Contador de visitas
Contador de visitas BLOG DO LUÍS CLÁUDIO GUEDES
BLOG DO LUÍS CLÁUDIO GUEDES
sábado, 13 novembro, 2010
AVISO AOS NAVEGANTES

Duas notícias. Uma boa. Outra nem tanto

A boa novidade é que estamos de casa nova. Os meus 17 leitores podem acompanhar minhas mal traçadas no site www.luisclaudioguedes.com.br. Acabo de liberar o acesso a página sem a necessidade de senhas. O novo endereço reúne o meu Twitter, os novos textos, meus artigos e as crônicas de ocasião no link “Cronicamente Incorreto & Outros Escritos”, além de possibilitar a inserção de áudio e vídeos do Youtube. Há uma ainda uma seção para fotos da região. A nova página é mais interativa e personalizada.     

A má notícia fica reservada para os peraltas do anonimato. A participação via comentários passa a exigir identificação e serão liberadas somente após mediação.  Tudo em linha com a minha reiterada aversão ao anonimato para expressão de opinião. Acabou a fase dos pusilânimes e covardes ao signatário do Blog e aos personagens das notícias aqui veiculadas. Prefiro a qualidade dos meus 17 seguidores de sempre à quantidade da horda de peraltas que teimavam em fazer da minha página um vacalhouto para suas frustrações. Para eles, péssima notícia. Batam em outra porta.  

O Blog passa para a etapa seguinte e se transforma em site. Faça uma visita. Basta clicar no link abaixo: 

www.luisclaudioguedes.com.br

 


postado por 38839 as 11/13/2010 12:33:29 # 0 comentários
sexta, 12 novembro, 2010
MINHA TERRA TEM PALMEIRAS...


Fotos de Luiza Brunet no Peruaçu empolga Januária

A notícia da estadia, por rápidos três dias, da empresária e modelo Luiza Brunet em Januária para a produção de ensaio fotográfico que uma revista voltada para o show business fez no Parque Nacional Cavernas do Peruaçu em Januária. Brunet ficou hospedada no Hotel Viva Maria e teria circulado pouco pela cidade. As fotos foram publicadas na última edição da revista QUEM.
 
A modelo aparece completamente nua e coberta de argila retirada do rio. O ensaio vai ilustrar o catálogo em 3D que apresentará as 24 jóias de ouro feitas pelos vencedores da quinta edição do concurso de design Auditions, realizado pela mineradora sul-africana AngloGold Ashanti. O resultado do concurso será anunciado por Luiza na semana que vem, no Palácio das Artes de Belo Horizonte.

O assunto ganhou destaque no site da Rádio Alternativa (http://alternativafm.com) e deve ganhar destaque nos jornais locais que circulam neste final de semana. O material sobre a passagem de Luiza Brunet por Januária foi divulgado em tom de ufanismo pela colunista Fátima Cruz, do jornal “A Tribuna do Vale” e não informa quando a modelo esteve na cidade. 


postado por 38839 as 11/12/2010 07:36:59 # 0 comentários
HUGO CHAVES BARRANQUEIRO


Tim 2000 pode chegar ao quarto mandato na Presidência da Câmara de Manga

MANGA - O bate-cabeça da bancada da oposição pode facilitar a recondução do vereador Francisco Farias Gonçalves, o Tim 2000 (PV), para o quarto mandato consecutivo como presidente da Câmara Municipal de Manga, que fica no segundo andar da foto ao lado. Até agora, há pelo menos dois candidatos na disputa, prevista para acontecer daqui a um mês: Iran Marinho (PRB) e Geovany Pimenta Lopo (PSB).

A re-eleição de Tim 2000 interessa ao prefeito do município, Quinquinha Sá (PPS). Tim é aliado do prefeito desde seu primeiro mandato no comando da mesa diretora, quando a Casa investigou e cassou o ex-prefeito Humberto Salles (PTB). Quinquinha era o vice de Salles e herdou o cargo, em episódio de detalhes ainda não suficientemente explicados sobre qual teria sido a verdadeira participação do atual prefeito nos bastidores que despacharam do cargo o seu então aliado.

Quinquinha chegou a conversar com o vereador Iran Marinho para sondar uma possível composição, mas teria mudado de ideia com as chances do aliado Tim 2000 seguir no comando da Casa. Eleito em uma das coligações de oposição ao prefeito, Marinho se aproximou da administração e tem chances de receber o apoio de Quinquinha na hipótese de Tim 2000 desistir de tentar mais um mandato.

O líder da oposição, o vereador Leonardo Pinheiro (PSB), protocolou na secretaria da Câmara há alguns dias proposta de alteração no regimento interno da Casa que acaba com a possibilidade de reeleição infinita de um mesmo parlamentar para o Legislativo local. O atual regimento interno foi alterado há cerca de quatro anos exatamente para permitir a recondução ao cargo do atual presidente, que comanda a Câmara de Manga por três mandatos consecutivos.

Um desentendimento na semana passada entre os vereadores Iran Marinho e Leonardo Pinheiro, que é aliado do outro possível candidato Geovany Pimenta, quando tentavam fechar a estratégia da oposição para disputar a direção da Câmara pode facilitar os planos de continuidade do atual presidente, uma espécie de Hugo Chaves em versão barranqueira.

Uma fonte do Blog com ampla experiência no dia a dia da Câmara avalia que é “menor que zero” a chance do projeto do vereador Pinheiro ir a plenário. Não há chances de a mudança da regra que vale para a próxima eleição da mesa diretora e quem apesar de bem intencionada, a proposta do vereador Pinheiro só teria servido para dar munição aos aliados de Tim 2000, que agora o incentivam a ir ficando, ficando...

Siga o Blog no Twitter: http://twitter.com/LUISCLAUDIO1


postado por 38839 as 11/12/2010 08:05:29 # 8 comentários
quinta, 11 novembro, 2010
NOVO MANDATO

Guedes deve ser indicado pelo PT para primeira vice-presidência da Assembleia mineira

Acordo da bancada do PT na Assembleia Legislativa de Minas Gerais deve resultar na indicação do deputado reeleito Paulo Guedes para o cargo de primeiro vice-presidente na mesa diretora da Casa para o biênio 2011/2012. Deputado mais votado entre os petistas e da coligação “Muda Minas” (92.710 votos), Guedes tem a prerrogativa de escolher entre compor a direção da Assembleia ou liderar a bancada petista. E por falar em eleição para o comando do parlamento mineiro, o deputado Dinis Pinheiro (PSDB), o campeão de votos no Estado (159.422), será mesmo o futuro presidente da Casa, em substituição ao vice-governador eleito Alberto Pinto Coelho.   


postado por 38839 as 11/11/2010 08:33:26 # 5 comentários
quarta, 10 novembro, 2010
FPM

Repasses da União para municípios em 2010 estão 4% menores que no ano passado
 

Da Agência Brasil

BRASÍLIA - Os repasses da União para os municípios de janeiro até o fim de novembro devem somar R$ 45,4 bilhões e ser 4% menores que no mesmo período do ano passado, já descontada a inflação. Em relação a 2008, a queda real chega a 9%. A projeção foi divulgada ontem, aqui em Brasília,  pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

As prefeituras receberam hoje o primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente a novembro. O valor será de R$ 2,356 bilhões com o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). A quantia é 6,9% menor que em 2009. De acordo com a entidade, as previsão inicial era de que o repasse seria de R$ 53 bilhões em 2010.

Cerca de mil prefeitos de todo o país participam nesta quarta-feira, no Congresso Nacional, de mobilização para pedir uma nova ajuda do governo federal aos municípios. No início do ano, o governo tinha liberado R$ 1 bilhão para compensar a queda nos repasses do FPM. O encontro avalia as dificuldades financeiras e problemas de gestão administrativa para que sejam apresentados aos governadores eleitos e ao governo federal. Na abertura dos trabalhos, o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, ressaltou o resultado do Censo 2010 que detectou a redução da população em uma série de municípios, o que acarretará a redução do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) a essas cidades.

“Olha só o resultado do censo. Para cada cidadão a menos serão R$ 18 que o município deixará de ter no FPM. Vários municípios vão perder a condição de existir por conta desta redução”, afirmou o presidente da entidade, Paulo Ziulkoski. Uma comissão de prefeitos está reunida com o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, para tratar dos problemas municipais. O encontro é intermediado pelo líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). 

Formados por 22,5% da arrecadação do Imposto de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), os repasses do Fundo de Participação dos Municípios têm caído em 2010 apesar da recuperação da economia e da arrecadação federal recorde. Segundo a Receita Federal, a queda ocorre porque o Imposto de Renda, que representa cerca de 85% do FPM, está atrelado aos ganhos das pessoas físicas e das empresas no ano passado. Desta forma, as receitas do Imposto de Renda em 2010 ainda refletem as perdas ocorridas com a crise em 2009.

No início da reunião, que se estenderá por todo o dia, Ziulkoski atribuiu aos prefeitos a responsabilidade por parte dos problemas financeiros enfrentados. “Não adianta ficar botando a culpa na redução do FPM, mas o problema é também de gestão”. Ele alertou os prefeitos da necessidade de se equilibrar os gastos com as receitas e analisar melhor a necessidade dos convênios firmados com o governo federal.


postado por 38839 as 11/10/2010 07:11:28 # 0 comentários
SOB NOVA DIREÇÃO


Jornal do deputado Muniz volta a circular


MONTES CLAROS - A jornalista Jerúsia Arruda assumiu o comando do jornal “O Norte de Minas”, do deputado estadual Ruy Muniz (DEM). O diário voltou às bancas nesta quarta-feira, além do reinício das atualizações da sua versão online, após ter sua circulação suspensa por quatro dias depois do anúncio da reestruturação na semana passada. Numa tensa reunião na última sexta-feira, foi oficializada a saída do jornalista Reginauro Silva, que editou o jornal desde a sua fundação, há sete anos. A nova versão do "O Norte" reduz a menos da metade o número de colaboradores, frequentes ou não.

Jerúsia deixa o “Jornal Daqui”, onde respondia pela editoria de Cultura. Na estreia da nova editora-chefe, o jornal emplacou manchete de serviço em que informa que o preço da passagem do transporte coletivo de Montes Claros pode subir para R$ 2, no que pode ser uma indicação do novo perfil da publicação. No geral, as mudanças no jornal do quase ex-deputado Muniz foram bem-recebidas na cidade. O ex-blogueiro Luis Carlos Gusmão informa no seu site “Em Cima da Notícia” que o jornal será menos “morde e assopra” em relação à administração do prefeito Luiz Tadeu Leite (PMDB).  


postado por 38839 as 11/10/2010 08:40:47 # 0 comentários
segunda, 08 novembro, 2010
BR-135


Site de divulgação das obras da BR-135 volta a funcionar

O site criado pela Fundação BioRio, a organização não-governamental contratada pelo Dnit para prestar assessoria na fase de implantação das obras de asfaltamento da BR-135 entre o Norte de Minas e São Luiz do Maranhão voltou a funcionar há três dias depois de ficar inoperante por quase duas semanas. Durante esse período, quem tentou acessar a página www.br135.com.br caia numa página em se lia o aviso de “site em manutenção”.

Escaldados com a novela interminável da pavimentação da rodovia, não faltou quem especulasse o caladão do site como mau presságio de uma possível batida em retirada da ainda pequena estrutura que as empresas vencedoras da licitação das obras de pavimentação transferiram para a região pouco antes do primeiro turno das eleições.

O site traz informações sobre as intervenções que o governo realiza na rodovia entre Minas Gerais e o Maranhão. Na última postagem sobre a obra da BR-135 na região do extremo norte-mineiro, com data de 20 de outubro, a Fundação Bio-Rio informa que a construtora Empa deu inicio as obras no trecho que liga Montalvânia a Pitarana. A notícia desagrada aos adversários do deputado estadual Paulo Guedes (PT) na região, na torcida para que o asfaltamento da rodovia fique, mais uma vez, no campo das promessas.    


postado por 38839 as 11/08/2010 09:17:58 # 6 comentários
COMUM DE DOIS GÊNEROS


Lula diz que vai brigar pela CPMF em... 2011

Ouvi a manchete deste post no rádio ainda no lusco-fusco da manhã desta segunda-feira. Perdi o sono de vez quando meu cérebro finalmente se deu conta de que, no próximo ano, o presidente Lula já terá tomado o caminho de São Bernardo do Campo. Fora da cadeira presidencial, qual é mesmo o interesse do petista pelo assunto: uma desforra contra o Senado que lhe tirou o imposto do cheque em raro momento de derrota sua no Parlamento?  

O que terá a dizer sobre esse empenho do ex-presidente a na ocasião já titular Dilma Rousseff?  Se o futuro governo não será, como indica a firmeza que Dilma tem demonstrado em suas declarações, de dois gêneros, partilhado entre um presidente de fato e outra de direito, Lula corre o risco de ser lembrado da sua condição de bananeira que já deu cacho antes do que supunha nossa vã filosofia.

De resto, botar o bode da CPMF na sala ainda no desligar das urnas eleitorais foi de uma infelicidade sem medida. Dilma opta pela via mais ligeira da tungada no bolso da população, quando o que se esperava dela eram melhorias na gestão pública, de modo a impedir os conhecidos desvios que transformam nossa saúde nessa vergonha nacional.    


postado por 38839 as 11/08/2010 09:05:56 # 0 comentários
domingo, 07 novembro, 2010
IMPRENSA


Muniz avalia se fecha jornal “O Norte de Minas” e demite diretor de redação

Empresário estuda transformar sua publicação em jornal-laboratório da Faculdade de Jornalismo que mantém na cidade 

MONTES CLAROS –  O empresário e ainda deputado estadual Ruy Muniz (DEM) teria suspendido temporariamente sua decisão anterior de fechar em definitivo o jornal “O Norte de Minas”, diário que circula na cidade-polo da região Norte de Minas há sete anos. O conteúdo do jornal também é publicado na edição online no portal www.onortenet.com. O empresário e sua esposa, Raquel Muniz, teriam comunicado oficialmente aos funcionários a decisão de “descontinuar” a publicação do periódico durante uma reunião bastante tensa no início da tarde da última sexta-feira. A publicação de Muniz já era considerada o principal veículo de comunicação da região.

Segundo informações apuradas pelo Blog, o casal Muniz comunicou ao jornalista Reginauro Silva, diretor de redação e editor, sua demissão do cargo de comando do jornal. Há informações de que a última edição impressa do jornal foi a que circulou na sexta-feira, com a curiosa manchete em que o deputado Muniz contesta ação civil pública do Ministério Público local em que é proposta a indisponibilidade dos seus bens e da empresa carro-chefe do seu grupo, a Faculdades Unidas do Norte de Minas (Funorte).

O casal Muniz teria decidido, ainda segundo informações que chegam da região, fazer uma reestruturação na empresa responsável pela publicação do jornal, a Indyugraf Ltda., com a meta de reduzir em 50% as despesas de custeio da publicação. Muniz avalia ainda a possibilidade de transformar “O Norte” em jornal-laboratório da Faculdade de Jornalismo ligada à Funorte, com papel mais limitado e periodicidade ainda indefinida.

A maior despesa do jornal dos Muniz seria mesmo com os custos gráficos da sua operação impressa. A redação do jornal mantinha convênio com a Faculdade de Jornalismo da Funorte para a contratação de estagiários do curso de comunicação social, o que reduz significativamente os custos trabalhistas com a contratação do seu quadro de profissionais. Além disso, boa parte dos colunistas do jornal não seriam remunerados porque teriam interesse em usar seu espaço na publicação como vitrine para contratos de assessoria que prestam para prefeituras, câmaras municipais e gabinetes de deputados. Há ainda casos de ex-alunos da Funorte que atuam como colaboradores e sem vínculo empregatício com a empresa Indyugraf.    

Derrotado nas eleições proporcionais deste ano, o casal Muniz foi notícia na imprensa estadual logo após o primeiro turno quando um grupo de cabos eleitorais realizou protesto em frente ao seu escritório político em Montes Claros. Segundo mataéria do jornal “O Estado de Minas” (clique aqui para ler) vários deles exibiam papéis que seriam os originais de cheques devolvidos em nome de Raquel Muniz. 

O professor e deputado Ruy Muniz tem participação em outras empresas de comunicação na região. O que se especula entre empresários e políticos da região é se Muniz também estaria disposto a abrir mão em suas participações direta e indireta em emissoras de rádio do Vale do Gorutuba. Ele seria dono de, pelo menos, duas emissoras de rádio: 100% de uma rádio AM em Janaúba e 50% de uma rádio FM em Nova Porteirinha, além de uma emissora em Montes Claros.

MEU COMENTÁRIO - O anunciado passaralho no jornal do deputado Ruy Muniz é notícia para se lamentar. Qualquer jornal é melhor que jornal nenhum. Ou noutras palavras, é preferível ter um jornal ligado ao interesse político do seu dono, e, apesar disso, retratar a realidade regional, a não ter voz que mostre o dia a dia dessa mesma região. A imprensa de Montes Claros tem muitos vícios, e o fato de estar ligada a políticos não é o único. Pior, talvez, é o papel duplo e dúbio de assessores de imprensa e publicitários travestidos de isentos jornalistas. O fechamento do “O Norte” é uma péssima notícia também para as esperanças dos jovens que investem seu tempo e dinheiro na faculdade de jornalismo do deputado. O mercado de trabalho local engata uma marcha-a-ré. 

O fim dos jornais impressos é, lamentavelmente, uma cenário que vai se impor nos próximos anos. Recentemente o tradicional "Jornal do Brasil" encerrou sua operação online e migrou para a internet. No caso de Montes Claros, a única saída que se vislumbra seria a vinda de um grupo de comunicação de fora para explorar e "profissionalizar" o mercado local. Possibilidade ainda remota, dada a extrema dependência de verbas públicas para manter o negócio.          


postado por 38839 as 11/07/2010 01:15:32 # 0 comentários
sábado, 06 novembro, 2010
ENCOLHEU

Manga perde mais de dois mil habitantes em uma década

Saiu esta semana os primeiros números do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) e a notícia não é boa para o município de Manga, no extremo Norte de Minas. Seguindo tendência regional entre os pequenos municípios, a população local ficou em 19.803 almas. O número atual mostra que o município perdeu mais de dois mil habitantes em relação ao recenseamento anterior, na virada do século, quando a contagem da população havia ficado em 21.959 pessoas.

Situação bem diversa do vizinho município de Jaíba, por exemplo, que teve parte do seu território cedida por Manga, de onde se emancipou em abril de 1992. Jaíba ganhou cerca de cinco mil habitanes na última década e agora registra 32.190 habitantes. A situação de queda populacional preocupa porque é esse o dado que os governos federal e estadual levam em conta para formar o cálculo da divisão do bolo da arrecadação.

O impacto mais imediato é sentido no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). No caso de Manga, o coeficiente atual do FPM é de 1,2 e a população apurada pelo IBGE não representa perda imediata de receitas. O município, contudo, estava próximo de mudar para patamar mais alto na divisão do FPM e agora corre o risco de, no futuro, perder receitas caso a sua população continue em queda.      

População das cidades do Norte de Minas
 
Por oliveira Júnior – Colaboração para o Blog

A liderança no ranking de população do Norte de Minas permanece com Montes Claros que tem, segundo o Censo 2010, divulgado na quinta-feira, 355.401 habitantes. O município de Janaúba vem logo a seguir, com população de 66.377 moradores.          Janaúba está na frente de Januária com uma vantagem de 1.122 pessoas a mais. Januária possui, conforme o IBGE, 65.255 habitantes. São Francisco, Pirapora, Bocaiúva, Salinas, Porteirinha, Várzea da Palma e Jaíba completam a lista dos 10 municípios mais populosos do Norte de Minas.

POPULAÇÃO DO NORTE DE MINAS

De acordo com os primeiros números do Censo 2010, a população dos municípios do Norte de Minas é a seguinte, por ordem decrescente: Montes Claros, 355.401 habitantes; Janaúba, 66.377; Januária, 65.255; São Francisco, 53.573; Pirapora, 52.690; Bocaiúva, 46.183; Salinas, 39.094; Porteirinha, 37.197; Várzea da Palma, 35.104; Jaíba, 32.289 habitantes;

Espinosa, 30.970 habitantes; Brasília de Minas, 30.930; Taiobeiras, 30.589; Rio Pardo de Minas, 28.657; Buritizeiro, 26.269; Coração de Jesus, 25.455; São João da Ponte, 25.215; Francisco Sá, 24.675; São João do Paraíso, 22.228; Monte Azul, 21.799;

E ainda, Manga, 19.803 habitantes; Varzelândia, 19.020; Itacarambi, 17.647; Montalvânia, 15.729; Grão Mogol, 15.020; Capitão Enéas, 14.206; Mirabela, 13.038; Mato Verde, 12.510; São João das Missões, 11.715; Pedras de Maria da Cruz, 10.308;

Em São Romão, 10.218 habitantes; Bonito de Minas, 9.607; Matias Cardoso, 9.387; Riacho dos Machados, 9.322; Verdelândia, 8.350; Lontra, 8.334; Japonvar, 8.160; Jequitaí, 7.833; Claro dos Poções, 7.735; Rubelita, 7.669; Montezuma, 7.472; Nova Porteirinha, 7.395; Pintópolis, 7.206; Engenheiro Navarro, 7.121; Cônego Marinho, 7.056;

Santo Antônio do Retiro, 6.843 habitantes; Lassance, 6.489; Mamonas, 6.321; Ibiracatu, 6.155; Fruta de Leite, 5.940; Pai Pedro, 5.859; Padre Carvalho, 5.795; Cristália, 5.760; Juvenília, 5.690; Patis, 5.474; Olhos-d´Água, 5.229; Gameleiras, 5.129; Catuti, 5.078; Itacambira, 4.966; Miravânia, 4.528; Serranópolis de Minas, 4.399; Santa Cruz de Salinas, 4.396; Josenópolis, 4.293; Lagoa dos Patos, 4.188; Juramento, 4.085; São João do Pacuí, 4.062; e Glaucilândia, 2.955 habitantes.


postado por 38839 as 11/06/2010 04:42:05 # 10 comentários
sexta, 05 novembro, 2010
ONDA VERMELHA

Apoio explícito de Quinquinha não impediu derrota de Serra em Manga

O deputado estadual Paulo Guedes (PT) ainda comemora a performance da presidente eleita, Dilma Rousseff, no município de Manga, onde iniciou sua carreira política e mantém forte rivalidade com o atual prefeito Quinquinha Sá (PPS). Dilma ficou com 81% dos votos válidos na eleição do segundo turno em Manga, padrão que de resto se repetiu na quase totalidade dos municípios norte-mineiros. A euforia do deputado Guedes se explica, contudo, pelo fato do prefeito ter feito adesão explícita ao candidato derrotado José Serra (PSDB) durante o segundo turno das eleições.

Quinquinha foi receber o tucano Serra na sua passagem por Montes Claros na semana que antecedeu a eleição, acompanhado de comitiva formada por assessores diretos e vereadores. A estratégia era mostrar para o governador reeleito, Antonio Anastasia (PSDB), seu empenho na campanha do ex-governador de São Paulo.

Para não dar margem a dúvidas sobre sua opção no confronto presidencial, o prefeito de Manga determinou ao pessoal do seu staff que colocasse a propaganda de Serra nos seus veículos. O esforço se justifica: Quinquinha depende dos repasses de verbas estaduais para conseguir manter próximo do razoável o seu segundo mandato no município.  

A derrota acachapante do tucano em Manga demonstrou que, às vezes, o eleitor vai para um lado e a liderança política vai para o outro. O prefeito de Manga, por sinal, perdeu uma oportunidade única para deixar o governador Anastasia realmente feliz ao não conseguir, como se propunha, derrotar Paulo Guedes no seu berço eleitoral.

Anastasia, que não morre de amores pelo petista, teria exibido seu melhor sorriso caso Quinquinha tivesse logrado exibir o troféu da derrota de Paulo Guedes em Manga. Não foi dessa vez. Paulo Guedes continua majoritário em Manga com cerca de mil de frente em relação ao gorvenista Arlen Santiago (PTB).     


postado por 38839 as 11/05/2010 09:51:11 # 21 comentários
quinta, 04 novembro, 2010
NOVO MÍNIMO

Reajuste do salário mínimo para R$ 600 preocupa prefeitos de pequenos municípios

 A notícia de que a presidente eleita Dilma Rousseff pretende antecipar parte do reajuste do salário mínimo que será dado em 2012 já para o ano que vem, o primeiro do seu mandato, deixou os prefeitos de pequenos municípios norte-mineiros de cabelo em pé.

O impacto da medida nas finanças das prefeituras pode inviabilizar os planos de reeleição de vários prefeitos em primeiro mandato, porque reduz a já limitada margem de manobra para investimentos nos seus municípios, além de obrigar algumas administrações a demitir para evitar transgredir a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Com a arrecadação excessivamente atrelada aos repasses intergovernamentais, os pequenos municípios têm mostrado dificuldade para acompanhar o ritmo de reajustes para o salário-base do país, quadro que se acentuou depois da redução no repasses do Fundo de Participação dos Municípios em 2008/2009 provocada na queda da arrecadação federal por conta dos efeitos da crise financeira mundial.     

O futuro governo justifica sua decisão no fato de que a lei determina que o aumento do salário mínimo seja dado de acordo com o PIB (Produto Interno Bruto), que a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, nos dois anos anteriores somado à inflação do ano anterior. A necessidade de antecipar o reajuste do mínimo se deve ao fato do país ter crescido muito pouco em 2009 por conta do rescaldo da crise financeira. Com isso, o reajuste do mínimo seria bem menor do que aquele concedido nos últimos anos pelo governo Lula.

“Como o reajuste para 2012 será robusto – entre 7% e 7,5% - poderia se discutir uma forma de antecipação do reajuste para 2011, para um valor que seria superior aos R$ 538 previstos no orçamento da União”, defendeu o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra em entrevista à TV Brasil. 


postado por 38839 as 11/04/2010 09:49:03 # 0 comentários
JANUÁRIA

Januária aposta no reforço alimentar para zerar evasão escolar

A prefeitura de Januária, no Norte de Minas, vai investir o valor de R$ 216 mil em recursos próprios para implementar nas 92 escolas da rede municipal de ensino, cinco delas na sede do município, programa de merenda escolar para garantir aos mais de seis mil alunos do ensino fundamental duas refeições diárias. Batizado provisoriamente de “Fome zero nas escolas”, o programa deve ser lançado ainda neste mês de novembro e tem por objetivo reduzir para níveis próximo de zero a evasão escolar no município.

O cardápio será elaborado por nutricionistas e vai contar com alimentos produzidos pelas próprias comunidades. A proposta é fomentar o desenvolvimento da economia comunitária, com a aquisição pela prefeitura dos produtos produzidos pela agricultura familiar. A proposta é aos estudantes duas refeições diárias.

A primeira delas, explica o prefeito Arruda, vai funcionar como um cartão de visita: assim que chegar à escola, o aluno faz a primeira refeição do dia, o que vai garantir a motivação e energia necessárias para o aprendizado na sala de aula.

A segunda refeição é a tradicional merenda, que passa a ser a uma espécie de complementação alimentar e vai atender às necessidades nutricionais das crianças, jovens e adolescentes matriculadas na rede municipal de ensino.


postado por 38839 as 11/04/2010 09:43:04 # 0 comentários
SUBSTANTIVAS

Comum de dois gêneros

TEXTO PUBLICADO EM 18/09/2010 - REPRODUZO EM RAZÃO DA PERTINÊNCIA E ATUALIDADE

No terreno estrito das questões gramaticais, comum de dois gêneros são aqueles substantivos diferenciados em suas formas masculina e feminina pela presença de um agente modificador, o artigo. E ele, o artigo, que é flexionado para indicar o gênero do substantivo a que se faz referência. 

A iminente circunstância do país eleger pela primeira vez uma mulher para a Presidência da República ainda há de suscitar nos habitués palacianos o drama de como se dirigir à eleita. Presidente ou presidenta, qual a forma mais adequada para se dirigir a Dilma Rousseff  – na hipótese, como é de se supor, das urnas validarem os números de pesquisa após pesquisa. Cecília Meirelles era poeta ou poetisa? Por ela mesma: “Não sou alegre nem sou triste: sou poeta”.

Mas não é de poesia o nosso ofício. Presidente ou presidenta, a meteórica entrada de dona Dilma em cena dá mais azo a dúvidas do que a certezas. Eleita, como tudo indica, seu triunfo será atribuído em maior parcela ao presidente que sai do que aos seus méritos ou biografia. Não são pequenas as chances da sombra de Lula se interpor entre Dilma e o país pelos próximos quatro anos.

Hipótese em muito substantiva, só atenuada pela condição de esfinge com que a senhora Dilma Rousseff se apresenta ao país. Ou, dito de outro modo, ela pode surpreender positivamente no enfrentamento dos problemas cotidianos que deverão resultar da convivência agora oficial entre o PT, que nas expectativas da militância vocalizada por Zé Dirceu vai finalmente chegar ao poder, e o velho PMDB de guerra, sempre ávido por assentos na farta mesa do bolo governamental. Para usar imagem utilizada por ninguém menos do o presidente do próprio partido e virtual vice-presidente, Michel Temer.      

