O Cálice
O Cálice
quinta, 18 outubro, 2007
O Tempo.


Tempo


O tempo, pede ao tempo.. um tempo.
Peço a você para não dar o tempo, ao próprio tempo,
Que já possui tempo demais(...),

É tempo,
de iniciar uma temporada ao meu lado,
Então me diz que ainda não é tempo disso,
retruco :"não há mais tempo,"
a saudade já reinou um bocado!

Ao menos quero ter um dia,
uma fração de segundos,
porém vividos,
ao teu lado.

Do tempo, só restará eu mesmo,
Sem um filho teu,
Para contar dos bons tempos,
Que minha juventude viveu.

Ficarei então,
Aqui no mesmo lugar sentado,
Sentindo o vento dos tempos,
Soprarem em meus cabelos,
E, esquecerei um dia,
Que os cabelos eram teus.

É, faz mesmo um tempo
Que não tenho mais bons tempos!
Nossos destinos se perderam
Ao mesmo tempo que se cruzaram,
Tudo ao mesmo tempo.

 

 Thiago Henrique.

(Trecho do livro Cotidiano Absurdo, autoria de Thiago Henrique).


postado por 76632 as 11:32:53 #
1 Comentários

Ca:
Parabéns!!! Poemas profundos sem serem lamentosos.
11/11/2007 18:05:49

Comente este post! | <<< Voltar para Início

Perfil
76632
Meu Perfil

Links
Poeta Vagabundo
Blog L'Engagement
Uma Luz Na Minha Estrada
Caminhos Que Me Levam
L'Engagement, poesia para todos

Palavras-Chave
Relogio
temposaudade

Favoritos
O Cálice
mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
Distâncias.
Quadros.
CAOS.
Epístola dos Insanos aos Homens.
Na cama com a Morte.
Supremo Milagre.
Cálice de Lágrimas.

Arquivos
2007, 01 dezembro
2007, 01 novembro
2007, 01 outubro

1973 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..