e até mesmo uma porta de inserção na chamada Sociedade da Informação e do Conhecimento.

A presença das TICs, nos diferentes contextos educacionais, tem sido cada vez mais disseminada e defendida. Seu sentido preponderante e ideológico está basicamente associado a mudanças positivas. Do ponto de vista teórico uma característica marcante das TICs é a sua incorporação como elemento central de qualquer política educacional atenta às transformações produzidas na contemporaneidade.

A educação escolar vem acompanhando o ritmo do progresso das TIC, influenciando e sendo influenciada pela sociedade contemporânea e suas características, adaptando-se ao processo de evolução tecnológica. Essa situação representa, para a comunidade escolar, exigências complexas nas políticas, nos currículos e nas práticas, de modo que se prepare o indivíduo para dominar os conteúdos historicamente acumulados pela humanidade no seu processo de construção, simultaneamente à possibilidade de desenvolvimento de estratégias de ação articuladas às exigências sociais.

Quando nos referimos à incorporação de diferentes tecnologias nas práticas educativas atuais é importante salientar que elas têm sido percebidas como mais uma alternativa que pode impulsionar a superação das dificuldades no processo ensino-aprendizagem, rompendo com a divisão entre as práticas sociais da escola.

O texto de Fábia Vieira, assim como o texto “A inserção do computador na escola na prática pedagógica dos professores“ trata da maneira como as novas tecnologias estão sendo utilizadas em sala de aula e reflete sobre a inserção do computador no processo ensino-aprendizagem e a forma como ele vem sendo utilizado. Os autores defendem a idéia que a originalidade, a criatividade e a inovação empregada em cada sala de aula é o verdadeiro diferencial no uso dessa nova ferramenta, uma vez que quanto maior a interação do aluno com o professor e destes com o conhecimento, maiores serão as chances de ocorrerem aprendizagens significativas.

As possibilidades de uso das mídias na prática pedagógica perpassam pelo uso de tv, vídeo, computador, data show, internet e aparatos de informática, dentre outros. Por meio da manipulação não linear de informações, do estabelecimento de conexões entre elas, do uso de redes de comunicação e dos recursos de multimídia, o emprego da tecnologia computacional promove a aquisição do conhecimento, o desenvolvimento de diferentes modos de representação e de compreensão do pensamento.

A partir das leituras é possível inferir que é necessária uma perspectiva de inserção das tecnologias não meramente como um instrumento no qual somos consumidores e usuários, mas um efetivo espaço de inclusão, compreendendo os seus participantes como produtores de novos conhecimentos e agentes de mudanças.

Não se pode afirmar que a simples introdução das novas tecnologias na escola provoque naturalmente modificações válidas e proveitosas na organização educacional e no trato das questões pedagógicas.

Ensinar com as novas mídias será uma revolução se mudarmos simultaneamente os paradigmas convencionais do ensino, que mantêm ainda distantes professores e alunos. Caso contrário, conseguiremos dar um verniz de modernidade à educação, sem mexer no essencial.


postado por Lindaura Xavier as 10:20:14 # 0 comentários
segunda, 30 abril, 2012
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA


RESUMO

O presente trabalho de conclusão de curso tem por objetivo realizar um aprofundamento da temática: Gestão Escolar: o papel do gestor na superação da deficiência na leitura e escrita de alunos do CEIEA. Apresentando ao leitor uma reflexão quanto ao papel do gestor escolar, no que se refere à teoria e prática, e a sua competência face aos desafios e mudanças na educação. A realização deste trabalho enfatiza o compromisso e o desafio de se implementar uma gestão verdadeiramente democrática em uma escola pública onde alunos do 1º ano do Ensino Médio apresentam deficiências na leitura, interpretação e escrita de textos. Para tanto, optou-se pela metodologia pesquisa-ação, realizando reuniões por segmentos a fim de definir o foco para o projeto de intervenção e utilizou-se o questionário como instrumento de investigação. Após a análise dos resultados, observou-se que a direção do CEIEA foi amplamente capaz de prover a escola dos materiais necessários à execução das ações planejadas no projeto de intervenção, que o rendimento escolar dos alunos do 1º ano do Ensino Médio melhorou em todas as disciplinas; que os pais passaram a participar mais efetivamente da vida escolar de seus filhos e que professores e alunos, através de oficinas, passaram a realizar estudos sistemáticos da língua materna. Conclui-se, portanto, que houve uma significativa mudança de comportamento e de visão dos docentes e dos alunos frente a questões importantes para o aprendizado no que tange aos diferentes letramentos. PALAVRAS-CHAVE: democracia, leitura, escrita, planejamento.