Dilma não é Lula, não se cansam de ecoar os arautos de tempestades nas esquinas do tempo vindouro. Como a antever a possibilidade do dilema real  no futuro imediato não dizer respeito tão somente ao modo de como dar tratamento ao governante de plantão, se não antes de o país ter propriamente um governo de dois gêneros. Uma espécie de terceiro mandato, por interposta pessoa. Governo não é gramática, pode refutar o leitor lá com os seus botões. Dilma tem tudo para surpreender.   


postado por 38839 as 11/04/2010 07:33:33 # 1 comentários
COM O PÉ NO MEIO-FIO


Quinquinha demite aliado do consórcio de saúde

Sede do Cimma (foto): crise financeira pode ter motivado saída do ex-vereador, indicado há um ano para gerenciar a entidade mantida com recursos públicos dos municípios consorciados 

MANGA – O prefeito deste município norte-mineiro, Quinquinha Sá (PPS), exonerou na quarta-feira da semana passada o ex-vereador e gerente-executivo do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Microrregião de Manga (Cimma), Evilásio Amaro (PPS), 48 anos. Quinquinha Sá é o presidente de turno do Consórcio que, além de Manga, reúne os municípios de Juvenília, Matias Cardoso e Miravânia.

Dois outros municípios consorciados, Montalvânia e São João das Missões, pediram cancelamento de suas filiações à entidade recentemente, no que poderia ter sido o motivo da demissão do gerente Evilásio Amaro, que além de correligionário também é “compadre” do prefeito Quinquinha. Há o receio de que a saída de mais um município consorciado possa inviabilizar a continuidade da entidade, que é mantida com recursos públicos repassados pelas prefeituras e possui infraestrutura de veículos para transporte de pacientes, além de contratos de prestação de serviços médicos, com custos elevados de manutenção. O Cimma ainda atende aos municípios de Itacarambi, Pedras de Maria da Cruz, Bonito de Minas e Cônego Marinho por meio do serviço de transporte solidário.

O ex-vereador Amaro teve passagem breve no cargo de gestor do Consórcio de Saúde. Ele foi nomeado há quase um ano, logo após ter ficado claro que a chamada PEC dos suplentes de vereador não entraria em vigor. Caso fosse aprovada, a PEC aumentaria em dois o número de cadeiras na Câmara de Vereadoras local e Evilásio, o primeiro suplente com melhor coeficiente eleitoral nas eleições de 2008, ocuparia uma dessas vagas abertas com a ampliação da representatividade no legislativo municipal.

A notícia da saída de Amaro do Consórcio não é nova. Há cerca de seis meses foi ventilada a possibilidade do prefeito Quinquinha fazer uma ampla reforma administrativa que viabilizasse uma saída pacífica para a crescente insatisfação que teria com o desempenho do aliado à frente do Cimma. Em efeito dominó, Quinquinha remanejaria os nomes dos atuais ocupantes de pelo menos seis assessores a partir da nomeação do vereador Valdir Ramos (PPS) para um cargo de secretário no governo. A saída de Valdir Ramos da Câmara abriria espaço para a diplomação do suplente Evilásio. A medida previa ainda a troca de comando na Caic Padre Ricardo Trischeller, a maior e mais importante escola da rede municipal de ensino. Uma fonte muito próxima ao prefeito Quinquinha, no entanto, descarta tal possibilidade e insinua que a hipótese mais provável para a demissão de Evilásio pode ter sido desentendimentos com o prefeito. 

A crise financeira no consórcio não é nova. Evilásio negociava há cerca de um ano o retorno dos municípios de Montalvânia e São João das Missões, além de Miravâniva, ao consórcio. Os prefeitos desses municípios alegaram razões econômicas para deixar a entidade, é que a queda na arrecadação após o agravamento da crise econômica, dificultava o pagamento da mensalidade que cada participante deve pagar ao Consórcio Intermunicipal como contrapartida pela prestação de serviços na área de assistência à saúde e transporte de pacientes entre os municípios sócios e Montes Claros.

A oposição ao prefeito Quinquinha chegou a atribuir a evasão dos associados à entidade ao fato do ex-vereador ter sido nomeado para reassumir a gerência do órgão. Evilásio já havia passado pela administração do Cimma e os prefeitos de Montalvânia, padre José Aparecido Lisboa (PTB), de Miravânia, Elpídio Dourado Mota (PTB), e de São João das Missões, José Nunes (PT), não teriam aprovado a sua nomeação. Em entrevista ao Blog, em janeiro deste ano, Amaro negou qualquer relação entre seu retorno e a saída dos prefeitos e garantiu que os prefeitos já haviam assumido compromisso para retornarem ao órgão, o que efetivamente aconteceu por um período.

O Blog tentou ouvir as versões do prefeito Quinquinha Sá e do ex-gerente Evilásio Amaro sobre o assunto. O prefeito não respondeu ao e-mail enviado para a sua assessoria de comunicação há uma semana. Não é a primeira vez que Quinquinha ignora os pedidos de informação do Blog, no que só acentua o perfil antidemocrático que assumiu quando o assunto é prestação de contas da sua atuação como agente público. Basta dizer que a Câmara Municipal só consegue informações da sua administração por força de mandado judicial.

Já o ex-vereador Evilásio, retribui ao signatário desta página tratamento bem diferente do que recebeu em janeiro deste ano, quando o Blog publicou longa matéria com as suas explicações sobre a crise que ronda o consórcio desde que ele foi nomeado para o cargo e que agora se confirma com a sua mal explicada demissão. Contactado via SMS, ele não retornou com o pedido de sua versão para a demissão do Cimma.


postado por 38839 as 11/04/2010 02:37:42 # 19 comentários
"MEU RETRATINHO"


Centro de gravidade

TEXTO PUBLICADO EM 30/10/2010

A despeito do jeito brigão e da cara de mau que mostrou no engajado papel de principal cabo eleitoral da candidata Dilma Rousseff, o presidente Lula tem andado emotivo nos últimos dias (na foto ao lado, em foto de arquivo). Chora à toa, em cenas que devem se repetir mais amiúde nos próximos 60 dias, tempo que resta ao petista na cadeira presidencial. Lula tem dado sucessivos sinais do quão difícil será deixar o Palácio do Planalto depois de oito anos. Ele quer ficar, mas o relógio aponta para a porta da rua.
 
Não serve de consolo o fato bem provável de que Lula vai transferir a faixa presidencial para pessoa de sua predileção. Não mesmo. Daqui a pouco será preciso colocar o pé no meio-fio e retornar à condição de simples mortal, sem os apupos de assessores nem avião para cruzar oceanos, além de holofotes ligados a cada vez que sai de casa. Casa, por sinal, que já não é mais um palácio. Um ex-presidente é também um sem-palácio. 

Até chegar a hora de pegar o boné, o presidente vive a tal sensação de agonia do pato manco (lame duck) que alguém lembrou esta semana, se não estou enganado o escritor Ruy Castro na Folha de S.Paulo. Pato manco, vale um adendo, é a expressão da língua inglesa para presidentes em final de mandato. Em geral, a perplexidade diante do estado meio assim de catatonia, entre a agitação das boas lembranças e saudades do tempo que ficou para trás e a angústia com o vazio que se apresenta logo adiante.
 
Muito já se especulou sobre o futuro próximo do ainda presidente Lula. Há versões para todos os gostos, desde aquela em que ele iria para um cargo de representação e alta relevância em organismo internacional, até a opção mais óbvia da possível criação de um certo Instituto Luiz Inácio Lula da Silva, mais adequada aos afazeres e não fazeres de ex-presidentes, ainda que pouco comum na tradição da política brasileira.
 
Mas há versões mais populistas aventadas pelo próprio Lula em prosa de palanques: ele vai se dedicar a viajar do Oiapoque ao Chuí para ser um “fiscal voluntário” do futuro governo Dilma ou, em hipótese mais prosaica, vai gastar o tempo livre em visitas de comprade às casas de todos os brasileiros para tomar uma “branquinha” ou um café bem quente. Coisas do Lula.
 
De concreto, há a constatação de que, a partir desta segunda-feira, quando se confirmar aquilo que as pesquisas repetidamente indicam, a saber, a eleição da primeira mulher presidente da República na história do país, o centro da gravidade política começa a migrar de Lula para Dilma. Decerto, muito mais rápido do que supõe os cuidados do cerimonial, vai se impor o momento em que a presidente eleita arrisca a falar por si mesma.
 
De início, com todas as ressalvas de gratidão ao antecessor, a quem sabidamente deve o cargo, até cair a inevitável ficha do seu próprio protagonismo. Se essa travessia é penosa para Lula, no caso de Dilma Rousseff é terreno dos mais minados. Mas é imperativo que a roda gire, pois os salões do poder acomodam toda sorte de plantonista sempre alerta para lembrar quem é que manda no pedaço doravante. Não há ser humano imune aos encantamentos das próprias possibilidades.
 
O fim da Era Lula tem tudo para ganhar contornos de melodrama. O “pai dos pobres” se prepara para sair de cena diante do dilema explícito de que queria ficar. Em benefício do presidente há que se recordar que não faltou quem lhe sugerisse o caminho fácil do casuísmo que lhe garantisse a permanência. Lula afastou essa tentação, embora no íntimo talvez soubesse que seria difícil o momento de dizer adeus. Ele queria mesmo era ficar, como deixado transparecer a assessores mais próximos como mostram notas de jornais, nunca desmentidas.    

A melhor tradução desse desejo foi o mote usado por Lula no último programa de TV da companheira Dilma. Cabeça pendida para o lado, Lula lembrou, não sem certo pesar, de que, pela primeira vez em cinco eleições, o seu retratinho não estaria na urna. Em seguida concitou o eleitor a votar em sua candidata: "votando no retratinho da Dilma, você vai estar votando um pouquinho em mim". Há um certo clima de “não diga adeus, diga até logo”, no ar. Ambiente propício a especulações. Lula tem tudo para continuar no centro  das atenções.   

Clique aqui para ver Lula em prantos durante entrevista ao Jornal da Record.


postado por 38839 as 11/04/2010 06:34:10 # 0 comentários
terça, 02 novembro, 2010
DE MALA E CUIA


Fotos: Manoel Freitas

Arruda não descarta mudança de partido para ficar mais próximo ao governo estadual

JANUÁRIA - O prefeito de Januária, Maurílio Arruda,  à esquerda na montagem acima, avalia a possibilidade de migrar do partido pelo qual se elegeu há dois anos, o nanico PTC, para uma sigla mais próxima do Palácio Tiradentes. Arruda chegou a falar brevemente com o então candidato e agora governador reeleito Antonio Anastasia em maio deste ano, durante visita do tucano ao município.

Nada ficou acertado e o prefeito diz acreditar que é mesmo muito cedo para ir adiante com essa hipótese de migração partidária. Arruda, entretanto, não descarta a mudança e deve atrelá-la ao ritmo que imprimir à sua administração e às circunstâncias da política em futuro próximo.

Arruda diz ter a convicção de que tem “imprimido uma boa direção” ao seu governo e aposta que vai chegar com bons níveis de aprovação ao final do mandato. A proximidade com o governo estadual é imprescindível, na avaliação do prefeito, para levar a bom termo o pacote de obras que pretende executar em Januária.

Além da quase concluída reforma da Praça Tiradentes, Arruda diz que vai iniciar em breve a ampliação e reforma do hospital municipal, a urbanização da nova Avenida Beira Rio, na saída para Montes Claros, já em curso, além da construção da futura sede do Corpo de Bombeiros e da ampliação do aeroporto local.

O prefeito não confirma, mas o seu provável destino pode ser mesmo o PSDB de Anastasia, até porque a agremiação precisa rever sua capilaridade e a criação de militância nos pequenos municípios pelo interior do país se quiser mesmo alimentar a esperança de retornar ao comando do país.

Arruda, como se sabe, filiou-se ao minúsculo PTC praticamente nas vésperas da última disputa municipal. A sigla era dos poucos disponívieis no espectro partidário local e ele entrou na disputa na assim na condição de azarão que só levou a prefeitura porque foi beneficiado pela conjunção de dois fatores, a saber: a entrada em cena do horário eleitoral na única emissora de TV da cidade e a saída da disputa do então prefeito Sílvio Aguiar (PMDB).

Sua boa performance na TV, somada ao apoio do eleitorado anti-PT que teria ficado sem rumo com a desistência do ex-prefeito Aguiar em concorrer à reeleição, a eleição de Arruda, até então considerada apenas um teste para futuros voos na política, ficou mais fácil. Para 2012, quando já não será novidade na cena eleitoral, a estratégia precisa ser revista.               


postado por 38839 as 11/02/2010 09:44:27 # 1 comentários
segunda, 01 novembro, 2010
ANÁLISE

Cabo eleitoral de peso

Dilma passa o trator em cima de Serra No Norte de Minas, com votação igual ou superior à aprovação do presidente Lula em boa parte dos municípios

Muito se falou no período pré-campanha da capacidade que o presidente Lula poderia demonstrar em transferir votos para a agora presidente eleita Dilma Rousseff. A relação da votação em alguns municípios do Norte de Minas não deixa margem a qualquer tipo de dúvidas: uma onda vermelha varreu a região, com percentuais de votação quase sempre superior aos 80%.

O caso mais notório é o pequeno Bonito de Minas, onde a petista teve 88% dos votos válidos. Na relação abaixo, Montalvânia deu a maior votação ao candidato derrotado José Serra (33,54% da votação válida apurada). Apenas em Pirapora, onde o prefeito Warmillon Fonseca (DEM) se recusou a receber o presidente Lula há cerca de um ano, a votação de Dilma foi pouco superior a 58% e ficou muito próxima do resultado final apurado no país. Também chama a atenção a elevada abstenção, sempre em patamar superior aos 30%.

Dilma já havia recebido boa votação na região, principalmente naquelas cidades em que o deputado estadual reeleito Paulo Guedes teve bom desempenho. O que aconteceu neste segundo turno, no entanto, foi uma votação arrasadora, sempre muito próxima ou até mesmo superior à aprovação nacional do presidente Lula. O mais curioso é que praticamente não houve campanha em parte majoritária dos pequenos municípios da região. A presidente eleita Dilma Rousseff não voltou à região no segundo turno e o tucano José Serra limitou-se a uma visita-relâmpago a Montes Claros.

Em Manga, por exemplo, o único evento de campanha foi uma carreata improvisada pelo deputado Paulo Guedes no final da tarde do sábado, véspera da eleição. Numa análise crua dos números, o eleitor parece ter obedecido ao chamamento da propaganda eleitoral, no que só reforça uma colossal força do presidente Lula como cabo eleitoral. O Norte de Minas, de resto, repete padrão verificado na região Nordeste, onde a presidente eleita também recebeu votação consagradora.        

Resultados do segundo turno em municípios do Norte de Minas:

MANGA

DILMA PT - 8.096 - 80,68 %
JOSÉ SERRA PSDB – 1.939 - 19,32 %
ABSTENÇÃO – 31,66%

JANUÁRIA

DILMA PT - 24.794 - 81,52%
JOSÉ SERRA PSDB - 5.620 - 18,48%
ABSTENÇÃO – 32,43%

PEDRAS DE MARIA DA CRUZ

DILMA PT - 4.068 - 86,96 %
JOSÉ SERRA PSDB - 610 - 13,04 %
ABSTENÇÃO – 34,73%

CÔNEGO MARINHO

DILMA PT - 3.028 - 84,56%
JOSÉ SERRA PSDB – 553 - 15,44 %
ABSTENÇÃO – 24,41%

BONITO DE MINAS

DILMA PT - 3.504 - 88,00%
JOSÉ SERRA PSDB – 478 - 12,00 %
ABSTENÇÃO – 34,65%

ITACARAMBI

DILMA PT - 6.707 - 79,09%
JOSÉ SERRA PSDB – 1.773 - 20,91%
ABSTENÇÃO – 31,29%

LONTRA

DILMA PT - 3.811 - 82,45%
JOSÉ SERRA PSDB – 811- 17,55 %
ABSTENÇÃO – 33,57%

JAPONVAR

DILMA PT - 3.959 - 85,47 %
JOSÉ SERRA PSDB – 673 - 14,53 %
ABSTENÇÃO – 33,96%

SÃO FRANCISCO

DILMA PT - 18.675 - 79,12 %
JOSÉ SERRA PSDB – 4.927 - 20,88 %
ABSTENÇÃO – 34,40%

SÃO JOÃO DAS MISSÕES

DILMA PT - 4.127 - 82,52 %
JOSÉ SERRA PSDB – 874 - 17,48 %
ABSTENÇÃO – 26,83%

MONTALVÂNIA

DILMA PT - 5.433 - 66,46%
JOSÉ SERRA PSDB – 2.742 - 33,54%
ABSTENÇÃO – 34,04%

PINTÓPOLIS

DILMA PT - 2.879 - 80,92 %
JOSÉ SERRA PSDB – 679 - 19,08 %
ABSTENÇÃO – 38,13%

ICARAÍ DE MINAS

DILMA PT - 3.824 - 80,51 %
JOSÉ SERRA PSDB – 926 - 19,49 %
ABSTENÇÃO – 23,97%

MIRAVÂNIA

DILMA PT - 1.848 - 80,24 %
JOSÉ SERRA PSDB – 455 - 19,76 %
ABSTENÇÃO – 35,35%

MIRABELA

DILMA PT - 5.944 - 83,72 %
JOSÉ SERRA PSDB – 1.156 - 16,28 %
ABSTENÇÃO – 29,96%

PATIS

DILMA PT - 2.268 - 79,58 %
JOSÉ SERRA PSDB – 582 - 20,42 %
ABSTENÇÃO – 26,06%

VARZELÂNDIA

DILMA PT - 6.196 - 68,40 %
JOSÉ SERRA PSDB – 2.862 - 31,60 %
ABSTENÇÃO – 35,07%

SÃO JOÃO DA PONTE

DILMA PT - 10.628 - 81,14 %
JOSÉ SERRA PSDB – 2.471 - 18,86 %
ABSTENÇÃO – 36,52%

BRASÍLIA DE MINAS

DILMA PT - 13.550 - 81,26 %
JOSÉ SERRA PSDB – 3.125 - 18,74 %
ABSTENÇÃO – 30,71%

MONTES CLAROS

DILMA PT - 120.444 - 67,24 %
JOSÉ SERRA PSDB – 58.681 - 32,76 %
ABSTENÇÃO – 18,90%

JANAÚBA

DILMA PT - 22.989 - 68,43 %
JOSÉ SERRA PSDB – 10.604 - 31,57 %
ABSTENÇÃO – 25,13%

PIRAPORA

DILMA PT - 15.625 - 58,15 %
JOSÉ SERRA PSDB – 11.246 - 41,85 %
ABSTENÇÃO – 24,75


postado por 38839 as 11/01/2010 12:31:56 # 1 comentários
DUAS NOTAS

Dissonantes

Eleita primeira presidente mulher eleita do Brasil, Dilma Rousseff (PT), surpreendeu positivamente ao adotar tom de serenidade no primeiro discurso logo após ter sua vitória confirmada sobre o tucano José Serra. Surpresa positiva, porque na direção oposta ao acirramento da campanha no segundo turno. Claro, há uma distância enorme entre a intenção do gesto e a efetiva fumaça do cachimbo da paz, mas a opção da conciliação é mesmo o melhor caminho para restaurar a unidade sempre desejada após a Nação ter se dividido entre duas visões dissonantes projeto para o país.

Falar em dissonância, a mim me pareceu estranho o fato do senador eleito Aécio Neves não ter comparecido à cerimônia em que José Serra admitiu a derrota e desejou sucesso ao governo da oponente Dilma Rousseff, no edifício Joelma, em São Paulo. Não achei nos jornais mineiros uma justificativa para tal ausência, que só colabora para acentuar o clima de distensão entre os tucanos – já naturalmente agravado com a larga vantagem da petista no Estado, com 58% dos votos válidos.

A virada mineira, que viria a partir dos superpoderes eleitorais de Aécio Neves, conforme capa açodada da revista Veja, acabou não acontecendo. Serra estava cercado de aliados paulistas no ato de encerramento da campanha, imagem que talvez fale de modo subliminar dos rumos que o tucanato toma daqui por diante. Os quase 44 milhões de votos que Serra recebeu não indicam necessariamente sua retirada de cena da vida pública. O trecho final do seu discurso vai na contramão dessa possibilidade. Confira: 

“Para os que nos imaginam derrotados, saibam de uma coisa: apenas começamos a lutar de verdade. Vamos dar nossa contribuição ao país em defesa da pátria, da liberdade, da democracia, do direito que todos têm de falar e serem ouvidos. Da integridade da vida pública. Essa será nossa luta nos próximos anos. Por isso, minha mensagem de despedida para vocês não é um adeus, é um até logo. A luta continua.”

Pois é, a luta continua. A memória recente desta campanha mantém Serra como principal referência da oposição, que ainda tem pela frente o desafio de juntar os cacos. No limite, o que está em jogo é se Aécio terá ambiência favorável no seu partido para tocar suas ambições políticas para 2014.


postado por 38839 as 11/01/2010 08:32:28 # 1 comentários
domingo, 31 outubro, 2010
FIM DE CARREIRA


Ocaso do rorizismo

As eleições deste domingo devem confirmar o fim melancólico do mando político do ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC), na foto ao lado. Roriz como se sabe, renunciou à disputa do governo local, que já ocupou em quatro ocasiões, porque foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa.  É o fim do que ficou conhecido como rorizismo, porque o político só poderá se candidatar novamenteem 2026, quando estaria prestes a completar 90 anos.

Roriz sai de cena à força, após ter indicado para a disputa ao governo local sua mulher, Weslian Roriz (PSC). O candidato Agnelo Queiroz (PT) deve vencer, em resultado que deverá ser confirmado dentro de alguns instantes pelas pesquisas de boca de urna. Visivelmente despreparada para a missão que o marido lhe incumbiu, Weslian virou motivo de chacota, no que só contribuiu para emprestar ao fim de carreira de Joaquim Roriz um certo tom de patetice.  
 
O grupo liderado por Roriz ocupou o comando político da capital da República por cerca de 15 anos. Não deixa boas lembranças, uma vez que expoentes do rorizismo protagonizaram os bastidores da operação Caixa de Pandora, o maior escândalo da história política local, detonado a partir do que seria a insatisfação de Joaquim Roriz com a perda da legenda do PMDB.

Brasília atravessou uma grave crise política no período de um ano que antecedeu este segundo turno das eleições, o que maculou de modo irreparável as comemorações do cinquentenário de sua inauguração, comemorado em abril deste ano.

O Distrito Federal teve quatro governadores no intervalo de alguns meses por conta do estouro da Caixa de Pandora. Roriz destruiu a carreira política do ex-aliado José Roberto Arruda (sem partido), que um dia chegou a ser cotado para ser seu sucessor na política local. Não contava, certamente, com a sua própria débâcle na esteira da boa novidade do projeto ficha limpa. 


postado por 38839 as 10/31/2010 05:22:22 # 0 comentários
sábado, 30 outubro, 2010
VIRADA IMPROVÁVEL

Dilma abre 22 pontos percentuais de vantagem sobre Serra em Minas Gerais

Deu no Blog Café News, do jornalista e professor manguense José França Neto. Pesquisa do Instituto EM Data, publicada pelo Jornal Estado de Minas neste sábado (30/10), mostra que a candidata Dilma Rousseff (PT) abriu 17 pontos percentuais de  vantagem sobre José Serra (PSDB). A petista aparece na pesquisa com 49% da preferência do eleitorado mineiro e o tucano tem 32%, na variação que diz respeito aos votos totais. Ao considerar os votos válidos, Dilma tem 61% contra 39% de Serra, prevalecendo, enfim, uma diferença de 22 pontos percentuais, de acordo com o EM Data.

Esses dados confirmam o que escrevi aqui há alguns posts, de não via razão para que a tal virada mineira pudesse acontecer como os tucanos tão ansiosamente esperavam e como apostou a semanal revista Veja em capa de visível exagero. A revista da Abril trouxe, há duas semanas, o senador eleito Aécio Neves na capa todo sorrisos, com uma urna eleitoral no peito e a inscrição "confirma".

Na matéria, o mineiro foi descrito como o fiel da balança para decidir a eleição em favor do aliado José Serra. O EM Data mostra que os mineiros, em sua maior parcela, apostaram em projetos políticos distintos para o Estado e o governo central: o tal movimento Dilmasia de que tanto se falou no primeiro turno. Contradição? Não parece. Antes, talvez, maturidade nas escolhas.          

Ainda segundo o Café News, as sondagens do Instituto EM Data, o número de eleitores indecisos em Minas Gerais é 13%, equivalente a mais de 1,8 milhão de eleitores. Ainda que Jose Serra conquistasse esses votos, não conseguiria mudar o cenário eleitoral no estado. Portanto, se depender da vontade dos mineiros, Dilma será eleita presidente do Brasil neste domingo

Intenções de voto por região

Ainda, segundo EM Data, os cruzamentos regionais mostram que Dilma Rousseff tem a preferência do eleitorado em cinco entre as seis mesorregiões mineiras. A maior diferença é no Norte, Jequitinhonha e Mucuri, regiões mais carentes do estado e mais atingidas pelos programas sociais do governo Lula. Nesses locais, a petista é votada por 60% dos eleitores, quase três vezes mais que José Serra, apontado por 23%. O tucano lidera a pesquisa apenas nas regiões Sul e Sudoeste, onde tem a preferência de 47% dos eleitores, nove pontos percentuais a mais que sua adversária

Curiosamente, Dilma tem mais votos entre os homens (54%) e Serra entre as mulheres (44%). A petista tem uma larga preferência entre os eleitores que têm até o ensino médio. Levando-se em conta aqueles que têm curso superior incompleto ou mais, os candidatos estão empatados tecnicamente: 38% a 35% para Dilma e Serra, respectivamente.

O Instituto EM Data ouviu 1,1 mil eleitores entre o dia 27 e ontem. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 37.853/2010. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Clique aqui para conhecer o Café News.


postado por 38839 as 10/30/2010 08:46:48 # 0 comentários
sexta, 29 outubro, 2010
TÁ RUIM, MAS TÁ BOM

Anastasia avalia que “empate técnico” em Januária foi positivo e garante recursos para obras

O prefeito de Januária, Maurílio Arruda (PTC), manteve uma rápida conversa com o governador reeleito Antonio Anastasia (PSDB) durante a visita-relâmpago do candidato a presidente José Serra e caravana na tarde da quinta-feira, 28/10, a Montes Claros, no Norte de Minas. Arruda disse ter ouvido de Anastasia palavras tranquilizadoras quanto ao andamento do pacote de obras com recursos do Estado atualmente em curso no município.  
   
De viva-voz, o governador teria dito a Arruda que a vitória com pequena margem de Hélio Costa (PMDB) sobre o governador reeleito ainda no primeiro turno em Januária não representa solução de continuidade no pacote de obras que o Governo do Estado autorizou para o município em razão das comemorações do sesquicentenário de emancipação político-administrativa. 
 
Anastasia, sempre de acordo com o prefeito Arruda, teria ficado satisfeito com o “empate técnico” com o Hélio Costa em Januária (onde o peemedebista teve dianteira de apenas 23 votos) e teria comentado que, diante das circunstâncias, seu desempenho no município até que não foi mal, porque pesquisas internas do PSDB indicavam frente do adversário de 15 pontos percentuais a três semanas antes da eleição – vantagem que teria sido anulada em esforço do prefeito na reta final da campanha.
     


postado por 38839 as 10/29/2010 01:34:09 # 2 comentários
quarta, 27 outubro, 2010
NOUTRA PERSPECTIVA


O mundo visto do lado de baixo do palanque

A próxima segunda-feira reserva um choque de realidade para o presidente eleito. Ou para a presidente eleita, como parece mais provável a se confirmar os números da cascata de pesquisa que a todo momento despejam à nossa vista. Dilma Rousseff não terá tempo para respirar assim que as luzes do marketing eleitoral forem desligadas e o país de faz de conta mostrado pela sua propaganda eleitoral ceder lugar, como é inevitável, para o Brasil real dos quatro anos vindouro. De tanto potencial e contradições idem.
 
De imediato, Dilma vai enfrentar a saia justa de conviver, na condição de presidente eleita, com a popularidade estratosférica do seu mentor político e, muito em breve, antecessor. De como o vaidoso Lula vai se comportar na fase de transição, que tem duração de exatos dois meses, é o que pode definir se Dilma atravessará céu de brigadeiro antes de subir a rampa do Planalto ou se terá que engolir sapos para não desagradar o padrinho eleitoral e responsável em grande medida pela sorte grande que as urnas está muito próximo de lhe conferir. Eventuais voluntarismos lulista poderiam complicar a entrada em cena da nova presidente.
 
