peladao
peladao
sexta, 26 janeiro, 2007
O Império bundal


Desde muito cedo sou impressionado com o poder da bunda. Já vi muitos amigos perderem noites de sono, serem despedidos, se transformarem em alcoólatras, perderem muito dinheiro e até mesmo amigos por uma bunda.
Teve épocas da minha vida em que a decisão de conversar ou não com uma mulher era determinada pela bunda dela.
A bunda exerce seu reinado desde a antigüidade mas só agora, na era moderna, foi reconhecido socialmente.
Hoje as donas das bundas não precisam se preocupar em exercer domínio às escondidas. Já é comum ver uma bunda e sua dona levando os bundaholics pra passear e pagar as despesas. As bundas ocupam cadeiras nos mais altos cargos, freqëntam mesas nos melhores restaurantes e são cobertas pelos panos mais caros do mundo com uma freqüência enorme e muita facilidade. 
É um poder antigo que deu origem inclusive a uma religião: o bundismo, que graças à perseguição foi obrigado a tirar uma letra do seu nome e substituir seu objeto de adoração por um mascote gordão pra disfarçar. Mas não se engane. De onde você acha que veio a inspiração pra fazer aquela barriga redondinha e lisinha?
A própria revolução francesa só existiu para garantir o acesso das classes mais baixas às melhores bundas da frança. E olha que naquela época as bundas não eram lá muito limpas e depiladas.
A Bunda veio pra substituir o talento e os dons artísticos.
O império da bunda é muito mais poderoso do que já foi o império romano. E conquistou isso sem disparar um tiro. No máximo umas reboladas.  Por falar em rebolar,  seria injusto deixar de dar os créditos a inventora desses movimentos hipnóticos, a marquesa de Bumbs. Na sua época ela conquistou tudo e a todos com sua lapa.
Com o advento da internet a bunda globalizou. E, já é possível descobrir em segundos o habitat das bundas do seu gosto.
Dizem até que vão lançar o bundorkut. Um Orkut só de bundas, sem muita informação sobre as donas onde bundólatras poderão oferecer as melhores propostas para terem uma bunda exclusiva pra ficar ao lado, em cima, na frente e embaixo deles.
Como os bons entendedores estão em extinção devido ao excesso de pensamentos bundianos já aviso que essa reflexão não é uma crítica. É simplesmente um reconhecimento do papel histórico, político, econômico da bunda. A única coisa é que acho um cu isso.


postado por 36992 as 12:25:46 #
0 Comentários

Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
36992
Meu Perfil

Links
Blog Grátis
Hoteis

Palavras-Chave
Bunda
cu

Favoritos

mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Natal de cu é rola
Pé no saco
A boate
E por aí vai
A ausência de sutileza sempre me incomodou.
Richard Hell
Pai bimestral
Você sabia?
a voz do medo
Idade média

Arquivos
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 dezembro
2006, 01 novembro
2006, 01 outubro
2006, 01 setembro

7175 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..