Como clonar o WhatsApp

O WhatsApp é o aplicativo de mensagens mais utilizado no mundo atualmente, é raro encontrar alguém que não use esse app. 

Além de facilitar a comunicação entre parentes e amigos, a mais nova aquisição de Mark Zuckerberg, criador do Facebook, vem se destacando com a opção “WhatsApp Business”, dedicado às empresas para que elas se aproximem de seus clientes.

Tem vontade de aprender como clonar WhatsApp de outras pessoas? Primeiro tenha em mente que hackear, ou seja, invadir o aparelho de outra pessoa é um crime cibernético e, dependendo da sua intenção e ação, outros crimes serão categorizados.

Há a necessidade de autorização prévia da pessoa para que seu WhatsApp seja clonado ou que, no caso, você tenha que ter um controle maior sobre as mensagens trocadas por outra pessoa . 

É comum que esse procedimento seja utilizado por pessoas que tenham a necessidade de duplicar uma conta de WhatsApp, geralmente, para trabalhar. Sendo assim, é acreditando em sua boa fé que irei disponibilizar esse conhecimento ao longo deste artigo.

Como clonar o WhatsApp

Como funciona a clonagem de WhatsApp

Dentre as formas de como clonar o WhatsApp, a mais simples é através do próprio aplicativo, espelhando ele no WhatsApp Web, no computador.

Usando dessa maneira, o dono do WhatsApp monitora em tempo real onde seu aplicativo está sendo acessado. Porém, há outros aplicativos que exercem a mesma função de espelhamento sem que o dono da conta saiba.

Nesses casos, para utilizá-los há a necessidade de contato com o aparelho onde o WhatsApp “original” esteja instalado.

Como clonar WhatsApp pelo número

Agora faremos o passo a passo de como clonar WhatsApp apenas com o número do telefone da outra pessoa, sem que haja a necessidade de se ter contato com o aparelho.

Passo 1: Tenha o número da pessoa salvo em seus contatos

Passo 2: Baixe o app “Fake Text Message”

Após instalado, copie uma mensagem de verificação do WhatsApp que você tenha, ela servirá como modelo.

Passo 3: Abra o app e cole a mensagem nele

Passo 4: Selecione o contato da pessoa a ser clonada

Tendo o contato a ser clonado já selecionado, defina em quanto tempo a mensagem falsa irá chegar até o seu aparelho, já se passando pelo outro.

Passo 5: Toque no botão “Fake”

Após isso, habilite todas as permissões que serão pedidas.

Passo 6: Baixe o “Parallel Space”

Passo 7: Instale o WhatsApp no Parallel Space

Abra o Parallel Space, selecione o WhatsApp, e depois siga todos os passos para efetuar o Download e a instalação.

Passo 8: Insira o número a ser clonado

Seguindo todos os passos comuns para a instalação do WhatsApp, chegará o momento em que o número de celular será pedido. Então, nessa hora será necessário colocar corretamente o número da pessoa que terá o WhatsApp clonado.

Passo 9: Aguarde o código

O código de verificação da conta chegará através da mensagem falsa, espere por ele e, em seguida, toque em “Verificar”

Caso essa maneira não funcione, troque o contato da pessoa no aplicativo Fake Text Message e use o número do WhatsApp, o 50351, e repita o procedimento.

Como clonar WhatsApp à distância

Só há como clonar WhatsApp à distância através do número de telefone, cujo passo a passo está logo acima.

Como evitar que seu WhatsApp seja clonado 

Como evitar que seu WhatsApp seja clonado 

A mais básica e importante forma de evitar que seu WhatsApp seja clonado, é a verificação em duas etapas disponível no app.

Infelizmente esse recurso de segurança se torna em vão caso o invasor tenha contatos na operadora telefônica que você é cliente.

Essa modalidade de fraude é chamada de “SIM-swap”. O invasor com o auxílio de algum funcionário da operadora desabilita o número do chip que está com a vítima e o transfere para um chip em poder dos bandidos, sim bandidos.

Os clonadores de WhatsApp via SIM-swap são estelionatários que com o número da vítima em mãos, acessam contas bancárias, fazem empréstimos, saques, transferências e até “sequestram” o número, cobrando uma quantia para que o mesmo seja devolvido.

Por se tratar de uma rede social de cunho privado, pois não há uma “linha do tempo” onde as conversas sejam publicadas, há ainda a possibilidade de haver crimes de extorsão.

Ao invadir o WhatsApp de alguém, o estelionatário pode encontrar uma conversa que comprometa seu relacionamento, fotos e vídeos íntimos e te chantagear dizendo publicá-las se não receber a quantia que deseja.

Internet não é terra sem lei

No dia 03 de dezembro de 2012, o Diário Oficial da União publicou a sancionada Lei nº 12.737/12, a Lei Carolina Dieckmann.

Lei cujo nome é o da atriz que teve seu computador invadido, arquivos pessoais roubados e fotos íntimas vazadas, então, dando início a discussões sobre os crimes de internet no Brasil.

De lá para cá houve muitos avanços e o principal ocorreu em 2014 com a tipificação dos mais comuns crimes de internet no código penal.

Essa ação ficou conhecida como o Marco Civil da Internet que qualifica injúria e difamação, furto de dados, utilização de softwares falsos,apologia ao crime, criação de perfis fakes e plágio, crimes.

Chegamos ao fim desse artigo com informações claras de como clonar WhatsApp e de o que pode ocorrer com quem for flagrado usando esse conhecimento para prejudicar alguém.

Antes de clonar o WhatsApp de alguém, se certifique de suas intenções e informe a pessoa se possível, seja sempre ético.