Não bastasse isso, o que já não é café pequeno, e na hipótese de ter sua eleição confirmada, a futura presidente ainda vai conviver com a fraticida briga por espaço que PT e PMDB fatalmente vão travar no seu quintal na previsível busca por espaços no governo que está por vir. A carruagem sempre pode retornar ao estado natural da abóbora, hipótese em que a eleita, se eleita for, não se submeteria nem aos caprichos de Lula e muito menos aos apetites do próprio partido, onde de certa forma é cristã nova e não tem o mesmo apelo moral de Lula, e no PMDB, que seria apresentado ao seu próprio tamanho. Dilma ainda é capaz de sentir saudades dos embates desta campanha.
 


postado por 38839 as 10/27/2010 10:15:45 # 0 comentários
À FRANCESA

Site de divulgação das obras da BR-135 sai do ar

O site criado pela Fundação BioRio, a organização não-governamental contratada pelo Dnit para prestar assessoria na fase de implantação das obras de asfaltamento da BR-135 entre o Norte de Minas e São Luiz do Maranhão está fora do ar há quase três dias. Quem acessar a página (www.br135.com.br) vai se deparar com um aviso de “site em manutenção”. Já há quem veja no procedimento de rotina (que não precisava mesmo ser tão longa) uma batida em retirada da ainda pequena estrutura que as empresas vencedoras da licitação das obras de pavimentação transferiram para a região pouco antes do primeiro turno das eleições. Não demora e o deputado estadual reeleito Paulo Guedes (PT) será chamado às falas para dar satisfação daquilo que seus adversários vão se apressar em chamar de manobra eleitoreira.


postado por 38839 as 10/27/2010 07:00:19 # 2 comentários
VIRADA MINEIRA?

Sem Minas não há

Vencer em Minas, além de São Paulo, é condição sem a qual não se chega à Presidência da República, reza a lenda. Por isso mesmo, a anunciada virada do tucano José Serra em Minas Gerais é missão quase impossível, a despeito do que têm afirmado Aécio Neves e Antonio Anastasia. Otimismo e caldo de galinha mal não podem fazer, mas não será fácil reverter a vantagem de 1,7 milhão de votos da petista Dilma Rousseff na eleição do primeiro turno.

Não há, para além do empenho e dedicação à campanha do aliado Serra que o senador eleito Aécio e o governador reeleito Anastasia agora demonstram, nenhum fato de relevância a sugerir que a virada aconteça. Há sim, um fator agravante na direção contrária: a desmobilização das lideranças em pequenos municípios com o final da disputa local na eleição do início do mês. Além do hábito histórico do eleitor confirmar sua opção de voto no segundo turno.

Com 14,5 milhões de eleitores, Minas ganha atenção especial dos dois candidatos à Presidência da República nesta reta final da já cansativa disputa pelo cargo de próximo mandatário do país. Em busca da motivação da militância, Serra visita Montes Claros nesta quinta-feira em companhia de Aécio Neves e do governador reeleito Anastasia, quando se reúne com prefeitos do Norte de Minas e faz apelo para o engajamento no dia da eleição. Os tucanos querem que a prefeitada aliada motive suas lideranças e não deixem eleitores de comunidades rurais sem transporte para comparecer às urnas.

Manter a vantagem do primeiro turno é missão bem mais fácil para os aliados mineiros de Dilma Rousseff, que tem gigantesca popularidade do presidente Lula no Estado um forte apelo em favor da candidata. A ordem é manter acesa a força da militância por meio das realizações de reuniões regionais comandadas por lideranças do partido e da base aliada, as chamadas plenárias. 


postado por 38839 as 10/27/2010 08:37:05 # 0 comentários
terça, 26 outubro, 2010
OS SEM-TELA II


Prefeito de Januária  diz que TV controlada por ex-deputado "tenta esconder” sucesso do seu governo

Jornal ligado a Arruda critica a não exibição de mensagem de Anastasia pela TV Norte. Direção da emissora nega boicote

A mensagem em vídeo que o governador reeleito Antonio Anastasia (PSDB) gravou para parabenizar a população de Januária durante a recente passagem dos 150 anos da emancipação político-administrativa do município é o novo motivo de desgaste entre o prefeito Maurílio Arruda (PTC) e a direção da TV Norte, que retransmite os sinais de emissoras filiadas à rede educativa.  

A edição do último final de semana do “O Velho Chico”, jornal ligado à administração Arruda, acusa o ex-deputado Cleuber Carneiro, dono da concessão da emissora, e o diretor-geral da TV, Ottorino Dalmoro Neto, de boicotarem a exibição da mensagem em que o governador Anastasia felicitava a população do município por ocasião do seu sesquicentenário.

O jornal também anota no texto, embora sem atribuir a reclamação diretamente ao prefeito, o fato de Arruda não ter o nome citado em reportagem sobre a inauguração da reforma da Praça Tiradentes. A matéria também desmente a afirmação do telejornal da TV Norte de que a verba para a reforma da praça é resultado de antiga emenda do então deputado Cleuber Carneiro. 

“Essa postura da TV Norte me faz refletir sobre um aspecto: da mesma forma que os detentores do poder público, seja em que esfera for, não podem e nem devem censurar quaisquer meio de comunicação, lado outro, nenhum meio de comunicação pode desconhecer a representação pública constituída”, diz o prefeito Arruda sobre o fato da emissora omitir o seu nome e a sua imagem no telejornal diário que apresenta, conforme o Blog anotou no post “Sem-tela” (veja mais abaixo). 

Ottorino diz não ter o menor interesse em polemizar com o prefeito Arruda, a quem atribui “excesso de vaidade e personalismo”. O diretor da TV Norte disse que não teria sentido responder a uma publicação chapa-branca, numa referência ao jornal “O Velho Chico”, que, segundo ele, não chega a ser lido por 200 pessoas.

Para Ottorino, a cobertura que a emissora faz dos atos da administração é equilibrada, sobretudo porque não cai na tentação de mostrar que a popularidade do prefeito Arruda chegou ao fundo do poço, como bem demonstra, segundo Dalmoro Neto, as vaias que ele tem recebido toda vez que aparece em público.    

O diretor da TV Norte nega boicote ao prefeito e ao governador e diz que o ex-deputado Cleuber Carneiro não tem a menor ingerência na administração da emissora. De acordo com Ottorino Neto, o vídeo com a mensagem do governador não foi exibido porque a direção do canal havia encaminhado uma solicitação à assessoria de Antonio Anastasia para a gravação de mensagem alusiva aos cinco anos da inauguração da emissora e, por engano, o material produzido fez menção ao aniversário da cidade. 

Aniversário da TV
 
A fala do governador completaria um mosaico de depoimentos que a emissora tem exibido em sua programação e que também está disponível no seu site (
www.alternativafm.com). Ottorino diz que quando recebeu o material enviado pela assessoria do governador reeleito, as comemorações do aniversário de Januária já haviam saído da pauta do jornalismo da TV.  

Ainda segundo o jornal “O Velho Chico”, a briga entre o prefeito Arruda e o ex-deputado Cleuber Carneiro teria se acirrado após a última visita de Anastasia, então candidato à reeleição, ao município. Cleuber teria se irritado com a suposta intervenção do prefeito no itinerário da caravana da campanha tucana na cidade, quando Anastasia deixou de visitar o comitê  de apoio ao governador montado pelo grupo político do ex-deputado. Arruda diz que não teve nada a ver com o assunto e que “o itinerário durante a visita é determinado pela coordenação estadual da campanha”. 

Para Maurílio Arruda, o ex-deputado Cleuber Carneiro e o seu genro Ottorino Neto seriam “os expoentes do grupo que representa a elite política que levou Januária ao caos e que tem feito de tudo para inibir o sucesso” do seu governo. “O que mais incomoda essa elite é a direção que imprimimos em Januária, fazendo aquilo que eles jamais acreditariam que faríamos em tão pouco espaço de tempo”, provoca Arruda.


postado por 38839 as 10/26/2010 12:56:51 # 1 comentários
segunda, 25 outubro, 2010
SOB NOVA DIREÇÃO


Vereador quer fim da reeleição do presidente da Câmara em Manga

Alterações no regimento interno da Casa prevêem também a redução da verba de representação do presidente em 75%

MANGA - A pouco mais de um mês para a eleição que vai escolher a nova mesa diretora da Câmara Municipal de Manga, o vereador Leonardo Pinheiro (PSB), na foto ao lado, apresentou duas propostas de alteração no regimento interno da Casa que podem influir, se aprovadas, ns rumos do Legislativo local. Pinheiro propõe nada mais, nada menos do que a redução em 75% da verba de representação da Presidência da Câmara, que hoje corresponde ao dobro do valor do subsídio do vereador.

Para Pinheiro, não há gastos no exercício da função do presidente que justifiquem o presidente da Câmara receber o valor em dobro da remuneração. De acordo com o vereador, a redução deixaria a remuneração dos parlamentares mais isonômica na remuneração ao contribuir para compensar as perdas provocadas pela queda dos repasses mensais para a Câmara provocados pela crise financeira mundial, quando o valor pago aos parlamentares manguenses foi reduzido de R$ 4,2 mil para R$ 3,2 mil.

Na outra medida, não menos polêmica mas necessária para moralizar os costumes políticos locais, Leonardo Pinheiro quer acabar com a possibilidade de reeleição infinita de um mesmo parlamentar para presidir a Câmara. Isso porque o atual regulamento da Casa foi alterado há cerca de quatro anos para permitir a recondução ao cargo do atual presidente, Francisco Farias Gonçalves, o Tim 2000 (PV), que comanda a Câmara de Manga por três mandatos consecutivos.

Tim 2000 não é exatamente o exemplo mais acabado de liderança política que empolga pelo discurso ou exemplos de boas práticas republicanas. Muito antes pelo contrário, ele é de pouca conversa e sua atuação em plenário vai pouco além dos ritos regimentais de abrir e encerrar as sessões, além do manjado e tradicional bordão “quem for contra a tal projeto, permaneça sentado. Quem for contra fique de pé e se manifeste".

Mesmo sem traquejo nas artes da oratória e das negociações típicas da política, Tim 2000 conseguiu a façanha de ser o mais longevo presidente na direção da Câmara de Manga. Tudo porque é o aliado que todo prefeito gostaria de ter no cargo: reclama pouco e tem mostrado fidelidade invejável aos propósitos da atual administração. Cresce na Casa, mesmo entre os vereadores da base de apoio do prefeito, a desconfiança de que o atual presidente pretende "ir ficando" para mais um mandato de comando do Legislativo, uma vez mais como o aval do gabinete de Quinquinha Sá (PPS).

Aliado de primeira hora do prefeito, foi sob a presidência de Tim 2000 que a Câmara investigou e cassou, há quase quatro anos, o ex-prefeito Humberto Salles (PTB), de quem o atual Quinquinha Sá era vice e herdou quase a metade do mandato anterior em capítulo rumoroso da história política local e ainda pouco conhecido em seus detalhes de bastidores.

A disputa pela direção da nova mesa diretora não começou oficialmente, mas uma eventual tentativa de casuísmo para tentar manter o presidente Tim 2000 no cargo não seria bem-vinda nem mesmo entre os aliados do prefeito Quinquinha, onde há pelo menos dois postulantes à vaga.

O vereador Pinheiro alega em sua justificativa à proposta do fim da reeleição e instituição de mandato único de dois anos para o cargo de presidente da Casa “a necessidade da salutar alternância de pessoas na presidência da Câmara”, o que contribui para dar mais mobilidade e transparência no legislativo local. A proposta tem o aval de quatro dos nove vereadores do município, mas depende da boa vontade do presidente Tim 2000 para tramitar na Câmara. A conferir.  


postado por 38839 as 10/25/2010 08:19:52 # 31 comentários
sábado, 23 outubro, 2010
SABOR DE MANGA


Diamantino reúne estudantes para conversar sobre literatura

MANGA - O jornalista e escritor manguense Carlos Diamantino Alkmim (aqui em foto do Facebook) promoveu sarau literário na noite da sexta-feira, 22/10, para o lançamento da segunda edição do seu livro de crônicas "Sabor de Manga". A obra mostra as reminiscências do autor sobre fatos e personagens daquela cidade do sertão norte-mineiro durante as décadas de 1960 e 1970. A nova edição da obra tem novo design e parte do material fotográfico ainda inédita.

Diamantino, que já está em contagem regressiva para a aposentadoria no final de 2012, trabalha na assessoria de imprensa do Palácio Tiradentes e integrou, recentemente, o comitê de imprensa da campanha do senador eleito Aécio Neves (PSDB).

O jornalista reuniu cerca de 100 estudantes de escolas públicas locais para apresentar, durante coquetel em sua residência, que fica em rua próxima ao barranco do rio São Francisco, em Manga, sua obra mais recente: o inédito livro de poemas "Outros tempos, outras letras". A convite do autor, os estudantes  contextualizaram a história local na narrativa de algumas das crônicas do livro "Sabor de Manga" e declamaram poesias do novo livro.
 
Durante o encontro, conta o esccritor manguense, foram debatidos com os alunos e professores aspectos e formas da literatura, tendo como referência suas obras que, no total, chegam a seis volumes e incluem a primeira edição do "Sabor de Manga" (1999), do livro-reportagem "O repórter e os coronéis" (2001), do livro de memórias romanceadas "Recordações da minha tia" (2005), das poesias de "Minha terra, meu rio" (2006), do romance "Os tabaréus na cidade grande" (2007), além do lançamento "Outros tempos, outra letras".


postado por 38839 as 10/23/2010 03:32:23 # 2 comentários
sexta, 22 outubro, 2010
CRISE POLÍTICA EM JAÍBA

Segundo colocado vai recorrer da decisão que retornou prefeito Detinho ao cargo

Liminar que devolveu cargo a prefeito não suspende efeitos da sentença e briga deve continuar na Justiça

Os advogados do segundo colocado na eleição municipal de Jaíba em 2008, Wellington Pacífico (PP) Santos de Lima (PP), e do seu vice, Lindomar Correa (PT) promete apelar ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) mineiro até a próxima segunda-feira para tentar reverter os efeitos da medida cautelar concedida pelo desembargador Maurício Soares e que determinou o retorno imediato aos cargos do prefeito Sildete Rodrigues Araújo (PMN), o Detinho, e do seu vice, Lanfroes Fernandes, acusados da compra de votos e suposta doação de material de construção a eleitores durante a campanha eleitoral de 2008.
 
O município de pouco mais de 30 mil habitantes viveu momentos tensos na tarde da última quinta-feira, quando correligionários do prefeito afastado e do temporariamente substituto Wellington Pacífico entraram em choque logo após a divulgação da notícia da concessão da liminar que devolvia o cargo a Detinho Araújo. Houve tumulto e quebra-quebra nas instalações da sede prefeitura, que teve portas e janelas destruídas durante a confusão.
 
O prefeito Detinho e o vice Lanfroi foram afastados do cargo na última quarta-feira em sentença monocrática da juíza titular da Comarca de Manga, Maria Beatriz Biasutti. A decisão da juíza determinava ainda a posse do segundo colocado na eleição de 2008, o também ex-prefeito Wellington Pacífico (2004-2008), que não teve tempo nem mesmo para voltar a sentar-se na cadeira. Wellington constitui o advogado Hudson Pena como seu procurador para efeitos dos trâmites burocráticos da transferência de cargo e, menos de 24 horas após receber as chaves da prefeitura, a sentença que afastou o titular Detinho Araújo foi suspensa no TRE.
 
De acordo com o advogado Pena, o mérito da questão deve ser julgado no prazo de 30 dias. A sentença da juíza Maria Beatriz tem o chamado efeito devolutivo, que mantém a cassação e a perda do mandato do prefeito até o julgamento definitivo da ação cautelar. “Tenho certeza de que vamos reverter essa decisão quando o assunto for julgado pelo colegiado do Tribunal. As provas apresentadas nos autos do processo são contundentes e o doutor Wellington deve assumir o cargo em definitivo em dois meses, na pior das hipóteses”, avalia Hudson Pena.
    


postado por 38839 as 10/22/2010 12:24:32 # 1 comentários
quinta, 21 outubro, 2010
MOSCA AZUL


Magalhães planeja voo mais alto e diz que é candidato a prefeito em 2012
 
“Não serei um futuro prefeito. Quero ser mesmo é o próximo prefeito de Manga”, diz o vereador Maurício (foto). Adversários vêem “salto alto” 

MANGA - Embalado pela votação do candidato derrotado Silvano Araújo (PT do B) no município de Manga, o vereador Maurício Magalhães (PSDB) confirmou sua intenção de tentar voo mais alto nas eleições municipais de 2012, quando pretende entrar na disputa pela cadeira de prefeito deste município do extremo Norte de Minas. A votação do candidato a deputado federal Silvano Araújo foi uma das surpresas da eleição proporcional no primeiro turno em Manga. Araújo recebeu 1.557 votos que, em tese, teriam sido transferidos pelo vereador Magalhães.
 
Silvano Araújo, que vem a ser irmão do prefeito afastado de Jaíba, Sildete Rodrigues Araújo, o Detinho, passou longe da sonhada vaga na Câmara dos Deputados com a votação de quase 30 mil votos que recebeu. Sua participação nas eleições serviu apenas para fazer escada para o colega de legenda Luis Tibe, eleito para o Congresso com 58.677 votos.
 
Maurício argumenta que a sua decisão de concorrer à vaga de prefeito daqui a dois anos não tem relação direta com a votação do candidato Araújo. “Sou vereador há 10 aos e terei a experiência de três mandatos quando 2012 chegar. Nesse período procurei aprender com os defeitos e as qualidades dos últimos prefeitos de Manga. Busquei, sempre com muito sacrifício, melhorar minha formação pessoal e logo terei dois cursos superiores, além de uma pós-graduação. Estou preparado para administrar o município e tenho amigos que me apóiam nessa empreitada”, diz o vereador.
 
O brilho do trabalho eleitoral do vereador Maurício
tem sido contestado por adversários políticos em Manga, porque o empresário Silvano teria uma votação “espontânea” no município por conta das ligações de sua família com a cidade. O pai dele, Valdete Araújo, foi vereador do município entre 1989/1992 e o prefeito afastado Detinho Araújo é casado com uma manguense. Uma fonte que pediu para não ter o nome citado, disse ao Blog que o vereador calçou sapato salto alto antes do tempo.
 
Segundo a avaliação desse analista, não é possível dizer com certeza que o vereador tenha mesmo ganhado musculatura política entre sua eleição para o atual mandato, quando conquistou 616 votos dos manguenses, e a votação que supostamente repassou para o candidato aliado Silvano Araújo. O fato do candidato a deputado estadual apoiado por Maurício, o ex-prefeito de Janaúba Ivonei Abade, ter recebido apenas 150 votos em Manga seria um indicador de que não é possível atribuir ao vereador mérito exclusivo pela votação do candidato Silvano.
 
“O meu apoio ao Ivonei foi partidário. Não entrei para valer na briga pelo estadual porque tenho muita amizade com o deputado Arlen Santiago [PTB]. Não pude apóia-lo nestas eleições porque deixa a base do prefeito, mas assumi um compromisso de não atrapalha-lo até onde fosse possível. Se eu tivesse entrado na briga, a votação do Ivonei seria outra”, afirma o vereador.
 
Maurício contou ao Blog que comunicou sua decisão ao atual prefeito do município, Quinquinha Sá (PPS). Na ocasião, ele conta, disse ao ex-aliado que cansou de assistir o descaso do governo com a população em áreas cruciais como a saúde e a educação, além da perseguição da qual diz ser vítima os funcionários da administração que são seus eleitores. “Acho que chegou a hora de mostrar minhas qualidades. Disse ao prefeito Quinquinha que não serei o futuro prefeito de Manga. Vou ser é o próximo prefeito de Manga”, diz Maurício, com a ressalva de que não tem receio de ser qualificado com arrogante. 
 
Vereador pelo terceiro mandato consecutivo, ele foi o candidato mais votado nas eleições municipais de 2008. Em comentário que escreveu no post “Em faixa própria” (mais abaixo), ele anotou: “Sei que o mérito da expressiva votação de Silvano Araújo não é meu, mas de todos aqueles que acreditaram na proposta do candidato e através dos seus votos lhe conferiram a votação mencionada”.
 
Maurício citou nominalmenteo correligionário Lelo e o colega de Câmara, Iran Cardoso (PRB), como pessoas que ajudaram no resultado eleitoral. Na mensagem, o vereador sinaliza que pode tentar a eleição majoritária. “Teremos outras oportunidades nas eleições de 2012 e, desde já, com o apoio do Lelo, do vereador Iran e do povo do município de Manga, alçaremos voos mais altos”, argumentou.
 


postado por 38839 as 10/21/2010 07:38:02 # 35 comentários
DEU NO G1

Retorno de prefeito ao cargo provoca tumulto em Jaíba

Prefeito e vice conseguiram liminar que suspende cassação. Briga política na cidade acabou em vandalismo na prefeitura

Do Portal Globo-Minas 

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) concedeu, nesta quinta-feira (21), liminar para que o prefeito e o vice-prefeito de Jaíba, norte de Minas Gerais, permaneçam nos cargos até o julgamento da ação cautelar apresentada ao tribunal. A decisão do TRE provocou tumulto na cidade mineira. Segundo o tenente Ricardo Rondinele Nunes Santos, comandante da Companhia de Polícia Militar de Jaíba, o desentendimento entre os adversários políticos acabou em vandalismo na prefeitura.

Na ação cautelar apresentada pelos políticos, segundo o TRE, o prefeito Sildete Rodrigues de Araújo e o vice Lanfroi Fernandes da Cruz pedem efeito suspensivo ao recurso da cassação de ambos. A liminar concedida pelo Tribunal determina também o afastamento do segundo colocado nas eleições, Welligton Pacífico Campos de Lima, e do vice dele, Lindomar Corrêa. Os políticos já haviam assumido a prefeitura de Jaíba, segundo o presidente da Câmara Municipal da cidade, Anderson Carlos Silveira Dias.

O prefeito e o vice de Jaíba foram cassados na terça-feira (19), pela Justiça Eleitoral de Manga, a 166ª zona eleitoral do estado. A decisão considerou que houve compra de votos e doação de material de construção nas últimas eleições.

Tumulto

O tenente Santos informou que portas, janelas e móveis foram quebrados. Ele disse também que a polícia cercou o prédio da prefeitura e está reforçando o policiamento para a chegada do prefeito Sildete Rodrigues de Araújo. Ele estava em Belo Horizonte e já viajou para Jaíba. O presidente da Câmara Municipal de Jaíba, Anderson Carlos Siveira Dias, calcula os prejuízos em R$ 500 mil.


postado por 38839 as 10/21/2010 07:37:23 # 0 comentários
PESQUISAS

Dilma abre 11 pontos de vantagem sobre Serra e entra em "zona de conforto"

Com Agência Brasil

BRASÍLIA – Pesquisa Ibope divulgada na noite de ontem (20/10) apontou ampliação da vantagem da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, sobre o candidato do PSDB, José Serra, na disputa do segundo turno. Dilma aparece agora com 51% das intenções de voto, 11 pontos à frente de Serra, que tem 40%. Na rodada anterior da pesquisa, a diferença entre os dois candidatos era de seis pontos.

Considerando apenas os votos válidos, Dilma tem 56%, contra 44% de Serra. O resultado coloca a petista numa “zona de conforto” e fora da margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais. De acordo com o Ibope, votos brancos e nulos somaram 5% e 4% dos eleitores declararam que vão votar nulo.  O CNT/Sensus também divulgou seus números ontem. Dilma Rousseff aparece com 46,8% das intenções de voto, com vantagem de cinco pontos sobre José Serra, do PSDB, com 41,8%.  

A vantagem de Dilma nas últimas pesquisas permite margem de manobra maior em caso de imprevisto na semana final da campanha e transfere para o adversário a responsabilidade por uma eventual virada do jogo – agora mais improvável, dada a proximidade do dia da eleição. 

Escaldado com o resultado imprevisto do primeiro turno, quando esperava ter liquidado a fatura, o comando da campanha petista evitar o clima de já ganhou. A rivalidade entre as duas campanhas se acirrou bastante ontem depois que Serra foi atingido por uma bobina de papel durante confronto entre militâncias no Rio de Janeiro. Outro motivo para a moderação com os resultados das últimas pesquisas, todas indicando o crescimento da candidata do presidente Lula, é a possibilidade de alta abstenção no dia do segundo turno por conta do feriado prolongado. Em tese, o fato de a classe média aproveitar o feriadão para viajar pode prejudicar mais ao candidato tucano.

Mas um detalhe em especial incomoda também os petistas: a votação solteira nos estados em que não há segundo turno para a eleição de governador pode desmobilizar o eleitorado de menor escolaridade, que supostamente teria predisposição em votar pela continuidade das políticas do atual governo. Leia-se em Dilma. Surpresas com os atuais números das pesquisas, se houver, podem acontecer com cruzamento dessas hipóteses no dia da eleição.   


postado por 38839 as 10/21/2010 02:45:26 # 6 comentários
TIRA DAQUI... (EXCLUSIVO)


Arruda anuncia mais uma reforma administrativa em seu governo

Prefeito (ao fundo) fala a assessores sobre a nova configuração da adminstração, enquanto cinegrafista faz tomada de imagens da reunião (Foto: divulgação)  

JANUÁRIA - O prefeito de Januária, Maurilio Arruda (PTC), convocou seus assessores diretos, além do vice-prefeito, Afonso do Sindicato, para uma reunião que começou agora há pouco em seu gabinete, na Prefeitura. Na pauta, o anúncio oficial da nova reforma administrativa que vai remanejar nomes do primeiro escalão com o objetivo de melhor adaptar os perfis dos secretários municipais às necessidades das várias pastas e melhorar o desempenho do governo.

Esta é a terceira mudança no primeiro escalão do governo Arruda ao longo de 2010. Informações que chegaram ao Blog dão conta que o prefeito conversou bastante com o vice Afonso do Sindicato sobre as mudanças, que já começam a valer na próxima semana e não incluem a demissão de colaboradores, mas somente a troca cruzada de titulares em algumas secretarias. 

ATUALIZAÇÃO:  O encontro de trabalho no gabinete do prefeito Maurílio Arruda acabou ainda há pouco e contou com a participação de todos os secretários e coordenadores de departamentos. O prefeito confirmou a reformulação administrativa no primeiro escalão da Prefeitura, anunciada em primeira mão aqui no Blog. Arruda salientou que esta dever ser sua ultima ação de remanejamento do secretariado e que pretende manter o atual quadro até o final do mandato, desde que seus assessores correspondam às suas expectativas e, principalmente, da .

As mudanças anunciadas:


01 – Secretaria de Finanças: sai Biancart Monteiro e entra Alexandre Rego;
02 – Saúde: sai Tânia Marques e entra Biancart Monteiro;
03 – Planejamento: sai Alexandre Rêgo e entra Roberto Coutinho;
04 – Superintendência-geral: sai Roberto Coutinho e entra Iara Barbosa;
05 – Transporte: Silvio Moreira deixa a pasta. Assume o vice Afonso do Sindicato;
06 – Agricultura: Sai Pastor Joel e entra Silvio Moreira;
07 – Coordenação de Humanização da Secretária de Saúde: Entra Tânia Marques
08 – Chefe de gabinete: assume o Pastor Joel;
08 – Coordenação Jurídica: Entra Eder Carvalho;
09 – Diretor de Contabilidade: Entra Kleuber Jacques


postado por 38839 as 10/21/2010 08:38:59 # 1 comentários
quarta, 20 outubro, 2010
EXCLUSIVO

Justiça cassa o mandato do prefeito de Jaíba

A juíza Maria Beatriz Biasutti, titular da Comarca de Manga, acatou parecer do Ministério Público local e cassou os mandatos do prefeito de Jaíba, Sildete Pereira Araújo (PMN), o Detinho, e do vice-prefeito, Lanfrói Fernandes, por abuso do poder econômico e promessa de vantagens durante a campanha eleitoral de 2008. Cabe recurso. Detinho foi eleito para seu primeiro mandato eletivo com 7.562 votos (45,48% dos votos válidos do município).

De acordo com o advogado Hudson Pena Arruda, a posse do segundo colocado nas eleições de 2008, o médico Wellington Pacífico (PP), e do seu vice Lindomar Correia, o Correinha (PT), deve acontecer ainda na tarde desta quinta-feira. Wellington recebeu 6.730 votos, ou 40,48% da votação válida naquelas eleições. 


postado por 38839 as 10/20/2010 10:00:22 # 20 comentários
segunda, 18 outubro, 2010
SEM-TELA


TV Norte ignora prefeito de Januária na cobertura do sesquicentenário do município

O prefeito de Januária, Maurílio Arruda (PTC), anda sumido da programação da TV Norte. As aparições do prefeito no vídeo da única emissora de TV da cidade foram suspensas já há um bom tempo, mas foi durante a cobertura que a emissora realizou da recente festa de comemoração do sesquicentenário do município que o seu “sumiço” da tela da TV Norte ficou mais patente: a TV não mostrou uma única imagem do prefeito durante a extensa programação festiva patrocinada pelo município.

Além de boicotar o prefeito, a TV Norte deu destaque para a frase captada durante o desfile dos 150 anos em que uma mulher do povo diz na tela que “falta homem na cidade”. Homem público, para ficar bem entendido, ou, por extensão, administrador digno desse nome.     

