Retro
Retro
terça, 08 abril, 2008
Sobre sorrisinhos idiotas

Hoje eu estava andando de ônibus, e o trânsito estava uma droga. Demorei quase meia hora percorrendo um trajeto que normalmente dura uns 10 minutos. Cheguei a pensar que teria sido melhor ir a pé. Mas já que tinha pagado passagem, e lá estava, lá fiquei.Como se o fato de ter que ir estudar pro vestibular no meio da tarde, com um sol de rachar já não fosse o suficiente. E isso não foi o pior. O pior foi ter que suportar uma senhorita de grandes proporções (vocês me entenderam, não é?) que se sentou ao meu lado. Não tenho nada contra gordinhos, obesos, pessoas acima do peso, enfim, como queiram chamar, mas essa cidadã insistia em não se segurar em lugar nenhum, ou seja, a cada sacolejada do coletivo ela praticamente ficava no meu colo. Mas ela era obviamente uma pessoa muitíssimo bem educada, então todas as vezes que isso acontecia ela se virava pra mim e dizia (em um tom nada amigável): “Foi mal, aê...” Isso mesmo. Você não leu errado. “Foi mal, aê”. Será que isso quis dizer “me desculpe”? Eu interpretei que sim. Mas saber o que significava isso não me fez encontrar nada que pudesse servir como resposta. Pensei em dizer “desculpado!”, mas acho que as expressões não são equivalentes. Depois pensei em dizer um “Falou, aê”, que seria bem próprio, mas eu não me permiti esse nivelamento. Então, a cada vez eu simplesmente dava um sorrisinho idiota. Sabe aquele sorrisinho que você dá quando encontra com o seu chefe que você detesta, mas tem que fingir que gosta, e sempre esquece de desmanchá-lo após o cumprimento? Pois é. Foi um desses que eu dei. E lá ele ficou. Eu só percebi que ainda estava com a cara esticada quando uma gentil senhora que ia descer no ponto seguinte passou e me sorriu de volta! É claro que eu desmanchei o bendito na mesma hora (depois de acenar educadamente pra velhinha, certamente). E ao olhar pra fora ainda deu pra perceber que ela também tinha esquecido de tirar o sorriso do rosto dela também, e seguia, sorridente por motivo nenhum, esperando o rosto cansar e voltar ao normal. Ou até que ela passasse por outra pessoa que a fizesse lembrar que ela ainda estava sorrindo pra mim.

(Texto publicado originalmente no dia 15/09/2006.

Foto do sorriso artificial do meu colega de trabalho, que se voluntariou para tal!)



postado por 36637 as 03:49:36




1 comentários:
Fabiano:

Ótimo texto como todos que já li em seu blog! Esses sorrisinhos idiotas "contageantes" são mesmo "expecionais" (para não dizer hilários), hahaha! Várias vezes já me peguei em situações como essas, e me ODIEI por isso, hehehe! Mas hoje em dia, com minha mudança de vida, levo tudo isso numa boa (ou tento) para poder curtir até mesmo esses momentos "comédias" da vida! ;)
P.S.: Editado para ficar mais "inteligível"

sexta, abril 11, 2008 06:44
Comente este post
Início
And beginning...
36637
Meu Perfil

Pingar o BlogBlogs

Blog verossímil, mas não necessariamente verdadeiro. Talvez um pouco retro|spectivo|, talvez um pouco retro|projetor| (de mim)... Nada que não possa ser crido, e nada que não possa ser desacreditado. Apenas um pouco de arte no meio da vida de quem sabe ler. Se o leitor veio através de algum link, se veio a pedido, se veio por indicação, se veio por curiosidade... Não importa... A verdade e a verossimilhança aqui se confundem criando um espaço sério/lúdico que serve de depósito para as diarréias verbais da que lhes escreve. Isso é o mais perto que pude chegar de uma descrição desse espaço, que não é meu, mas de quem o lê.

Se eu sou insane, esses então...
Outro náufrago na utopia
Cera Quente
Cachorro Molhado
Devaneios & Arte
Repórter das Coisas
Falta de Enxada
Preto Fosco
Mais pra oPa que pra oBa
Ela na Janela
Since I am Here
Die Spiegelmaske
A Toca do Buenossauro
Super Paloma | Side
Juntar os Cacos
Season Drops
Reticências... e um ponto final

Quem faz essa bagaça...


Escritos mais velhos, mas nem tão velhos...
Think Geek!
Meu endereço de e-mail parece de um idiota?
"Vodka Martini, please. Shaken, not stirred"
E o ganhador foi...
Pra mim? Ai ai ai!
Agora eu tenho a força!
... e não rolou uma lágrima...
Manifesto à vaidade femina
Mulheres! Ebaa!
Twitter? Hã?

Esses são bem mais velhos...
2008, 01 junho
2008, 01 maio
2008, 01 abril
2008, 01 março
2008, 01 fevereiro
2008, 01 janeiro
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro
2007, 01 setembro
2007, 01 agosto
2007, 01 julho
2007, 01 junho
2007, 01 maio
2007, 01 abril
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 novembro
2006, 01 outubro
2006, 01 setembro

53028 acessos


Visitor Map
Create your own visitor map
online


CRIAR BLOG GRATIS   
..