peladao
peladao
sexta, 10 novembro, 2006
E por aí vai


Não tem nada que me revire mais o estômago do que um sujeito com um violao em locais públicos. Talvez só um corinthiano tenha esse poder.  Já reparou que existe um padrão nessas rodinhas de violao? O sujeito tem o mesmo jeito de marcar o ritmo com o pé, o mesmo jeito de balançar a cabeça como se tivesse tentanto estalar o pescoço de um jeito epilético. E o maldito sorriso. Por que eles dão aquela risadinha? Nunca cheguei a uma conclusão, mas suspeito que no fundo eles estejam rindo da cara de quem tá lá, batendo palma, cantando junto e balançando que nem pêndulo de relógio. Deve ser isso. O sujeito imagina: não é possível que esse povo não tenha nada melhor pra fazer. Eu acho que isso não tem nada a ver com a música, nem que seja um atalho pra pegar mulher, só pode ser show de humor. Não sei o que acontece comigo nessas horas. Fico com vontade de ir andando calmamente em direção ao cara que está tocando (provavelmente wish you were here do Pink Floyd), sorrir carinhosamente e num movimento mais rápido que a gozada do namorado da Cicarelli dentro do mar, retirar o violao das mãos dele, e antes que ele consiga dizer, “- Por Buda” procurar fazer com que o violao ocupe o lugar da cabeça dele no espaço. Nessas horas amaldiçoo a invenção do código penal e as regras da vida em sociedade. Mas a pior parte e quando alguém pede uma música, ele sai da postura de Fábio Jr. meio que se abraça com o violão, continua com o maldito sorriso, fica com um ar caridoso como devia ser o de São Francisco, se ele tivesse existido. E com a maior superioridade possível que a linguagem corporal pode expressar , o desgraçado fala: “-  é mais ou menos assim…” toca um pouquinho e diz:”- E por aí vai…” Puta que pariu!!!! Isso me tira do sério. Rogo a quem tenha poder pra isso, vamos proibir as rodinhas de violao. Se um asqueiroso for pego com um violao no carro, que seja pra ir pra aula ou pra uma apresentação. Mas que tenha um porte de arma. Porque um dia eu morro do coração atingido pela enorme capacidade que o ser humano tem as vezes de ser muuuuuuuuuuuito nojento. E por aí vai…


postado por 36992 as 05:06:58 #
0 Comentários

Comente este post!   |    <<< Voltar para Início

 
Perfil
36992
Meu Perfil

Links
Blog Grátis
Hoteis

Palavras-Chave
ódio

Favoritos

mais...

adicionar aos meus favoritos


Colaboradores do Blog


Comunidades
Não há comunidades.

Posts Anteriores
A ausência de sutileza sempre me incomodou.
Richard Hell
Pai bimestral
Você sabia?
a voz do medo
Idade média
Na hora de falar
Elefantes humanos
Transparência
1/2as verdades

Arquivos
2007, 01 março
2007, 01 fevereiro
2007, 01 janeiro
2006, 01 dezembro
2006, 01 novembro
2006, 01 outubro
2006, 01 setembro

7175 acessos
CRIAR BLOG GRATIS   
..