A emissora, que retransmite para Januária e entorno os sinais da Rede Minas e da católica Rede Vida, pertence ao ex-deputado Cleuber Carneiro, que controla ainda duas emissoras de rádio na cidade. A ausência do prefeito Arruda da tela da TV Norte chegou até mesmo aos vídeos em que autoridades, parceiros e gente do povo parabenizam os cinco anos da criação do canal.

A direção da emissora ouviu autoridades do judiciário, jornalistas, o bispo da diocese local, um deputado e até o prefeito da vizinha Cônego Marinho, mas deixou Arruda de fora. Estranho, par dizer o mínimo e, no limite, uma deselegância com o prefeito. O que só expõe o rompimento entre a emissora e a administração local. 

A má-vontade do jornalismo da TV Norte com o prefeito teria começado há quase um ano, quando Maurílio Arruda suspendeu a veiculação da publicidade oficial na emissora por considerar o custo alto demais para o caixa do município. Mais recentemente, o prefeito teria ignorado a sugestão do ex-deputado Cleuber Carneiro para incluir shows de dois artistas populares na programação do aniversário de Januária.

Procurados, o ex-deputado Carneiro e o diretor-geral da emissora, Ottorino Dalmoro Neto, não deram retorno ao pedido de informações sobre o assunto encaminhado pelo Blog . O prefeito Arruda disse que não comenta o assunto, em e-mail enviado ao signatário da página há pouco mais de um mês.   


postado por 38839 as 10/18/2010 08:36:29 # 3 comentários
sexta, 15 outubro, 2010
COMEÇA O SEGUNDO ROUND EM MG

Serra visitou o Estado ontem, Dilma faz carreata em BH neste sábado

PT realiza “plenárias” no domingo para esquentar a militância e  PSDB quer adesão de prefeitos 

O segundo turno começa para valer em Minas Gerais neste final de semana, duas semanas após as urnas terem indicado o segundo turno. Ao lado do presidente Lula, a candidata Dilma Rousseff faz carreata pelas principais ruas da capital na manhã deste sábado. A visita será encerrada com um ato público na Praça Sete. Desde a retomada da campanha, após o primeiro turno das eleições, esta será a segunda vez que Dilma vem a Belo Horizonte, mas o comando de sua campanha no Estado estava sem material para mobilizar a militância, segundo informou ao Blog uma liderança petista.  

No caso do PT, ficou evidenciado que o partido não tinha um Plano B para a hipótese da candidata Dilma Rousseff não liquidar a fatura já no primeiro turno. As principais lideranças petistas no Estado realizam 16 plenárias regionais no domingo, 17/10. A plenária do Norte de Minas acontece em Montes Claros e tem a coordenação dos deputados Paulo Guedes, reeleito para a Assembleia Legislativa, e Gabriel Guimarães, recém-eleito para seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados.   

A missão que os petistas se autoincumbiram é a de manter a vantagem que Dilma conseguiu em Minas Gerais no dia 3 de outubro (46,98% contra 30,76% do tucano José Serra). A ideia é manter mobilizadas as lideranças que ajudaram no resultado do primeiro turno. Por telefone, Paulo Guedes adiantou que pretende percorrer todas as cidades da região para agradecer a votação que lhe garantiu novo mandato e, simultaneamente, fazer campanha para sua candidata. 

Do lado tucano, houve uma desmobilização na azeitada estrutura de assessoria de imprensa que atuou febrilmente até a reeleição de Antonio Anastasia para o governo do Estado e de Aécio Neves e Itamar Franco para o Senado. A enxurrada de e-mails que diariamente inundava as caixas postais dos jornalistas em Minas Gerais e alhures estancou de repente. O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, participou de ato de apoio político na tarde de ontem em Belo Horizonte, a convite da Associação Mineira de Municípios (AMM).

Cerca de 270 prefeitos teriam se deslocado de várias partes do Estado para o encontro com o tucano. Durante o encontro, Aécio Neves disse que “falta uma vitória” para que seu triunfo fique completo em Minas, a saber, anular a vantagem de 1,75 milhão de votos em favor de Dilma no primeiro turno.    

As duas campanhas ainda não receberam material de apoio para distribuição nos comitês mineiros e a tendência é que partidários e cabos eleitorais dos candidatos voltem às ruas a partir da próxima segunda-feira para a reta final da disputa. Há um receio nos comandos das campanhas de que a desmobilização de prefeitos e vereadores deixe sem transporte no dia da eleição aquele eleitor que mora em locais isolados dos pequenos municípios da região.     


postado por 38839 as 10/15/2010 09:52:22 # 0 comentários
quinta, 14 outubro, 2010
PERDAS E DANOS


Para Humberto Souto, nego que nunca plantou coco, quis tirar coco e sujou seu terreiro 

Em entrevista veiculada nesta manhã por emissoras de rádio de Montes Claros, o deputado (foto) reclamou dos paraquedistas e da "volúpia das pessoas" por cargos

O deputado federal Humberto Souto (PPS) foi à boca do palco na manhã desta quinta-feira, 14/10, para comentar o recente revés eleitoral que impediu o seu oitavo retorno ao Congresso Nacional. O desabafo do deputado deu-se numa emissora de rádio que controla em Montes Claros, no Norte de Minas, seu domicílio eleitoral.

O deputado federal Humberto Souto (PPS) foi à boca do palco nann manhã nesta quinta-feira, 14/10, para comentar o recente revés eleitoral que impediu o seu oitavo retorno ao Congresso Nacional. O desabafo do deputado deu-se numa emissora de rádio que controla em Montes Claros, no Norte de Minas, seu domicílio eleitoral.

O deputado federal Humberto Souto (PPS) foi à boca do palco nann manhã nesta quinta-feira, 14/10, para comentar o recente revés eleitoral que impediu o seu oitavo retorno ao Congresso Nacional. O desabafo do deputado deu-se numa emissora de rádio que controla em Montes Claros, no Norte de Minas, seu domicílio eleitoral.

A entrevista, que durou meia hora e teve como âncora o radialista Benedito Said, foi veiculada também pela retransmissora local da Rede Transamérica. Souto, que foi ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) entre 1995 e 2006, e presidente daquele órgão, de 2001 a 2002, recebeu votos de 65.491 mineiros, patamar ligeiramente superior ao de quatro anos atrás, mas insuficiente para mantê-lo em Brasília.
 
Em tom amargurado, Humberto Souto queixou-se da atuação de prefeitos e deputados norte-mineiros que repetiram a tática prejudicial ao Norte de Minas de fechar alianças com candidatos de outras regiões do Estado. O Norte de Minas, como o leitor sabe, ficou sem representação própria na Câmara dos Deputados com a derrota do também federal Jairo Ataíde (DEM), e o fracasso eleitoral de Ruy Muniz (DEM) e Wilson Cunha (PMDB), também derrotados no projeto de eleição para uma vaga de deputado federal. Souto diz que não reclama da democracia que respeita a liberdade de escolha do eleitor. "Faço apenas uma análise do cenário pós-eleitoral", avisou.  
 
Sobrou para todo mundo na entrevista em que o âncora Said pouco tinha a perguntar e muito com o que concordar. O deputado Souto ficou à vontade para apontar sua metralhadora giratória contra o que chamou de “volúpia das pessoas” em sair candidato a cargos eletivos, mesmo sabendo de antemão que vão perder a eleição. “Não é inteligente, não de é de bom-senso e não é honesto para com a região o sujeito nunca trouxe um parafuso para a região, não tem nenhum trabalho em prol da sociedade e da região e resolve, só porque tem dinheiro, disputar uma eleição para deputado federal, mesmo sabendo que não tem a menor condição de se eleger”, reclamou Humberto.
 
Para o deputado, a região ficou sem representação basicamente por que muitas pessoas se lançaram na aventura de ser candidato sem ter nenhuma experiência anterior de vida pública e pela "verdadeira invasão de compradores de votos na região”. Sem citar nomes, o prefeito dirigiu duras críticas, entre outros, aos candidatos derrotados na eleição de deputado federal Silvano Araújo (PT do B), além de Wilson Cunha e o próprio Ruy Muniz. Sobre Muniz. Sobre Muniz, Humberto Souto disse que teria alertado o atual deputado estadual sobre o perigo da sua pretensão em ir para Brasília prejudicar a reeleição dos deputados da região, além dele próprio, a de Jairo Ataíde. Muniz teria minimizado o risco ao dizer que Humbeto Souto seria candidato para 200 mil votos.     
 
“Você faz um trabalho imenso pela região em 40 anos de vida pública. Um trabalho sério em defesa do aposentado, do produtor rural, em benefício da Unimontes e das estradas da região. Um trabalho como essa nossa emenda em defesa da distribuição de rendas dos royalties do pré-sal. E o que acontece?, o sujeito chega com dinheiro, com mentiras e encontra chefetes políticos, encontra pessoas que... E então não é de admirar que você perca uma eleição”, desabafa Souto.           

Humberto Souto também criticou a influência da prefeitura de Montes Claros, que teria sido utilizada pelo atual prefeito, Luiz Tadeu Leite (PMDB), em favor dos candidatos apoiados pela administração, entre eles Wilson Cunha. Lá pelas tantas, disse que a região pode compensar a falta de representação a partir da próxima legislatura com a eleição de “um grande prefeito” para administrar Montes Claros. A região, segundo Souto, estaria em parte bem representada  com esse político que manifestasse essa “perspectiva de desenvolvimento integral e a visão de que Montes Claros tem o papel de liderança regional”.  Perguntado via e-mail de ouvinte se seria esse político de visão integral, Souto negou intenção de ser candidato a prefeito em 2012. Deu a senha.  


postado por 38839 as 10/14/2010 09:19:35 # 4 comentários
quarta, 13 outubro, 2010
TRÊS POR TRÊS


Pesquisa Ibope mostra Dilma com 49% das intenções de voto contra 43% de Serra

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (13/10) pesquisa encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo que mostra a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, com 49% das intenções de voto para o segundo turno. O candidato do PSDB, José Serra, aparece seis pontos atrás, com 43% das intenções de voto. A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais. Votos brancos e nulos somaram 5%, e 3% dos eleitores se disseram indecisos.

Considerando apenas os votos válidos, Dilma tem 53%, contra 47% de Serra. É esse placar que tira o sono das cabeças coroadas do petismo. Cada ponto eventual que o tucano ganhar, daquir por diante, e se ganhar, pois não estou fazendo previsão,  vale por dois. Por quê? Porque reduz para próximo do empate (50%) a vantagem que Dilma teria se a eleição fosse realizada hoje. Num cenário em que Serra avançasse três pontos, o país ficaria literalmente rachado entre as duas candidaturas. 

Tal hipótese, vale repetir, tira o sono dos petistas. Esse cenário acendeu a luz amarela na campanha de Dilma e deve aumentar a tensão nos próximos dias entre os dois adversários. Um eventual empate numérico entre os dois candidatos deixaria escancarado o possível teto de transferência de votos do presidente Lula em favor da sua escolhida.

O momento eleitoral é extremamente delicado porque anima as fileiras da oposição e deixa com a pulga atrás da orelha os adesistas de sempre, pelas incertezas que o novo quadro traz para suas decisões com base naquela certeza de que a eleição teria um só turno. Além, claro, de ser teste de resistência adicional para a petista, novata em refregas eleitorais.    


postado por 38839 as 10/13/2010 10:36:01 # 1 comentários
NUMERALHA

Candidatos de olho no Ibope de logo mais

A edição do Jornal Nacional de logo mais traz o resultado do novo levantamento do Ibope. A pesquisa coletou dados após o debate entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) na TV Bandeirantes, no último domingo. Nem os notórios erros dos institutos no primeiro turno reduziram a expectativa pelos números quentes que o Ibope apresenta logo mais: a curiosidade é saber se a estratégia “mais assertiva” adotada por Dilma deu resultados ou não.


postado por 38839 as 10/13/2010 11:13:51 # 1 comentários
CRIME E POLÍTICA

ONG líder do controle social repudia assassinato de vereador no interior de São Paulo

A organização não-governamental Amigos Associados de Ribeirão Bonito (Amarribo) e a rede de entidades de controle social associadas lamenta, em nota, “profundo pesar e  profunda indignação” a notícia do assassinato do vereador Evaldo José Nalin (PSDB), em Analândia, interior do Estado de São Paulo.

O vereador foi assassinado dentro de sua casa por dois pistoleiros que usaram uma motocicleta durante a fuga. A cidade de Analândia tem sido palco de uma série de escândalos de corrupção na administração municipal, assunto já levado ao ar pelos repórteres do programa CQC, da TV Bandeirantes, que também foram agredidos durante gravação na cidade. Segundo consta, o vereador estava investigando um novo esquema de desvio de recursos públicos quando foi brutalmente assassinado. 

Embora eleito pelo PSDB, partido do prefeito local, Evaldo Nalin havia deixado a base aliada na Câmara de Vereadores. A organização não governamental Amigos Associados de Analândia, que combate a corrupção em Analândia, não tem dúvida de que se trata de crime encomendado. Nalin vinha investigando diversos casos de fraude e superfaturamento em licitações. Um desses casos, segundo a entidade, tinha como foco o transporte do lixo de Analândia para Guatapará. 

Além de superestimar a quilometragem percorrida, a empresa usava um funcionário municipal para dirigir o caminhão que transportava o lixo. Enquanto paga para transportar o lixo para Guatapará, a Prefeitura de Analândia mantém sem funcionar um aterro sanitário que jamais recebeu um caminhão de lixo. As licitações para o transporte do lixo são sempre vencidas por pessoa ligada ao grupo político de um ex-prefeito da cidade. 

Nalin também investigava possível fraude no último concurso público realizado pela Prefeitura de Analândia. A ONG de Analândia afirma que uma escuta ambiental revela diálogos entre vereadores em fica patente a existência de um esquema para aprovar diversos vereadores no concurso. Em troca, deveriam se manter fiéis à administração. A gravação foi enviada à Polícia Federal em Piracicaba e ao Ministério Público do Trabalho em Pirassunga, antes do concurso ser realizado. A divulgação da lista dos aprovados confirmou que os vereadores mencionados na gravação de fato foram aprovados no concurso. 

As várias ameaças contra pessoas que combate a corrupção em Analândia foram comunicadas às autoridades, mas não houve providências efetivas. O fato, diz a Amarribo,  reflete bem o que está acontecendo atualmente no país. O dinheiro público é desviado por máfias organizadas que se sentem cada vez mais à vontade para agirem, inclusive para cometer assassinatos a sangue frio daqueles que ousam impedir esses crimes. A sociedade brasileira precisa dar um basta a este estado de coisas.  Mais do que um episódio isolado, o assassinato do vereador José Nalin exprime um estado de espírito do crime organizado que se encontra fortalecido e atuando em todo o país. 

Clique aqui para ver reportagem da repetidora da Rede Globo na região.


postado por 38839 as 10/13/2010 08:28:58 # 0 comentários
segunda, 11 outubro, 2010
NA FAIXA


Dnit faz visita técnica a produtores para discutir desapropriação de terra na faixa de domínio da BR-135

MONTALVÂNIA - Equipe técnica do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit) iniciaram na quarta-feira, 06/10, as primeiras visitas aos proprietários rurais que deverão ceder espaço de terra para a implantação da faixa de domínio da rodovia federal BR-135 entre a cidade de Montalvânia e divida com a Bahia, no extremo Norte de Minas.

Os técnicos do Dnit Robson Carlindo e George Yun estavam acompanhados da equipe de comunicação social da Fundação BioRio (foto lá no alto em uma das propriedades visitadas), empresa que assessora os trabalhos de implantação, participaram das reuniões com os produtores interessados para esclarecer eventuais dúvidas e dar continuidade ao inicio das obras de pavimentação no trecho da rodovia que passa por aquela região. Um representante da construtora Empa, responsável pela obra de pavimentação na região deu detalhes de como será o processo de desapropriação da área que vai abrigar o leito da futura estrada.

Com informações do site www.br135.com.br.


postado por 38839 as 10/11/2010 02:17:00 # 11 comentários
DABATE NA BAND


Dilma é boa de briga

O debate na TV Bandeirantes do final da noite do domingo marcou o mais duro embate nesta campanha entre os candidatos à Presidência Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). Acuada nos últimos dias com a onda de boatos sobre sua real posição em temas como o aborto e opção religiosa, a petista foi para cima do adversário  logo na primeira oportunidade que teve de perguntar e acusou a campanha de Serra de procurar atingi-la com "calúnias, mentiras e difamações".

A aspereza do confronto foi mostrada logo no início do debate, quando petista disse estar sendo vítima de "calúnias, mentiras e difamações".  Na réplica, o tucano incluiu a questão do aborto pela primeira vez no debate cara a cara com adversária. "Você disse que era a favor da liberação do aborto, depois disse que era contra. Aí se trata de ser coerente, de não ter duas caras", afirmou".

Durante os cinco blocos do programa foi essa a tônica. O caso Erenice, a posição sobre o aborto, as privatizações, a Petrobras e o pré-sal, além dos problemas de infraestrutura, educação, saúde e os genéricos foram utilizados pelos contendores para atacar o oponente. Em resposta a Serra que a chamou de ter “duas caras” em relação ao aborto, Dilma devolveu que o tucano é um “candidato de mil caras’. A candidata petista afirmou que Serra quer privatizar o pré-sal. O candidato tucano respondeu que vai reestatizar os Correios, fortalecer Banco do Brasil, a Caixa e o BNDES.

Dilma mostrou que é boa de briga e não deu espaço para sorrisos ou troca de amabilidades durante o encontro. A candidata se queixou de que Serra faz “campanha de submundo”, em referência aos boatos que corre na internet sobre suas posições em temas espinhosos. O tucano, lá pelas tantas, brincou com a agressividade da adversária.    


postado por 38839 as 10/11/2010 08:05:38 # 1 comentários
domingo, 10 outubro, 2010
DOMINGUEIRA


O curioso caso de Ruy Muniz

O empresário, na fotomontagem ao lado do blog Em Cima da Notícia, antecipa candidatura a prefeito de Montes Claros. Após mais um revés na carreira política, Muniz ainda sonha com Presidência da República  

O deputado estadual Ruy Muniz (DEM) lançou sua candidatura à prefeitura de Montes Claros na semana passada, um dia após ter confirmado o seu terceiro fiasco político desde que foi eleito para a Assembleia mineira há quatro anos. Ruy virou deputado com 49,9 mil votos, eleito pela média de coeficiente eleitoral, o que significa dizer que entrou por uma fresta quando a porta para os eleitos estava praticamente fechada.

De lá para cá, o empresário não conseguiu ir para o segundo turno da disputa municipal em Montes Claros há dois anos. Nestas eleições tentou fazer um upgrade para o Congresso Nacional e, além da própria derrota, com votação bem inferior aos 80 mil com os quais contava para ser eleito, Muniz também teve que assimilar o resultado pífio que as urnas deram à sua mulher, Raquel Muniz (PTN). Raquel não chegou ao patamar de 11 mil votos na disputa por uma cadeira de deputada estadual. Ainda assim, o marido também acaba de lançá-la para qualquer coisa em 2012.

Não tenho todos os elementos para entender o que frustrou os planos de Ruy Muniz nas últimas eleições. O que me intriga é o fato do empresário ter todas as condições para repetir na seara da política o inegável caso de sucesso empresarial que protagoniza no Norte de Minas e, curiosamente, ser obrigado a rever seus planos em duas eleições consecutivas. Por que o empresário de R$ 100 milhões, bem-articulado e com estampa de vencedor em todas as empreitadas a que se dedica não consegue emplacar suas ambições nas urnas é uma questão instigante, para dizer o menos.

Mas não é só: o que explica o fato do político praticamente repetir a votação que recebeu na eleição anterior após quatro anos de um mandato em que foi razoavelmente atuante? Em quatro anos, a votação de Ruy Muniz cresceu meros três mil votos. Proporcionalmente, seu desempenho encolheu nesse período. Por quê? Porque a disputa federal conta com número bem inferior de candidatos em relação aos aspirantes a uma cadeira de deputado estadual, o que significa dizer que havia muitos mais votos disponíveis para serem conquistados e Muniz falhou nesse propósito.

Na entrevista da semana passada ao jornal do qual é dono em Montes Claros, o ainda deputado Ruy Muniz não fez mea-culpa sobre o fraco desempenho nestas eleições. Preferiu criticar o que chamou de “política mesquinha dos prefeitos, vereadores, deputados estaduais e ex-prefeitos, que, de forma egoísta, negociam os votos da região com pessoas abastadas de outras regiões ou que têm ligação íntima com o governo”.

Abastado Muniz também é. Ligação próxima com o atual governo ele também tem, mas nem por isso convenceu essas mesmas lideranças regionais a apoiar o seu projeto que, por diferencial, trazia o carimbo genuinamente norte-mineiro. O deputado cruzou os céus de Minas Gerais a bordo de duas aeronaves (um helicóptero e um bimotor) e, ainda assim, repita-se, sua votação ficou proporcionalmente abaixo daquela que o levou à Assembleia Legislativa há quatro anos. Não é esquisito?

Empresário do ramo da educação, Ruy Muniz também estendeu seus tentáculos para a mídia tradicional e eletrônica, além da recente incursão no apoio ao esporte. Não faltaram nos veículos de comunicação que controla páginas recheadas de certezas quanto à sua iminente vitória na tentativa de conquistar uma vaga no Congresso Nacional ao longo deste ano. Escribas de aluguel colocaram sua credibilidade em jogo para cantar em verso e prosa os feitos do patrão, entre ele o seu mérito por devolver Montes Claros à primeira divisão do futebol mineiro.

No campo da política, as penas desses áulicos se derramaram para exaltar os muitos apoios que o “chefe” recebia nos quatro cantos de Minas em antegozo do sucesso iminente. As profecias não se confirmaram e sobreveio o fracasso eleitoral do casal Muniz. A turma achou por bem mudar sorrateiramente de assunto. 

Ruy esbanja otimismo na entrevista da semana passada ao jornal O Norte. Adepto da neurolinguística, segundo a revista Tempo, ele aposta no “querer é poder”. Lá pelas tantas o jornalista Samuel Nunes dispara a pergunta abaixo:

- Seu projeto de ser presidente [da República] continua?

- Claro. Lula perdeu três vezes e ganhou na quarta. Eu perdi apenas uma vez. Calma, vamos chegar lá, com certeza.

Eis aí uma boa pista do que espanta os potenciais votos em Muniz. O menino-prodígio se embatuca ao tentar transportar para a política o reconhecido dom de transformar em “ouro” tudo o que toca. O eleitor parece ter certo receio em pactuar com essa megalomania do nosso Midas contemporâneo. Na sua imodéstia, ele se esquece de que perdeu três e não apenas uma disputa nos últimos quatro anos.

Mas isso não é o mais grave: sua carreira política acaba de engatar uma marcha-à-ré. Vai medir forças daqui a dois anos com o deletério projeto populista do prefeito Luiz Tadeu Leite e o provável retorno à cena política local do deputado federal Jairo Ataíde (DEM), outro derrotado do domingo passado, junto com a mulher Ana Maria Resende (PSDB). Muito longe, portanto, de se igualar à primeira derrota de Lula para Collor naquele já distante 1989.

É digna de nota a resiliência que o deputado Muniz demonstra em mais esse revés político. Decerto querer é mesmo poder, mas é preciso mesmo ter calma. As urnas parecem sussurrar para Ruy o seguinte recado: - Muita calma nessa hora. Não há livro de autoajuda que dê conta do horizonte que o empresário insiste em mirar no seu universo bem particular.      

Para ler a entrevista do deputado ao  "O Norte", clique aqui.  

Leia também o artigo "Infinito particular, as ambições de Ruy Muniz", publicado aqui no Blog há quase três anos.


postado por 38839 as 10/10/2010 05:11:55 # 2 comentários
sábado, 09 outubro, 2010
EIS A QUESTÃO

Dilma e o aborto

No cerne da celeuma sobre a real opinião da candidata Dilma Rousseff em relação ao aborto está muito mais o fato de que a petista realmente teria revisto seus conceitos e mudado a postura em relação ao tema, do que propriamente em saber se ela é contra ou a favor à interrupção da vida durante o período da gestação. Mudar de ideia não é exatamente desabonador para nenhuma figura pública, até pelo contrário, pois significa demonstração de sintonia com o ritmo que a vida impõe a cada um de nós.

A questão central é que Dilma agora contrapõe depoimentos gravados em favor da descriminalização do aborto com as atuais declarações de que “sempre foi a favor da vida”. O que não diz muita coisa, já que ninguém pode ser a favor da morte. Mudar opinião é aceitável, mas o que suscita dúvidas é se essa "conversão" ao direito à vida não é mero cálculo eleitoral. De resto, a questão não é tão simples como querem os radicais religiosos, em campanha aberta contra a petista, agora uma metamorfose ambulante no quesito aborto. 

A rigor, o assunto não deveria assumir a dimensão de polêmica que ganhou nesta campanha eleitoral, porque faz parte das convicções íntimas de cada indivíduo e não define a capacidade do candidato em ser ou não um bom presidente. Dilma não consegue convencer em sua guinada sobre o assunto, até porque seu programa de governo trazia posição diferente desta que agora afirma. Faça o que fizer, não vai conseguir convencer os mais radicais. Lula parece não ter calculado esse risco quando colocou no cenário eleitoral pessoa completamente desconhecida por suas convicções. A favor de Lula (é interessante como a sorte lhe tem sido companheira) está o fato de sobra hipocrisia a temática do aborto, como ele, aliás, já fez questão de demonstrar, a seu modo tosco.              


postado por 38839 as 10/09/2010 12:56:04 # 2 comentários
sexta, 08 outubro, 2010
TERREMOTO EM BRASÍLIA...

Relatos de internautas dão conta de tremor de terra em Brasília agora há pouco

É forte o boato aqui em Brasília de que a terra teria tremido ainda há pouco em vários pontos do Distrito Federal. O assunto está bombando no Twitter e, como seria de esperar, não faltam gaiatos tirando sarro da situação. Há notícias de prédios foram evacuados na área central da cidade. Um deles, seria a sede do Incra. O signatário desta página nada viu e nada sentiu, embora estivesse no 19º andar de um dos edifícios mais altos da cidade.  

Veja a nota que o CorreioWeb acaba de publicar sobre o assunto:

"Na tarde desta sexta-feira (8/10), internautas afirmaram ter sentido o chão tremer por volta das 17h15, em vários pontos do Distrito Federal. Há relatos do suposto terremoto no Plano Piloto, Santa Maria, Águas Claras e Taguatinga, entre outras regiões".

O Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) confirmou o registro de um tremor de 4,5 graus na escala Richter na cidade de Mara Rosa (GO), a 483 quilômetros de Brasília, no norte do estado.

ATUALIZAÇÃO: O tremor ocorreu na tarde de hoje (8), por volta das 17h, e foi sentido por moradores do Plano Piloto, área central de Brasília. Vários prédios públicos foram evacuados na capital.

A equipe do observatório ainda está analisando os dados. A Defesa Civil e a Polícia Militar do Distrito Federal receberam vários chamados, mas ainda não há registro de problemas.

Com Agência Brasil


postado por 38839 as 10/08/2010 05:43:10 # 0 comentários
FACES OPOSTAS


Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

As janelas da alma e a fênix revivida

O reinício da propaganda eleitoral na TV que terminou agora há pouco é a oportunidade para o PT desfazer a imagem de abatimento que marcou o semblante da candidata Dilma Rousseff desde o último domingo. A impressão que se tem é que a petista havia mesmo se “programado” interiormente para liquidar a fatura no primeiro turno. Aconselhada por aliados, Dilma desceu do púlpito em que ficou isolada do povo e dos jornalistas em eventos públicos a agora desfila ao rés-do-chão nos eventos a que compareceu ao longo da semana, sem esconder, no entanto, as pesadas olheiras e um certo olhar cansado. 

Já o tucano José Serra, por seu lado, nitidamente ganhou alma nova desde o discurso da noite do último domingo, quando, com a ajuda providencial de Marina Silva (PV), ganhou novas possibilidades numa disputa que parecia perdida. Serra é literalmente um novo homem desde o empurrão que renovou suas esperanças há muito acalentadas de ser presidente do Brasil. 

Na abertura da campanha de segundo turno aqui em Brasília, há dois dias, Serra parecia outro: foi para cima de questões que fragilizam o lulo-petismo, como a ética frágil e um certo desprezo pelo mérito e a formação escolar, além de fazer um grande reparo histórico que foi o reconhecimento da paternidade do ex-presidente Itamar Franco (PPS), agora eleito para o Senado, como um dos grandes responsáveis pelo Plano Real, responsável pelo fim da inflação descontrolada no país. O tucano parece uma fênix, a mitológica ave renascida das cinzas. Se isso é o bastante para ganhar a eleição, são outros quinhentos.    


postado por 38839 as 10/08/2010 01:19:08 # 0 comentários
SANTOS DO RIO


Romaria sobre as águas do Velho Chico festeja os 150 anos de Januária

Detalhe da procissão do encontro que reuniu uma multidão na avenida Beira-Rio, na noite de ontem, para mais uma etapa de festejos do sesquicentenário da cidade 

A cidade Januária, que nesta semana comemora o sesquicentenário de sua fundação, parou na noite desta quinta-feira (07/9) para a nona edição da Festa dos Santos do Rio, evento religioso-ecológico de conscientização para necessidade de preservação do rio São Francisco que mistura ainda a tradição católica com aspectos culturais do município.  Apesar de recente, a festa já é considerada o maior evento popular de Januária e ganha impulso nesta edição por conta das comemorações dos 150 da emancipação do município.

