POWER ZIRE
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES P/ PALM - POCKETSTUDIO

     Uma das ferramentas de desenvolvimento Palm mais conceituadas e utilizadas pelos desenvolvedores nacionais ganha uma nova versão: PocketStudio 2. PocketStudio teve seu desenvolvimento iniciado em 1999 pela antiga Pocket-Technologies, uma empresa dos Estados Unidos que era chefiada por Doug Olson, com quem costumo trocar e-mails até hoje, um visionário que queria criar uma ferramenta que pudesse ser acessível aos desenvolvedores Pascal e chamar a atenção da comunidade Delphi.

          Para desenvolver o compilador para a plataforma PalmOS, a Pocket-Technologies contratou na época uma empresa da República Eslovaca (fica na Europa, entre a Polônia, Áustria e Hungria), a WinSoft (http://www.winsoft.sk/) conhecida por desenvolver ferramentas de apoio a desenvolvedores na plataforma Windows. O responsável técnico da WinSoft chama-se Erik Salaj, uma pessoa extremamente técnica e que conhece as necessidades do mundo do desenvolvimento.

          Quando entrei no programa de Beta Teste da primeira versão do PocketStudio, no início do ano 2000, percebi que a ferramenta não só vinha de encontro com minha experiência em desenvolvimento em Pascal e Delphi, mas que também tinha características muito importantes para quem pretende desenvolver aplicações para computadores portáteis, com poucos recursos e poder de processamento (hoje, é claro...). Entre as características mais importantes da ferramenta, o que mais me chamou a atenção foi:

  • O compilador era extremamente pequeno e rápido;

  • Geração de código nativo PalmOS, sem necessidade de runtime;

  • Acesso a toda a API do PalmOS, portanto, qualquer recurso que pudesse ser utilizado no Palm, também era suportado pelo PocketStudio;

  • A aplicação gerada era bem pequena, comparada na época com as aplicações que eu escrevia em CodeWarrior.

              Quando a primeira versão do IDE ficou pronta, percebi que a ferramenta facilitaria ainda mais o meu desenvolvimento pois o ambiente era totalmente integrado, com o desenho dos formulários em um Editor próprio, da maneira tradicional que costumamos fazer em qualquer IDE como o Delphi; a configuração das propriedades e o gerenciamento dos códigos dos eventos era feito por um "Component Inspector", praticamente idêntico ao "Object Inspector" do Delphi e o modo de compilar e executar a aplicação também era familiar, o CTRL+F9 e F9.

              Resolvi mudar. Ao invés de escrever toda a parte visual das aplicações Palm em CodeWarrior, comecei a desenvolver tudo em PocketStudio e para confirmar que eu havia escolhido corretamente, até hoje, não há uma só aplicação que não pode ser escrita em PocketStudio, e com qualidade no resultado.

              Quando o PocketStudio foi vendido para a WinSoft, fato usual no mercado pelo mundo todo, muitos achavam que terminaria a história de sucesso do PocketStudio, mas eu pensava diferente, pois a ferramenta havia voltado para as mãos de quem realmente a criou: a WinSoft!

              Mais uma vez, participei de todo o processo de Beta Teste da ferramenta, agora na versão 2.0, desde Outubro/2003, e a principal característica que precisava ser implementada para tornar o PocketStudio ainda mais produtivo foi introduzida: formulários, códigos e eventos em units .PAS separadas. Explico: na versão 1.X, havia um único arquivo .RC que continha a declaração de todos os objetos visuais da aplicação, todos os formulários com seus objetos eram declarados ali. Havia também um arquivo .EVN que concentrava todos os eventos dos formulários, ou seja, códigos que associavamos a botões, listas, tables, etc. Acontece que à medida que a aplicação crescia e o código ficava maior, o gerenciamento de código no arquivo .EVN não era prático, além de ser impossível a reutilização de código entre projetos diferentes.

              O PocketStudio 2.0 trouxe a mudança que a ferramenta realmente necessitava, um novo IDE! Para quem já trabalha com a ferramenta desde a versão 1.X, vai notar que o IDE ficou muito mais rápido e que a sintaxe utilizada para declarar os objetos visuais é exatamente a mesma da versão 1.X, mas agora feita em uma unit .PAS para cada formulário. Veja a imagem do ambiente logo abaixo:

              A aplicação que vocês estão vendo no IDE é a aplicação exemplo do meu produto SyncAnywhere, já portada para o PocketStudio 2. Não levei 5 minutos para portar a aplicação, as tarefas foram as seguintes:

  • Executar as duas versões do PocketStudio, a 1.2 e a 2.0.

  • Abrir o arquivo RC da versão 1.2, criar o formulário na 2.0, copiar e colar as definições dos objetos visuais. Pronto, ao abrir o desenho do formulário, todos os objetos encontravam-se exatamente no lugar certo.

