Como retirar o seu Extrato do INSS

O extrato INSS é uma forma de o beneficiário da previdência social acompanhar os benefícios que recebe.

Sempre que uma pessoa recebe regularmente alguma quantia, é comum que baja um extrato no qual ela possa consultar o valor exato depositado e o dia.

Com o extrato do INSS, os contribuintes ficam sabendo exatamente quanto a previdência depositou: quando se usa o saldo, é normal que o cidadão se confunda por causa de alguma quantia que estivesse previamente na conta.

Uma razão importante para acompanhar o extrato é que, geralmente, as pessoas conseguem ver os depósitos de até três meses e não somente o último.

Consulta extrato INSS

Consulta extrato INSS

O extrato INSS não é concedido nos postos de atendimento da Previdência: é necessário ligar para o número 13.

A central telefônica do INSS tem uma gravação e uma das opões, normalmente, é a de solicitação de extrato, sendo preciso que a pessoa forneça seu número de benefício ou se identifique de outra forma.

Diversos brasileiros, no entanto, usam o Meu INSS para tirar o extrato do seu benefício. O Meu INSS tem a sua versão em app e pelo site e, para ver o extrato, é só:

  • Baixar o app Meu INSS nas lojas do Android o IOS ou acessá-lo aqui;
  • Localizar “Extrato de pagamento de benefício”, à esquerda;
  • Clicar em “Fazer login”;
  • Inserir as informações que a Previdência pedir.

Cadastro Meu INSS

O extrato INSS é visto facilmente no Meu INSS, desde que o contribuinte tenha um login, como ficou claro acima. Quem não tem esse login pode fazê-lo sem dificuldades seguindo o passo a passo abaixo:

  • Depois de clicar em “Extrato de pagamento de benefício”, clicar em “Fazer login”;
  • Se quiser, é só clicar diretamente na opção “Entrar” e logo depois, em “Login”;
  • Na página Gov.br, selecionar a opção “Crie sua conta” e colocar as informações necessárias;
  • Escolher uma senha

É fundamental salientar que esse login é dispensado quando a pessoa consulta o extrato INSS usando a central 135.

O indivíduo que tem um cadastro no Meu INSS, mas o esqueceu, consegue recupera-lo ou fazer outra senha indicando essa opção na página Gov.br.

Se esse processo estiver indisponível virtualmente, o contribuinte tem de ligar para 135 ou pedir auxílio presencial no posto da previdência.

Consultar extrato de contribuições ao INSS

O extrato INSS não precisa ser a respeito do que a previdência paga: ele pode ter a informação inversa, ou seja, quanto que o cidadão já pagou.

Esse dado é imprescindível quando a pessoa está dando entrada em um benefício e tem de comprovar que já contribuiu pelo tempo mínimo.

No extrato de contribuições ao INSS são apresentadas as contribuições decorrentes de empregos registrados (nos quais se vê o recolhimento correspondente no holerite) ou decorrentes do pagamento de carnes de contribuições que são pagos até por quem não possui emprego formal.

Para a consulta ao extrato de contribuições ao INSS, que pode ser conhecido como CNIS ou Extrato Previdenciário deve-se:

  • Acessar aqui para abrir o Meu INSS;
  • Clicar em “Extrato Previdenciário (CNIS), à esquerda;
  • Fazer login ou criar um login da forma que foi ensinada um pouco acima

Se o contribuinte tiver dificuldades para emitir seu extrato Previdenciário (CNIS), é necessário comparecer ao posto do INSS mais próximo levando o número do PIS/PASEP/NIS, o documento oficial de identidade com foto, a carteira de trabalho e o CPF.

Extrato de pagamento de benefícios INSS

O extrato INSS tem tudo o que a Previdência depositou ao cidadão naquele mês, até o décimo terceiro e os adicionais, que são comuns quando o indivíduo recebe o benefício pela primeira vez.

As datas de depósito também ficam visíveis e a pessoa que pediu empréstimo consignado encontra os débitos correspondentes já no seu extrato.

Para a consulta, o contribuinte tem de fazer o acesso ao Meu INSS, conforme foi orientado um pouco antes neste artigo.

Consultar situação de benefício concedido

Outra consulta que o contribuinte pode fazer é a de situação de benefício concedido; ela é importante quando a pessoa já agendou tudo no telefone ou no Meu INSS, já compareceu ao INSS e agora só está esperando a definição da Previdência.

A consulta de situação de benefício concedido também acontece no site ou no app Meu INSS e funciona assim:

  • Acessa-se o Meu INSS aqui;
  • Desce-se a barra à esquerda até surgir “Carta de Concessão de Benefício”;
  • Clica-se nela e faz-se o login. Quem agendou o benefício pelo telefone e nunca acessou o Meu INSS pode criar um login, como já falado.

Destaca-se que o contribuinte não conseguirá consultar essa situação no dia seguinte ao comparecimento no INSS: geralmente, leva-se, no mínimo, três semanas acessar a decisão da Previdência.

A situação de benefício concedido também é informada pelo INSS via correspondência: o órgão manda uma carta ao cidadão com orientações sobre o seu benefício, inclusive a agência bancária na qual os pagamentos serão feitos.

Extrato INSS do Imposto de Renda

 Pessoas que são beneficiárias do INSS têm de mencionar isso na sua declaração de Imposto de Renda, inclusive com o valor correto recebido no último ano.

O problema é que os contribuintes sabem o valor arredondado do benefício, mas a IR precisa que até os centavos sejam contabilizados.

Para facilitar, a Previdência oferece o Extrato para Imposto de Renda, onde são relacionadas todas as quantias de benefício que o INSS pagou à pessoa.

Para obter o extrato para Imposto de Renda, basta acessar o Meu INSS e fazer o login, lembrando que os erros no IR podem fazer com que o beneficiário caia na malha fina.

Extrato INSS do Imposto de Renda

Calendário de pagamentos INSS

Os pagamentos do benefício têm datas pré-determinadas e as pessoas que têm o benefício concedido precisam acessar o calendário clicando aqui.

A página da Previdência tem um link no qual a foto da tabela é ampliada e, ao clicar com o botão direito do mouse, é possível salvar esse calendário no computador.

O calendário de pagamentos do INSS sofre mudanças todos os anos e o único oficial para 2019 é o indicado aqui.