TEXTOS JORNALÍSTICOS E POEMAS
TEXTOS JORNALÍSTICOS E POEMAS
sábado, 28 março, 2009
SOBRE AS DROGAS

Em todas as sociedades, em todas as épocas, houve uso de drogas. Em rituais, festas, banquetes, permitido, às vezes, a detentores de determinadas funções sociais (sacerdotes, curandeiros e outros) determinadas classes, gêneros, etc.; todas essas sociedades permitiam o uso e ao mesmo tempo tinham seus mecanismos de controle desse uso.

 

A sociedade contemporânea, entretanto, foi a única até hoje que tentou erradicar de vez o consumo das drogas classificadas como ilícitas e, segundo especialistas no assunto, pori sto fracassou. O tráfico de drogas tal qual conhecemos é um fenômeno do século XX e tem um viés racista. Até o final do século XIX a cocaína, por exemplo, era consumida na Europa, especialmente entre as elites intelectuais, sem nenhuma proibição, como ocorre hoje com o álcool. 

 

A proibição contra o uso de drogas iniciou-se nos Estados Unidos, no início do século XX pela elite branca e puritana, como forma de punir os hábitos e costumes de negros e imigrantes judeus, latinos, chineses, etc. A maconha é considerada a droga mais consumida atualmente no mundo; um estudo mostra que o maior consumidor de maconha é também o país que iniciou a proibição (EUA), seguido da Nova Zelândia, Holanda,França e Alemanha. A grande polêmica hoje é sobre a descriminalização, composições contra e a favor no mundo inteiro.

 

Em debate recente numa emissora de televisão do Estado de São Paulo, o jornalista José Arbex Jr., autor de “Narcotráfico – um jogo de poder nas Américas”, o jornalista Percival de Souza, autor de “A Prisão” (sobre a extinta Casa de Detenção de São Paulo) e outros 15 livros, e o professor Thiago Rodrigues, autor de “Narcotráfico: A Guerra na guerra”, discutiram sobre a questão do tráfico de drogas no Brasil e a proposta de descriminalização.

 

Dentre as propostas de solução para o problema do tráfico e suas conseqüências, Percival de Souza manifestou-se contra a descriminalização das drogas porque entende que ela contribuiria para o aumento do consumo; Arbex Jr. declarou-se a favor dadescriminalização, tal qual ocorre com o tabaco, isto é, que haja empresas que produzam drogas sem as misturas que as tornam ainda mais danosas à saúde do usuário; Rodrigues disse ser a favor da descriminalização concomitante com campanhas contra o uso, referindo-se, também ao exemplo do tabaco. Tal qual no debate, dentro da sociedade as opiniões seguem divididas com uma tendência à defesa da tese da repressão – influenciada pela mídia e patrocinada pelos EUA –, entretanto a indagação sobre a eficácia da repressão pura e simples continua no ar.



postado por 81534 as 05:51:30




0 comentários:
Comente este post
Início
Perfil
81534
Meu Perfil

Meus Links
Blog Grátis
Criar Blog
Manta Absorvente de Óleo
Hoteis

Palavras-Chave
Tráfico
Proibição
Descriminalização
Debate

Favoritos
TEXTOS JORNALÍSTICOS E POEMAS
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
VIAGEM
TEUS LÁBIOS
POEMAS QUE CHORAM
LEMBRANÇAS DE MAURÍCIO
O GRITO (POEMA)
DEUS MUTANTE (POEMA)
O NAMORO DO SOL COM A CHUVA (POEMA)
JARDIM DE ILUSÕES (POEMA)
OSMOSE (POEMA)
QUEM SOU EU (POEMA)

Arquivos
2009, 01 julho
2009, 01 março
2008, 01 julho
2008, 01 junho
2008, 01 maio
2008, 01 abril
2008, 01 março
2008, 01 fevereiro
2008, 01 janeiro
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro

24986 acessos


CRIAR BLOG GRATIS   
..