Uma multidão acompanhou a procissão que saiu da Catedral Nossa Senhora das Dores, no centro velho da cidade, em direção rio São Francisco, onde aconteceu o encontro com a Romaria das Águas, outra procissão, só que fluvial, feita sob barcos velejados por pescadores e vazanteiros, que traziam a imagem de São Francisco para juntar-se à imagem de São Pedro, trazaida até a margem do rio por outro grupo de pescadores, que veneram o santo como seu padroeiro.   
 
Momento de maior emoção, o encontro dos Santos dos Rio foi marcado este por ano por show pirotécnico, seguido de missa campal realizada em um grande palco, montado especialmente para a ocasião, com estrutura que incluiu sonorização, iluminação especial e arquibancadas para a população. Na programação, apresentação única do Projeto Viola das Gerais do Serviço Social do Comércio (Sesc-MG), com a participação de artistas populares e manifestações culturais com grupos folclóricos.
 
A gerente do Sesc local e idealizadora do Projeto dos Santos do Rio, Sônia Aquino, observa que o evento tem o objetivo de conscientizar a população ribeirinha para a importância da preservação e revitalização do rio São Francisco. Na avaliação dos organizadores, cerca de 15 mil pessoas acorreram para a avenida Beira Rio para acompanhar os festejos.
 
Santos do Rio

A primeira edição da Festa dos Santos do Rio foi realizada em 2001, por ocasião das comemorações dos 500 anos do Rio São Francisco. A aceitação popular foi tão significativa que, de imediato, garantiu a continuação do evento nos anos seguintes: 2002, 2003, 2004, 2005 e 2007.Em 2009, a procissão luminosa de Nossa Senhora das Dores, padroeira da cidade de Januária, atraiu mais de 12.000 fiéis às barrancas do Velho Chico.
 
As romarias das águas, que conduzem as imagens de São Pedro e São Francisco durante o passeio fluvial, costuma reunir cerca de 300 barcos e canoas. Material distribuído pela prefeitura local informa que, ao longo dos anos, a Festa dos Santos do Rio se tornou o evento que traduz o mais puro sentimento de amor ao Velho Chico e às manifestações culturais que revelam o modo de vida do povo barranqueiro. A festa faz parte do calendário oficial da cidade.


postado por 38839 as 10/08/2010 09:51:31 # 0 comentários
quinta, 07 outubro, 2010
NÃO É BEM ASSIM


Arruda minimiza mal desempenho de aliados e diz que Januária perdeu representação por não ter candidato único

Prefeito argumenta que votos do município foram pulverizados para mais de 600 candidatos e oposição também não pode dizer que venceu 

Atarefado com as comemorações dos 150 anos de Januária (na foto ao lado), o prefeito Maurílio Arruda (PTC) já virou a página do assunto eleições. Instado pelo Blog, ele volta ao assunto para  concordar com avaliação publicada aqui de que os votos destinados aos candidatos apoiados pela sua administração ficaram abaixo das expectativas. “Realmente os números deixaram desejar e não há o que questionar”, diz Arruda. 

O prefeito, no entanto, minimiza a baixa votação dos aliados Jairo Ataíde (DEM) e Ana Maria Resende (PSDB), com o argumento de que o seu grupo político teria apoiado cinco candidatos nestas eleições, a saber: Jairo, Ademir Camilo (PDT) e Marcos Pestana (PSDB), para deputado federal, e Ana Maria e Gil Pereira (PP) para estadual. 

A “proliferação de candidatos locais” também teria contribuído, segundo o prefeito para transformar Januária numa “verdadeira miscelânea política”, o que, somado com um verdadeiro enxame de paraquedistas, contribuiu para a pulverização de votos entre os quase 600 candidatos votados no município. Quatro candidatos "filhos da terra" disputam uma cadeira de deputado estadual com votação próxima a 10 mil votos.  

“Não consegui fazer prevalecer minha tese, lançada no início do ano, de que seria melhor lançar um só candidato em Januária. Naquela ocasião, sugeri o nome do petista Manoel Jorge, que foi o meu principal adversário na disputa municipal, ou outros possíveis nomes em uma reunião na Câmara de Diretores Lojistas”, relembra o prefeito, com o argumento de que essa seria a forma de repetir os mesmos erros das eleições de 2006, quando o excesso de candidatos deixou Januária sem representação própria na Assembleia Legislativa.   

Arruda avalia que a estratégia adotada por seu governo “de focar em obras, mudanças de paradigmas na conduta política parece não obter êxito, em princípio”, se a única régua de análise for mesmo a votação dos candidatos apoiados pelo seu grupo. “Como não podemos fazer tal análise somente com os dados da transferência de votos para terceiros, vamos dar tempo ao tempo para formar conclusões mais definitivas”, ele minimiza.

Para o prefeito, não é possível falar que o petista e ex-bancário Manoel Jorge, a principal liderança da oposição, tenha sido vencedor em Januária. E por que não?  Para Arruda, o deputado reeleito Paulo Guedes teve votação mais expressiva nas eleições de 2006, quando não contou com o apoio do PT local e concorreu praticamente sozinho em Januária (cerca de 5.000 votos januarenses naquela ocasião contra os 3.585 votos do último domingo, segundo o prefeito). Na realidade, quem teve esse percentual de votos (5.026) há quatro anos foi o atual deputado Ruy Muniz (DEM). Paulo Guedes recebeu 3.008 votos na eleição anterior.  

“Meu concorrente Manoel Jorge obteve quase 15 mil votos na nossa disputa para prefeito. Ele agora é funcionário do gabinete do deputado Paulo Guedes e os números do deputado, se analisados somente por este ângulo, são desastroso em Januária”, alfineta Arruda. 


postado por 38839 as 10/07/2010 10:02:59 # 2 comentários
ORÁCULOS

Candidatos na expectativa pelos números das primeiras pesquisas

A grande imprensa ainda não se deu conta do tema, mas é grande a ansiedade nos comandos de campanha dos candidatos Dilma Rousseff e José Serra para a breve divulgação das primeiras rodadas de pesquisas neste segundo turno das eleições presidenciais. A curiosidade maior é para saber se os novos levantamentos repetem os votos válidos que cada um recebeu no primeiro turno, quando Dilma conquistou cerca de 12 pontos percentuais de vantagem em relação ao soeu oponente. A manutenção desse quadro ou não uma semana após as eleições mostraria o humor do eleitorado, e o poder de fogo de cada candidato, agora que o tempo do horário eleitoral gratuito, que começa amanhã, ficou nivelado.  


postado por 38839 as 10/07/2010 08:49:43 # 1 comentários
quarta, 06 outubro, 2010
DAY AFTER


Foto: Oliveira Júnior

Assim é, se lhe parece
 
Em mea-culpa, Quinquinha, que aqui aparece ao lado de Arlen Santiago, diz que faltou empenho para reverter votação abaixo das expectativas para aliados

MANGA- A transferência de votos abaixo das expectativas para os aliados Arlen Santiago (PTB e Humberto Souto (PPS), poderia ser diferente se não tivesse faltado um pouco mais de empenho do grupo político atualmente na situação nesse município norte-mineiro. O diagnóstico é de ninguém mais ninguém que do próprio prefeito Quinquinha Sá (PPS), em opinião transmitida a aliados mais próximos ainda na segunda-feira e ainda sob o impacto da dura derrota que a oposição lhe impôs no último domingo.
 
Arlen, eleito para mais um mandato de deputado estadual recebeu 1,4 mil votos a menos que o colega de Assembleia Paulo Guedes, novamente majoritário no município com 4.192 votos. Já Humberto Souto, derrotado na tentativa de retornar para um oitavo mandato no Congresso Nacional, também teve votação inferior ao petista Gabriel Guimarães.

Quinquinha, que havia previsto vantagem de mil votos só que para os seus aliados, perdeu o primeiro confronto eleitoral direto com as oposições locais após a brilhante vitória sobre essa mesma oposição na eleição municipal. 
 
A versão do prefeito de que faltou empenho no apoio a Arlen E Souto é contestada até mesmo por correligionários, que vêem a derrota como reflexo de problemas as quais o prefeito não teria sabido enfrentar e que ficaram sem respostas efetivas.

Um deles, é a insatisfação do funcionalismo, professores na linha de frente, com os baixos salários pagos pelo município. Outra dificuldade, foi a forma atabalhoada como o prefeito atuou na tentativa de reaver os lotes doados a moradores pela prefeitura no Bairro Cruzeiro. O desgaste nesse episódio, que ocorreu há coisa de três meses, foi visível porque a prefeitura chegou a encaminhar tratores e operários para derrubar construções e cerca da área, que seria reintegrada para a construção de casas populares do projeto “Minha Casa, Minha Vida”. Além disso, a população não estaria satisfeita com qualidade no atendimento à saúde, que teria se deteriorado muito nos últimos meses.   

Várias fontes ouvidas pelo Blog desmontam a versão de que houve pouco empenho por parte do prefeito na campanha eleitoral. Até quando a legislação eleitoral permitiu, ele teria casado o calendário de inaugurações do município com a agenda dos deputados aliados. Algumas ações administrativas foram reservadas para a reta final da campanha, caso do anúncio do pagamento do adicional de periculosidade para o pessoal da limpeza urbana e a doação de um ônibus para a comunidade de Cachoeirinha, por sinal uma das poucas em que seus  candidatos venceram a oposição.

No sábado que antecedeu o dia das eleições, Quinquinha organizou uma carreata de fechamento da campanha com direito a passagem relâmpago dos candidatos Humberto Souto e Arlen Santiago pela cidade, após sobrevoos de helicóptero pelos céus da cidade. Após o final da carreata, o prefeito fez um último esforço de distribuição de santinhos pelos bairros da cidade. “Não faltou empenho, o que faltou mesmo  foi voto”, provoca um vereador de oposição.

Procurados por e-mail há dois dias, nem o prefeito nem o “assessor de comunicação” da prefeitura retornaram ao pedido de avaliação das eleições no município encaminhado pelo signatário deste Blog. No que, aliás, o prefeito repete padrão de comportamento antidemocrático e arrogante que se espera de agentes políticos pagos com o dinheiro público. Uma pena, já que ele sonega o direito à informação do povo de Manga e não exatamente deste jornalista.             


postado por 38839 as 10/06/2010 09:41:40 # 21 comentários
terça, 05 outubro, 2010
PRATA DA CASA


Com 46% dos votos válidos em seu município, Ivonei fica de fora da Assembleia mas se cacifa para 2012

JANAÚBA - O ex-prefeito de Janaúba Ivonei Abade Brito (PSDB), o “Codorninha”, na foto ao lado, ficou longe da pretensão em ocupar uma das cadeiras da Assembleia Legislativa nos próximos quatro anos – foi apenas o 90º candidato mais votado no Estado, com 38.568 votos. Mesmo sem eleger, ele tem motivos para comemorar.

Problemas com a Justiça Eleitoral levaram Ivonei a recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral na tentativa de conseguir o registro de candidato.  A pendega com a Justiça atrapalhou o desempenho do tucano gorutubano que, no entanto, fez bonito no seu município: Ivonei recebeu o apoio de 15.818 janaubenses (45,8% dos votos válidos), número que é o triplo da votação do também tucano Luiz Henrique Santiago, que vem a ser o marido da deputada licenciada e atual secretária extraordinária para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Elbe Brandão Santiago. Oponente com poder de fogo, como se vê.

O bom desempenho de Ivonei entre os seus conterrâneos abre uma larga avenida para sua provável tentativa de retorno ao cargo de prefeito do município para um terceiro mandato em 2012. O atual prefeito do município, José Benedito Nunes (PT), não teria muito a comemorar por esse critério que não é, por óbvio, definitivo: transferiu pouco mais de 2.000 mil votos para o correligionário Paulo Guedes.  


postado por 38839 as 10/05/2010 10:14:58 # 1 comentários
FENÔMENO?


A estrela sobe mais um pouco

>> Há quatro anos Paulo Guedes surpreendia o status quo regional com a primeira eleição para a Assembleia. Agora, mesmo com a torcida pelo mandato único o petista figura no time dos mais votados da região 

Há quatro anos, o establishment político e empresarial de Montes Claros, a capital do Norte de Minas em opiniões mais ufanistas, se refazia do susto provocado pela notícia da eleição de um certo Paulo Guedes para ocupar uma das 77 cadeiras da Assembleia Legislativa mineira. Paulo o quê?, se perguntavam com entreolhares aflitos os donos do poder regional diante das circunstâncias da eleição de alguém fora do circuito conhecido ter rompido com o status quo. Os mais céticos apostavam num voo de galinha para o deputado de mandato único, numa aposta de que sua presença seria breve no clube destinados aos maganos do PIB norte-mineiro, boa parte dele habitué daquele quadrilatero que serve de sede à Sociedade Rural, no lado norte da cidade.

O mandato correu e os adversários do petista tentaram colocar ao seu nome o aposto “promessa”, referência depreciativa sobre o que seu modo operandis na política. Para piorar, o deputado abraçou causas de correção política discutíveis, para dizer o mínimo, a exemplo da defesa entusiasmada da expansão do agronegócio regional sobre porções remanescentes da Mata Atlântica no bioma da Mata Seca e na sua famosa contenda contra a indústria da multa contra desmatadores. O establishment sorriu de orelha a orelha. Noutra empreitada, Guedes abraçou o libera geral em favor do transporte clandestino de passageiros. Parte daquele establishment formada pelos empresários do transporte de passageiros torceram o nariz em fogo de ventania.      

O mundo gira e a Lusitana roda
e eis que o petista renova o mandato com o dobro da votação de estréia (cerca de 93 mil votos nesta eleição contra os 46,5 mil há quatro anos). Nova surpresa para esse “fenômeno” eleitoral que supera com larga vantagem velhos e novos caciques da política regional, a despeito dos muitos milhões que empregam na conquistas das cadeiras que dão poder e charme. Uma das explicações para o feito seria o fato do petista ter saído como único candidato único do seu partido na imensa sesmaria política que fica de Curvelo “para cima”, ponto geográfico a indicar a metade pobre e mal povoada do solo mineiro.

Não é bem assim, uma vez que essa região também devolveu o estadual Almir Paraca para mais um mandato. Noutra tese, a votação de Paulo Guedes é resultado daquela militância aguerrida, sempre pronta a entrar em êxtase sob arrebatamento de mais uma onda vermelha. Há quem credite a Lula o sucesso eleitoral do companheiro xakriabá, alusão pouco elegante com que a mídia regional o saúda em razão do fato dele ter nascido no município que abriga a reserva indígena do mesmo nome.
 
Contra todas as expectativas, o agora deputado reeleito volta a passar um trator por cima de nomes tradicionais da política, outros nem tanto, especialmente na política manguense. Mas não foi só. Caciques de Montes Claros foram obrigados a, mais uma vez, reverem seus planos em razão da chegada em cena de um sujeito intrujão, vindo do canto mais recôndito das Minas Gerais que, sem pedir licença nem alvará, reivindicou seu espaço na imensa sesmaria em que essa gente transforma o Norte de Minas a cada quatro anos.
 
O ex-vereador por Manga e ex-coordenador do DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas) conseguiu a façanha que parecia impossível acaso tivesse sido profetizada há pouco mais de 15 anos, quando ele iniciou sua carreira na política manguense. O deputado reeleito abraçou, aos 17 anos, a nascente estrela vermelha do Partido dos Trabalhadores ao tempo em que isso uma opção ideológica tão somente, sem nenhuma promessa de cargos ou recompensa.

Paulo Guedes volta a flutuar na nuvem benfazeja que envolve os vitoriosos. Ele sorve outra vez, meio ébrio e tonto, a doce taça do triunfo eleitoral. A despeito das explicações de ocasião, há na trajetória vitoriosa do deputado petista uma boa dose de sorte e o destemor de não medir consequências, de se lançar no espaço vazio das possibilidades, vácuo que, em política, clama para ser preenchido.  


postado por 38839 as 10/05/2010 06:57:07 # 6 comentários
HORÁRIO DE PICO

A cobertura das eleições ao longo do domingo e logo no início da manhã da segunda-feira rendeu ao Blog a maior audiência desde seu lançamento. Enquanto a quase totalidade da imprensa regional passava pelo tradicional "caladão" dos finais de semanas e feriados prolongados, o Blog fez o diferencial que só a internet e um pouco de força de vontade permitem acontecer. Quem quis saber das eleições presidencial e estaduais foi aos canais de sempre, os portais dos grandes jornais e emissoras de rádio e TV.

Já quem buscava saber o que aconteceu em pelo menos parte dos confins do sertão mineiro, achou nas chamadas redes sociais algumas ainda poucas opções. Foi o caso desta página, que ofereceu boa quantidade de material. Grato pela audiência, especialmente aos muitos acessos vindos de Belo Horizonte, desde sempre a cidade que mais visita este espaço, seguida por Montes Claros.  


postado por 38839 as 10/05/2010 02:38:11 # 0 comentários
MAPA ELEITORAL

 Hélio Costa foi o mais votado onde Paulo Guedes teve bom desempenho
Há uma coincidência padrão entre a votação do deputado reeleito Paulo Guedes (PT) e vitória do candidato do consórcio PT/PMDB nos municípios do extremo Norte de Minas. O bom desempenho do petista normalmente coincide com a supremacia de Hélio Costa sobre o governador reeleito Antonio Anastasia.
É o caso, além de Manga, Itacarambi, Jaíba, Januária, São Francisco e Brasília de Minas locais em que Paulo Guedes foi o majoritário, mas também em Janaúba, onde disputou com lideranças fortes do próprio município. A exceção fica por conta de Montalvânia, onde o petista tem rejeição por conta do atraso no início das obras de pavimentação da BR-135, Miravânia e Matias Cardoso, onde ele não aparece como o mais votado.  

postado por 38839 as 10/05/2010 02:37:45 # 1 comentários
ECOS DAS URNAS II

PRESTAÇÃO DE CONTAS I - A vitória com pequena margem de Hélio Costa (PMDB) sobre Antônio Anastásia (PSDB) em Januária provoca temores reservados quanto à continuidade do pacote de obras que o Governo do Estado autorizou para o município em razão das comemorações do sesquicentenário de emancipação político-administrativa que, por sinal, transcorre por esses dias. O peemedebistas botou frente de meros 23 votos sobre o governador reeleito (13.523 de Costa ante os 13.500 de Anastasia). Mesmo por placar irrisório, a derrota do tucano em Januária foi a mais simbólica entre todas do último domingo para o prefeito do município, Maurílio Arruda (PTC), veja post logo abaixo. Arruda elegeu o governador o “padrinho” dos 150 anos da criação do município e recebeu um volumoso pacote de realizações que supera os R$ 30 milhões de reais. O receio é que a fonte possa secar com o fracasso eleitoral.

PRESTAÇÃO DE CONTAS II - Levar o Palácio Tiradentes já no primeiro turno é um balsamo que cura muitas feridas. Passado o entusiasmo com a maiúscula vitória, contudo,  não deve passar em branco a acapachante derrota do governador Antonio Anastasia no município de Manga (3.754 votos) para o peemedebista Hélio Costa (5.407 votos). Como o PMDB local anda moribundo há um bom tempo, a larga vitória de Costa pode ser atribuída ao “fenômeno” Paulo Guedes, por quem Anastasia não nutre muita simpatia. Manga também recebeu, por intervenção do deputado estadual Arlen Santiago (PTB), volume não desprezível de verbas para obras de infraestrutura. O fraco desempenho do governador reeleito no município também acendeu o sinal amarelo para o prefeito Quinquinha Sá (PPS), que deve boa parte do mérito da boa administração que pensa realizar ao reforço de caixa vindo do Estado.        


postado por 38839 as 10/05/2010 08:36:06 # 0 comentários
segunda, 04 outubro, 2010
ECOS DAS URNAS


Candidatos a deputado apoiados por prefeito têm desempenho pífio em Januária

Arruda recepciona o aliado Jaíro Ataíde durante encontro em Januária: baixa densidade eleitoral (Foto: Manoel Freitas)

Feito o bom desconto de que o município apresentou quatro deputados na eleição proporcional para deputado estadual, ainda assim foi decepcionante a votação obtida pela candidata derrotada Ana Maria Resende (PSDB) em Januária. Apoiada pelo prefeito Maurílio Arruda (PTC), Ana Maria conseguiu escassos 769 votos num dos maiores colégios eleitorais da região. O marido da deputada e também candidato derrotado a uma vaga na Câmara Federal, Jairo Ataíde (DEM), recebeu votação um pouco maior (1.145), mas ainda assim irrisória para quem foi apoiado pelo prefeito do município.  

Arruda chegou a distribuir uma "carta aberta" na semana passada em que perguntava "que Januária queremos?" e conclamava o eleitor a votar nos candidatos apoiados pela prefeitura sob o argumento de que essa seria uma forma de manter as conquistas que, segundo o texto, foram implementadas durante o seu governo. A mensagem também fazia menção ao ganho ético da atual administração "que não se submete a negociatas e acordo lesivo ao interesse publico". O apelo parece não ter deixado o eleitorado muito animado.     

Os januarenses Zezé da Copasa, atual vereador e candidato pelo PT, e os professores da rede estadual de ensino Sidney Olímpio (PC do B) e Jane de Sá Meirelles (PSOL), filha do ex-vereador Dão Meirelles, além do micro Marcone Rodrigues, o Conão, todos candidatos a estadual, somaram 9.643 votos em Januária, que não é de agora tem essa característica de optar pelo bairrismo nas suas escolhas políticas, vide a longa carreira política do ex-deputado Cleuber Carneiro, abatido após 35 anos de mandatos eletivos ao ter seu nome envolvido no episódio da máfia das ambulâncias.

Há também os desempenhos relativamente bons dos deputados Paulo Guedes (PT), o mais votado em Januária, de onde originaram 3.585 votos dos 93 mil que recebeu em todo o Estado, e de Arlen Santiago (PTB), o segundo mais votado no município, com 3.422 votos. Mesmo com essas ressalvas, não há como negar que o prefeito Maurílio Arruda sai bem menor do que entrou nesta campanha eleitoral. Na pior das hipóteses, o time do prefeito tem que entrar em campo para chutar na trave.

Clique aqui para ver a votação para deputado em Januária. 

A propósito, a atual safra eleitoral foi madastra com os casais da política da política norte-mineira. Além de Jaíro Ataíde e Ana Maria, os bem casados Ruy Muniz e Raquel Muniz também deixam a cena a despeito da milionária campanha que realizaram. O casal tinha dois aviões para correr o Estado, mas a votação que conseguiram não correspondeu a todo esse aparato. Dever ser isso, felizes no amor...


postado por 38839 as 10/04/2010 03:26:20 # 1 comentários
EM FAIXA PRÓPRIA

No bloco do eu sozinho, vereador Maurício Magalhães surpreende com votação para aliado

MANGA – Vista isoladamente, a performance do vereador Maurício Magalhães (PSDB) no apoio ao pretenso candidato a deputado federal Silvano Araújo (PT do B) foi uma das surpresas da eleição proporcional em Manga. Maurício não fez feio com os 1.557 votos que transferiu para o seu aliado. Silvano Araújo, que vem a ser irmão do atual prefeito de Jaíba, Sildete Rodrigues Araújo, o Detinho, passou longe da sonhada vaga na Câmara dos Deputados com os 29.213 votos que recebeu neste domingo e sua votação serviu mesmo para fazer ponte para o colega de legenda Luis Tibe, eleito para o Congresso com 58.677 votos. O que não tira o brilho do trabalho eleitoral do vereador Maurício.  

Cotejado, por exemplo, com o desempenho que o deputado Humberto Souto conseguiu no município (2.496 votos) e até mesmo com o novato Gabriel Guimarães (3.027 votos), apoiados, respectivamente, pelo prefeito Quinquinha Sá e o deputado estadual Paulo Guedes, o que o vereador Magalhães tem para mostrar é digno de nota. Basta dizer que Quinquinha jogou todo o peso do seu prestígio e as inúmeras inaugurações dos últimos meses na tentativa de fazer dos seus correligionários majoritários em Manga, além de que Paulo Guedes foi o grande vencedor da eleição no município para se ter ideia do feito do vereador, por sinal o mais votado da atual Câmara. 

Maurício, que se orgulha de ter ajudado a eleger Quinquinha, deixou a base de sustentação do prefeito em janeiro deste ano, após a demissão do então secretário de Saúde Eziquel Castilho, que também é do PSDB local. De lá para cá, o vereador faz dura oposição ao prefeito, atenuada nas últimas semanas em razão de ter assumido a coordenação da campanha do aliado Silvano.  Não é nada, não é nada e o vereador vai se cacifando para tentar voos mais altos na política local, já que pouquíssimos políticos em Manga podem repetir a façanha que ele mostrou nas eleições deste domingo.


postado por 38839 as 10/04/2010 12:52:35 # 28 comentários
SE COBRIR VIRA CIRCO...


Voto de protesto no palhaço Tiririca tem efeito de breve vingança contra malefícios do Parlamento

A estrondosa votação do palhaço Tiririca (PR) para a Câmara dos Deputados é daqueles atos de protesto que têm efeito limitado. Não parece crível que Tiririca se acostume à rotina monótona do Parlamento nem que o plenário da Casa se ajuste à sua necessidade de um picadeiro para a pirotecnia de suas performances. Há boa chance de que sua passagem por Brasília se resuma a este mandato que acaba de conquistar com o apoio de 1,3 milhão de paulistas. Sua eleição vale pelo recado de antiga canção do cantor Benito Di Paula que o eleitor manda ao Parlamento: “Se cobrir vira circo, se cercar vira cadeia. Essa vida é um trapézio preso na cumeeira...”. Recado que, curiosamente, vai na contramão do repentino ardor por fichas bem lavadas que em tão boa hora assola o país.

O Congresso Nacional dispensa a presença de palhaços profissionais. Já há ali boa dose de exotismo. De resto, Tiririca será obrigado a retirar a fantasia para transitar pelos corredores da Casa. Será tempo do seu eleitor perceber que, sem a máscara, o palhaço perde seu élan e fica sem graça. Não há do que ri quando a fantasia se vai. Passado o gostinho breve da vingança-protesto, o que resta é o vazio da representatividade -- pilar da democracia.   


postado por 38839 as 10/04/2010 10:07:00 # 3 comentários
BANCADA DO NORTE

Norte de Minas reduz representação na Assembleia , mesmo com reeleição de maior parte dos atuais deputados

A reeleição dos deputados Arlen Santiago (PTB), Gil Pereira (PP), Paulo Guedes (PT) e Carlos Pimena (PDT) não impediu o recuo na representação da região Norte de Minas na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A Casa terá 28 novos deputados em 2011, um índice de renovação de 36,36%, em relação à composição do legislativo estadual em outubro de 2010. Mas a tônica do pleito foi mesmo o da continuidade e o percentual é mais baixo que os registrados nas duas últimas eleições.

A região Norte de Minas perde duas cadeiras na próxima legislatura em relação à atual (cai dos oito deputados eleitos há quatro anos para seis no futuro mandato). A deputada Ana Maria (PSDB) não conseguiu se reeleger e o atual estadual Ruy Muniz (DEM) não disputou a reeleição e foi derrotado na tentativa de “subir” para o Congresso Nacional. A renovação fica por conta eleição do tucano Luiz Henrique Santiago, que é marido da secretária de Estado e atual deputada e atual licenciada, Elbe Brandão.

Luiz Henrique recebeu 77.740 votos (0,75%) e a eleição do também estreante Luiz Tadeu Martins, o Tadeuzinho (PMDB), filho do atual prefeito de Montes Claros, Luiz Tadeu Leite. Tadeuzinho foi votado por 56.898 eleitores da região (0,55% dos votos válidos). Luiz Tadeu, por sinal, foi um dos eleitos em 2006, mas deixou a Assembleia para concorrer à Prefeitura de Montes Claros. Somada ao caso de Hebe Brandão, que também não exerceu seu mandato, o  Norte troca seis por meia dúzia. Neste caso, literalmente.        


postado por 38839 as 10/04/2010 07:53:08 # 0 comentários
NORTE DE MINAS SEM NOMES NO CONGRESSO

Região perde espaço com as derrotas de Humberto Souto e Jairo Ataíde

O Norte de Minas ficou sem representação genuinamente local na Câmara Federal nestas eleições. Humberto Souto (PPS), o decano entre os concorrentes, perdeu a eleição de retorno para o Congresso Nacional. Wilson Cunha (PMDB), Ruy Muniz (DEM) e Jairo Ataíde (DEM) também ficam sem mandato pelos próximos quatro anos. A região fica mais ou menos representada com a eleição do cristão novo Gabriel Guimarães (PT), a surpresa do domingo na votação federal com 137.120 votos (1,33% dos votos válidos). Não se pode dizer com justeza que o novo deputado é da região.  

