pupilavirtual
pupilavirtual
sexta, 06 julho, 2007
Brasil - Acompanhante de deficiente terá desconto em passagem aérea

Anac determinou que empresas ofereçam redução de pelos menos 80% no valor. Outras medidas devem mellhorar condição dos viajantes com necessidades especiais.

Uma norma publicada no Diário Oficial da União pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) restringe o preço que as companhias aéreas podem cobrar dos acompanhantes de passageiros com necessidades especiais. Segundo informações da Agência Brasil, as empresas que exigirem a presença de um acompanhante devem oferecer um desconto de pelo menos 80% do valor da passagem.

Além da resolução sobre os acompanhantes, a Anac publicou outras normas que estabelecem assistência diferenciada por parte das companhias aéreas e da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) nesta quinta-feira (14). Os passageiros com necessidades especiais deverão ter auxílio durante todo o trajeto da viagem, desde o momento da reserva até o destino final.

As pessoas que necessitam de assistência especial deverão informar a empresa quando fizerem a reserva ou com antecedência mínima de 48 horas. Equipamento de oxigênio deverá ser solicitado no mínimo 72 horas antes do vôo.

Os passageiros que utilizam cadeira de rodas ficarão acomodados em assentos especiais, junto aos corredores, localizados nas três primeiras fileiras. Além disso, a primeira fileira deverá ser utilizada prioritariamente por crianças desacompanhadas e passageiros com cão-guia que tenha vacinação comprovada.

A Infraero e as empresas aéreas deverão criar programas de treinamento para os funcionários de terra e de bordo. Os aeroportos deverão ter balcões de atendimento adaptados com móveis compatíveis à altura e à condição física de pessoas em cadeiras de rodas e as informações devem ser fornecidas em braile para os portadores de deficiência visual e na língua brasileira de sinas (Libras) em caso de deficiência auditiva.

As medidas impostas pela Anac devem ser implementadas até dezembro deste ano. O prazo vale também para que a Infraero disponibilize, nas áreas comuns dos aeroportos, telefones adaptados a deficientes auditivos, e para que as companhias façam o mesmo nas centrais de atendimento. Os cartões de informações de emergência em braile devem ser disponibilizados em um prazo mais curto, de quatro meses.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL52342-5598,00.html


postado por 35548 as 06:11:09 #
0 Comentários
Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
35548
Meu Perfil

Links
Blog Grátis
Hoteis

Palavras-Chave
Acessibilidade

Favoritos
Não há favoritos.

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
XI CBDEV, Tradicional Congresso Brasileiro em Educação Especial Acontece em Novembro
HSBC firma compromisso para capacitar deficientes físicos
Cordel alagoano é publicado em braille
site LER PARA VER
Equipamentos usados pelos portadores de deficiência ganham isenção de ICMS
Prevenção evitaria cegueira de 51 milhões de pessoas até 2020, diz OMS
Laramara abre inscrições para curso de inclusão social
Dorina Nowill, a mais importante representante da deficiência visual no Brasil, completa 88 anos
Os cegos e a web - o que você tem a ver com isso
A CEGUEIRA E O SABER

Arquivos
2008, 01 agosto
2008, 01 maio
2008, 01 março
2007, 01 dezembro
2007, 01 outubro
2007, 01 setembro
2007, 01 agosto
2007, 01 julho
2007, 01 junho
2007, 01 maio
2007, 01 abril
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 dezembro
2006, 01 novembro
2006, 01 outubro
2006, 01 setembro

18979 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..