postado por Lindaura Xavier as 06:03:18 # 0 comentários
sábado, 28 agosto, 2010
HIPERTEXTO SEGUNDO EU E OS OUTROS


O QUE É HIPERTEXTO SEGUNDO EU E OUTROS AUTORES

Com a disseminação da Internet, surge o hipertexto, que é um documento eletrônico composto de unidades textuais interconectados que formam uma rede de estrutura não linear, por meio de links, nos quais o leitor vai criando suas próprias opções e trajetórias de leitura, o que rompe o domínio tradicional de um esquema rígido de leitura imposto pelo autor.

Bolter (2001:35)  observa que as conexões de um hipertexto constituem caminhos de sentido tanto para o leitor quanto para o autor. Porém, essas relações de sentidos vão estar vinculadas às escolhas feitas pelo leitor para chegar a determinado tópico. Isso significa dizer que os sentidos que podem ser construídos em um hipertexto são em maior número que aqueles obtidos a partir da leitura de um texto linear. Porém, essas relações de sentidos vão estar vinculadas às escolhas feitas pelo leitor para chegar a determinado tópico. Isso significa dizer que os sentidos que podem ser construídos em um hipertexto são em maior número que aqueles obtidos a partir da leitura de um texto linear.

Diante das novas modalidades de criação de textos surgidas com as mídias digitais, temos também que orientar as atividades nas escolas para a capacitação dos educandos no sentido do aprimoramento e letramento digital.
Esse letramento que segundo Soares “refere-se a questão das práticas de leitura/escrita possibilitadas pelo computador e pela Internet”, não impedirá que se desenvolva com maior eficiência a habilidade da leitura. Ao contrario, corroborará para tal, na medida em que permitirá uma nova dinâmica de leitura não mais baseada na linearidade rígida daquela verificada no texto impresso
.

Para mim o hipertexto é um texto que apresenta dentro de seu corpo certas palavras ou links que, ao serem clicados com o mouse, nos remetem a outros textos, formando assim uma rede de informações. É claro que existe a necessidade de um senso crítico mais apurado para ligar essa rede de informações de forma coerente para que seu conteúdo faça sentido, pois se isto não ocorrer, a compreensão do texto ficará comprometida.


postado por Lindaura Xavier as 04:57:04 # 0 comentários
 
Perfil
loucospormatematica
Meu Perfil

Links
Blog Grátis

Palavras-Chave
HIPERTEXTO

Favoritos
Loucos por Matematica
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Matemática é vida

Posts Anteriores
EXPERIÊNCIA DIDÁTICA COM O USO DAS TICs
BLOG NA EDUCAÇÃO
INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA
HIPERTEXTO SEGUNDO EU E OS OUTROS
HIPERTEXTO
TRABALHO POR PROJETO
PROFESSORA APRENDIZ
APRENDENDO E ENSINANDO COM AS TICs
GESTAR II

Arquivos
2012, 01 maio
2012, 01 abril
2010, 01 agosto
2010, 01 abril
2009, 01 janeiro
2008, 01 junho
2008, 01 maio
2008, 01 março
2008, 01 janeiro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro

9058 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..