desafios matematicos
desafios matematicos
segunda, 19 maio, 2008
TRABALHO DE PESQUISA E PRÁTICA PEDAGÓGICA

                      TRABALHO DE PESQUISA E PRÁTICA PEDAGÓGICA

 

                                                   

  ATIVIDADE DE LEITURA

 

OBJETIVO:

Ø  Observar a presença dos números no dia-a-dia.

Ø  Analisar que cada situação vivida ou as varias informações que apresentam nos livros, as funções os números são bem definidas.

 

HABILIDADES:

Ø  Relacionar etapas da historia da matemática com a evolução da humanidade;

Ø  Utilizar a matemática para representar, interpretar e intervir no real;

Ø  Descobrir que os números estão sempre presentes em nossos cotidiano.

CONTEÚDOS:

Ø  Conjuntos numéricos.

 

 

 

 

 

         Desde a Antiguidade, há registros sobre atributos místicos e mágicos de certos números. Ate hoje consideramos os 13 como o grande azarão, bem como o 3 e o 5 como os números da sorte. Quem já não sonhou com um número e, acreditando na sorte, foi apostar na loteria? Quem não foi buscar o significado numérico do seu nome? Os números alem de servirem para contar ou calcular, também adquiriram um poder mágico e místico. Muito contribuiu para a descoberta desse aspecto dos números a escola filosófica fundada por Pitágoras, em Crotona, sul da Itália, por volta de 525 a. C.

         Os gregos não consideravam o 1, ou a unidade, um número. Diziam, simplesmente, que ele era gerador dos outros números.

          A respeito do 2 os gregos tinham duvidas. Seria um numero? A pesar disso era considerado feminino, tal como todos os números pares, por representarem elementos do corpo da mulher, como os dois seios ou os dois ovários.

          Para muitas culturas, o numero 3 simbolizava a perfeição.Os pitagóricos afirmavam que 3 era o primeiro número – ele tinha começo, meio e fim, personificando a harmonia e a totalidade. Como todos os números ímpares, era considerado masculino. No Cristianismo, Deus é concebido como uma trindade.     O triângulo, representação geométrica do número 3, também está ligado à idéia de perfeição.

         O número 4 representava o mundo terreno. Quatro são os elementos: terra, ar água e fogo. O quadrado, representação geométrica do número 4, também simboliza a perfeição e a continuidade, pois nunca está voltado para baixo e de qualquer lado que é visto é sempre o mesmo.

         O número 5 era associado pelos pitagóricos ao casamento, por ser a soma do primeiro pa, o número 2, e o primeiro ímpar, o número 3.

         O número 6 era considerado um número perfeito porque Deus segundo a Bíblia, criou o mundo em seis dias.

         O número 7, resultado da adição do numero divino 3 e do terreno 4, era identificado com os sete planetas então conhecidos e com os dias da semana.

         O número 10 ou tetractys rivalizava como 3 em termos de perfeição e representava o número do universo.

         Por ser o produto entre o número divino 3 e o terreno 4, o número 12 tem atributos. Doze são as horas do dia, os meses do ano e os signos do Zodíaco.

         A convicção dos pitagóricos de que há uma ordem numericamente determinada no Universo e que o número é a essência das coisas partiu não apenas de uma reflexão mística, mas também de uma acurada observação da natureza.

          Os objetos matemáticos mais simples são os números, e os padrões mais simples da natureza são numéricos. As fases da Lua constituem um ciclo completo que vai da Lua Nova até a Lua Cheia e que se repeti a cada 28 dias. O ano tem 365 dia e aproximadamente. As pessoas têm duas pernas; os gatos, quatro; os insetos, seis; as aranhas oito. As estrelas-do-mar têm cinco braços(ou dez, 11, e mesmo 17, dependendo da espécie). O trevo tem normalmente: a superstição de que as exceções que  encontramos nos padrões são especiais. Um  padrão muito curioso ocorre nas pétalas das flores. Em quase todas elas, o número de pétalas é um dos que ocorrem nesta estranha seqüência: 3,5,8,13,21,34,35,89. 

                                                                 Gordon, Hélio. A historia dos números. São Paulo: FTD, 2002

 

                                                   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESAFIOS MATEMATICOS

 

Objetivo:

û  Desenvolver o pensamento lógico, relacionando idéias, estimulando sua curiosidade, seu espírito de investigação e sua criatividade na solução de problemas.