Há nomes votados na região que se reelegeram, mas é uma vitória meia boca, já que são candidatos que podem ser considerados paraquedistas. Caso de Márcio Reinaldo (PP), com 124.551 votos, Saraiva Felipe (PMDB), de volta a Brasília com 90.097 votos e Mauro Lopes (PMDB), que foi votado por 93.035 mineiros. A invasão dos paraquedistas, somada à fadiga de material dos nomes tradicionais da política regional, além do voo de galinha do empresário Ruy Muniz, desfalcam o Norte do Estado aqui em Brasília. Agora, só resta chorar as pitangas. Ou alguém acha que deputados como Newton Cardoso e Saraiva Felipe, do PMDB, e que tais em outras siglas estão preocupados com os problemas locais?           


postado por 38839 as 10/04/2010 07:25:29 # 0 comentários
domingo, 03 outubro, 2010
PAULO GUEDES X QUINQUINHA

Liderada por Paulo Guedes, oposição impõe dura derrota ao prefeito de Manga   

Nem mesmo a votação consagradora que deu mais um mandato para o deputado estadual Arlen Santiago (PTB) tira o travo na garganta do prefeito de Manga, Quinquinha Sá (PPS), neste final de domingo. Obcecado em derrotar o deputado petista, Quinquinha assiste Guedes fazer barba, cabelo e bigode no seu município. Os aliados do prefeito de Manga, Arlen Santiago e Humberto Souto (PPS)a, perderam até mesmo na comunidade de São José das Traíras, região de origem do petista Guedes, onde a Prefeitura de Manga realizou, com apoio justamente do deputado Santiago, um pesado  pacote de obras ao longo dos últimos dois anos.

No embate direto entre Paulo Guedes e Arlen Santiago, o petista levou a melhor em Manga. Guedes teve 4.192 votos (40,28%) contra 2.757 votos obtidos pelo aliado de Quinquinha (26,499% dos votos válidos). Paulo Guedes comemora ainda a votação expressiva de Gabriel Guimarães (PT) no município. Com 3.047 votos (29% dos votos válidos, o estreante Guimarães, eleito para o Congresso Nacional, é o majoritário em Manga. O veterano Humberto Souto (PPS), apoiado por Quinquinha Sá, recebeu 2.496 votos em Manga (24% dos votos validados). Na votação para presidente e governador, a vitória dos candidatos apoiados pelo petista foi acachapante sobre os aliados do  prefeito.    

Confira os principais números da cotação em Manga:

DEPUTADO FEDERAL:

Gabriel Guimarães (PT)     :          3.027 votos
Humberto Souto (PPS)      :          2.496 votos
Silvano Araújo   (PT do B):          1.527 votos
Jairo Ataíde         (DEM)   :             648 votos
Márcio Reinaldo (PTB)     :             253 votos

DEPUTADO ESTADUAL:

Paulo Guedes (PT)           :           4.192 votos
Arlen Santiago (PTB)        :           2.757 votos
Carlos Pimenta (PDT)       :              556 votos
Ana Maria        (PSDB)     :             507 votos
Sidclei Pereira   (PT do B) :             331 votos
Ivônei Abade      (PSDO)    :            150 votos

PRESIDENTE:

Dilma Rousseff (PT):           6.943 votos
José Serra     (PSDB):        1.393 votos
Marina Silva   (PV)  :             565  votos   

GOVERNADOR:

Hélio Costa (PMDB):           5.407 votos
Antonio Anastasia (PSDB):   3.754 votos

ATUALIZAÇÃO: Paulo Guedes acaba de ultrapassar a barreira dos 90 mil votos (0,87% dos votos válidos). O petista é o 13º deputado estadual mais votado pelos mineiros. Arlen Santiago tem agora 102.510 votos e é o sexto mais votado do Estado.  


postado por 38839 as 10/03/2010 10:51:09 # 18 comentários
FESTA PETISTA EM MANGA

Cidade faz festa pela eleição de Paulo Guedes

MANGA - Uma imensa animação toma conta das ruas desta cidade norte-mineira para comemorara a reeleição do deputado estadual Paulo Guedes, que iniciou sua até aqui vitoriosa carreira política naquele município. Guedes, que no momento em que escrevo é o 15º deputado mais votado do estado (88.645 votos ou 0,86% dos votos válidos), participa de animada carreata pelos bairros da cidade, acompanhado de buzinaço e interminável queima de fogos de artifício.

P.S: Ruy Muniz (DEM) e a mulher, Raquel Muniz (PTN), são os grandes derrotados deste domingo.  Raquel não conseguiu 11 mil votos na tentativa de chegar à Assembleia mineira.  Ruy tem até agora 52.804 votos e pode ficar fora do Congresso.


postado por 38839 as 10/03/2010 10:21:45 # 3 comentários
ONDA VERDE LEVA ELEIÇÃO PARA 2º TURNO

Marina tira vitória de Dilma no primeiro turno e redimensiona papel de Lula na eleição 

Agora é oficial: o Brasil terá segundo turno nas eleições presidenciais. Com mais de 96,38% dos votos apurados, a candidata Dilma Rousseff não tem mais condições matemáticas de vencer as eleições já no primeiro turno. A petista tem 46,45% dos votos válidos. José Serra, do PSDB, aparece com 32,80% da votação válida e a candidata verde, Marina Silva, tem 19,58% dos sufrágios apurados.   

O surpreendente crescimento de Marina na reta final da eleição, a chamada onda verde, forçou o segundo turno. A candidata verde obriga, de certa forma, o presidente Lula a calçar as sandálias da humildade. O presidente caiu de corpo, alma xingamentos na campanha da sua pupila, em prejuízo, inclusive, do papel institucional da Presidência da República.

O recado das urnas parece ser o seguinte: ok, presidente, o senhor tem popularidade nas alturas, mas eu prefiro discutir melhor os problemas do país. Quero que os candidatos exponham com mais clareza suas ideias agora que a polarização se estabeleceu. Nesse aspecto, o resultado desse domingo é uma derrota pessoal do presidente Lula. Quanto a Serra, que em vários momentos do primeiro turno deu mostras de que parecia não querer ganhar a eleição, deve ganhar alma nova agora que o entusiasmo do eleitor pela figura de Marina Silva lhe deu uma sobrevida na disputa presidencial.        

P.S.: Os institutos de pesquisa deram vexame mais uma vez. O Datafolha foi quem mais se aproximou do pensamento do eleitorado, para decepção de quem demonizou o instituto por conta da sua ligação com o jornal Folha de S.Paulo, um dos "partidos políticos" que Lula quer derrotar.


postado por 38839 as 10/03/2010 09:54:46 # 0 comentários
ESTADUAL EM MINAS

Arlen Santiago, Gil Pereira e Paulo Guedes entre os mais votados para a Assembleia mineira

Com 87,5%  dos votos apurados em Minas Gerais, o deputado estadual Arlen Santiago (PTB) garante sua reeleição para mais um mandato na Assembleia mineira, com 96.715 votos (0,97% do eleitorado). Outro norte-mineiro bem votado é Gil Pereira (PP), 91.604 votos (0,92%). A surpresa do domingo é o petista Paulo Guedes, que praticamente dobrou a votação da sua eleição de estreia, há quatro anos. Paulo Guedes tem, até agora,  81.621 (0,82% dos votos válidos no Estado). Os três estão eleitos. O norte-mineiro melhor colocado além dos três acima é Luiz Tadeu Martins, o Tadeuzinho (PMDB), que tem votação parcial de 53.774 (0,54% dos votos válidos).


postado por 38839 as 10/03/2010 09:01:16 # 3 comentários
ELEIÇÕES NO DF II

Zebra da eleição, Toninho do Psol tira eleição do PT no primeiro  turno e prolonga vexame da mulher de Roriz


Com Agência Brasil


BRASÍLIA – A dispara do candidato Toninho do Psol levou a definição dadisputa pelo governo do Distrito Federal para o segundo turno. Com quase 100% das urnas apuradas, o candidato Agnelo Queiroz (PT) tem 48,48 % dos votos válidos, contra 31,35% da candidata Weslian Roriz (PSC). Os votos brancos somam 3,76 % e nulos 6,13 %. Até o momento a abstenção registrada é de 15,23%. Toninho do Psol soma até agora 14,25% dos votos válidos. A tendência é de que o Psol forme fileira com o PT, mas há empecilho para essa aliança em razão das críticas que o candidato do partido fez ao fato de nomes ligados ao  ex-governador Joaquim Roriz serem agora ligados ao candidato petista, Agnelo Queiroz.

Nascida em Goiânia (GO), Weslian Roriz, 67 anos, entrou na disputa pelo governo do DF, na última semana da campanha eleitoral. Ela substituiu o marido e ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz, que estava com processo em julgamento pelo Superior Tribunal Federal e poderia ter a candidatura impedida com base na lei da Ficha Limpa. Casada há 50 anos com Roriz, Weslian Roriz tem três filhas. Foi primeira-dama por quatro vezes. É a primeira vez que concorre a um cargo eletivo. A candidata de Roriz participou de dois debates na televisão, quando demonstrou completo despreparo para o papel que o marido lhe incumbiu.  

Agnelo Queiroz foi presidente do PcdoB e atuou como deputado distrital em 1990 e como deputado federal de 1995 a 2002. Quando foi eleito para a Câmara dos Deputados pela terceira vez, não chegou a assumir, para comandar o Ministério do Esporte, no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Agnelo nasceu em Itapetinga (BA) em 9 de novembro de 1958. É morador de Brasília há mais de 30 anos. Chegou à cidade como médico-residente do Hospital de Base, logo depois de se formar na Universidade Federal da Bahia. É casado e tem dois filhos.


postado por 38839 as 10/03/2010 08:51:32 # 0 comentários
ONDA VERDE

Marina é a primeira colocada no Distrito Federal


Da Agência Brasil

Brasília - A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, lidera a disputa no Distrito Federal, com 42% dos votos apurados. Em segundo lugar está a candidata do PT Dilma Roussef (31%) e em terceiro o tucano José Serra (24%). Outros candidatos, votos brancos e nulos somam 2%. Até o momento foram apuradas 96% das urnas.

No Amapá, Amazonas, Ceará, Pernambuco e Rio de Janeiro, Marina fica em segundo lugar, atrás da candidata petista.


postado por 38839 as 10/03/2010 08:28:29 # 1 comentários
OBTUÁRIO

Morre o pai do agora senador Aécio Neves, Aécio Cuha, aos 83 anos

Faleceu na tarde deste domingo (03/10), em Belo Horizonte, o ex-deputado federal Aécio Ferreira da Cunha, pai do ex-governador Aécio Neves. Aos 83 anos, Aécio Cunha faleceu em decorrência de insuficiência hepática. Advogado, Cunha nasceu em Teófilo Otoni (MG), em 4 de janeiro de 1927, filho de Tristão Ferreira da Cunha e de Júlia Versiani Ferreira da Cunha. Na vida política, foi duas vezes eleito deputado estadual e seis vezes deputado federal. Aécio Cunha foi deputado federal da 5ª à 9ª Legislaturas (1963-1983), reeleito para o período 1983-1987.

Na Câmara dos Deputados, atuou como membro das Comissões de Orçamento (1971), de Fiscalização Financeira e Tomada de Contas (1971), de Minas e Energia (1974-1975; 1979) e de Ciência e Tecnologia (1979). O corpo será velado no Salão Nobre da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, a partir das 7h desta segunda-feira (04/10).

O governador Antonio Anastasia assina ainda hoje, e em meio às comemorações pela vitória, agora bem mais contidas, decreto de luto oficial por três dias em todo o Estado. O ex-governador Aéco Neves cancelou todos os compromissos deste final de domingo e faz, nesmo momento, a liberação do corpo, que será levado para a Assembleia Legislativa ainda esta noite.


postado por 38839 as 10/03/2010 06:01:46 # 0 comentários
VERDADE INCONVENIENTE

Nosso ufanismo em torno do moderno sistema de votação perde entusiasmo depois destas eleições. O mundo já não tem porque se curvar aos nossos pés depois que a Justiça Eleitoral em suas várias instâncias gestou a maior lambança na norma eleitoral desde a redemocratização, há quase 25 anos. Na gênese de toda confusão, a entrada em cena do eleitor com maciça adesão ao projeto a ficha limpa. Um dos nossos atavismos mais flagrantes é justamente este: a Justiça não tem o hábito de decidir em sintonia com sentimento popular da maioria. Muito pelo contrário, a práxis é o acordo de gabinete que sempre exclui o povo. É essa falta de prática (et por cause), da qual restou toda a insegurança jurídica que vai prolongar o final destas eleições por bom tempo.

É este histórico, e não outro, a matriz da indecisão do Supremo Tribunal Federal na votação empatada do mérito da ficha limpa e o debate infindável sobre a prevalência do preceito constitucional sobre vontade divergente da norma ainda que vinda do povo, em nome de quem supostamente a democracia deve ser exercida. Noutro exemplo, o Tribunal Regional Eleitoral aqui do Distrito Federal manteve a mulher do ex-governador Joaquim Roriz na disputa deste domingo, contra todas as evidências de manobra eleitoral posta em prática pelo velho política, em escárnio complementar a todo o desgaste que a população daqui vivenciou com a abertura da famosa caixa de pandora.


postado por 38839 as 10/03/2010 02:21:28 # 0 comentários
O GRANDE ELEITOR


Ilustração: borgescartoon.blogspot.com

Vitória expressiva em Minas cacifa Aécio para futuro protagonismo nacional

A se confirmarem os números dos últimos levantamentos, o ex-governador Aécio Neves (PSDB) sai destas eleições como um dos grandes vitoriosos em âmbito regional e com potencial para formar entre o pelotão das novas lideranças que vai protagonizar a cena política nacional. Há outros nomes que emergem destas eleições com cacife para vôos futuros na política, caso do governador Sérgio Cabral (PMDB), que deve ser reeleito com maioria consagradora no Rio de Janeiro, e mesmo Geraldo Alckmin (PSDB) na provável vitória já em primeiro turno logo mais, em São Paulo.

Mas o caso de Minas difere dos demais, porque Aécio demonstra poder de transferência de votos semelhante ao que atribuído ao presidente Lula. Além de eleger o ex-vice Antonio Anastasia, que aparece com vantagem entre 11 e 15 pontos percentuais sobre o adversário do consórcio PT/PMDB, Hélio Costa, o tucano deve sair com votação consagradora para o Senado e, de quebra, levar consigo o ex-presidente Itamar Franco.  

Pesquisa Ibope confirmou a liderança de Aécio Neves e Itamar Franco na disputa para o Senado. Considerando apenas os votos válidos, Aécio mantém a preferência de 45% das intenções dos eleitores mineiros e Itamar Franco está com 28%. O terceiro colocado está com 22%. Neste ano, os eleitores irão eleger dois senadores.

Já o Datafolha, aponta liderança de Aécio Neves e Itamar Franco na disputa para o Senado está consolidada. Aécio Neves atingiu 43% dos votos válidos na preferência dos eleitores mineiros e Itamar Franco 27%. O terceiro colocado está com 23%. Aécio só não consegue transferir frente de votos para José Serra, engolfado pelo trator de Lula. O tucano mineiro impõe importante derrota à base governista em Minas no que é, por extensão, triunfo sobre o próprio Lula, que jogou o peso de sua popularidade para forçar o PT a compor improvável aliança com o PMDB.  


postado por 38839 as 10/03/2010 01:54:58 # 0 comentários
O DIA "D"

No final deste domingo, os ruídos que antecedem 2012


MANGA - Os 17 leitores aqui do Blog têm acompanhado a disputa dentro da disputa maior que acontece em Manga nas eleições deste domingo por conta da rivalidade entre o prefeito do município, Quinquinha Sá (PPS), e o seu aliado no plano estadual, o deputado Arlen Santiago (PTB), de um lado, e do outro, o petista Paulo Guedes, que busca a reeleição para um segundo mandato. Já disse aqui que Quinquinha estava determinado a fazer dos correligionários Arlen e Humberto Souto (PPS), que tenta reeleição para o oitavo mandato eletivo, majoritários em Manga. Talvez determinado não seja a palavra mais exata.

A reta final da campanha mostrou que, mais que determinado a cumprir esse objetivo, o prefeito está mesmo é obcecado no plano que se autoestabeleceu de impor pesada derrota ao deputado Paulo Guedes em seu quintal eleitoral, o petista começou sua carreira bem sucedida carreira política até aqui naquele município, onde foi vereador por três mandatos.

Os seguidores desta página puderam acompanhar a informação de que Paulo Guedes realizou passeata-comício no último domingo, quando tentou dar uma demonstração de força nesse embate que, apesar de minimizar, sustenta com o prefeito Quinquinha. Escrevi aqui mesmo, no sábado 25/09, que, a depender do sucesso do evento eleitoral dos petistas – o federal Virgilio Guimarães também esteve por lá em campanha pelo filho Gabriel Guimarães, candidato a federal, o prefeito de manga teria que correr contra o tempo e espaço na agenda dos seus candidatos para tentar realizar movimento de campanha que fizesse face ao do adversário.

Não deu outra. Quinquinha comandou no final da tarde de ontem, sábado, uma carreata pelas ruas da cidade, antecedida por rasantes de aeronaves dos aliados milionários. Deu a última palavra, por assim dizer, na disputa com o deputado Paulo Guedes com o evento de fechamento de campanha. O petista, por sua vez, comandou carreata na cidade Janaúba, onde tem o apoio prefeito José Benedito Nunes.  

 De modo que chega a termo neste domingo o embate entre as forças políticas de Manga, polarizadas entre Quinquinha e o deputado Paulo Guedes, que levou para o seu palanque, como satélites, todos os nomes de oposição ao atual prefeito. A disputa deste domingo lembra a última eleição municipal, quando Quinquinha levou a melhor e derrotou a resistência ao seu nome comandada pelo mesmo Paulo Guedes. Mais do que isto: o resultado da votação destinada pelos manguenses a Paulo e Quinquinha/Arlen Santiago será usada como argumento de força eleitoral para a próxima disputa pela prefeitura local, em 2012. A ver e conferir.         


postado por 38839 as 10/03/2010 10:17:43 # 1 comentários
sábado, 02 outubro, 2010
A CORRIDA PELO VOTO


Arte: Clésio Robert

Revista “Tempo” mostra movimentação dos candidatos do Norte de Minas antes do encontro com as urnas

A eleição proporcional para deputados estaduais e federais é tema da matéria de capa da revista “Tempo” que circula em Montes Claros neste final de semana. Com o ótimo texto de Fredi Mendes, de volta às páginas da revista após habeas corpus assinado pelo juiz Maurício Leitão no processo que responde pela guarda de material pornográfico, e arte de Clésio Robert, a matéria de nove páginas mostra a reta final dos principais candidatos na disputa por assentos na Assembleia Legislativa mineira e no Congresso Nacional, aqui em Brasília.

A revista faz menção ao quadro “embolado” nas vésperas da eleição e dá como favas contadas o retorno dos atuais deputados Arlen Santiago (PTB) e Gil Pereira (PP) para mais um mandato na esfera estadual. A “Tempo” não informa a fonte da sua convicção na eleição da dupla num páreo que classifica como difícil até mesmo para gente com larga estrada na política local, casos de Humberto Souto (PPS) e Saraiva Felipe (PMDB), este último um paraquedista que foi aparecendo, aparecendo a cada temporada eleitoral e já é tido e havido pela publicação como prata da casa.   

Por motivos óbvios, a reportagem só retrata a situação do momento pré-eleitoral daqueles candidatos com alguma chance de vitória, com a ressalva de que o pleito repete o histórico de apresentar “muitos nomes [sic] de gente bizarra, passando pelos exibicionistas até chegar naqueles dispostos mesmo a concorrer”, pelotão que traz “novidades” como Anderson Chaves (PMDB), ex-superintendente da Codevasf, Antônio Henrique Sapori (PV), o atual vereador por Montes Claros, Athos Mameluque (PMDB), Raquel Muniz (PTN) e Luiz Tadeu Martins (PMDB), que teria como nota no currículo apenas o fato de ser filho do atual prefeito de Montes Clarros, Luiz Tadeu Leite (PMDB).

A matéria da “Tempo” traz curiosidades como a de mostrar que, mesmo nessa espécie de pelotão de elite da política regional, há disparidades entre os concorrentes. Há candidatos, como os deputados estaduais Arlen Santiago e Ruy Muniz (DEM), que desta vez concorre a uma vaga na Câmara Federal, que se dão ao luxo de cruzar o Estado a bordo de aviões. No caso de Ruy, duas aeronaves: um bimotor e um helicóptero. A grande maioria, no entanto, tem que acordar e cedo e colocar o carro na estrada para estafantes visitas que fizeram a dois três municípios por dia de campanha.

Há até um feito digno do Guinness Book, o livro de recordes. Na disputa pelo cargo de candidato federal, Wilson Cunha (PMDB), outro candidato afortunado, na acepção financeira do termo, contou ao repórter Mendes que participou de 11 comícios, ou reuniões políticas, como eles têm preferido chamar o encontro com eleitores cada vez mais avessos ao contato com políticos, no intervalo de 24 horas. Na tônica da matéria, a nada fácil vida de candidato: jornada estafantes, três a quatro horas de sono por dia e muito “suor, gogó, saúde e dinheiro para conquistar os preciosos votos” do eleitor.         


postado por 38839 as 10/02/2010 06:14:01 # 0 comentários
MASSA DE INDECISOS


Pesquisa do DataTempo/CP2 mostra que mais da metade do eleitor mineiro não escolheu deputados

O petista Paulo Guedes é o único norte-mineiro que aparece bem colocado na indicação de voto do instituto ligado ao jornal

O eleitor mineiro deixou para a última hora a escolha dos nomes em que vão votar nas eleições proporcionais para deputado estadual e federal. Levantamento publicado na edição desta sexta-feira do jornal mineiro “O Tempo” mostra que 43,87% dos entrevistados afirmaram não saber em quem vão votar para federal ou não responderam. No caso da escolha para deputado estadual, o índice de indecisos é um pouco maior: 47,31%. A indecisão do eleitor às vésperas da eleição não chega a surpreender, já que nem mesmo a campanha majoritária para presidente e governadores foi lá das mais empolgantes.

Sabedores dessa realidade, os candidatos não podem piscar e correm contra o tempo para tentar atrair essa massa de indecisos até o último momento. Há muito candidato em campo ainda nesse sábado para o corpo-a-corpo com o eleitor, única forma de manifestação que a legislação eleitoral ainda permite.   

A pesquisa DataTempo/CP2 colheu os nomes dos candidatos favoritos na eleição deste domingo (veja no quadro acima). Para a Câmara, o parlamentar Lael Varella (DEM) segue o mais citado, por 2,52% dos entrevistados. O hoje estadual Weliton Prado (PT) está em segundo, mencionado espontaneamente por 1,36%. O terceiro é o federal Alexandre Silveira (PPS), com 1,16%, seguido do ex-governador Newton Cardoso (PMDB), com 1,11%. O ex-prefeito de Betim Carlaile Pedrosa (PSDB) e o federal Jaiminho Martins (PR) foram citados por 1,07%.

Para deputado estadual, o mais citado é o ex-jogador do Atlético Marques (PTB), que aparece com 1,36%. Ele é seguido do hoje federal Elismar Prado (PT), preferido de 0,92%. Doutor Viana (DEM), que já é parlamentar, tem 0,77%. Os também estaduais Gustavo Corrêa (DEM) e Paulo Guedes (PT) aparecem empatados na quarta posição da pesquisa com 0,73%. O petista,  que busca o segundo mandato, comemorou o resultado e disse que espera dobrar a votação de 46 mil votos da eleição de estreia para a Assembleia Legislativa. Além de Paulo Guedes, só o candidato Luiz Tadeu Martins (PMDB) aparece no ranking do DataTempo.

Para ver o texto do “O Tempo”, clique aqui.


postado por 38839 as 10/02/2010 04:38:08 # 0 comentários
sexta, 01 outubro, 2010
DNA DO ASFALTO

A César o que é de quem?

Bastou as empresas responsáveis pela (futura?) pavimentação da BR-135 entre Manga e a divisa com o Estado da Bahia darem as caras no extremo Norte de Minas para começar a reação furiosa contra os supostos méritos que os deputados petistas Virgílio Guimarães  (federal) e Paulo Guedes (estadual), que acompanharam o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, à região no último mês de junho para a assinatura da ordem de serviço para o início da obra.

Um jornal ligado ao prefeito de Manga, Quinquinha Sá (PPS), deve circular nas próximas horas com editorial em que minimiza a atuação dos petistas e atribui a realização da obra do asfalto, se e quando sair, ao processo histórico de que teria participado todas as lideranças norte-mineiras. Mais adiante, em contradição, o mesmo texto atribui o início da obra aos esforços do vice-presidente, José Alencar (PR).        

Não se pode dizer que o vice-presidente não tenha mérito algum nesse caso. Vá lá que tenha. Mas a verdadeira verdade é que ele deu tratamento para lá de burocrático quando, por duas ocasiões, recebeu em audiência lideranças norte-mineiras que bateram à sua porta com o pedido de solução para demanda tão antiga. Ligou para o ministro de plantão e pediu que “avaliasse” o caso, quando poderia, na condição de presidente em exercício, determinar o início imediato da obra que se arrastou até aqui e garantias não há de que realmente vai sair do papel.

O jornal parceiro segue, de tempo em tempo, na repetitiva campanha de ataques aos desafetos do prefeito de Manga, de que a edição que sai ao lume é exemplo mais acabado. Não se pode atribuir aos deputados petistas mérito isolado por essa conquista. No dia da graça em que ela se concretizar, que fique bem entendido, agora, ao que tudo indica, mais perto do que longe. 

Dito isso, vale destacar que não é atitude das mais inteligentes querer tapar o sol com a peneira e negar que foi no governo do PT que a pavimentação chegou mais perto de sair do papel, como indica as movimentações dos últimos meses. Governo que também pertence ao mineiro José Alencar, mas não só.


postado por 38839 as 10/01/2010 07:40:57 # 0 comentários
FICHA LIMPA: ATHOS FORA DA ELEIÇÃO


STF nega liminar e ex-prefeito de Montes Claros fica fora da disputa

Athos (foto) foi condenado por uso indevido dos meios de comunicação na campanha eleitoral de 2008 e participação em evento das igrejas evangélicas sediadas 


Com informações do site ABN NEWS

BRASÍLIA - O ex-prefeito de Montes Claros, Athos Avelino (PPS), teve o pedido de liminar em ação cautelar negado na quinta-feira, 30/09, pelo ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF). Athos, que tentava confirmar sua candidatura a deputado estadual, não conseguiu o registro de candidatura no Regional Eleitoral mineiro (TRE-MG), com base na Lei da Lei da Ficha Limpa. Decisão que seria mantida posteriormente pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e agora ratificada em definitivo pelo STF. A insegurança jurídica que tomou conta da tentativa de Athos em se eleger para a Assembleia mineira de certa forma já comprometia o sucesso na empreitada a que se propôs depois de ter sido derrotado na de se reeleger prefeito de Montes Claros, há dois anos.  

Denunciado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), ele foi considerado pela corte eleitoral mineira, em junho de 2009, inelegível por três anos pela prática de abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação social na campanha eleitoral de 2008, e a participação no evento Semana da Paz, promovida pelas igrejas evangélicas sediadas em Montes Claros, quando ainda era prefeito e candidato à reeleição em Montes Claros. Pereira e o vice-prefeito da cidade à época, Sued Kennedy Parrela Botelho, teriam realizado, segundo o MPE, evento religioso com objetivo eleitoral.

Inconformado com o acórdão do TRE mineiro – que declarou sua inelegibilidade por entender estar comprovado o abuso de poder político e de autoridade em benefício de sua candidatura –, Pereira recorreu ao TSE sob o argumento de que não teria obtido nenhuma vantagem em votos com o evento promovido na campanha de 2008, já que não havia sido reeleito. Com a alegação de falta de fundamentação idônea por parte da corte mineira, pediu também a requalificação jurídica de fatos incontroversos.
Agravo

O ministro Joaquim Barbosa negou seguimento ao agravo de instrumento interposto pelos advogados de Athos no início do mês de setembro. Por meio dele, Athos Avelino Pereira pretendia assegurar o trânsito de recurso extraordinário interposto contra decisão do TSE em recurso especial eleitoral que pretendia reverter o acórdão da corte mineira, garantindo, assim, seu registro de candidatura ao cargo de deputado estadual.

