África – Brasil: Um Elo de Herança Ancestral
África – Brasil: Um Elo de Herança Ancestral
domingo, 13 agosto, 2006
NEGRITUDE - UMA QUESTÃO DE VALORIZAÇÃO OU PRECONCEITO ?


O CONCEITO DE NEGRITUDE

Define-se negritude como um movimento literário que surgiu em França, na década de trinta, dirigido por L. Senghor, A. Césaire e L. Damas, através do qual se combatia o racismo, o colonialismo e se exaltavam os valores da cultura africana.

Em fase posterior, o movimento de negritude serviu de base à implementação das doutrinas socialistas, com características particulares, dos líderes africanos Leopold Senghor (n. 1906) do Senegal, Sékou Touré (1922-1984) da Guiné e Julius Nyerere (n. 1922) da Tanzânia.

Sem a escravização e a colonização dos povos negros da África, a negritude, essa realidade que tantos estudiosos abordam não chegando a um denominador comum, nem teria nascido.

O seu conceito reúne diversas definições nas áreas cultural, biológica, psicológica, política e em outras. Esta multiplicidade de interpretações está relacionada à evolução e à dinâmica da realidade colonial e do mundo negro no tempo e no espaço. Uns consideram a negritude superada e ineficaz, pois a realidade colonial que a provocou não existe mais. Outros entendem como uma extensão da linguagem racista branca que lhe deu origem: uma mistificação de natureza colonial, daí a sua incapacidade de criar uma ruptura. Em outras palavras, o conceito de negritude assumiu a inferioridade do negro forjada pelo preconceito do branco.

CONDIÇÕES HISTÓRICAS

Quando os primeiros europeus desembarcaram na costa africana em meados do século XV, a organização política dos Estados africanos, já tinha atingido um nível de aperfeiçoamento muito alto.

A ignorância em relação à história antiga dos negros, as diferenças culturais, os preconceitos étnicos entre as duas raças que se confrontam pela primeira vez, tudo isso mais as necessidades econômicas de exploração predispuseram o espírito do europeu a desfigurar completamente a personalidade moral do negro e suas aptidões intelectuais negro torna-se, então, sinônimo de ser primitivo, inferior, dotado de uma mentalidade pré-lógica.

E, como o ser humano toma sempre o cuidado de justificar a sua conduta, a condição social do negro dos seus pretendidos caracteres menores. No máximo, foram reconhecidos nele os dons artísticos ligados à sua sensibilidade de animal superior. Tal clima de alienação atingirá profundamente o negro, em particular o instruído, que tem assim a ocasião de perceber a idéia que o mundo ocidental fazia dele e do seu povo. Na seqüência, perde a confiança em suas possibilidades e nas da sua raça, e assume os preconceitos criados contra ele. É nesse contexto que nasce a negritude.


postado por E. M. Nações Unidas as 13.08.06 #
0 Comentários
Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
nacoesunidas
Meu Perfil

Links
Hotéis no Brasil
Encontra Brasil
Guia RJ
Encontra Rio de Janeiro
DNS Dinâmico
Blog Grátis
Hoteis

Palavras-Chave
NEGRITUDE
AFRICANIDADE
ETNIA
PRECONCEITO
DISCRIMINAÇÃO
VALOR

Favoritos
África – Brasil: Um Elo de Herança Ancestral
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
AS ÁFRICAS QUE COLOREM A CULTURA DO BRASIL 3
OS VALORES DA AFRODESCENDÊNCIA
ÁFRICA – NATUREZA E CULTURA DE MÃOS DADAS
SER NEGRO, SER BRASILEIRO - UMA QUESTÃO DE CIDADANIA
AS IGREJAS DO MESTRE ALEIJADINHO
ALEIJADINHO: O MESTRE NEGRO DO BARROCO BRASILEIRO
LENDA DA TRADIÇÃO ORAL AFRICANA - ORIGEM: ANGOLA
GALANGA CHICO REI - A TRANFORMAÇÃO DO OURO EM LIBERDADE
ÁFRICA - CELEIRO DE REALEZA, AVENTURAS E CONQUISTAS 2
AS ÁFRICAS QUE COLOREM A CULTURA DO BRASIL 2

Arquivos
2007, 01 novembro
2007, 01 setembro
2007, 01 agosto
2007, 01 julho
2007, 01 junho
2007, 01 maio
2007, 01 janeiro
2006, 01 dezembro
2006, 01 novembro
2006, 01 outubro
2006, 01 setembro
2006, 01 agosto
2006, 01 julho

394683 acessos
CRIAR BLOG GRATIS
..