Habilidades:

û  Compreender situações que lhe é apresentada;

û  Dominar as idéias e conceitos envolvidos;

û  Levantar hipóteses, questionar, argumentar e estimar resultados;

û  Desenvolver estratégias para resolver os problemas propostos.

 

 

Conteúdo:

Operações fundamentais.

Resolução de problemas.

 

 

 

 

 

 

 

             PROBLEMAS DAS TRÊS IDADES

 

 

Um lógico quis saber de uma senhora ao seu lado quis eram a idade de  seus três filhos. Ela deu a primeira pista:

       _ O produto de sua idade é 36.

        _ Ainda não é possível saber, disse o lógico.

       _ A soma das idades é o numero 13.

       _ Ainda não sei.

       _ o filho mais velho toca piano.

       _ agora já sei, afirmou o lógico.

       Quis são a idade dos três filhos?

 

 

 

 

 

Em uma festa havia 30 pessoas. Os homens pagaram R$

2,00, as mulheres R$ 0,50 e as crianças R$ 0,10. A renda da festa foi R$ 30,00. Quantos homens, quantas mulheres e quantas crianças tinha na festa?

 

 

 

 

 

 

 

 

                      UMA FAMILIA E VÁRIAS INCÓGNITAS

 

 

 

O Sr e a Srª Nascimento tem vários filhos. Cada filha tem o mesmo número de irmãos e irmãs. Cada filho tem o número de irmãs igual ao dobro do numero de irmãos.Quantos filhos o casal tem?

 

 

 

                               

 

 

 

 

 

 

 

 

                                 JOGO

 

 

OBJETIVO;

 

ð Dar ao aluno oportunidade de se envolver com as aplicações matemática.

ð

 

HABILIDADES:

ð  Analisar e obedecer as regras do jogo;

ð  Compreender os fatos fundamentais da multiplicação;

ð  Registrar em uma tabela pontos obtidos ao longo do jogo;

ð  Comparar quantidades de pontos obtidos para decidir quem é o vencedor.

 

CONTEÚDO:

ð  Multiplicação

                          

 

                                        TABULEIRO DA MULTIPLICAÇÃO

 

 

MATERIAL:

§  1 tabuleiro feito numa tampa de caixa de sapato, dividida em 36 quadrado, com os 18 diferentes resultados de todas as multiplicações dos números de dois dados de 1 até 6;e outros 28 quadrados sombreados;

§  2 dados comuns de jogo;

§  fichas coloridas de 3 cores

 

OBJETIVO:

§  Conseguir colocar o maior número de fichas no tabuleiro.

 

NÚMERO DE JOGADORES:  3

 

REGRAS:

§  Cada jogador recebe dez fichas da mesma cor (uma cor diferente para cada jogador);

§  Cada um na sua vez joga os dados e multiplica os números sorteados, colocando uma das suas fichas no resultado da multiplicação no tabuleiro;

§  Se o numero já estiver marcado, o jogador passa a vez;

§  Vence quem colocar mais fichas no tabuleiro

 

 

Observação: o dado pode ser também confeccionado contendo nas faces os números de 4 a 9.



postado por 78276 as 05:28:40 0 comentários




terça, 13 novembro, 2007
Problema do tijolo


postado por 78276 as 03:36:43 0 comentários




sábado, 27 outubro, 2007
Viagem de ferias
Durante uma viagem choveu 5 vezes. A chuva caia pela manhã ou a tarde, nunca o dia todo.Houve 6 manhã e 3 tardes sem chuvas. Quantos dias durou a viagem?

postado por 78276 as 03:49:57 2 comentários




Perfil
78276
Meu Perfil

Meus Links
Hotéis no Brasil
Encontra Brasil
Guia RR
Encontra Roraima
DNS Dinâmico
Blog Grátis
Criar Blog
Manta Absorvente de Óleo
Hoteis

Palavras-Chave
MAIS

Favoritos
desafios matematicos
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Matematica EAD Unifacs 2007

Posts Anteriores
TRABALHO DE PESQUISA E PRÁTICA PEDAGÓGICA
Problema do tijolo
Viagem de ferias
QUEM TEM MAIS
Opai nunca perde
Problema das três idades
NOME

Arquivos
2008, 01 maio
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro

1330 acessos


CRIAR BLOG GRATIS
..