Barbosa entendeu que não havia condições para o prosseguimento do recurso extraordinário, já que o acórdão do TRE-MG estaria devidamente fundamentado, ao contrário do que defendia o candidato. “É importante relembrar que a insatisfação com o provimento jurisdicional não se confunde com a falta de fundamentação idônea”, ressaltou em sua decisão.  A decisão é extensiva ao ex-vice-prefeito de Montes Claros Sued Kennedy Parrela Botelho, outra parte na presente ação.


postado por 38839 as 10/01/2010 08:30:26 # 0 comentários
quinta, 30 setembro, 2010
HILÁRIO ELEITORAL

Tom Cavalcante satiriza Hélio Costa

Os humoristas, como se sabe, foram proibidos de usar tirar sarro dos políticos durante a campanha eleitoral. Censura pura, felizmente derrubada por um ato de lucidez do Judiciário após protesto da classe. Ainda bem, não sou por resgatar o bom-senso em um país que parece andar às avessas mas também por possibilitar o riso solto e leve diante do conteúdo do vídeo (veja aqui) em  que o cearense Tom Cavalcante faz impagável imitação do candidato Hélio Costa (PMDB) ao governo de Minas Gerais. Tom brinca com tudo, inclusive com o mote criado pelo marqueteiro Duda Mendonça de que Hélio e seu vice, o petista Patrus Ananias, seriam dois homens num só governo. A dupla virou “Discostas” e “Patrás”. Tom é amigo de Aécio Neves, que tem motivo adicional para rir à toa.   


postado por 38839 as 09/30/2010 01:53:38 # 1 comentários
CONTA DE CHEGADA

Um pra eu.. um pra tu... um pra eu (*)

As eleições proporcionais para deputado estadual ganharam um certo tom de disputa plebiscitária entre a situação e a oposição do município de Manga. Todas as forças políticas da oposição local se aglutinaram em torno do deputado estadual Paulo Guedes (PT) em combate ao também deputado estadual Arlen Santiago (PTB), que é apoiado pelo prefeito do município, Quinquinha Sá (PPS). É, por assim dizer, uma disputa dentro da disputa maior que chega a termo neste domingo, com coloração parecida com a rivalidade entre o Cruzeiro e o Atlético, para ficar numa imagem bem cara a todos os mineiros.
 
A três dias das eleições, os palpites sobre esse embate bem particular beiram o nonsense. Embalado com o que considera o sucesso da carreata-comício que realizou na cidade no último domingo, o deputado petista avalia que deve aumentar em cerca de 20% os 5.383 votos que obteve há quatro anos, na eleição de estreia para a Assembleia Legislativa. Por esse prognóstico, sua votação subiria para algo entre 6,5 mil a sete mil votos. Por outro lado, uma fonte próxima ao prefeito confirmou no início da noite de ontem que Quinquinha está certo de que Arlen Santiago o majoritário em Manga com vantagem igual ou superior a mil votos sobre o desafeto Paulo Guedes.

Tudo muito bom, tudo muito bem, mas o problema é que aí a conta não fecha. O municio tem 15.391 eleitores cadastrados para esta eleição, número bem semelhante ao que Paulo Guedes e Quinquinha, juntos, esperam conquistar do eleitorado no domingo e bem acima da série histórica de votos válidos registrado a cada eleição. Hipótese que também desconsidera o verdadeiro enxame de candidatos que tomaram o município de assalto nos últimos dias e que deve, na somatória, beliscar fatia não desprezível dos votos em disputa.

Resumo da opereta: tem gente blefando ou, noutra hipótese, sendo enganada pelos lânguidos olhares do eleitor, cada vez mais independente, quando não desinteressado do esforço que os candidatos executam para serem notados. Nada contra o otimismo dos candidatos e seus apoiadores, circunstância inerente e até mesmo muito bem-vinda em temporadas eleitorais. O que não se pode perder de vista é o lastro necessário da lógica e da coerência. Não demora, e vamos saber quem tem razão.   

(*) Verso da música "Karolina com K", de Luiz Gonzaga 


postado por 38839 as 09/30/2010 10:37:14 # 1 comentários
quarta, 29 setembro, 2010
UM ESPETÁCULO DEPRIMENTE


Foto/arquivo: Sheyla Leal/SCS-DF

A candidata Weslian Roriz entre os ex-governadores Joaquim Roriz, com quem é casada há 50 anos, e o demo José Roberto Arruda: a triste sina de Brasília  

Já escrevi em algum canto dessa página sobre a minha decepção quando me dei conta da baixa qualidade da classe política aqui do Distrito Federal. Os fatos se acumulam em série histórica para não me deixar mentir: corruptos, ladrões do dinheiro público, grileiros de terras públicas, além de demagogos populistas, são os personagens do triste cenário que a capital da República vivencia desde que o ex-presidente José Sarney nomeou Joaquim Roriz como governador biônico do Distrito Federal. Essa gente pulula, com as exceções de praxe, nos cargos de comando do governo e na Câmara Distrital, de reconhecida inutilidade e alto custo de manutenção com o dinheiro dos nossos impostos.

Moro em Brasília há exatos oito anos e, agora, essa má impressão chega ao paroxismo com o debate entre os candidatos ao governo local, ontem, na TV Globo. A grande ironia nisso tudo é que, aqueles que podem ser considerados os melhores quadros da vida política nacional, estão também aqui em representações do Senado Federal e da Câmara dos Deputados.

O lamentável espetáculo da noite de ontem foi, por assim dizer, a consagração da estupidez na figura do constrangimento a que o ex-candidato Roriz submeteu sua “amada companheira de 50 anos de matrimônio” ao substituí-la na chapa em que concorria ao governo local pela quinta vez, após outra vergonhosa renúncia por efeitos do projeto Ficha Limpa. Tirada do papel secundário de esposa e dona de casa para ser transformada em candidata pelo marido a apenas uma semana das eleições, Weslian Roriz (PSC), foi puro vexame ao se submeter a um dos momentos mais constrangedores que da política nacional ao participar, como já disse, do debate da TV Globo no Distrito Federal.

Já na sua primeira aparição na tela da TV, Weslian se atrapalhou nas respostas, e afirmou para espanto da audiência:

- Quero defender toda aquela corrupção! Depois de uma breve rápida pausa, em que parecia momentaneamente perdida, tentou acertar o passo: - Tudo que for de corrupção, eu não vou aceitar. Vai começar uma situação nova em Brasília. Vamos fazer o governo sem máculas.        

A exemplo do marido ex-governador, Weslian adotou a tática de lê anotações preparadas por assessores e, lá pelas tantas, perdeu o rumo. A candidata passou a responder os questionamentos com perguntas desconexas aos adversários. Em bloco em que o tema era o transporte público do Distrito Federal, se não o pior, um dos piores do país, a candidata desconversou com o argumento de que tudo será “resolvido no seu tempo e na sua hora”, para em seguida acusar o médico e candidato do PT, Agnelo Queiroz, de ser favorável ao aborto.

Triste espetáculo, que não foi amenizado nem mesmo pela performance dos demais candidatos, todos muito fracos. Até mesmo o líder nas pesquisas, o petista Agnelo, não acena com maiores esperanças de melhor futuro na política após o triste episódio comandado pelo Democratas de José Roberto Arruda e Paulo Octávio. Arruda, por sinal, rompeu o silêncio a que se penitenciou após sair da cadeia para dizer a frase que segue: “Eleger Roriz é mostrar que o crime compensa”.  Vamos combinar que ele deve saber do que está falando. Pelo que consta sua desgraça eleitoral se deu exatamente por mexer na Caixa de Pandora, que herdara do rorizismo, de quem já foi escudeiro como demonstra a foto lá do alto. É tudo desalento.     


postado por 38839 as 09/29/2010 01:00:50 # 1 comentários
terça, 28 setembro, 2010
EM SUSPENSÃO


Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Fumaça dos escapamentos dos veículos e dos muitos incêndios que arderam no Centro-Oeste do Brasil somada à poeira provocada pelos fortes ventos que açoitaram Brasilia durante esta terça-feira dificultaram a visibilidade aqui no Plano Piloto, onde não cai uma gota de chuva há quase cinco meses. Um dia de deserto do Saara na capital federal, com a poluição em suspensão no ar. Há promessa de chuva para esta quarta-feira, um alívio em meio à tanta aridez. 


postado por 38839 as 09/28/2010 10:19:36 # 0 comentários
PAVIMETAÇÃO DA BR-135

Promessa ou realidade?

Sob olhar desconfiado da população, construtoras chegam à região para iniciar asfalto da BR-135

MONTALVÂNIA - Promessa de pelo menos três décadas, a pavimentação da BR-135 entre a cidade de Manga, no extremo Norte de Minas, e a divisa com o Estado da Bahia, mexe com a curiosidade de céticos e crédulos nesta semana que antecede as eleições.

As construtora Empa S/A - Serviços de Engenharia, responsável pela construção das obras da BR-135 no subtrecho entre a divisa com o Estado da Bahia até o entroncamento da BR-030, no perímetro urbano de Montalvânia, com extensão de 18,1 quilômetros, chegou à cidade na última segunda-feira. Segundo o site www.br135.com, máquinas e carros da construtora chegaram à cidade e já iniciaram a construção do canteiro de obras.

De acordo com o texto, a população da região “está animada com os indícios do início da obra”. Também nesta segunda-feira, representantes da J. Malucelli Construtora de Obras, do Paraná, chegaram a Manga e já anunciaram a contratação imediata de pelo menos 50 operários para realizar o trabalho de campo que vai anteceder a realização da pavimentação do trecho entre Manga até o povoado de Monte Rei.

A obra foi autorizada durante visita à região do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, no último mês de junho, quando se fez acompanhar dos deputados petistas Virgílio Guimarães (federal) e Paulo Guedes (estadual). Calejado com tantas promessas, até mesmo a presença inédita de um ministro de Estado para anunciar a obra é vista com desconfiança.

Os opositores dos deputados petistas, entre eles o prefeito de Manga, Quinquinha Sá (PPS) e o depautado estadual Arlen Santiago (PTB), enxergam na movimentação das construtoras apenas uma manobra de vésperas de eleição, hipótese que uma fonte ligada à construtora J. Malucelli nega com veemência com o argumento de que a empresa não deslocaria seus funcionários de tão longe por motivação meramente eleitoral. Escaldado, o eleitor vai esperar passar o 3 de outubro para conferir se desta vez será mesm para valer o prometido asfalto que já cevou muitos mandatos parlamentares.


postado por 38839 as 09/28/2010 07:45:52 # 2 comentários
FIM DE NOVELA

Câmara aprova projetos de Arruda por unanimidade e põe fim ao impasse que já durava dois meses

Depois de quase dois meses de muita celeuma, a Câmara Municipal de Januária votou os projetos 049 e 052 barra dois mil e dez que autorizam o prefeito do município, Maurílio Arruda (PTC), a “engordar” o orçamento para o ano em curso em R$ 16,4 milhões. Desse total, R$ 7,1 milhões é para uma nova suplementação ao orçamento e a outra parte, orçada em R$ 9,3 milhões, resultado da autorização de abertura de crédito especial.

Os vereadores se reuniram em sessão extraordinária no final da manhã desta terça-feira, quando aprovaram por unanimidade os projetos do executivo local. A Câmara há havia aprovado há coisa de um mês suplementação em torno de R$ 10 milhões no final do mês de agosto. Ao final da sessão, o presidente da Casa, vereador Delsinho Magalhães (PMDB), enfatizou que a Câmara atendia aos anseios do povo e não necessariamente do prefeito, que praticamente não tem aliados entre os vereadores. 


postado por 38839 as 09/28/2010 02:43:29 # 0 comentários
NA MARGEM DE ERRO...

Uma ponta de esperança

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira coloca um pouco de sabor na atual campanha eleitoral que, de resto, foi um tanto quanto insípida pelo alheamento do eleitor e pela convicção já há muito estabelecida de que a candidata petista, Dilma Rousseff, venceria no primeiro turno em verdadeiro passeio sobre o principal adversário, o tucano José Serra.  Esperança tênue, talvez, mas a mídia faz festa com a possibilidade de que a eleição presidencial vá para o segundo turno.

Tudo está agora no puxa-estica da chamada margem de erro, dado estatístico a que pouca importância se dá. O histórico do Datafolha mostra que, há 15 dias, Dilma Rousseff tinha vantagem de 12 pontos sobre a soma dos demais adversários. Essa diferença positiva caiu para sete pontos caído na semana passada e agora, ainda segundo o Datafolha, foi reduzida a dois pontos (46% a 44%). Se a eleição fosse hoje, Dilma teria 51% dos votos válidos, margem por demasiadamente estreita para animar devaneios do já ganhou. O que anima a oposição e traz acenos de esperança no segundo turno é o fato da candidata petista ter entrado em trajetória descendente. Repita-se: a eventual vitória petista no domingo teria caído no limbo da margem de erro.

Por ironia do destino, esse quadro que anima os tucanos não melhorou a situação de José Serra, que permanece com 28% das intenções de votos. A sangria nos votos de Dilma migrou para o time dos indecisos, que cresceu de 5% para 7%, quando a proximidade do dia das eleições sugerisse exatamente o oposto, e para a candidata verde, Marina Silva, que subiu de 11% para 14% nas duas últimas semanas. Eis aí o motivo para um pouco de emoção nesta reta de chegada da disputa presidencial. O busilis é que a margem de erro é dado escorregadio e pau que dá em Chico também pode bater em Francisco. O remédio é esperar até domingo.   


postado por 38839 as 09/28/2010 12:02:49 # 0 comentários
segunda, 27 setembro, 2010
ENTRE O PLENÁRIO E A CADEIA


STF condena deputado Tatico a sete anos de prisão

Com Agência Brasil
 
O Supremo Tribunal Federal (STF) encerrou agora há pouco o julgamento do deputado federal José Fuscaldi Cesílio  (foto), mais conhecido como Tatico (PTB-GO). A Corte condenou o político a sete anos de prisão, em regime inicialmente semiaberto, mais 60 dias-multa, no valor de meio salário mínimo vigente em 2002 – ou seja, em R$ 6 mil, que ainda precisam de atualização monetária. Tatico transferiu seu domicílio eleitoral para Minas Gerais, onde faz campanha milionária para e reeleição, de acordo com série de reportagens publicadas pelo jornal “O Estado de Minas” (Veja aqui).

O ano foi fixado porque em 2002 houve a descontinuidade do delito de apropriação indébita previdenciária e sonegação de contribuição previdenciária, crimes pelos quais ele foi condenado. Tatico é candidato à reeleição para a Câmara dos Deputados, desta vez por Minas Gerais. O parlamentar ainda pode entrar com um recurso pedindo esclarecimento sobre a decisão, mas não pode mudar o teor da sentença.

De acordo com denúncia do Ministério Público Federal (MPF), a empresa do deputado, a Curtume Progresso Indústria e Comércio Ltda., teria deixado de repassar as contribuições previdenciárias dos empregados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), relativas às folhas de pagamento mensal e também às rescisões contratuais, no período de janeiro de 1995 a agosto de 2002.


postado por 38839 as 09/27/2010 07:41:25 # 0 comentários
SEM LULA LÁ


Lula não volta a Minas, onde Anastasia deve vencer já no primeiro turno segundo o Ibope

Governador abre 13 pontos de diferença sobre sobre Hélio Costa na semana final de campanha

Desfeitas as expectativas em torno das presenças do presidente Lula e da candidata Dilma Rousseff para o que seria a grand finale da campanha eleitoral em Minas Gerais, o consórcio PT/PMDB enfrenta os rigores dos números desfavoráveis na última semana de campanha e, de certa forma, foi jogado ao mar pelo presidente -- que não é muito afeito a associar o seu nome aderrotas de aliados.

Nova pesquisa eleitoral do Ibope, divulgada na manhã desta segunda-feira (27/09), mostra que o governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, ampliou para 13 pontos a vantagem em relação ao segundo colocado na preferência dos eleitores mineiros. Lula não volta a Minas para encerrar a campanha de Dilma e dar tratamento diferenciado aos aliados Hélio Costa e Patrus Ananias, muito menos a Montes Claros como se especulou nos últimos dias.

A crer nas pesquisas, o caso mineiro não tem volta. Além do Ibope, as últimas pesquisas dos institutos Datafolha, Vox Populi, EM Data, Data Tempo/CP2 e Nexus confirmam a liderança de Antonio Anastasia para as eleições ao Governo de Minas. Os tucanos garantem a continuidade do seu enclave no Sudeste com a vitória também prevista de Geraldo Alckmim em São Paulo já no próximo domingo. 

Em Minas, os números do Ibope mostram que Anastasia tinha 42% das intenções de voto na pesquisa da última terça-feira e, agora, está com 46% (veja gráfico). O crescimento é de quatro pontos em menos de uma semana, o que consolida o seu isolamento na liderança e praticamente liquida a fatura já em 3 de outubro. O candidato Hélio Costa, do PMDB, continua caindo. Ele passou de 34% para 33%.

Segundo o Ibope, Antonio Anastasia seria eleito no primeiro turno com 57% dos votos válidos. O cenário eleitoral em Minas só seria alterado por fato muito grave, o que não deve ocorrer haja vista o insucesso das tentativas da oposição em tentar imputar no adversário eventuais erros do governo dele e do antecessor, Aécio Neves.

Ainda que improvável, dada a pouca musculatura eleitoral dos demais candidatos eo pleito mineiro, o Ibope fez simulação para um eventual segundo turno. Nessa hipóetese, o governador Antonio Anastasia também seria eleito. O Ibope mostrou que ele tem 47% das intenções de voto contra 34% do outro candidato. O número de eleitores que ainda não decidiu o seu voto representa 15%. 


postado por 38839 as 09/27/2010 01:44:26 # 0 comentários
A PASSO DE LESMA

O horário eleitoral gratuito desta segunda-feira ainda traz as mensagens do ex-candidato Joaquim Roriz aqui no Distrito Federal. O senhor das renúncias desistiu da disputa na sexta-feira, acuado pelo esfregão da Lei da Ficha Limpa e colocou em seu lugar a própria mulher, Weslian Roriz, para compor a cabeça de chapa. A campanha adotou o sugestivo slogan "Casal 20  - uma aliança por Brasília". Numa referência, talvez, ao fato das recentes comemorações das bodas de ouro do casal.  

É injustificável que, 48 horas depois da desistência formal do ex-candidato, a Justiça Eleitoral leve ao ar suas mensagens que nada mais valem ao eleitor. Foi o que acabou de acontecer no horário gratuito desta manhã. Se a campanha da dona Weslian Roriz, jocosamente apelidada de mulher laranja não conseguiu entregar os novos programas em tempo hábil, o Tri bunal Regional Eleitoral aqui de Brasília teria agido melhor em suspender o programa de Roriz e colocar as músicas e mensagens de praxe naquele espaço.

Mais um episódio a mostrar que o Judiciário brasileiro, em suas várias frentes, parece não se esforçar muito para deixar para trás o triste histórico de lentidão que tanto exaspera nossa cidadania e contribui para provocar a descrença que qualquer pesquisa, se realizada fosse, detectaria na atuação da instituição. Fosse mais expedita, a Justiça evitaria que o "casal 20" Roriz e Weslian afrontasse mais uma vez o pouco que resta do amor próprio do eleitorado aqui de Brasília.


postado por 38839 as 09/27/2010 09:43:25 # 0 comentários
GLAUCILÂNDIA

Ação de improbidade contra prefeito pode ser julgada ainda neste ano

Do Blog do Fábio Oliva

Pode chegar ao fim, ainda neste ano, processo criminal em que o prefeito de Glaucilândia Marcelo Ferrante Maia (PSDB) é acusado pela Procuradoria Especializada em Crimes Praticados por Agentes Políticos Municipais do Ministério Público de Minas Gerais de fraudar licitação para aquisição de um ônibus escolar. O crime teria acontecido no final de mandato anterior entre 1997-2000.

Segundo a promotora de Justiça Elba Rondino, no último ano daquele mandato, o prefeito teria feito acerto com os membros da Comissão Permanente de Licitação (CPL) e o negociante de veículos Ilberto Alves Horta, para fraudar licitação para a compra de ônibus por preço superior ao de mercado.

Além do prefeito, também foram incluídos na denúncia criminal Carlos Antônio dos Santos Pereira, Diane Alves dos Santos e Eduardo Ferrante Maia (irmão do prefeito e presidente da CPL na época), além de Ilberto Alves Horta. De acordo com o Ministério Público, a licitação parece ter sido “montada”. Pela quantidade de irregularidades encontradas, segundo o MPMG, todo o processo licitatório deveria ter sido anulado.

Proprietários de pelo menos duas empresas cujos documentos foram encontrados no processo de licitação negaram que tenha recebido convite para participar do certame e disseram que são falsas as assinaturas atribuídas a eles nos documentos. Outro fato que também chamou a atenção do MPMG foi o ônibus ter sido adquirido por Ilberto Alves Horta por R$ 20 mil em novembro de 2000, praticamente no final do mandato, e vendido à Prefeitura de Glaucilândia no dia 24 do mesmo mês por R$ 30 mil.

Apesar das evidências apontadas pelo MPMG, todos os denunciados negaram qualquer irregularidade. Uma das estratégias dos envolvidos para retardar o julgamento da ação civil pública nº. 4435134-11.2006.8.13.0000 foi arrolar testemunhas de defesa em outros Estados. Uma das testemunhas, Adilson Vicente da Silva, arrolada por Marcelo Ferrante Maia, foi ouvida na 1ª Vara Criminal de Salvador/BA dia 23 de agosto de 2010.

Veja aquio inteiro teor da decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais que recebeu a denúncia contra os envolvidos.


postado por 38839 as 09/27/2010 09:30:49 # 0 comentários
sábado, 25 setembro, 2010
TUTELA

Fora de hora e de propósito

Nesta altura do campeonato, atrapalha mais do que ajuda a iniciado do diretório nacional do PT ao ingressar com uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal contra a lei que exige dois documentos para que o eleitor vote no dia 3 de outubro. A partir destas eleições, os eleitores são obrigados a apresentar o título de eleitor e um documento oficial com foto (o RG ou carteira de motorista, por exemplo). Até então, era preciso levar apenas um dos dois.

O problema é que o tempo é por demais exíguo para que qualquer mudança na norma eleitoral chegue ao conhecimento do eleitor. E o teme o PT? O partido descobriu aos 45 minutos do segundo tempo que a exigência faça aumentar a abstenção nas eleições deste ano e, por óbvio, ameaçar a eleição de Dilma Rousseff já no dia 3 de outubro. O receio é de que eleitores das regiões Norte e Nordeste, que devem dar votação consagradora à petista, a crer no que dizem as pesquisas, façam confusão com a nova norma em prejuízo da vitória quase certa da candidata de Lula.  

Não é para tanto. Risco maior é o de alterar a regra do jogo na undécima hora. O risco de perder alguns votinhos não é exclusivo aos candidatos petistas. Melhor fariam, todos eles, se fizessem um esforço maior do que já está em curso para informar o eleitor. A medida é conhecida há um tempo e o PT devia ter apontado o que considera uma falha na legislação no momento adequado. De resto, o escopo da lei é positivo: impedir aquela fraude em que um falso eleitor vai às urnas sem procuração do verdadeiro dono do título eleitoral.
.


postado por 38839 as 09/25/2010 08:11:47 # 2 comentários
RETA FINAL


Queda de braço entre Quinquinha e Paulo Guedes tem novos lances

Prefeito está determinado a retirar a condição de majoritário do petista no municipio que é seu berço político e a disputa fica acirrada na última semana de campanha   

MANGA - As eleições de 3 de outubro acomodam uma batalha não declarada entre o prefeito de Manga, Quinquinha Sá (PPS), e o deputado estadual Paulo Guedes (PT), em campanha pela reeleição. O prefeito tem dito a círculos mais próximos que vai fazer os seus candidatos majoritários no município. Quinquinha apóia Arlen Santiago (PTB), para estadual, e o decano Humberto Souto (PPS), que tenta voltar para o oitavo mandato na Câmara Federal.

O prefeito quer imputar derrota eleitoral na tentativa que Paulo Guedes empreende para  retornar à Assembleia Legislativa  naquele que é considerado o berço político da sua carreira e, de quebra, impedir o candidato a federal Gabriel Guimarães (PT) de ser o mais votado em Manga, possibilidade de resto já remota. A votação em Manga não deve influenciar no eventuais sucesso ou insucesso da campanha do petista, que faz campanha em cerca de 50 municipios, mas Paulo Guedes resolveu dedicar atenção especial para a briga doméstica que trava com o prefeito Quinquinha desde que foi eleito para o cargo de deputado  estadual.  
 
Um dos lances dessa disputa foi a omissão, pelo prefeito, do nome do petista no vídeo que mostra as obras do seu governo e a intervenção dos deputados para conseguir viabilizar esses recursos (veja nota mais abaixo sobre o assunto). A nove dias da eleição, a disputa entre dois terá um novo embate neste final de semana e pode sinalizar quem sairá vencedor nesta queda de braço. Animado com o recente comício em São José das Traíras, Quinquinha chegou a falar em dar a Arlen Santiago vantagem de dois mil votos em relação ao desafeto petista.

A reação 
   
A campanha de Paulo Guedes esboça uma reação às investidas do prefeito e planeja realizar ato de demonstração de força eleitoral neste domingo. Para tanto, convocou os prefeitos correligionários para participarem de carreata seguida de reunião política na cidade. O movimento tem início previsto para às 17h00, quando o deputado comanda carreata com ponto de partida do Bairro Arvoredo e vai visitar “os quatro cantos da cidade”, segundo informação de um dos organizadores.

A manifestação, que conta ainda com a participação do deputado federal Virgílio Guimarães (PT-MG), que este disputa o cargo de suplente na chapa ao Senado do ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel, além do próprio Gabriel Guimarães, termina com uma aglomeração na Praça Melo Viana, a principal da cidade, para onde está marcado encontro com eleitores e apoiadores. 

A depender do sucesso da carreata-comício do deputado Paulo Guedes, o prefeito Quinquinha terá que correr contra o tempo e espaço na agenda dos seus candidatos para tentar realizar evento que faça corpo ao dos petistas. A exemplo do que aconteceu há 15, quando Guedes reuniu um bom número de simpatizantes na comunidade de São José das Traíras, e o prefeito contrapôs a iniciativa com a realização de comício no mesmo local já no final da semana passada.

Foi na praça central do povoado que Quinquinha inaugurou o “filminho” que mostra obras do seu governo e omite o nome do deputado Paulo Guedes na relação dos deputados que contribuíram com a transferência de recursos para o município. A expectativa para saber quem leva a melhor nessa guerra política muito particular tem uma explicação: o resultado da contenda pode sinalizar o jogo de forças políticas para a eleição municipal daqui a dois anos. O deputado petista atraiu para o seu entorno todas as forças de oposição ao prefeito. É briga de futuro.     


postado por 38839 as 09/25/2010 08:57:24 # 11 comentários
sexta, 24 setembro, 2010
EFEITO FICHA LIMPA - REVIRAVOLTA NA DISPUTA DO GDF

Roriz desiste de candidatura ao GDF e “escala” a própria mulher para ocupar sua vaga


BRASÍLIA – A capital federal foi tomada de surpresa no início da tarde desta sexta-feira com a decisão do ex-governador Joaquim Roriz (PSC) em retirar o seu nome na disputa do próximo 3 de outubro. Diante do impasse quanto à sua candidatura ao governo do Distrito Federal, que motivou ação em julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Roriz indicou a sua esposa, Weslian Roriz, para concorrer em seu lugar. O vice na chapa continua sendo Jofran Frejat.

A informação foi publicada no Twitter da filha do agora ex-candidato, Liliane Roriz (PRTB), que também concorre à Câmara Distrital. Roriz convocou uma entrevista coletiva para a tarde de hoje, quando deve oficializar a decisão tomada depois de uma reunião com sua filha e aliados. Informações que circulam em Brasília dão conta que Roriz, que já foi governador do Distrito Federal por quatro mandatos, avaliou que as incertezas provocadas em sua campanha pela Lei da Ficha Limpa o fizeram perder terreno para o principal adversário, o candidato Agnelo Queiroz (PT), que aparece como líder nas últimas intenções de voto.

A saída de Roriz da disputa pelo governo distrital é a segunda renúncia em sua carreira e pode marcar o final da carreira do político que foi indicado para o cargo pela primeira vez durante o governo do ex-presidente José Sarney. Eleito para o Senado em 2006, o então peemedebista Roriz foi obrigado a renunciar ao mandato acusado de quebra de decoro após a divulgação de conversas telefônicas que o mostraram negociando a partilha de R$ 2,2 milhões com o ex-presidente do BRB (Banco de Brasília), Tarcísio Franklin de Moura.

A partilha seria feita no escritório do empresário Nenê Constantino, presidente do Conselho de Administração da Gol. O ex-candidato negou as acusações e disse que pediu um empréstimo de R$ 300 mil a Nenê --quantia descontada de um cheque de R$ 2,2 milhões do empresário. O dinheiro, segundo ele, teria sido utilizado para comprar uma bezerra e ajudar um primo.

