penochao
penochao
domingo, 15 abril, 2007
Última Moda
Última Moda

Alcino Leite Neto -
ultima.moda@folha.com.br

Moda protesta em Brasília

Ronaldo Fraga pilota desfile político a favor da indústria têxtil no Congresso

O Congresso Nacional, em Brasília, será palco de um megaespetáculo de moda no próximo dia 18, criado pelo estilista Ronaldo Fraga. O evento será um misto de desfile, performance e ato político para chamar a atenção dos parlamentares e do governo para a crise que atinge a indústria têxtil e de confecção no Brasil.
No último ano, os setores têxtil e de confecção fecharam 100 mil vagas de empregos. Projeções da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), que promove o evento, prevêem que, se nada for feito para conter a crise, serão fechadas 200 mil vagas neste ano. Em março, o déficit da balança comercial dos setores atingiu US$ 91 milhões (R$ 182 milhões), o pior resultado desde novembro de 1997.
O evento em Brasília vai reunir 50 modelos e 70 costureiras e costureiros, que ocuparão a rampa do Congresso a partir das 18h30, com máquinas de costura, manequins de prova, mesas de corte e outros apetrechos. As modelos desfilarão roupas de várias coleções de Ronaldo Fraga. "Mas o foco não é a minha criação, mas a crise no setor", diz o estilista (leia mais sobre ele nesta pág.).
"O governo precisa estar mais atento ao que acontece à indústria têxtil e de confecção. Trata-se de uma grande indústria brasileira, a segunda que mais emprega no país e uma das mais importantes para a imagem internacional do Brasil. No entanto, não tem nenhuma salvaguarda, sofre com impostos altíssimos e emprega e desemprega num piscar de olhos", afirma Ronaldo.
No seu último desfile na São Paulo Fashion Week, o estilista abordou o impacto da China na economia mundial.
Antes do evento em Brasília, empresários e trabalhadores vão fazer uma manifestação no Salão Nobre da Câmara dos Deputados e entregar aos parlamentares uma proposta de projeto de lei, elaborado pela Abit, criando um imposto nos mesmos moldes que o Super Simples e que teria como objetivo desonerar os dois setores. Uma cenografia especial será montada no Salão Nobre, com fardos de algodão e três telões.
"A indústria têxtil no Brasil é competitiva, ela não quer favores. Ela não está pedindo que lhe seja dada tudo do melhor, mas também não quer que recaia sobre ela tudo que há de pior, como tem acontecido", diz o diretor-superintendente da Abit, Fernando Pimentel.
Para ele, a valorização do real, com o conseqüente aumento das importações, além da falta de rigor na fiscalização dos importados -o que permite entrarem no país roupas prontas custando cerca de US$ 4 (R$ 8) o kg- são os principais fatores que têm prejudicado os setores têxtil e de confecção.

Estilista abre loja em São Paulo

Ronaldo Fraga inaugura em 5 de maio a sua primeira loja "de verdade" em São Paulo. A anterior era um show- room que foi improvisado em varejo e fechou há mais de um ano na rua Augusta.
Desta vez, uma casa de 140 m2 na Vila Madalena foi inteiramente repaginada e adaptada ao estilo do designer -cool, criativo e acolhedor. A área total de 420 m2 também abriga um quintal, onde Ronaldo pretende fazer exposições e promover encontros.
Além de vender as coleções femininas e masculinas, a loja busca consolidar em São Paulo a linha infantil Ronaldo Fraga para Filhotes, dedicando um setor da casa às crianças.
"A moda infantil era como um filho bastardo para mim. Agora, é parte importante da minha criação", diz o estilista.
O mercado de roupas para crianças está aquecido no Brasil, mas não é comum no país uma grife adulta lançar uma linha infantil -como ocorreu na Europa com a Dior (Dior Baby) e a Armani (Armani Junior).
Ronaldo lançou a grife com o seu nome em 1996, em Belo Horizonte, mas só começou a desenhar para crianças em 2002. No início, a idéia era apenas criar as roupas de seu filho Ludovico, hoje com 5 anos. Mas logo passou a fazer também para os amigos do filho -e o negócio deslanchou.
A coleção infantil se divide em nove linhas, cujos nomes vale a pena citar: "Roupas para Lembrar", "Roupas para Desejar", "Roupas para Divertir", "Roupas para Viajar", "Roupas para Voar", "Roupas para Guardar", "Roupas para Transformar", "Roupas para Cuidar" e "Roupas para Amar".
As peças infantis de Ronaldo são graciosas, imaginativas e elegantes. Como não poderia deixar de ser, lembram bastante as suas criações para adultos, com as cores vivas, as estampas lúdicas e os preciosismos poéticos do design. "O universo gráfico é parecido, porque minha roupa nasce sempre do desenho. Mas não vou fazer uma miniatura da coleção adulta. Eu me sinto muito mais livre criando para crianças", afirma.
Ronaldo também está ampliando sua loja em Belo Horizonte e vai mudar sua confecção para um galpão de cerca de 2.000 m2, o dobro do tamanho da sua oficina atual.


