World Wide Suicide
Sábado no teatro

                Era um sábado de manhã. Habitualmente, assistia-se uma maratona de desenhos, alguns do SBT, outros da Globo. Isso se não houvesse desafio internacional em qualquer esporte tosco, inventado no improviso ocioso dos e quem o pode. Até o meio-dia, era de praxe ficar preguiçosamente de pijamas e todo poder do mundo, naquele momento, cabia na mãos: ele atendia pelo nome de controle remoto.

                Porém, no sábado em questão, o rotineiro fora quebrado. Naquela manhã, sob o não tão agressivo sol das dez e pouco, muitas das crianças da cidade tinham uma caminhada a ser feita. Era um programa especial: ir ao teatro. Alguma peça infantil, algo a ver com a barata e suas saias de filó, que ela diz serem sete, mas na verdade são uma só. Hahaha. Hohoho. Ela tem é uma só. Ou não, pode ser um outro tema, a memória é falha.

No local, num teatro que também é cinema, embora na verdade raramente era utilizado para quaisquer dessas atividades, as crianças se divertiram. Risadas estouravam com as piadas, dança dos personagens, interação com a platéia. Humor bobinho, típico do que se alcunha por infantil. Não importava. Elas riam, as crianças.

                Terminado o espetáculo, era hora de tudo retornar ao seu ordinário. Os atores, felizes com o dever cumprido, voltaram a ser personagens reais e discutiam sobre aonde iriam almoçar. As crianças já se deparavam com o bravo sol do quase meio-dia, em seu retorno para casa. Lá, a tarde prometia competições no Super Nintendo ou outras brincadeiras pelo quintal. Já aquele sábado, foi ocupar o espaço de tudo que um dia foi/ é/ será tempo presente: a galeria de lembranças nebulosas de suas testemunhas. Daquelas que se dão ao trabalho de recordar.

postado por 35202 em 11:34:59 :

2 comentários:Comente este post!
em 26/05/2009 09:51:06 , Gelly escreveu:
Que bonito!
De onde veio a inspiração?

Bises,
em 25/04/2009 10:14:10 , Alexei Fausto escreveu:
Essas manhãs, ou são pavorosamente esquecidas, ou guardadas como lembranças de dias únicos que infelizmente não se repetem.

Ou não?
CRIAR BLOG GRATIS   
..