Mesmo com a indicação da esposa, não há tempo para retirar da urna eleitoral a foto do ex-governador. Avaliações preliminares dão conta de que essa foi uma jogada arriscada, porque a campanha de Roriz não teria tempo hábil até 3 de outubro para informar ao seu eleitorado os motivos da decisão e fornecer matéria-prima para seus adversários que devem usar a renúncia como confissão de culpa.


postado por 38839 as 09/24/2010 02:37:40 # 0 comentários
POWER POINT

O prefeito de Manga, Quinquinha Sá (PPS), colocou mais lenha na fervura da disputa não declarada que leva a termo para tirar do desafeto Paulo Guedes (PT) a condição de majoritário no município. Quinquinha adotou a estratégia de apresentar um vídeo durante os comícios que tem realizado em apoio aos correligionários Humberto Souto (PPS) e Arlen Santiago (PTB), na disputa pela reeleição aos cargos de deputado federal e estadual, respectivamente. No telão aparecem imagens do que seriam as realizações do seu duplo mandato. No final, o prefeito faz uma prestação de contas em que mostra a “origem” dos recursos de cada obra e a participação de cada deputado na conquista dessas verbas.

O nome de Paulo Guedes foi omitido na “apresentação” de Quinquinha. O prefeito cita apenas o empenho do deputado federal Virgílio Guimarães no repasse dos recursos para a obra da escola que o município constrói no espaço onde ficava a antiga Praça de Esportes da cidade. Virgílio e Paulo Guedes são aliados de primeira hora e dividem o mérito e o demérito da atuação política na região. O “filminho” de Quinquinha incomodou o petista manguense, que gravou mensagem acusando o prefeito de impor obstáculos à sua atuação no município. Carros de som da campanha de Paulo Guedes percorrem o município para divulgar a fala em que o petista alega que o prefeito não “correu atrás” dos benefícios que teria conseguido para Manga.   


postado por 38839 as 09/24/2010 02:09:47 # 6 comentários
FICHA LIMPA SOU SUJA?

STF adia novamente decisão sobre aplicação da Lei da Ficha Limpa nas eleições deste ano

BRASÍLIA - O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu, mais uma vez, na madrugada desta quarta-feira (24/09), o julgamento da Lei da Ficha Limpa. Desta vez, todos os ministros votaram, mas, por causa do empate em 5 a 5, a solução encontrada foi adiar a proclamação do resultado, inédito naquela Corte. Com isso, o STF não decidiu se a lei pode ou não ser aplicada nestas eleições.

Os ministros se dividiram entre uma ala, por assim dizer, constitucionalista, que defende a Carta Magna como balizador de todas as demais leis, e o argumento de que a origem popular da Lei do Ficha Limpa tem a força de uma nascente vontade do eleitor de mudar o quadro de impunidade na política. O ministro Cezar Peluso, presidente do STF, não quis usar a prerrogativa do chamado voto de qualidade, que poderia desempatar o placar contra a implantação imediata da norma.

Não há data definida para definição do impasse e o mais provável é que a Ficha Limpa não vigore na atual quadra eleitoral. Há ainda sério risco de insegurança jurídica com a eleição dos candidatos que enfrentam problemas com a Justiça Eleitoral e tiveram seus registros de candidatura negados, caso de Joaquim Roriz, aqui em Brasília, que disputa o governo distrital pela quinta vez e foi o responsável pela consultada analisada esta semana pelo Supremo Tribunal Federal.    

Votaram a favor da norma os ministros: Carlos Ayres Britto, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Joaquim Barbosa e Ellen Gracie. Votaram contra  a lei os ministros: Antonio Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello e Cezar Peluso.
 


postado por 38839 as 09/24/2010 07:43:14 # 2 comentários
quinta, 23 setembro, 2010
SEM SOLUÇÃO

Câmara de Januária volta a adiar votação de projetos que reforçam orçamento do município

O presidente da Câmara de Vereadores de Januária, Adelmo Batista Magalães, o Delsinho Contabilidade (PMDB), optou por uma pauta mais light na reunião da última terça-feira e evitou levar a plenário os polêmicos projetos enviados pelo prefeito Maurílio Arruda (PTV) para a suplementação de verbas ao orçamento e o pedido de abertura de crédito especial, que totalizam valores orçados em cerca de R$ 20 milhões. O argumento de Delsinho é que a complexidade das propostas exige tempo maior de deliberação por parte dos vereadores.

A Câmara votou assuntos menos controversos, casos das declarações de utilidade púclica para associações e o convênio que permite a estudantes do município entrar para a universidade de ensino à distância do Tocantins. Por falar nisso, o reconhecimento de “utilidade pública” para entidades da sociedade civil ocupa boa parte da pauta dos legislativos da região


 


postado por 38839 as 09/23/2010 02:34:58 # 0 comentários
quarta, 22 setembro, 2010
BR-135

Dnit quer transformar BR-135 em rodovia ecológica

>> Fundação Bio-Rio quer parceria com municípios para minimizar impactos ambientais na pavimentação da rodovia federal 

>> Entidade foi contratada pelo Dnit para assessorar populações do entorno da rodovia federal durante a etapa de pavimentação

MONTALVÂNIA - O representante da Fundação Bio-Rio, Pólo de Biotecnologia do Rio de Janeiro, Sávio Toledo Cavallari, visitou nesta quarta-feira, 22/09, os municípios de Montalvânia e Manga, no extremo Norte de Minas, para apresentar às lideranças locais a proposta de parceria com as administrações municipais com o objetivo de implantar ações em favor das comunidades e do meio ambiente por onde no entorno do traçado da rodovia federal BR-135.

A Bio-Rio é uma entidade sem fins lucrativos contratada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para acompanhar a pavimentação da BR-135 em Minas Gerais e nos estados nordestinos por onde a estrada passa. Na semana passada, uma equipe da entidade esteve no município baiano de São Desidério.  “Nosso objetivo imediato é conscientizar o Executivo e o Legislativo local para a importância dessas ações, pois entendemos que o fortalecimento das ações em prol das comunidades e do meio ambiente por onde a BR passa depende de um trabalho conjunto”, diz Sávio Toledo.

Toledo ressalta que a proposta é fazer da BR-135 a rodovia da preservação e para que esta meta seja atingida o grupo fará um trabalho com as populações próximas à rodovia federal para disseminar conhecimentos sobre o impacto da obra no meio ambiente. São temas voltados para o uso da água, as queimadas, os biomas, as cavernas, o atropelamento de animais na estrada e o lixo, serão explorados por profissionais com utilização de material didático em palestras com a participação da população.  

As obras na BR 135 são de responsabilidade DNIT. A estrada passa por vários estados brasileiros ligando São Luis, no Maranhão, a Belo Horizonte, em Minas Gerais. Muitos trechos ainda não foram asfaltados, a exemplo do subtrecho entre Itacarambi e a divisa com a Bahia, onde o inicio da obra foi autorizado durante visita do ministro dos Transportes, Paulo Sério Passos, à região no último mês de junho.

“Queremos dar atenção especial às comunidades afetadas pelas obras da rodovia, porque ela, direta ou indiretamente, altera a vida das pessoas e interfere na natureza, o que queremos é diminuir este impacto”, ressalta Toledo. A previsão é que pelos próximos dois anos o grupo da BioRio esteja presente na região. A incubadora de projetos vai prestar serviços técnicos especializados para a execução de programas ambientais, gerenciamento e supervisão ambiente para a adequação e pavimentação da BR-135 entre Manga e a divisa do Estado da Bahia.

Reunião em Montalvânia

Em Montalvânia, informa o jornalista Fernando Abreu, o representante da Fundação Bio-Rio se reuniu com o prefeito, padre José Aparecido Correa Lisboa (PTB), e seus assessoria, além de vereadores e líderes comunitários para buscar apoio do poder publico da cidade para a realização do trabalho de comunicação social e educação ambiental proporcionado pela pavimentação asfáltica da BR-135.

Entre essas ações, está a promoção da informação sobre o andamento da obra por meio da divulgação em veículos de comunicação local e regional, bem como realizar atividades de educação ambiental nos povoados e nas escolas da cidade. O prefeito José Aparecido questionou o técnico da BioRio sobre o intervalo de tempo entre o trabalho da Fundação e o efetivo início das obras do asfalto. Sávio Toledo informou que o contrato da incubadora com o Dnit não prevê interferência no calendário de execução das obras, mas que o trabalho que realiza é “passo importante” para a realização dos trabalhos.

“A pavimentação da BR-135 começa a dar sinais de que, depois de muitas idas e vindas, vai mesmo ser concretizar”, anotou assessor de imprensa da Prefeitura de Montalvânia, Fernando Abreu, que acompanhou a reunião em sua cidade, em texto distribuído no final da manhã de hoje. O Blog não conseguiu informações sobre a reunião em Manga, a despeito daquele município também ter assessoria de comunicação. 

Saiba mais em www.br135.com.br


postado por 38839 as 09/22/2010 07:21:56 # 12 comentários
LIMPA OU SUJA ?


As atenções se voltam nesta quarta-feira aqui para Brasília e, mais precisamente, para o Supremo Tribunal Federal (STF), que deve julgar ainda hoje o primeiro caso de político barrado pela Lei da Ficha Limpa. Os ministros do tribunal analisam recurso de Joaquim Roriz (PSC), cuja candidatura ao governo do Distrito Federal foi vetada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O motivo? Roriz, que deseja governar Brasília pela quinta vez, renunciou ao cargo de senador, em 2007, para evitar processo de cassação no rumoroso caso do cheque que teria recebido do dono da empresa aérea Gol.

Seria exagero dizer que o país vai parar à espera da fumaça branca que deve sair das chaminés do STF, a indicar se entramos em nova rota de moralidade ou se vamos ficar nos limites da interpretação que os magistrados poderão dar a questões técnicas da impossibilidade da norma legal retroagir no tempo para barrar as aspirações dos candidatos fichas-sujas.

Há um entendimento que a legislação eleitoral não deva vigorar no mesmo ano da sua aprovação, a pretexto de evitar casuísmos – de resto comum em Pindorama – de mudanças na norma para cada eleição. Além de saber se a lei tem efeito já nestas eleições, o STF também precisa decidir se quem renunciou a cargo eletivo para fugir de cassação líquida e certa, como é o caso de Roriz, também se enquadra no escopo da nova lei.

Resumo da ópera: a prevalecer a letra fria do costume jurídico, os políticos fichas-sujas terão motivo para soltar rojões país afora logo mais. Mas há uma fresta de esperança a dividir opiniões no tribunal: o entendimento mais flexível de que a lei que exige ficha limpa para os candidatos não modifica o processo eleitoral e seu objetivo é apenas o de estabelecer critérios que, por assim dizer, qualificam o acesso aos cargos eletivos.

Tudo em linha com o suposto clamor popular de que alguém ponha freio freio nas facilidades que conduzem notórios bandidos para cargos de representação ou comando. Apelo popular, aliás, discutível dado o alheamento do eleitor na atual disputa.

O Supremo atua, desde agosto, com dez ministros, desde a aposentadoria de Eros Grau. O nome do novo integrante da Corte só deve ser decidido pelo presidente Lula após as eleições. Um empate em cinco a cinco é hipótese a ser considerada e que abre precedente para o uso de outra tecnicidade jurídica ainda inédita: o chamado voto de qualidade, ou a possibilidade de manifestação dupla do presidente da mais alta corte do país, o ministro Cezar Peluso.

Há também uma segunda hipótese que poderia ser considerada e princípio consagrado pela corte: em caso de empate, a lei questionada continuaria em vigor. Uma terceira opção seria a convocação extraordinária de um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o que já ocorreu em outras ocasiões. Outra possibilidade, já descartada, é esperar pela nomeação de um 11º ministro, o que só deve ocorrer depois do pleito de outubro.

Para os otimistas há um alento: a decisão de colocar o assunto em pauta antes das eleições seria um gesto de boa vontade da corte e sinaliza, quem sabe, para a disposição de mostrar ao país um judiciário em sintonia com a necessidade de moralização há muito esperada. Quem não vê vantagem em alvejar a vida pública aposta na opção legalista dos 10 juízes.

É o caso de Roriz, que não para de repetir no horário gratuito que é candidato sim, com base em garantia constitucional. Faz eco com o que declarou ontem o ministro Gilmar Mendes, que tem direito a voto na decisão de logo mais: “Todas as leis aprovadas pelo Congresso Nacional têm submissão ao controle da Constituição Federal e podem ser suscetíveis de exame pelo STF”. Não se surpreenda se for por aí a janela de saída para o Supremo.


postado por 38839 as 09/22/2010 02:37:07 # 0 comentários
terça, 21 setembro, 2010
PLANO B

Câmara volta a apreciar pedido de suplementação de Arruda

JANUÁRIA - Quase um mês depois da votação parcial do polêmico pedido de suplementação ao orçamento deste município norte-mineiro no valor de R$ 13,5 milhões, os vereadores voltam a analisar daqui a pouco novo pedido de ajustes nas rubricas orçamentárias locais. A Câmara de Januária realiza reunião ordinária para analisar novo pedido de suplementação do enviado pelo prefeito do município, Maurílio Arruda (PTC), em valores “acima de R$ 10 milhões”, segundo informações da mesa diretora da Casa.

Outro texto polêmico é o pedido de abertura de crédito especial, também acima de R$ 10 milhões. De acordo com o site da TV Norte, os vereadores deram plantão durante todo o dia de hoje para avaliar os dois projetos. O vereador Ilsão do Pará (PT) reclama da falta de documentos para embasar o apetite do prefeito Arruda por mais verbas – no que pode ser uma boa indicação de que os projetos não passam sem receber uma boa poda na Casa.

A Câmara e o prefeito se desentenderam durante o mês de agosto em torno da aprovação da suplementação anterior em episódio que resultou no atraso do pagamento dos salários do funcionalismo relativos ao mês de julho. Os vereadores não aceitam aporte ao orçamento original em percentual superior a 7,5% e acabaram podando o pedido de suplementação em pelos menos R$ 3 milhões.

A disputa gerou ainda dois focos de crise entre os dois poderes: no primeiro, três vereadores teriam exigido pagamento de propina para aprovar a proposta do Executivo. Por outro lado, a documentação enviada à Câmara para justificar a necessidade de mudanças ao orçamento deu azo para que a oposição denunciasse a existência de gastos excessivos no pagamento de diárias do prefeitos e seus assessores (veja
aqui e aqui
).        


postado por 38839 as 09/21/2010 07:29:50 # 0 comentários
PRIMÍCIAS


Cenas do próximo capítulo

O clima azedou de vez nesta reta final da campanha presidencial. Desde que veio à baila indícios da ambiência de casa da mãe Joana em que teria se transformado a pasta da Casa Civil sob o comando da ex-ministra Erenice Guerra. O presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff gritam “falta!” contra o que seria o avanço da mídia conservadora e simpática, segundo acusam, ao oposicionista José Serra (PSDB) na tentativa de levar a disputa para o segundo turno.  

Não é o caso de se repetir aqui tudo o que já publicaram sobre o tema, a não ser para lembrar que as demissões provocadas pelo escândalo já chegam ao número de seis, aí incluída a própria Erenice, o que evidencia que o assunto tem octanagem para incomodar e muito o governo Lula.   

Erenice Guerra foi alçada ao cargo de segunda pessoa em importância na burocracia nacional por indicação da antecessora Dilma Rousseff. A candidata até conseguiu demover o presidente Lula de nomear pessoa de sua predileção, Márcia Belchior, ligada ao PT paulista. Do que se sabe até aqui, e já descontado o jogo sujo da temporada de chegada de campanhas políticas, há fortes indícios de que funcionários do governo, um deles filho da ministra Erenice, traficavam influência dentro do Ministério em troca de vantagens. Como é praxe no Brasil, as investigações têm tudo para levar a nada e ninguém vai parar na cadeia por conta desse caso. 

O episódio, contudo, é uma espécie de evento inaugural de um cada vez mais provável governo Dilma – segundo todas as pesquisas. O caso Erenice de certa forma antecipa a entrada em cena da futura presidente Dilma Rousseff, com a ressalva de que as pesquisas precisam ser confirmadas, logo após a contagem dos votos daqui a menos de duas semanas. Eleita, todas as atenções se voltarão para Dilma, de certa forma uma candidata ainda enigmática no que pensa a respeito do país, e a sombra da má escolha de Erenice para a Casa Civil entra no radar sobre como não formar o próximo governo. Em outras palavras, um governo com histórico antes mesmo de oficialmente instalado.   

Com os holofotes voltados para Dilma e a animada composição do futuro governo entre petistas e peemedebistas, a tendência é de que o presidente Lula ocupe espaço secundário no tempo que lhe resta de governo. A despeito de toda popularidade com que chega ao final da passagem pela Presidência, ele deve ceder espaço para o novo que se apresenta, mas mantendo ainda assim esse caráter de figura exótica em que se transformou.      

E por falar em clima tenso na campanha, sugiro aos 17 leitores aqui desse canto da net que vejam o, como classificar, desabafo da candidata Dilma Rousseff contra o jornal “Folha de S. Paulo” (aqui). Dilma parece ter razão quando acusa o jornal de ter omitido informações sobre sua passagem pelo governo do Rio Grande do Sul. Mas, aqui para nós, seu semblante não é de candidata favorita.

Sua indignação não combina com alguém prestes a ser eleita a primeira presidente do Brasil. O jornal agiu de má-fé? Reclame na Justiça a correção da ofensa. Boa de briga, ela tem tudo para surpreender. Longe do controle dos marqueteiros ela se mostra mais pé no chão. Assistam aqui e diga se estou errado. São prelúdios do que vem por aí, com base no pouco que se sabe sobre nossa esfinge.


postado por 38839 as 09/21/2010 07:28:09 # 0 comentários
segunda, 20 setembro, 2010
SINAIS TROCADOS

O presidente Lula, como se sabe, não é candidato na disputa ora em curso. Mas tem agido como se fosse. E o que é pior: a destemperança demonstrada pelo petista-mor nos últimos dias chama a atenção porque, em tese, seria atitude mais coerente de quem corre o risco de perder a eleição. Não é o caso: a candidata do governo está prestes a ser a primeira mulher presidente do país com votação consagradora.

Mas Lula não parece satisfeito. Tem fustigado a oposição país afora, determinando quem deve ou não deve ser eleito para o Senado. O presidente também pesou a mão em dois episódios recentes, quando sugeriu que o DEM fosse “extirpado” da cena política nacional e os ataque, no final de semana à imprensa. Nessa toada, Lula coloca fogo na lona do circo e deixa a missão de acalmar os ânimos para Dilma Rousseff, que não é conhecida exatamente por ser modelo de conciliadora.   


postado por 38839 as 09/20/2010 07:31:41 # 0 comentários
sexta, 17 setembro, 2010
O PADRINHO


Foto: Manoel Freitas

Anastasia visita Januária na próxima segunda-feira 

Governador-candidato tem liderança confirmada pelo Datafolha divulgado hoje

O governador e candidato à reeleição, Antonio Anastasia (PSDB), confirmou visita ao município norte-mineiro de Januária nesta segunda-feira, 20/09. O candidato faz rasante no aeroporto da cidade por volta das 9h30 e será acompanhado pelo ex-governador e candidato ao Senado Aécio Neves. A direção da campanha prepara carreata pelas principais ruas do centro histórico, seguida de pequena caminhada na área central da cidade.

Há também a possibilidade dos tucanos fazerem um rápido discurso em frente à Estação Rodoviária, logo após a passeata, quando fariam menção às comemorações do sesquicentenário do município, que tem evento oficial programada para 10 dias após a visita. Anastasia e Aécio Neves foram escolhidos “padrinhos” da efeméride pelo prefeito do município, Maurílio Arruda (PTC). De Januária, a caravana do governador segue para Pirapora. 

Virada confirmada

A nova pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (17/09) confirmou a liderança de Antonio Anastasia na preferência do eleitor mineiro. A “virada” já havia sido apontada na semana passada, pelo Ibope. Na pesquisa divulgada nesta sexta-feira, o governador assumiu a liderança com 40% das intenções de votos na disputa pelo governo de Minas Gerais, mostrando crescimento de 23 pontos percentuais em pouco mais de um mês. O candidato da coligação liderada pelo PMDB/PT, Hélio Costa, tem agora 37% das intenções de voto. 

Esse resultado inverte a posição da pesquisa anterior do Datafolha, quando era o candidato Hélio Costa que aparecia com 40%, contra 37% de Anastasia. A campanha do consórcio se apegava ao Datafolha para justificar suas esperanças de retirar a vaca do caminho do brejo em que a candidatura parece descer a passos rápidos. A campanha de oposição chegou a atacar duramente o Ibope de ter cometido erros grosseiros ao longo da série histórica de pesquisas eleitorais no país.

Agora, os números do Datafolha também mostram que a situação do candidato do PMDB é preocupante. Depois de ficar estacionado nas intenções de voto durante todo o mês de agosto, ele segue agora em queda livre. Na pesquisa de hoje, apresentou queda de mais dois pontos. Como é praxe nesses casos, o marqueteiro será o próximo bode expiatório das dificuldades do candidato.

Nesse caso com boa dose de razão: Duda Mendonça apostou no prestígio do vice de Hélio Costa, o petista e ex-ministro do Bolsa Família Patrus Ananias. Os dois, por exemplo, aparecem em posição de igual destaque no material de propaganda eleitoral da coligação oposicionista em Minas.  Ninguém avisou ao ex-mago do marketing eleitoral que Patrus, em que pese ter comandado o programa social de maior destaque do governo Lula, não tem voto em Minas nem em lugar nenhum do país. 


postado por 38839 as 09/17/2010 01:00:42 # 7 comentários
quinta, 16 setembro, 2010
PIADA DE MAU GOSTO EM MANGA


Presidente fecha Câmara para vereador “orientar” voto de eleitor em 3 de outubro

No fac-simile ao lado, comunicado enviado aos vereadores sobre o "recesso" e a justificativa de Tim 2000 para a medida

MANGA - O presidente da Câmara Municipal de Manga, Francisco Farias Gonçalves, o Tim 2000 (PV), arrisca vincular seu nome e o do município que representa a um vexame sem precedentes na fábrica de bobagens em que se transformam muitos legislativos país afora. Em carta enviada aos nove componentes da Casa, Tim 2000 informa que “determinou recesso interno aos vereadores no período de 10 de setembro a seis de outubro”. Até lá, e "em função do calendário eleitoral", a Casa "funcionará em regime de plantão interno a cargo dos seus servidores".

No comunicado, Tim 2000 ainda atribui a um colega seu a sugestão para tamanho despautério. A brilhante ideia teria sido apresentada pelo vereador Valdir Ramos Alves (PPS). Sua decisão, tenta explicar o presidente, é para que os vereadores possam, atenção para essa pérola, “ajudar seus munícipes, na condução da eleição vindoura, a escolher o que é melhor para o município de Manga”. Pasmem! Se já aparenta ser o cúmulo do absurdo um vereador apresentar tal bobagem como proposta, chega ao limite do escárnio o presidente da Câmara de Manga considerar a sugestão como algo válido e, o que pior, levar o assunto adiante.

Como é que é? Então o eleitor de Manga precisa ser, como é mesmo o termo, “ajudado” na tomada de suas decisões? Estamos falando de crianças ou seria de incapazes que precisam ser tutelados pelos senhores vereadores para fazer suas escolhas eleitorais? Quem elegeu essa dupla talvez precise mesmo de guia que os conduza às urnas daqui a três semanas. Manga poderia muito bem passar sem essa vergonha.  

Os vereadores Tim 2000 e Valdir Ramos dão um tapa na cara da cidadania manguense com essa desculpa esfarrapada para faltar ao trabalho. A Câmara vem de recente recesso que se autoconcedeu no mês de julho, o que torna a decisão de Tim 2000 ainda mais afrontosa ao eleitor manguense. Mas não foi só: durante a recente comemoração da Semana da Cidade, em que se festeja o aniversário de emancipação político-administrativa do município, a Câmara não se reuniu porque estava em “recesso” cívico.

O trabalho dos vereadores é extenuante: eles se reúnem uma vez a cada 15 dias pelo prazo máximo de duas horas. Suas excelências são remuneradas em R$ 1,5 mil a cada duas horas de trabalho e precisam de recesso para fazer campanha para seus candidatos a deputado. Se não for piada, é uma tentativa rasteira de fazer o eleitor manguense de tolo.

O vereador Maurício Magalhães (PSDB), por exemplo, é o coordenador da campanha do candidato a deputado federal Silvano Araújo (PT do B) e consta que não teria participado das duas últimas sessões da Câmara. Ao invés de cortar o jeton do faltoso Mauricio, Tim 2000 optou por criar a estultice chamada “recesso eleitoral”. Será que não tem ninguém na assessoria da Câmara que fizesse um único alerta sobre o absurdo da medida.

O signatário do Blog tentou falar com o vereador Magalhães em várias tentativas na noite da quinta-feira, mas seu telefone deu caixa postal. Conseguiu contato com outro parlamentar, Leonardo Pinheiro (PSB), que confirmou a estória e manifestou posição “completamente contrária ao recesso”. Pinheiro diz que não foi consultado sobre a medida, mas avalia que ela é desnecessária, porque existem varias matérias para serem votadas em plenário -- inclusive projetos de sua autoria como o que cria a "câmara mirim".

Não é mesmo por falta de projetos em pauta que essa ideia de jerico tomou forma. O orçamento do município para 2011, por exemplo, está parado na Casa desde o mês passado por falta de empenho de suas excelências. Há ainda proposições do tipo reconhecimento de utilidade pública para a Associação de Mulheres do Bairro Arvoredo.

Dando prova que de tomou uma medida inócua que serve apenas para desgastar a Câmara perante o eleitor, o presidente TIM 2000 convocou sessão extraordinário para a manhã da última terça-feira, quando foram, como posso dizer, apreciados e votados dois pedidos de reconhecimento de entidades de defesa dos direitos de comunidades quilombolas do municipío.

O presidente Tim 2000 está há quase seis anos no cargo e traz no currículo a boa atuação no processo que resultou no impeachment do ex-prefeito Humberto Salles (PTB). Tim conseguiu emplacar o terceiro mandato consecutivo na Presidência da Câmara com a ajuda do prefeito do município, Quinquinha Sá (PPS). Ele conseguiu a façanha, ao estilo “chavista”, de apelar ao casuísmo para criar o instituto da reeleição ilimitada no Legislativo local. Lula certamente morreria de inveja se soubesse da existência de Tim 2000. Um projeto que derruba a reeleição do presidente está para ser apresentado ao plenário da Casa. Pelo o jeito, Tim 2000 sonha com um quarto mandato.


postado por 38839 as 09/16/2010 11:27:05 # 25 comentários
150 ANOS

Januária lança selo comemorativo do sesquicentenário em parceria com os Correios

Finalmente começa a ser definida a programação para as comemorações dos 150 anos da emancipação político-administrativa do município de Januária, que se estendem de 1º de outubro. Já na abertura, uma das iniciativas previstas é o lançamento de selo comemorativo do sesquicentenário da cidade.

A programação literária prevê o lançamento de livros de autores locais e a reinauguração da biblioteca municipal, além do projeto “Encontro Marcado”, do Serviço Social do Comércio (Sesc), exposição com fatos biográficos, fotos, produção literária, exibição de filmes, debates e palestras, sobre a vida do escritor carioca Fernando Sabino (1923/2004).

A organização dos festejos aposta que um dos pontos altos do festejo será a celebração da Festa dos Santos do Rio, uma espécie de romaria sobre as águas do Rio São Francisco, na quinta-feira, 7/10, além do show com o cantor paraibano Zé Ramalho, no dia seguinte.        


postado por 38839 as 09/16/2010 09:55:06 # 0 comentários
 
Perfil
38839
Meu Perfil



Links
Hotéis no Brasil
DNS Grátis
Criar Blog
Blog Grátis
Usuários on-line
EncontraSP
Hoteis

Palavras-Chave
PAULO
GUEDES

Favoritos
BLOG DO LUÍS CLÁUDIO GUEDES
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
AVISO AOS NAVEGANTES
MINHA TERRA TEM PALMEIRAS...
HUGO CHAVES BARRANQUEIRO
NOVO MANDATO
FPM
SOB NOVA DIREÇÃO
BR-135
COMUM DE DOIS GÊNEROS
IMPRENSA
ENCOLHEU

Arquivos
2010, 01 novembro
2010, 01 outubro
2010, 01 setembro
2010, 01 agosto
2010, 01 julho
2010, 01 junho
2010, 01 maio
2010, 01 abril
2010, 01 março
2010, 01 fevereiro
2010, 01 janeiro
2009, 01 dezembro
2009, 01 novembro
2009, 01 outubro
2009, 01 setembro
2009, 01 agosto
2009, 01 julho
2009, 01 junho
2009, 01 maio
2009, 01 abril
2009, 01 março
2009, 01 fevereiro
2009, 01 janeiro
2008, 01 dezembro
2008, 01 novembro
2008, 01 outubro
2008, 01 setembro
2008, 01 agosto
2008, 01 julho
2008, 01 junho
2008, 01 maio
2008, 01 abril
2008, 01 março
2008, 01 fevereiro
2008, 01 janeiro
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro
2007, 01 setembro
2007, 01 agosto
2007, 01 julho
2007, 01 junho
2007, 01 maio
2007, 01 abril
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 dezembro
2006, 01 novembro
2006, 01 outubro
1996, 01 outubro

297001 acessos
Usuários online usuários online
CRIAR BLOG GRATIS
..