  • Copiar as variáveis globais do arquivo EVN na versão 1.2 para a unit .PAS do formulário na versão 2.0.

  • Copiar o tratamento dos eventos do EVN na versão 1.2 para a unit .PAS do formulário na versão 2.0.

  • As units de bancos de dados e units auxiliares que já eram usadas na versão 1.2 foram copiadas integralmente, não há necessidade de nenhuma modificação.

              Outra característica interessante é que a uses clause das units, que precisava conter cada unit da PSLibrary que utilizávamos no código, agora basta conter:

    uses PSL;

              Mais nada!

              A comunicação com o Emulador também ficou muito melhor. Para quem ainda tem uma máquina um pouco antiga ou que está carregada com milhares de programas e quem sabe MP3, agora podem contar com a configuração de tempos de acesso ao Emulador do PalmOS, para adaptar as condições da sua máquina ao seu ambiente de trabalho.

              O IDE também ficou mais simples. O Editor de Código da versão 1.2 tinha vários recursos, muitos deles nunca utilizados pelos desenvolvedores. A versão 2.0 trouxe mais simplicidade e rapidez na edição dos códigos.

              Definir Alerts e Bitmaps agora é na própria unit, ou seja, basta clicar no objeto na barra de ferramentas e colocar sobre o próprio Editor e configurar o texto que será exibido no Alert diretamente no Editor.

              Quer que explique novamente o motivo do título do artigo ser Poder, mais produtividade e facilidade de uso? Veja abaixo:

  •  Poder
     - Tem acesso à toda API do Sistema Operacional PalmOS.
     - Gera executáveis nativos PalmOS sem necessidade de runtime.
     - Permite instruções assembler no meio do código (inline assembler).


     - Suporte a PalmOS 2.0 a 5.3.


     - Suporte a HandEra, Kyocera, HandSpring, Symbol, Sony, etc.
     - Acessa Bancos de Dados móveis como o Oracle Lite e IBM DB2.
     - Suporte às bibliotecas de comunicação remota da ASTA, com uma interface muito familiar, a AstaObjects for PocketStudio.
     - Suporte a impressoras de qualquer tipo através do acesso aos gerenciadores de impressão mais poderosos do mercado como o IRPrint, PrintBoy e PalmPrint.
     - Não limita o desenvolvedor quando o Cliente pede características mais complexas e avançadas na aplicação.


     - Suporte a PalmOS 2.0 a 5.3.


     - Suporte a HandEra, Kyocera, HandSpring, Symbol, Sony, etc.
     - Acessa Bancos de Dados móveis como o Oracle Lite e IBM DB2.
     - Suporte às bibliotecas de comunicação remota da ASTA, com uma interface muito familiar, a AstaObjects for PocketStudio.
     - Suporte a impressoras de qualquer tipo através do acesso aos gerenciadores de impressão mais poderosos do mercado como o IRPrint, PrintBoy e PalmPrint.
     - Não limita o desenvolvedor quando o Cliente pede características mais complexas e avançadas na aplicação.


     - PSLibrary - Interface de acesso à objetos visuais do formulário e também à bancos de dados que facilita imensamente o trabalho do desenvolvedores PalmOS.
     
    - IDE - Ambiente integrado que gera os eventos dos formulários em units .PAS separadas, organizando o código e permitindo a reutilização do formulário em outros projetos.

  • Facilidade de uso
     - Ambiente similar ao do Delphi.


     - Debug passo-a-passo.


     - Editor de Resources WYSIWYG.


     - Debug passo-a-passo.


     - Editor de Resources WYSIWYG.



               Por todos estes motivos, o ClubePalm continua ministrando cursos de PocketStudio desde o início de 2002, agora já adaptado à versão PocketStudio 2! Já treinamentos mais de uma centena de desenvolvedores nesta excelente ferramenta e a qualidade final das aplicações escritas nesta ferramenta pode ser atestada por todos. 

               O material e o curso de PocketStudio foram aprovados por tantos desenvolvedores que a concorrência resolveu nos copiar, ministrando treinamento com o conteúdo exato do nosso material. O instrutor desses cursos? Quem sabe? Quem busca qualidade, seriedade e principalmente experiência, conte com quem trabalha com a ferramenta desde o início e principalmente com quem ajudou no processo de criação: o ClubePalm.

               Aguardem nossa primeira turma de PocketStudio 2 para o início de 2004 em São Paulo. Quem quiser reservar sua vaga, basta escrever para cursos@clubepalm.com.br.

               Quer uma versão Trial? Acesse www.winsoft.sk/pstudio.htm e baixe a sua cópia de avaliação!

               Se interessou pela ferramenta? Em breve mais novidades ainda, aqui no ClubePalm.

    Marcio Alexandroni
    marcio@clubepalm.com.br

  • postado por 29204 em 10:41:06 :

    0 comentários:Comente este post!
    CRIAR BLOG GRATIS   
    ..