O Cálice
O Cálice
terça, 23 outubro, 2007
Amor de Cabeceira.


Amor de Cabeceira.

 

Como tenho saudade,

Da inocência do nosso sorriso,

Do gosto de novidade,

Do nosso amor.

 

Sinto falta,

Das longas conversas,

Atravessando a fria madrugada,

Debaixo das estrelas,

Tendo a lua como companhia.

 

Concebido,

No banco da praça,

A sintonia entre olhares,

Apontando para o mesmo horizonte,

Uma garrafa de vinho,

Duas taças,

Foram as testemunhas que nos brindaram.

 

Não havia tempo,

E nem espaço,

Que nos separava,

Eram dois corações,

Pulsando por apenas um.

 

Nosso belo amor,

Que tão cuidadosamente,

Foi pintado,

E pregado em uma moldura de sonhos,

Hoje,

É lembrança pendurada,

Na parede de nosso quarto,

Á cabeceira da cama.

Thiago Henrique.


postado por 76632 as 04:29:46 #
0 Comentários

Comente este post! | <<< Voltar para Início

Perfil
76632
Meu Perfil

Links
Poeta Vagabundo
Blog L'Engagement
Uma Luz Na Minha Estrada
Caminhos Que Me Levam
L'Engagement, poesia para todos

Palavras-Chave
Praça
cabceira
amor
saudade
quadro
moldura
sorriso

Favoritos
O Cálice
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Visões da Lua.
O Tempo.
Distâncias.
Quadros.
CAOS.
Epístola dos Insanos aos Homens.
Na cama com a Morte.
Supremo Milagre.
Cálice de Lágrimas.

Arquivos
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro

1973 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..