Ronaldo Fraga: r. Aspicuelta, 259, Vila Madalena, São Paulo, tel. (11) 3816-2181.

Fast-fashion

RANKING
A modelo Flávia Oliveira é a estrela da nova campanha da Cori, junto de Barbara Berger. Aos 21, Flávia é uma das modelos brasileiras em ascensão no exterior. No badalado ranking do site Models.com, que reúne as 50 modelos mais cotadas do mundo, Flávia está em 46º lugar. O que não é pouco, na arena ultracompetitiva da moda. As demais brasileiras que constam do ranking são: Bruna Tenório (40º lugar), Daiana Conterato (36º), Jeísa Chiminazzo (24º), Solange Wilvert (23º), Carol Trentini (7º) e Raquel Zimmermann em segundo lugar, precedida apenas pela australiana Gemma Ward.

MAXIME NA WÖLLNER
O designer Maxime Perelmuter é o novo consultor de estilo da Wöllner, grife de Lauro Wöllner e Paulo Calarge. Injetar elementos mais experimentais no perfil comercial da marca é uma de suas propostas.
"A Wöllner caminha para um novo momento. Minha função é ajudar e direcionar essa mudança", afirma o estilista, que não desfilou com sua grife, a Maxime Perelmuter, na SPFW, nem sabe ainda se desfilará na próxima, de 13 a 19/6. Ele também é dono da British Colony.
Maxime, 28, desmente boatos de crise nos seus negócios. "Eles vão melhor do que nunca. Já não me preocupo em vender quantidade. Agora, sou o exclusivo do exclusivo", diz.

MIL MEDIDAS
Para fazer o vestido de casamento da cantora Wanessa Camargo, o exigente estilista da Calvin Klein, Francisco Costa, pediu que fosse preenchido um formulário com 40 medidas da cantora. Wanessa também vai ser uma das cinco personalidades que vestirão modelos Calvin Klein na inauguração da primeira loja do prêt-à-porter da grife no Brasil, no dia 3/5.

TRINTA DESIGNERS
A Dpot lançou na quarta a coleção "De A a Zanine", com reedições e novidades de 30 designers, entre eles Sergio Rodrigues, Oswaldo Bratke, Claudia Moreira Salles, Pedro de Castro, Isabela Vecci, Luciana Martins e Gerson de Oliveira.

com VIVIAN WHITEMAN

Texto Anterior: Obras do autor
Índice http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1304200733.htm
deu na uol

postado por 39470 as 12:40:09




0 comentários:
Comente este post
Início
Perfil
39470
Meu Perfil

Meus Links
Blog Grátis
Criar Blog
Manta Absorvente de Óleo
Hoteis

Palavras-Chave
Última
Moda

Favoritos
Não há favoritos.

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Cisne Negro chega à "idade da razão" e rememora sua trajetória
Tendências Verão 2007 - 15/09/2006
Memória do Brasil
Especialista em moda do Studio Berçot de Paris ministra conferências em São Paulo
O Estilo do Cangaço http://meninasdamoda.uol.com.br/coluna_da_bia/o_estilo_do_cangaco.htm
Exposição "Bordados da Caatinga" mostra o trabalho das artesãs do Piauí http://estilo.uol.com.br/ultnot/2007/03/12/ult3617u613.jhtm
Mostra relata em SP história do vestido de noiva
O dia da mulher é uma chatice!
morre Baudrillard
Semana de Paris - Inverno 07/08

Arquivos
2007, 01 maio
2007, 01 abril
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 dezembro
2006, 01 novembro
2006, 01 outubro

25202 acessos


CRIAR BLOG GRATIS   
..