BLOG DA ARACELI
BLOG DA ARACELI
segunda, 04 fevereiro, 2008
Cantinho da poesia - O homem, lobo de si mesmo, diante do mundo (por Oswaldo Coimbra)

O professor e jornalista Oswaldo Coimbra, da Faculdade de Letras da UFPa, construiu uma carreira sólida e respeitada em sua área de conhecimento.O que poucos conhecem é sua incursão nos senderos da poesia. Na antologia Poesia do Grão-Pará, organizada pela poetisa paraense Olga Savary (Rio de Janeiro, Graphia Editorial, 2001), foram incluídos vários de seus poemas, muitos ainda inéditos. 

É o caso do poema Homem-lobo, no qual o poeta vê, entre cético e complacente, os labirínticos caminhos da solidão moderna.

O homem-lobo é sério, é triste, aparenta indiferença.

O homem-lobo recusa o mundo, com seus valores.

Na angústia e solidão em que mergulha, procura

uma existência autêntica.

O homem-lobo luta contra os afetos porque

eles são cadeias que o ligariam a um mundo que

não pode suportar.

Por detrás das muralhas em que vive, o homem-lobo

tudo vê, inclusive, o vazio, o nada. A imensa

infelicidade das pessoas.

O homem-lobo é um estrangeiro, esteja

onde estiver. Nunca se instala. Em lugar algum

se sente bem.

O homem-lobo reconhece que nada sabe. Nunca tem certezas.

É fraco, vacila, tergiversa.

Quando admira alguém, olha-a como se estivesse

diante de um mistério. Sabe que cada pessoa é

uma existência fechada em si mesma. Por isto, nunca

tenta apropriar-se dos sentimentos de outrem.

O homem-lobo, na vedade, só espera a morte.



postado por 25586 as 12:11:08 #
0 Comentários

Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
25586
Meu Perfil

Links
Palavras-Chave
Oswaldo
Coimbra

Favoritos
BLOG DA ARACELI
Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Retratos do Brasil - O que trava a Reforma Agrária?
Outros olhares - Aliança com o agronegócio induz ao desmatamento
O mundo da prosa – Um passeio sentimental pela Belém de 1888
Outros olhares - A maldição de Belo Monte
Janela Indiscreta- Todos os mundos em minha mão
Na ponta da língua - A onipotência do senhor Mercado
Conexão golpista - Presidente do Equador denuncia articulação com grupos opositores da Bolívia
Memórias do porão - Goulart foi morto a pedido do Brasil, diz ex-agente uruguaio
Escravidão do Trabalho - Família Maggi utiliza mão-de-obra escrava no MT
Memória de fogo - 1838, Ilha do Marajó, a guerrilha negra e cabana

Arquivos
2008, 01 março
2008, 01 fevereiro
2008, 01 janeiro
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro
2007, 01 setembro
2007, 01 agosto
2007, 01 julho
2007, 01 junho
2007, 01 maio
2007, 01 abril
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 agosto
2006, 01 junho
2006, 01 maio
2000, 01 abril

93368 acessos
mais...
Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Retratos do Brasil - O que trava a Reforma Agrária?
Outros olhares - Aliança com o agronegócio induz ao desmatamento
O mundo da prosa – Um passeio sentimental pela Belém de 1888
Outros olhares - A maldição de Belo Monte
Janela Indiscreta- Todos os mundos em minha mão
Na ponta da língua - A onipotência do senhor Mercado
Conexão golpista - Presidente do Equador denuncia articulação com grupos opositores da Bolívia
Memórias do porão - Goulart foi morto a pedido do Brasil, diz ex-agente uruguaio
Escravidão do Trabalho - Família Maggi utiliza mão-de-obra escrava no MT
Memória de fogo - 1838, Ilha do Marajó, a guerrilha negra e cabana

Arquivos
CRIAR BLOG GRATIS   
..